Se eu fosse o juiz...


Se eu tivesse apitado Corinthians x Palmeiras hoje, teria sido expulso do quadro de árbitros.

Com meio tempo eu teria expulsado um de cada lado. Falta? Não, não! Apenas pra ver se melhora o jogo com mais espaços.

Com 44 do segundo tempo eu teria abraçado o jogador do Palmeiras na hora do gol, afinal de contas, eu não esperava aquilo num jogo tão ruim.

No intervalo eu teria expulsado os dois treinadores, que é pra ver se melhorava o jogo e os times jogavam com menos medo e ordens táticas.

Aos 15 do segundo tempo autorizaria a entrada de mais um jogador pra cada lado, sem que nenhum saísse. Talvez assim a coisa melhorasse.

Aos 31, enfim, eu terminaria o jogo. Não seria obrigado a aguentar mais aquilo.

Como eu não sou juiz, assisti na TV e entendi que é do inferno que se ve o paraíso. Vou ver o Vt do Botafogo e Flu, pois a chance de ter sido pior é absolutamente nula. Nada pode ser pior do que um Corinthians x Palmeiras onde os dois times passam 90 minutos sem trocar 3 passes em sequencia.

abs,
RicaPerrone

Alex Dias forever


O Engenhão, lindo, foi aberto com um clássico e uma virada. O mais incrível e notável é que o primeiro gol do estádio foi do jogador que mais perde gols no futebol brasileiro. Alex Dias, pasmem, está na história do Futebol Brasileiro.

O jogo eu não vi ainda. Mas como o Botafogo ganhou, não estou nada surpreso. Afinal, o melhor time do Brasil hoje é favorito hoje.

abs,
RicaPerrone

Curtas

 
- Não vi o jogo todo, mas o primeiro tempo foi sofrível. Da mesma forma que não acho justo jogar tudo nas costas do Dunga ainda, não acho que deva cair sobre Diego, Elano e Doni. Eu manteria o time pra domingo.

- A Argentina venceu, de virada, os EUA por 4x1. Se fosse o Brasil diriam que não fez mais que a obrigação, sendo a argentina, os brasileiros dizem que "UAU!!!". Vai passar de fase voando, e quando encarar o Brasil perde como sempre.

- A polemica do homosexual da bola já encheu o saco. Todo mundo sabe quem é o jogador que teria recebido oferta, e aceitado, pra ir no fantástico assumir que é gay. Todo mundo sabe que de fato ele parece ser, e, se realmente aceitou, como foi verdade, é porque é. O que me deixa puto é que não ser gay agora é crime. Qualquer coisinha que falam dos caras já aparece grupos, processos, etc. Daqui a pouco eu vou ter vergonha de apresentar mulher pros meus pais. Ele vão achar que eu sou anormal. O mundinho complicado esse...

- Poços de Caldas é legal. Só tem flamenguista e sao-paulino, me senti em casa.  E se voce e solteiro, vale a dica: Fique longe daquela cidade! rsssss

- Dialogo entre este jornalista e o rapaz que atendia no restaurante do hotel:

- Amigo, me manda um grelhado com arroz e fritas.
- Pois nao. O senhor quer um ou dois grelhados?
- Nao sei irmao, que tamanho e?
- Iguais...

Fala serio..

abs,
RicaPerrone

Muito, muito bom!

Pela primeira vez em 2007 eu consigo assistir a um jogo do SPFC e sair absolutamente satisfeito.

- Mas Perrone, empatou!
- Sim, e tantas e tantas vezes eu questionei a bolinha jogada mesmo vencendo.

O Tricolor jogou um partidaço! Perfeito na zaga, ótimo na marcação, os alas aparecendo, o meio criando, os atacantes movimentando e criando chances. Muito, muito bom! O gol não saiu, mas o futebol apareceu. Muricy que se vire, mas a cada dia que passa Hernanes ganha a posição, assim como fica claro que a zaga do SPFC é muito forte com qualquer formação. André Dias, pra mim, deixaria o time pro Breno jogar. O menino não pode ser considerado um extra-serie, mas o André Dias muito menos. Se for pra escolher o titular pelo numero de grandes atuações pelo SPFC, fique a vontade por qualquer um deles. Ambos não tem mais do que 5 jogos em alto nivel.

As coisas melhoraram, e muito. O que um papinho entre jogadores não faz né? Parabéns aos que tomaram a iniciativa, se realmente houve como me informaram.

abs,
RicaPerrone

Aí sim, vira um time fraco


Hoje, bato na tecla que os 11 do Flamengo não são fracos perto do que tem por aí. Acho que falta elenco, que a zaga é razoável, que falta um atacante, enfim, tem problemas, mas não vejo como um time fraco, ainda mais olhando pros demais. Só que o Flamengo está prestes a se tornar um time fraco.

Se Renato sair, mudo minha opinião em 40% pelo menos. Ele é quase meio time do flamengo. O cara que resolve os jogos mais complicados com faltas, chutes, correria, organizando o time, etc. Se sair, não sei o que o Ney fará pro meio-campo do Flamengo jogar futebol. Não considero Renato um craque, mas ele vive uma grande fase no Mengão, e não é de hoje. Talvez seja o melhor meia do futebol brasileiro hoje, sem puxar muito a memória.

Ninguém me convence que o Toró vai entrar e fazer o que o Renato faz. Principalmente porque é raro ter um jogador de técnica que ainda abusa da raça e da disciplina tática, como Renato faz. O Flamengo perderá o seu jogador mais relevante, e se isso acontecer em meio a esta fase turbulenta, não duvido ver o projeto 2007 acabar no meio do caminho com uma nova tentativa de não cair.

O jogo do Flamengo passa muito pelo Léo e pelo Juan. É comum ver as zagas adversárias em cima do Souza e a bola sobrando pro Renato na entrada da área. Essa jogada vai terminar. Assim como as cobrancas de faltas salvadoras e os ótimos passes deixando companheiros na cara do gol. Rebotes de seus chutes, o Fla também perderá. Agora tire isso tudo da listinha de gols do Flamengo em 2007 e veja quantos sairam desta forma. Vai fazer uma tremenda falta, principalmente porque o jogo do Flamengo passa pelo Renato.

Seria lamentável, mas seria o caminho mais perto de acontecer em virtude do que temos visto em campo. Por isso... Fica, Renato!!!

abs,
RicaPerrone

É hoje!


Então, vamos torcer! Mesmo que a imprensa tente desmerecer a seleção, que o povo esteja desmotivado, desligado dela, mesmo que o time não seja mais o orgulho da nação, e mesmo que os craques maiores não estejam lá. Até determinado ponto eu concordo que as convocações são fracas, que o time não empolga, que seja um balcão de negócios, etc, etc, etc.

Mas, a partir do momento em que o Brasil vai disputar uma competição com outros países, sendo que um deles é a Argentina, não encontro argumento nenhum pra não torcer. Já acordei ansioso e assim adoraria permanecer até a decisão. Também acho que há um certo sentimento vulgar em relação a seleção hoje em dia. Na Copa, o país para e se pinta declarando amor pelo time. Perde, vira lixo. Ganha, pára o país. Ou seja... tá faltando alguma logica.

Em virtude da má apresentação na Copa, o povo deu uma desanimada, mas... nada que um 2x1 de virada na Argentina não reverta. Se existe uma chance da lua de mel voltar, aí está. Que venha o México, que venham quem vier e, principalmente, que venha a Argentina. Porque nós vamos ganhar deles, tenham certeza.

abs,
RicaPerrone

O maior culpado

 
Eu falo bastante do meu pai aqui no blog, principalmente quando conto história de futebol pois ele sempre tá junto. Hoje, dia 25, ele completa mais um ano de vida e eu nem consegui encontrá-lo tamanha correria. Mas, como eu tenho um blog... como ele é enorme parte disso tudo, como eu sempre falo dele, enfim... 

Meu pai foi o cara que me levou no Morumbi, que me fez ver futebol, que me ensinou que existiam outros times além do SPFC. Foi quem me fez ver F-1, MotoGP e escolas de samba. Eu nao preciso mais justificar o quanto ele se tornou importante na minha vida e carreira por tudo isso. Qualquer um que me conheça ou acompanhe blog, rádio, etc, deve notar facilmente. As minhas maiores paixões, todas elas, foram influencia dele.

Me lembro de tanta coisa que passou desapercebido e que hoje tem importancia enorme na minha vida e no meu dia-a-dia que eu gastaria 2 dias escrevendo se fosse citar tudo. Eu tenho uma memória do cacete, e isso me ajuda a reconhecer certas coisas. Me lembro um dia que ele ficou deitado comigo na cama vendo F-1 e me explicando a pontuação da corrida pela primeira vez. Era em 87, por aí.  Aprendi que 9 pontos era bastante. E depois fiquei perguntando se no futebol não era pouco dar só 2 pra quem ganha. Até que fazia sentido, pois eles mudaram pra 3. rs

Ele me levou ao Morumbi com 1 ano de idade. Eu me apaixonei pelo SPFC com ele do lado quase todo jogo. Vi titulos, derrotas e tenho umas 300 partidas ao lado dele naquele estádio. Me lembro tão bem da alegria do dia do titulo da Libertadores quando da tristeza na derrota pro Vasco, onde pela primeira vez eu chorei por causa de futebol em 1989. Ele levou horas me explicando que era só um jogo. Eu até hoje, talvez, não entendi direito.

A primeira corrida de F-1, ele que me levou. Eu vi o Senna de perto naquele dia, e vi ele treinar colado no alambrado. Assim como me acordou de madrugada pra ver escola de samba e eu tive a sorte de ver a Mocidade pela primeira vez. Me levou também pra Sapucaí pela primeira vez, e depois nunca mais foi comigo. Em 2008 ele não me escapa.

É um cara tranquilão, que faz o bem pra todo mundo, que é engraçado pra cacete e que todo mundo adora. Nunca briga com ninguém, tá quase sempre rindo e contando piadas. Adora comer e reunir a familia. Ele gosta de comer pernil na porta do estádio, igual o pai dele, e igual o filho. Fica quieto quando pensa em alguma coisa, só olhando. Consegue demonstrar que está puto com meio olhar, e que está feliz com uma gargalhada que se ouve a 2 km de distancia.

Já briguei muito com este sujeito, assim como com minha mãe. Já fui rebelde, daqueles bem terríveis! Ele e a mãe aturaram tudo isso e deixaram passar. Eu não teria aguentado, mas eles aguentaram. Depois de um tempo ele virou um grande amigo. Passou até a frequentar lugares junto comigo e com meus amigos. Voltou pra arquibancada do Morumbi, onde fatalmente é nosso ponto de encontro quase semanal até hoje. Nunca mais acompanhou carnaval como antes, nem F-1. Mas... é a idade né? rs

Toca piano como poucos, mas nunca toca. Eu até dei um pra ele, mas ele não toca, não tem jeito. Cansei de brigar, agora quem faz curso de teclado sou eu.

Hoje eu vivo de F-1, de Futebol. Adoro carnaval, meus habitos passam 80% pelo que ele me ensinou. Todo santo dia, ao escrever qualquer coisa sobre esportes, eu me lembro de alguma coisa que ele quem mostrou. Claro, minha mãe nào tem culpa de ser mulher. rsrs Se ela fosse homem ela teria me mostrado tudo isso. Mas, por ter uma vida totalmente voltada pra coisas de homem, futebol, f-1, esportes em geral, e por ter habitos meio simples, como churrasco, chinelo, bermuda, enfim... eu acabo levando um pouco dele todo dia.

Então, hoje, quando ele completa mais um ano e eu já nem sei quantos são, eu só queria vir aqui no blog e agradecer por tudo!!! Até porque, este blog não existiria se não fosse tudo que ele me fez gostar na vida. Eu tenho amigos do cacete, como sempre digo. E um pai e uma mãe que se todos tivessem, o mundo seria mais fácil.

Parabéns, "Fernandão"! Você é o cara! Meu ídolo.
E eu vou cobrar o chopp amanhã.

abs,
RicaPerrone

Depois de Obina... Magrão!

O bom humor do carioca é algo simplesmente fantástico!!!!

E assim outro jogador apenas bom vai se tornando muito bom em virtude da moral dada a ele. Até que a tática tem dado certo...

abs,
RicaPerrone

A incoerente arte de determinar valores
 

Luis Fabiano é ídolo da garotada. Muitos dirigentes do SPFC, e isso inclui boa parte dos que lá estão hoje, adoram o jogador e se ele pedir pra voltar e puderem pagar, voltará na hora. Assim como Tardelli, que anda treinando no CCT e deve voltar ao time depois de tudo que fez for a de campo e do quase nada feito dentro dele. Nós, torcedores, temos nossos valores e critérios, e respeitamos os da diretoria, desde que ela não se coloque acima da camisa do SFPC por conclusões pessoais.

Denilson foi vetado de treinar no CCT e isso já deu o que falar. Não vou entrar no mérito de contrata-lo ou não, apesar de entender que ele joga mais bola que a enorme maioria do time do SPFC atual. Nem quero que ele venha nesta situação, mas, não quero que ele deixe de ser o Denilson do SPFC.  E infelizmente o que está sendo feito é exatamente isso. Jogaram Denilson como um jogador qualquer que passou pelo clube, enquanto fazem questão de chamar de ex-tricolor um Luis Fabiano, Kaká, entre outros de historia tao curta e pouco vitoriosa quanto.

Se formos discutir a importancia de cada jogador de acordo com o que ganhou, talvez fossemos cometer algumas injustiças, como o caso de Denilson. Um jogador que atua em 2 Copas do mundo, que foi da seleção por 9 anos, que foi a venda mais cara do futebol brasileiro não pode ser ruim, ou sequer razoável. Cabe a cada um gostar ou não, mas não dá pra negar que se trata de alguém acima da média, que pagou a reforma do Morumbi, inclusive.

Kaká, por exemplo, preferiu partir ameaçando sair de graça. Denilson nos deu um titulo, dribles, uma identificação com o clube, e 30 milhoes de dolares. Nào quero comparar a qualidade, mas se o Kaka tem alguma importancia pro SPFC, o Denilson tem o triplo.  O Luis Fabiano, magico atacante que era capaz de sumir em decisões, é idolo.  Grande jogador, sem dúvidas, mas que não fez o que era esperado quando mais precisamos dele. Sumia, seja por falta de capacidade, seja por alguma expulsão idiota num jogo dificil.  Eu não condeno os dois, pelo contrário, até tenho algum carinho por Kaka e L. Fabiano. Mas não os considero ídolos da história do SPFC.

Denilson, que foi campeão paulista apenas, eu considero. Pela forma que surgiu, pela historia na seleção ainda sendo do SPFC, pela vontade em campo, pela venda historia, pela forma que saiu, e pelo choro na despedida, que eu não esqueci e que, sendo idiota em acreditar ou não, até hoje acho sincero.  Assim como Luizão, deixou a marca de ter feito sua parte numa decisão. Jogou tudo naquele campeonato, e foi campeão comendo a bola.

continua...

 

Depois se perdeu. Sumiu na Espanha, na França e mesmo assim continuou na seleção. Errou, talvez por balada, como dizem, ou talvez porque faltou foco. Inegavel que futebol ele sabe jogar, assim como é inegavel que 29 anos nào é idade pra se descartar jogador.  Sua carreira talvez não tenha sido gloriosa, nem brilhante até aqui. Mas com 29 anos, não me sinto no direito de enfiar um rotulo nela. Ela nao terminou, e poderia sim terminar no SPFC. Mas nao querem, e eu desconfio que haja algum tipo de birra entre gestões atrás disso.

Fechar a porta do CT para Denilson correr em volta do campo? Isso é o tratamento que merece um ex-jogador do clube que jamais fez nada de errado ou que prejudicasse o time? Que jamais se meteu em polemicas graves, que jamais fez algo que tenha marcado sua passagem pelo clube negativamente? É isso que merece um cara que a torcida gosta muito e que sempre honrou a camisa do SPFC?  Não há uma certa arrogancia exagerada no caso, não?

Não seria o caso de abrir pra ele treinar igual Cicinho e Julio Batista, que mal viam os atuais jogadores do elenco e que a imprensa nem tinha acesso? Simples! Estaria resolvido o problema da melancia, citada pelo Marco Aurélio.  Será mais interessante abrir pra midia uma recusa a um idolo do que contornar de forma mais agradavel a todos?

Eu já cometi muitos erros ao julgar certas posturas da diretoria do SPFC, e talvez esteja cometendo mais um deles. Mas me parece uma das mais absurdas e arrogantes já tomadas. Não concordo, e não vou concordar nunca, podem argumentar o que for em relação a técnica do jogador. Vi nego dizendo por ai que ele não joga tudo isso, que ele não ganhou nada no clube, ok ok ok! Dane-se!!! Isso não se trata de historico de titulos, mas sim de respeito e consideração a quem vestiu essa camisa com respeito.

E se a diretoria do SPFC fizesse isso num dia qualquer, eu nem acharia tão estranho. Mas na semana que reintegram Diego Tardelli ao elenco principal, me resta ficar absolutamente puto e considerar que não existiu critério, mas sim alguma birra pessoal pra que tenha sido assim.

O debate está totalmente desvirtuado. Não é questão dele ser craque, não ser, de ser mais ou menos importante do que esse ou aquele pro clube. A questão é bem simples: Porque vetar alguém querido pela torcida e que jamais teve problemas de conhecimento geral que possam justificar isso? Se os problemas são tao graves, então o SPFC poderia expor para justificar tal postura.

Denilson é um cara que eu respeito demais, que acho que ainda pode jogar muita bola, que eu contrataria sim pro SPFC. Mas que eu respeito quem discorda disso tecnicamente. Mas me dizer que a diretoria do SPFC está tendo algum criterio quando chama Tardelli de volta, convida Luis Fabiano pra treinar no Reffis (eu vi o convite na minha frente, ninguem me contou)  e proibe Denilson de entrar no CCT? Vai me desculpar, vocês só podem estar brincando.

Abs,

RicaPerrone

Muricy x Luxemburgo


O Tricolor venceu e convenceu, finalmente. Pela primeira vez em muitos meses, uma grande atuação, segura, cheia de opções e garra. Outro time, sem dúvidas. O meu ídolo Muricy Ramalho armou muito bem o SPFC, apenas errou ao escalar Hugo, o brincalhão. Fora isso, o time foi bem escalado. O jogo foi, taticamente, muito complicado. Mas deu pra notar algumas coisas bacanas que os treinadores fizeram.

- O Muricy, tendo Hernanes e Richarlyson, conseguiu dar aos dois alas uma opção de jogo e de passagem. Os dois saem pro jogo e conseguem fazer a função de lateral quando eles avançam. Deu certo, mas não sei se com Josué daria. O Richarlyson cobria o JW, o Hernanes fazia isso com Ilsinho, o Breno adiantava e o time teve um sistema de marcação que beirou a perfeiçào hoje.

- O Ataque não mudou muito taticamente. O que mudou foi o sorriso do Dagoberto, que apareceu. O garoto tava em casa hoje. Se movimentou, abriu, e com o Hugo centralizado ficou dificil o Santos saber de onde vinham as jogadas. E, enfim, o SPFC teve variação de jogadas.

- Hugo não funcionou em relação a técnica. Errou quase tudo e mostrou imaturidade. Mas, na parte de puxar a marcação dos volantes pra que os alas do SPFC entrassem na diagonal, foi perfeito.

- O Santos voltou pro segundo tempo tentando uma coisa interessante, mas que não deu certo. Luxemburgo fez uma linha de 3 meias quase como volantes, bem recuados. Os dois mais afastados do centro cobriam os alas e marcavam JW e Ilsinho, liberando os laterais do Santos e confundindo o SPFC. Tanto que no segundo tempo os alas tricolores sumiram. Só que, com o recuo dos volantes, o SPFC usou Breno pra sair jogando em contra-ataque, já que o Luxa tirou um dos homens de área. Foi um erro, e feio, do Luxa. Mas... com o elenco que tem ofensivamente, é dificil julgar também.

- Em determinado momento do segundo tempo, quando entrou o Tabata, o Luxemburgo conseguiu trcar passes na frente da área do SPFC. O objetivo parecia claro: Toca, toca, toca e o Cleber chuta. Mas os chutes foram pra fora.

- A saída do Hugo matou as chances do Muricy enfiar um 4x0 na Vila. O time ficou com os alas presos pelo sistema de volantes do Luxemburgo e sem ligação direta, portanto, sobrou pros volantes. As jogadas até sairam, mas não tinha quem ligasse e desse o último passe.

- Num geral, o Luxa errou e o Muricy se deu muito bem com o que tinha em mãos. Aliás, o Muricy se dá bem com o Luxa normalmente, o que não implica em alguma comparação entre eles. O SPFc foi escalado sem nenhum dos insatisfeitos, e isso fez efeito. Se foi de propósito, o Muricy foi muito inteligente. Eu não sei o que o Luxemburgo fará pra este time do Santos conseguir fazer gols quando sair perdendo. O Kleber não me parece a solução de tudo, longe disso. O ataque do Santos é muito fraco tecnicamente.

E hoje os dois treinadores trabalharam muito. Verdade seja dita: Muricy merece 10 hoje!

abs,
RicaPerrone

Muricy no Arena


O professor está no Arena Sportv. Eu não sei se dou risada ou se choro quando vejo ele dando entrevistas longas.  Ele ri, ele se mostra arrogante, ele diz abertamente: "Ninguém sabe nada!!! Palpitam, mas não sabem nada!". Desmerece a opinião de todo mundo, fala que no futebol é assim, é assado, como se os pobres ouvintes dele nao soubessem. Mas é engraçado, porque ele já não é mais levado a sério quando faz essa cara de arrogante.

No começo irritava, agora já virou engraçado. Primeiro porque ninguém, nem o mais alucinado parente do treinador, deve considera-lo em condiçoes de ter 50% da arrogancia que ele tem, que atualmente é pior que a de Luxa e Felipão, o que evidentemente não se justifica através de nada que ele tenha feito na carreira. É engraçado, e só.

Ele falou do Tardelli, do Lenilson, e foi legal que num determinado momento o Cleber Machado insistiu para ouvir do Muricy um " eu também errei". E advinha o resultado? NADA! Só ouviu que ninguém sabe nada, que o time teve problemas, que ele fez tudo certo, e que deu errado e futebol é futebol. Ele não errou, o time errou tudo sozinho. Ele é foda.

No final ele disse ironicamente que no Brasil todos ganham e só o treinador perde. Pois é, concordo.  Mas foi a imprensa que saiu gritando e te dando moral quando voce ganhou alguma coisa no Inter e um Brasileirão no SPFC. Então nao chora, porque se fossem avaliar o titulo do SPFC com  rigor, seu aue seria bem menor. Disse com ironia que o vice do Gremio valeu, e que o do SPFC nao. Ue, mas sera que precisa desenhar pro cara????

É claro que sao julgamentos diferentes! O Gremio tem um time razoavel e nao tem elenco. Voce tinha um puta de um elenco e um puta de um time. Os dois conseguem um resultado igual e voce queria o que? Mesmos aplausos???

As vezes eu tenho a sensação que ele faz isso de sacanagem. Outras vezes penso que ele é teimoso mesmo.  Mas juntanto tudo, tenho certeza que o Muricy é um cara legal. Bastante teimoso, arrogante por defesa, mas... um cara legal. Ele só nao descobriu ainda que, sendo um cara legal, a vida ficaria mas facil do que sendo o arrogante. Um dia ele percebe.

abs,
RicaPerrone

Muito bom!!!
Samsung quer o SPFC


Parece que os patrocinadores do Corinthians não andam muito felizes com o clube. A Nike já fez propostas para tirar a RBK do Tricolor e, até agora, não conseguiu. Agora quem fez oferta pra levar a marca na camisa do tricampeão do mundo foi a Samsung. O SPFC não disse nada ainda, mas realmente existiu tal conversa, garante o Relatorio Reservado, em seu caderno de NEgócios e Finanças.

A LG arrumou a situação com o SPFC há umas duas semanas, quando inclusive pagou o que devia pro Tricolor, cerca de 3 meses. A LG não anda com uma baita moral lá dentro, mas um novo patrocinador implica em tanta dor de cabeça e, neste exato momento do  SPFC, o valor não subiria o planejado em virtude dos resultados e da não garantia de Libertadores em 2008, portanto, não é interessante ao clube trocar agora.

Outras empresas estarão bem interessadas no SPFC nos próximos meses, quando sairá a tal loja, o bar temático e o shopping no andar de baixo.  Por isso eu digo: Santo Pan! Santa Copa! E Santa Olimpiada!!! Só isso faz esse pais andar. Só quando OBRIGAM a fazer, eles fazem. Que assim seja. Mas que seja feito.

RicaPerrone

O brinquedinho do Romário...
Filhos de peixe...

Filhos de Djalminha, Bebeto e Junior Baiano.

Os meninos já jogam no Flamengo e tentam seguir os passos dos pais. No mínimo, curioso.

abs,
RicaPerrone

Seleção de 2010


Alguém teria a coragem de, sem contar com os que surgirão, eleger hoje a provável seleção de 2010 na Copa?

Eu chuto algo com: Julio César, Ilsinho, Miranda, Juan, Marcelo, Lucas, nao sei, Ronaldinho, Kaká, Anderson e Robinho.

Aliás, se soltam os 4 de frente no campo e eles jogam o que sabem, não precisa nem de treinador, hein...

abs,
RicaPerrone

Coisas que só acontecem com o Perrone


Ao chegar no barbeiro ontem, antes do jogo do Gremio, sentei e mandei cortar, igual sempre. Enquanto brincava com os barbeiros, palmeirenses e rubro-negros, chegou um cara de barba e sentou na espera. Me perguntaram sobre a final de ontem, e eu disse que torceria pelo Gremio, obvio. Os barbeiros, mais velhos e já sem aquela coisa de torcer contra o rival so pra sacanear, idem. O barbudo levantou e disse (naquele sotaquezinho chato de argentino):
- Sim, mas Boca nao perde finais fora! Boca é catimbeiro!
- É verdade...
- Boca sabe bater, sabe apanhar!
- Sim...
- Boca tem uma torcida fanática!
- é mesmo...
- Brasileiro quando bate o juiz pega.
- É...
- Onde ja se viu!! O Sandro quase matou o nosso meia.
- Pois é...
- Se é o Palermo ali, teria feito e não tomava amarelo.
- Sim, sim, claro...
- E também será muito forte o jogo do Gremio hoje, mas argentino não cai nessa.
- É...
- O Riquelme por exemplo, sabe bater!!! Se der nele, ele devolve e o juiz não ve.
- Pois é...
- E o Schiavi é boca, ne! Voce sabe...
- Sim, sim... é Boca.
- Seremos hexa!
- Parabéns...
- Obrigado! Obrigado! O seu Sao Paulo também é muito forte.
- Ah, mas é outra modalidade, ne?
- Como modalidade?
- ah cara, o meu SPFC joga futebol ne. Esse ai que voce citou bate, catimba, esconde o cotovelo, torce, sabe apanhar... o meu joga só futebol, irmão. 

Ele ficou puto, é obvio. Mas é interessante notar como os argentinos tem por cultura olhar pras qualidades de jogo as questões que são ate preconceito no Brasil. Quando Felipão cobrou do Edilson que cuspisse e desse cotovelada no corintiano, a midia teve petits. Eu achei normal, pois isso acontece todo jogo. Tem que bater mesmo, sem violencia, mas bater de forma que intimide e esteja na regra. Todo treinador manda fazer, e todo jogador sabe que tem que fazer.

Mas é curioso como aqui se discute a tatica, a tecnica, o lateral, o meia, o cruzamento, etc. Lá, é saber bater, apanhar, correr, torcer, ter raça, etc. Futebol mesmo, que se dane. Eles jogam se der. Dá certo muitas vezes, mas eu não consigo achar normal que se veja um esporte muito mais por seus anexos do que pelo seu foco central.

abs,
RicaPerrone

Ué?


Duas duvidas terriveis que nào me saem da cabeça:

 1 - Ta bom. Entao vamos supor que o Denilson tenha levado meninos pra balada quando treinou no CCT.  Quer dizer então que a culpa é de quem convida? Ele virou carrocinha? Obriga alguém a ir com ele? Mas tudo bem, vamos aceitar que ele tenha feito isso. Então fica a duvida sobre a coerencia: O SPFC está aceitando o Tardelli de volta baseado em que? Fez 200 convites pro Luis Fabiano voltar por que motivo? EU VI! Ninguém me contou!!! Eu vi o MAC convidar o Luis Fabiano pra vir se recuperar no CCT quando se machucou.  Será que o Denilson era de outra administração ou será que ele gosta de balada mesmo? Abre o olho, gente... Se formos acreditar em tudo que diz a diretoria do SPFC, é o time mais perfeito do mundo, que nao atrasa um real de salario, que nao tem briga interna e que ganha tudo todo ano.  Sao 11 anos de fracassos para 2 de vitorias. Abre o olho... o paraiso que pintam la nao existe. O Denilson nao merece ter portas fechadas no SPFC nem se tivesse saido com a  mãe de algum dirigente.

2 - A tese de que o Denilson é inutil, é craque, é isso ou aquilo é de cada um. Eu gosto, acho que ele errou na vida quando perdeu o foco. Mas... nao acho que nenhum dos 23 jogadores do elenco atual do SPFC, por exemplo, joguem mais futebol que ele. Sao mais uteis, inteligentes, mas... tecnicamente, ninguem. Se o que eu vi em 98 foi mentira, tudo bem. Mas eu nao acredito nisso. Pra mim o Denilson ;e um baita jogador que precisa de foco, ambição, treinador, etc. Não sei se o contrataria, mas nao fecharia a porta pra ele andar em volta do campo jamais.

abs,
RicaPerrone

O cara, o Mano e a torcida

 

Em tres partes, o óbvio do óbvio. Com o elenco que tem, Mano Menezes se torna o maior nome na campanha do Grêmio, afinal de contas, seus tres maiores nomes nem jogaram de titular: Amoroso, Lucas e Schiavi. Foi um baita treinador, chegou longe, errou, acertou, fez o que dava, mas não perdeu a linha, a educação e nem os jogos por omissão ou medo de mexer. Mano fica sendo o nome do tricolor na Libertadores 2007.

Do lado de lá, um atacante de personalidade, um lateral de alto nível, um monte de jogador bom e um cara. Custou 2 milhoes de dolares por 4 meses, e eu vou adorar a proxima discussão que eu tiver com o Marco Aurélio Cunha sobre isso. rsrs  Quer pagar igual Sao Caetano, seja Sao Caetano. Quer ser Manchester, pague igual o Manchester! Os 2 milhões que, fatalmente, de acordo com a mentalidade brasileira, seriam motivo de piada caso tivessem sido gastos por um clube nacional.  Taí, o cara resolveu a decisão sozinho.

E o mais interessante é o amadurecimento do Riquelme. Já vi o cara sumir diversas vezes quando bem marcado, mas não foi assim. E não podemos nem dzer que ele não apanhou, porque apanhou e pra cacete. Merecia meia taca so pra ele. O cara que resolveu o titulo, a ida pra Toquio e salvou o ano do Boca. Custou 2 milhoes, o que deve ter valido a pena.

E a torcida do Gremio, que soube aplaudir a chegada brilhante deste time na final. Foi na base da garra, da raca, da vergonha na cara e do respeito a camisa. Foi muito bonito o que o Gremio fez este ano. Aquela sensacao de inveja boa, sabe? Eu adorava quando acabava um jogo e eu tinha orgulho do meu time mesmo perdendo. Hoje, nem ganhando eu to tendo.

Os aplausos foram merecidos. E eu continuo respeitando a opiniao de todos, mas achando que comemorar titulo de argentino e uma vergonha!!! E ta cheio de brasileiro comemorando... so perdoo os Colorados. O resto eu acho um absurdo...

abs,
RicaPerrone

Deu Boca


Uma pena, mas deu Boca. Venceu o melhor time, não teve jeito.  O Boca tinha um time um pouco melhor que o do Gremio, mas... tinha 'o cara'.  E, de acordo com minha eterna briga, so ganha quem tem um diferencial. Luxa concorda, Ceni discorda, mas eu sigo pensando assim. A Libertadores 2007 provou, novamente, que isso tem algum fundamento.

E parabéns, Gremio!!!  Pelo menos chegaram...

abs, amanhã comento mais.
Sono!!!

RicaPerrone

Pedaaaaaala!!!


Dizem que o menininho falou assim: "EEEE... é Muricy! É Muricy!". Mereceu tomar então...

Já és imortal!

Aconteça o que acontecer, ninguém terá a cara-de-pau de menosprezar um time que foi taxado como "mediocre" e que eliminou os dois taxados de favoritos na temporada. Ninguém esquecerá do apito amigo em La bambonera, nem da virada sobre o SPFC, sobre o Defensor e a grande vitória sobre o Santos. Ninguém terá a ousadia de dar a este time do Grêmio nada que não seja aplausos. De ridículos a donos da América, convenhamos, não é brincadeira.

Alguns dizem ser possível. Otros acham que não. Eu não acredito, mas no fundo, lá no fundo, acordei com uma pontinha de esperança de que talvez fique no Brasil esse caneco. Um gol no começo, um deles expulso, sei lá, po!!! Qualquer coisa! Mas dá... sempre dá.

Hoje a Argentina ganha um caneco no apito ou o Grêmio fatura mais um na raça. O discurso será este, apesar dos dois terem méritos.

Gosto da escalação do Amoroso, acho que o Mano está fazendo o que tem que fazer, e que não será um jogo fácil pro Boca, pelo contrário. Eu acredito!

Vai, Tricolor!!! Só pra registro: Hoje tem reunião aqui em casa novamente, com 7 tricolores paulistas. E os 7 vem pra torcer pro Gremio. A gente sabe reconhecer quando um time merece alguma coisa. E contra argentino, convenhamos, o prazer é ainda maior.

Boa sorte, Gremio!!!

abs,
RicaPerrone

pra fechar o dia

 
Denilson esta treinando no Palmeiras...

O CCT do SPFC recebe Amaral, politicos, mas nao o ex-idolo.

Este post tem o simples e claro objetivo de mandar o responsável pelo veto ao Denilson no SPFC a puta que pariu. Assim, direto, claro e objetivo.

Nao sei quem foi, mas seja la quem for, vai pra puta que pariu. Respeite a camisa e a história do SPFC. O sr. Luis Fabiano vive sendo bajulado lá que eu vejo. Se pedir pra treinar é capaz de abrirem até a sala da presidencia. Mas o Denilson, que não é dessa administração, não pode entrar no CT pra correr no gramado. Depois tem nego que me pergunta porque quanto mais eu cubro o SPFC mais critico eu fico...

abs,
RicaPerrone

Agora sim...


Ana Paula sairá na Playboy. E há quem reclame. Po, vamos combinar vai... nada que ela fizesse seria tao brilhante.

Como sempre fui machista e honesto ao ponto de dizer aqui que nao gosto da mistura homem x mulher no futebol, devo manter a linha e dizer que agora sim. Afinal de contas, se tem algo que eu acho que a mulher tem que fazer e homem não, é isso. Sair peladão. Manda ver, é bonita, tem que sair mesmo!

Ao contrário de Vampeta, Dinei e Roger, todos capas da G Magazine.

Então, basicamente, colocamos os valores em ordem. Mulher no futebol sem roupa, e homem apenas jogando. É por ai mesmo. Agora tudo faz sentido, até que o Vampeta patrocine outra parada gay ou saia peladão por ai se achando a Galisteu.

Ps - Mocinhas, é uma brincadeira ta? Nao vao ficar com raiva do Perrone. rs

abs,
RicaPerrone

Coluna da ET

Coluna do RicaPerrone
: "Nível"
Fonte: RicaPerrone

Passei anos cobrindo F-1 e questionando a reclamação do torcedor. Eles diziam que queriam disputa, emoção, ultrapassagem. Que só o alemão ganhando não tinha graça. Ai eu dizia: “Ta, então vocês preferem que vários merdinhas briguem por posições do que esperar aparecer alguem realmente do nível do Michael pra disputar com ele?”. A resposta era SIM, e a FIA mudou as regras até conseguir que a F-1 se tornasse um pouco de loteria além de capacidade.

Hoje, no Brasileirão, vejo a mesma situação, só que não tem Schumacher. O povo quer emoção, rodadas disputadas, a tabela com todo mundo próximo, etc. Isso, pra muitos, significa qualidade. Pra mim isso é bacana, mas não pelos motivos que estamos vendo.

Não se trata de um campeonato onde todos estão bem, todos tem seus méritos, logo, fica tudo muito apertado. Se trata de uma porcaria atômica, onde qualquer partida que você assista dá sono, onde qualquer atacante de muita sorte joga bem menos que o Romário com 41 anos, e onde alguns dos lideres do torneio são incapazes de dar 4 toques na bola sem errar.

Este é o futebol brasileiro. Dos times que tem tudo pra jogar um grande futebol, casos de SPFC, que tem elenco, mas não tem quem saiba faze-los jogar, como o Inter, até outro dia campeão do mundo. O Santos, que fez um baita primeiro semestre e agora vai sofrer com as perdas de jogadores.
Enfim, sobrou o Botafogo. Único que dá gosto de ver jogar e, com enorme justiça, líder do Brasileirão. Hoje? Favorito, sem duvida!!! Ninguém tem time e os que tem não jogam nada. Hoje o Botafogo é favorito de longe, e se continuar nesse ritmo mais 10 rodadas, já terá feito vantagem suficiente até pra tropeçar com folga.

Sábado eu vi o jogo do Corinthians, vice-líder. Vá pra .... o que que é aquilo??????? Os caras não acertam 3 passes, colocam 40 mil pessoas no Morumbi, empatam com o Paraná e vivem a “melhor fase dos últimos anos”. Por isso eu ainda acordo todo dia agradecendo ser tricolor. Vai pensar pequeno assim lá no Tatuapé... faça-me o favor.

Aí vou ver SP x Vasco. O tal melhor elenco do pais contra o que até ontem era líder junto com o Bota. Ah... é brincadeira, vai! Só pode ser brincadeira. O Vasco, se jogar contra 11 cones, empata 0x0. O SPFC, se jogar contra 11 cones de rodinhas, empata em 1x1. Ridiculo. Ninguém faz uma jogada, ninguém é capaz de lançar, criar algo diferente, meter uma bola de longe pra alguém correr. É o futebol obvio do obvio. Jogador corre, chega perto da área, ai eles tocam, tocam, tocam e aparece alguém na lateral pra cruzar. Santo Deus!!! Bate, dribla, enfia a bola no meio da zaga, mas joga futebol!!!

Os caras tem medo, é orientação dessa geração Roth de treinadores ou eles são ruins mesmo? Reparem como os jogos são repetitivos. As jogadas são quase sempre as mesmas e os grandes jogadores dos times são normalmente operários que em 1980 seriam, no máximo, peças táticas.
Comemorar que está tudo nivelado? Que o campeonato é emocionante? Não, não... eu lamento e muito. Prefiro um Cruzeiro voando em 2003 com 200 pontos na frente do que esse troca-troca de posições por incapacidade técnica e vou torcer pro Botafogo abrir 200 pontos se continuar jogando assim.

Ser torcedor é bacana, a gente quer ganhar sempre e tal. Mas será que não bastou o campeão brasileiro de 2006 ter tido, no maximo, 4 grandes atuações em 38 rodadas? Eu quero ver futebol... Este final de semana foi absolutamente irritante. Todos os jogos que assisti foram ridículos, recheados de jogadores pouco ousados, erros de arbitragem, retrancas geniais e gols criados por zagueiros que erram.

Agora, se o Tricolor com o elenco que tem, as condições de trabalho que tem, os salários em dia e mais toda a estrutura que tem pra trabalhar não consegue jogar bola, e o Botafogo consegue, que se dane o coração e que de Botafogo! Sejamos realistas, NE? Se ate outro dia saopaulino se achava o supra-sumo do futebol brasileiro, o time ideal, a diretoria perfeita, o elenco genial, o treinador maravilhoso, etc, etc, etc.... então ou o Botafogo é treinado pelo Hary Potter ou era tudo mentira.

Abs,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Acharam o ET de varginha
Flamengo x Flamengo - Dá empate


Que o time é razoável todo mundo sabe, mas eu até discordo. Que o elenco é ruim, fato. Agora... se a torcida do Flamengo for agir desta forma o ano todo, eu lamento considerar que é mais fácil cair do que contar com alguma ajuda pra se reerguer ainda na série A.  Com o enorme respeito que tenho a torcida mais linda do mundo... mas que merda é essa? Há 30 dias o time se matava num Maracanã e era roubado pra cair da Libertadores. Pouco antes, campeão carioca. Passados 5 jogos a torcida agora quer todo mundo fora, o time não presta e o treinador é burro? Calma lá... calma lá!

O Flamengo tem um time de 11 jogadores que, aliado a raça e torcida, pode ser competitivo sim. Até porque, hoje no Brasil, ninguém tem um grande time. É tudo questão de conjunto, vide Brasileirão. Se a torcida do Gremio cobrasse do time quando ele tropeçou no gauchão, não estariam onde estão. Não se pode cobrar como se estivessem diante de um time digno da camisa do Flamengo. Até porque, do tamanho da camisa do Flamengo, não existe elenco que possa ser tão digno de tamanha grandeza. Qualquer time que ali estiver, será criticado por algum motivo.

O que é preciso entender é que o Ney Franco não é o Tele Santana. Ele foi o cara que fez o melhor trabalho neste clube nos últimos, sei lá, 10 anos. Não está acertando nestes jogos, é verdade. Mas meu Deus do céu, com o time que ele tem em mãos, que se limita a 11 jogadores, ele perdeu os 4 de frente e não pode fazer milagre. Errou?  Pra mim sim. Eu teria jogado com 3 volantes e liberado os alas pra criarem as jogadas. Ou até sacado um dos atacantes e colocado mais alguém vindo com a bola, pois os dois são fracos. Mas, ele não pode ouvir um " vai tomar no cu"  da torcida. Me desculpe, isso está errado.

O Flamengo está cometendo um erro grave. Está arrotando caviar sem nem ter comido a mortadela ainda. O SPFC fez isso e está pagando caro. O Flamengo, que até outro dia brigava pra nao cair, ganha um titulo, perde aplaudido no Maraca um outro, roubado, e em 5 rodadas com 4 desfalques do mais alto nivel se torna um time digno de ouvir o que ouviu?

Podem falar o que quiserem deste time. Existem jornadas ruins, erros do Ney, existe de tudo. Mas eu não vi faltar raça e vergonha na cara nos jogos em que precisou. E se isso não basta para, ao menos, ter o respeito da torcida, eu sinceramente começo a colocar a mentalidade rubro-negra na lista dos problemas do clube. O Flamengo é o que é porque tem a torcida que tem. Se essa jogar contra, não existe Flamengo. Se apoiassem hoje como apoiaram depois do 1x1, teria sido 3x1 desde o começo.

Na hora de festejar estão todos juntos, na hora da merda um lado joga contra? Isso não é parceria. E o Flamengo precisa da sua torcida. Se faltar correria, eu aceito a postura. Mas por 5 jogos destruir um ano que tinha tudo pra ser um grande ano do clube? O fato dos salarios não estarem em dia ninguem liga? Calma lá, nação... não é assim que funciona não.

abs,
RicaPerrone

Cuca fica!


Cuca resolveu ficar. A proposta existe, mas ele recusou em virtude do projeto do Botafogo.

E minha admiração por ele só aumenta. Não pediu sequer aumento. Apenas recusou a oferta e ficou. Se haverá contra-proposta e uma nova novela, não dá pra saber. Mas, por hora, Cuca é do Fogão e o Brasileirão tem seu líder estabilizado.

Na listinha dos arabes, segue Muricy Ramalho. Eu vou ligar pra ele e dizer que a esfiha de lá é uma delícia, e ele vai adorar.

abs,
RicaPerrone

Fica, Cuca!!!

 
Cuca tem proposta da Arabia, a mesma que foi rejeitada pelo Ney Franco e talvez seja a mesma que Muricy ouviu. Cuca deve aceitar, diz Renato Muricio Prado, jornalista pelo qual tenho respeito e admiração. Se aceita ou não, só saberemos dele mesmo ainda hoje. Eu não posso julgar alguém que recebe uma oferta de, sei la, 500 paus por mes. Nunca me fizeram essa oferta, e se fizerem talvez eu torça até pelo Corinthians por 5 meses em troca dessa grana. É um valor irreal, tem que ser considerado que ali não está apenas uma grana, mas sim uma independencia financeira, uma forma de viver sempre tendo guardado e jamais ter novamente a maior dor de cabeça do ser humano: A falta de dinheiro.

Cuca deixaria o Botafogo, ficaria rico, voltaria com mercado aberto e com vários grandes clubes de olho nele. Não seria uma má estratégia pessoal.Mas, e o Fogão?

Resiste a otima fase sem o Cuca? Mantém o futebol? Mantém o nível? Ou será que Cuca estaria pensando em sair exatamente por saber que Dodo, Ze Roberto, Alex e talvez mais alguem vá embora no meio do ano e, portanto, o time cairá de rendimento de qualquer forma?

Pelo bem do futebol, quero que ele fique. Mas eu jamais condeno quem pensa na independencia financeira pra tomar uma decisão. É algo hipocrita, pois todos aceitariam ganhar o triplo do que ganham e nessa hora nào tem amor a camisa merda nenhuma. Tem amor proprio, a familia e a paz na vida. E se ele for, que seja feliz.

abs,
RicaPerrone

Que futebol é esse?

 
Quando a gente pensa que está tudo perdido, surge um Botafogo. Tocando rápido, batendo de longe, marcando no campo adversário, agredindo sempre, sem medo, sem jogadas repetitivas. É sim, e podem dizer sem medo, o melhor time do Brasil hoje. Ah, podem usar também o "DISPARADO". Ninguém hoje ousa jogar nem 70% do que este time está jogando. Tem seus pontos negativos, sem dúvidas, assim como jornadas ruins. Mas é um prazer ve-lo jogar.

O que fizeram com o líder do campeonato hoje beirou a humilhação. Do primeiro ao último minuto, um verdadeiro baile. Roubando bola antes de passar do meio-campo, armando rápido, tocando bonito, alternado jogadas, um espetáculo pra aplaudir de pé. Longe de ser um mega-time, mas sinceramente, não to achando nada anormal considerar o Fogão favorito ao título não...

Tem alguns pontos que valem destaque. O ataque do Bota é absolutamente maluco. Voce nao faz ideia onde estarao os caras na próxima jogada, não sabe o que eles farão com a bola e, principalmente, dificilmente se ve um cruzamento sem rumo pra área. Sao jogadas pensadas. O time pensa com a bola nos pés e sem ela idem.

Não sei o que o Cuca fez, mas é um prazer pra quem gosta de futebol ver este time em campo. Hoje, e repito, hoje, é o melhor time do país disparado. O Gremio está numa final, fez um primeiro semestre de bom futebol e superação. Ó Bota faz um futebol extremamente bonito e competente. Talvez num mata-mata perca pro Gremio, mas... em pontos corridos, é favorito sim. Está bem na frente dos demais.

Bem no popular, estou sim "pagando um pau"  pra esse time do Fogão. Deu gosto assistir o jogo.

abs,
RicaPerrone

11 motivos para cobiçar Mano Menezes

 
- Assumiu o Gremio e classicou pra série A, foi bicampeào gaucho, garantiu vaga na Libertadores e está na final dela.

- Trocou meio time em relação ao ano anterior e, cheio de jogadores desacreditados, fez o time jogar bola e conseguiu usar cada peça dentro de suas limitações.

- Não passou 5 meses justificando que não tinha jogador em tal posição. Foi lá e arrumou uma forma de consertar.

- Perdeu seu melhor jogador e manteve o nível do time.

- Educado, inteligente e calmo. Com postura de treinador profissional, de comandante. Não de destemperado e muito menos de menino mimado que sai dando patada pra todo lado quando se sente pressionado.

- Se recusou a ouvir ofertas por estar disputando a Libertadores com o Gremio, o que demonstra algum caráter.

- Seu time é um dos raros do país a ser competitivo e jogar unido, mesmo com 3 estrelas no banco de reservas. (Schiavi, Amoroso e Lucas)

- Se o SPFC tivesse o elenco que tem o Grêmio, a torcida xingaria o presidente e não o Muricy.

- Técnico bom não queima jogador. Técnico bom os escala onde sabem jogar e tira o máximo deles.

- Hugo e Rafinha levaram o Gremio a libertadores. Em outros ares, não jogam nada. Lucio e Patricio foram chutados dos seus ex clubes. No Gremio, são titulares. Tuta era piada em São Paulo, hoje é titular enquanto alguns de seus ex companheiros, rotulados de consagradores do Tuta, estão no banco. Diego Souza e Tcheco estavam encostados em Santos e Flamengo. Hoje é titular e joga muito. Teco e William eram tão conhecidos quanto Moises e Irineu. Só que os do Grêmio tem dado certo. Quase um time todo montado dentro do que foi possível, sem luxos. Aí entra um grande treinador.

- Em nenhum momento da partida o Boca foi melhor taticamente do que o Gremio. Todos os lances surgiram de erros, de bolas paradas e jogadas diferentes do comum. Armaçao tática por armaçào tática, o Gremio teve a bola nos pés, conseguiu segurar e em momento algum do jogo sofreu aquele abafa que o Boca costuma fazer em todo mundo. Não se condena um treinador por 1 gol impedido e uma expulsao besta numa decisão.

abs,
RicaPerrone

O jogo

E que jogo! Nesta quinta-feira tem Vasco x Botafogo, os dois lideres, no Maracanã. De um lado o futebol bonito, de outro o futebol prático e voltado pro resultado. Cuca é melhor que o Roth, não tenho dúvidas. O treinador do Vasco, pra mim, é bem fraco e ali é emprego demais pra ele. Mas... se o Vasco achou que o Renato Gaucho não estava bem, problema deles. Hoje teremos gols, pois os dois times não sabem ficar sem faze-los. Classico no Maracana normalmente tem emoção garantida, ainda mais com o numero de gols que o Bota faz, que sofre, e com a sorte que o Romário leva em cima do Fogão, seu maior fregues.

Apostinha? Acho que dá Botafogo... ou seja, o melhor time. Mas, tem Romário né... Com 41 anos, joga mais bola do que 96% dos atacantes do país ainda.

Adoraria ver o jogo, mas só amanhã. Hoje tem Dudu Nobre em samba de roda, então, que o futebol me perdoe, mas... vou ficar com " o tempo que don don jogava no andaraí".

abs,
RicaPerrone

7 pecados capitais

- Na cobrança de falta do primeiro gol, com 3 impedidos, o time do Gremio erra ao voltar correndo na hora da cobrança. Reparem que quando o Riquelme toca nela os jogadores do Gremio já estão voltando e não mais saindo.

- Se voltaram, porque não acompanharam o lance até cobrir o goleiro que saiu na primeira bola?

- No gol de falta, repare que a bola vai exatamente onde 2 jogadores do Boca ficaram na barreira. Bem ensaiada, porém, quando alguém tenta fazer isso, tem um motivo. Ai, quando a zaga percebe, ou tira os dois dali, ou corre onde eles estavam pois a chance da bola ir ali é enorme, se não, nem estariam perdendo tempo guardando espaço.

- No último gol, 4 jogadores marcavam o Riquelme. Todos eles ficaram cercando enquanto ele sambava, porém, com 3 na cobertura, um deles poderia ter ido em cima que fatalmente ele não chutaria, mesmo que desse o drible. Faltou alguem gritar ou tomar a iniciativa.

- A indecisão dos zagueiros deixou com que a bola entrasse. Se um deles grita e pula, ele tira.

- No primeiro replay do ultimo gol se nota que o Gremio deixa o time do Boca imedido, quase que obrigando o Riquelme a chutar a gol. Mais um motivo pra que alguém tivesse dado combate efetivo no meia e não cercado, pois ele fatalmente chutaria, até por falta de opção.

- Quando a bola sobrou na esquerda, o Patricio voltou correndo na diagonal e o Teco tentou fechar no atacante, assim como o Saja. Se um dos zagueiros que estavam centralizados fazendo linha burra olhassem pra jogada, teriam acompanhado apos a bola ir pra linha de fundo, pois dali não tem impedimento. Se dois deles voltam em linha reta no momento em que o Riquelme bateu na bola, dificilmente teria chegado a bola pro cidadao cabecear e fazer o terceiro.

Ps - Roman não é fruta? rsrs

abs,
RicaPerrone

Sintetizando...

 

Não se faz necessário repetir o que todos dirão. O Boca é forte em casa jogando decisões, o que jamais se discutirá. O que se pode discutir é a forma do resultado, a partida e o que pode acontecer na volta em Porto Alegre. Não foi jogo pra 3x0, nem a pau. O Boca sobreviveu a boa partida tática do Gremio e levou muita sorte ao fazer o primeiro impedido, quando o Tricolor mandava no jogo.

Depois uma expulsão que complicou. O Sandro não deu o chute no jogador do Boca. Se olharem a imagem, ele olha a bola o tempo todo. Pode ter sido imprudente, talvez até mereça ser expulso, mas não foi violento e maldoso, como pareceu. Ele não olhou pra onde estava o adversário. Olhou apenas pra bola, e errou. Daí pra frente, ainda assim, o Gremio soube manter a bola e até chegar ao ataque algumas vezes. Não foi sufocado pelo Boca em momento algum, mas eles tinham sorte e Riquelme.

Quando perdeu o Sandro, Mano foi bem. Abriu o Tcheco de um lado, o C Eduardo de outro e segurou o Diego mais pro meio, ajudando o Gavilan. Só que nessa o Riquelme perdeu seu marcador e passou a jogar livre. Lucas entrou e, logo em seguida, uma falta duvidosa. O jogador do Gremio realmente puxa, mas antes disso, não deu pra notar que quem segurou com o braço foi o argentino? Não justifica, e novamente em bola parada o Boca fez o segundo.

O terceiro veio de um lance de craque, seguido por sorte e lambança da zaga. Aconteceu, e eu diria que ali o sonho se tornou irreal. Impossível jamais, pois não vi nada no time do Boca além do Riquelme. Mas... ele joga no Boca e jogará na semana que vem. O Tricolor foi valente, inteligente, fez o que pode, não merecia tomar 3x0 nunca, mas... o futebol quis assim. Perdeu, e está muito complicado pra brigar pelo título. Eu diria que, neste momento, as chances do Tricolor são mínimas.

O problema nem é fazer 3x0, mas sim não tomar enquanto faz este placar. Dá sim, é possível, mas é muito dificil. O Boca é um time cheio de méritos e qualidades, mas não existiu este placar de hoje. O 2x0 já seria algo incomum e que não refletiria o jogo. Mas, como o futebol não tem jurado, o Boca está com as mãos na taça.

Sintetizando... fodeu!

abs,
RicaPerrone

O cara?

 
Hamilton, piloto de F-1, lider do campeonato, com seis pódios em 6 corridas. Negro, o primeiro, diga-se. Projeto ousado e muito bem notado pela McLaren, que desde cedo viu talento no garoto e investiu. O mercado ganha milhões de novos fãs, pois os negros nunca olharam pra F-1, agora olham. Além disso, o fato de um novato se destacar, o que também chama atenção.

Não tenho visto as corridas com aquele olhar critico que eu tinha antes. Tambem nao tenho a mesma motivaçao pra acompanhar como antes. Viver a rotina e a verdade de uma coisa desapaixona. Por isso eu vou pouco ao CT, pra não gostar menos do SPFC. Mas, enfim, estou encantado com o que estou vendo, mas não surpreso. Eu esperava, aliás, tem uma coluna minha em 2003 onde digo isso. Que quando um negro chegasse na F-1, as chances dela começar a mudar de cor eram razoáveis. Afinal de contas, onde tem esporte e um negro, ele se destaca. É impressionante.

Eu não sei porque diabos não consigo torcer pro Massa como torci pro Senna ou pro Schumacher. Eu gosto do garoto, mas não consigo achar nele o que eu via nestes dois. Já no Hamilton... talvez.

abs,
RicaPerrone

Pedala!


Robinho tem a final do Espanhol domingo  e o Dunga, baseado em lei, quer o jogador. Eu sou fa do Dunga, mas acho que ele começa a se perder na medida em que não tem bom senso. Deixa o menino jogar a final e depois ele se apresenta, não tem problema não muda nada. Me parece bem justo, inclusive.

O que me incomoda é que amanhã os astros Ronaldinho e Kaka voltarão a serem chamados, e talvez um Robinho, que quer apenas jogar a final, não.

Isso me soa incoerente, e um tanto quanto injusto.

abs,
RicaPerrone

Sportv e a final

Eu costumo criticar bastante a imprensa neste blog. Mas, o que o Sportv está fazendo hoje é absolutamente perfeito. Passaram o dia falando direto da argentina, com entrevistados, convidados, comentando o jogo, as campanhas, etc. As coisas mudam e viram rotina, né? Mas em 1992, por exemplo, eu adoraria se existisse isso. Agora temos, e ja tratamos como algo comum.

Pra mim ainda é incomum. E a Sportv é disparado a melhor emissora que cobre esportes nas Américas. Sensacional o que fizeram hoje. Parabéns!

abs,
RicaPerrone

Sem medo de ser feliz

 
É hoje! A América pára em virtude da decisão da Libertadores. Acordei bem gripado, e por isso não vou escrever tudo que queria hoje no blog. Mas, no mínimo uma mensagem de boa sorte ao Grêmio eu preciso deixar.

Vou torcer muito. Já combinei com os amigos, todos aqui em casa, cerveja na geladeira, salgadinhos comprados, alguns até com camisas do Grêmio inclusive, e vamos que vamos. Alguns torcem contra, é natural. Mas, sinceramente, não sendo Colorado, torcer pra um argentino na final é sacanagem, vai. Eu sou tricolor desde criancinha hoje. Mesmo sabendo que se o título vier o Mano não virá pro SPFC e talvez o Muricy fique. Ou talvez o Tite né... rs

Enfim, to enrolado demais pra dizer apenas BOA SORTE!!!

PS - A mocinha da foto não virá ver o jogo aqui em casa.

abs,
RicaPerrone

Não, não e não!

NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOO!!!!!!!!!!!!!

Por favor, Leco. Não!!!  Eu não mereço....

PS - Não disse que assinou nada. Mas... estão tentando trazer de volta. Espero que ele rejeite a oferta salarial brasileira.

abs,
RicaPerrone

 

Boa sorte, Mocidade!
 

Preocupado com os avanços territoriais promovidos pelos muçulmanos no norte da África, Dom Sebastião já preparava, desde 1573, uma organização militar dentro do território português. Portugal pretendia, então, dar continuidade a uma política de conquistas territoriais, projeto que visava à volta de Portugal como poderio mundial econômico e político.

Em 24 de junho de 1578, rumo a Tanger, na África, 847 velas levaram 24 mil homens aos campos africanos. Finalmente, na manhã de 4 de agosto de 1578, finalmente é travada uma batalha, em campo aberto nas Campinas de Alcácer Quibir e Portugal sofre uma derrota desastrosa.

A notícia da derrota chegou semanas depois, com relatos de várias naturezas. Imediatamente a nação rangeu os dentes por causa do desespero e da dor causados pela possibilidade da perda de entes familiares. Em simultâneo a este impacto, sente-se o golpe nas esperanças da volta de um caminho glorioso, destinado a Portugal. A coroa fica, novamente, ameaçada pelo vizinho, Castela. O caos se instalou na Corte e nas ruas do reino.

Junto às notícias sobre a derrota do exército português, circulava a informação de que o rei Dom Sebastião havia desaparecido. De quando em quando, testemunhas afirmavam que o corpo do rei nunca foi comutado entre os mortos e prisioneiros feitos na batalha. Um fio de esperança começava a correr por todo o reino, tecendo o espectro de um rei desaparecido, um soberano que não permitiria o abatimento completo dos ânimos da nação, que pressentia a inevitável anexação ao reino de Castela.

De 1578 a 1580, o cardeal Dom Henrique, tio-avô de Dom Sebastião, sustentou a coroa em suas mãos, retardando o fim da independência de Portugal. Porém, após sua morte, em 1580, diversas batalhas no campo político e jurídico das cortes, acabam sendo vencidas pela Corte de Castela e Felipe II assume também o trono português.

Nesse ínterim, a crença de que Dom Sebastião estava vivo, toma grande vulto, não só por ser ele um monarca herdeiro da coroa portuguesa, mas por tudo o que já representava para a história de Portugal. Mesmo fora do território português, Dom Sebastião teve, e tem presença garantida em literaturas e movimentos que fazem uma leitura messiânica a seu respeito, ampliando os passos em direção a uma existência mítica em outro epíteto, o Encoberto.

Nesse clima, que traduzia um misto de esperança e fé, é que 4 falsos reis se apresentaram como Dom Sebastião. A criação destes falsos reis não significava propriamente a busca de uma nova ordem, mas sim, uma tentativa de restabelecer uma ordem humilhantemente obliterada, e sujeita a outra, a de Castela, através do forjamento de "cópias" do rei Desejado, herdeiro legítimo do trono de Portugal.

A escolha de organizar "Cortes" paralelas à de Castela em território português e, mais do que isso, da instalar nelas falsos reis, na tentativa de promover a imediata restauração do trono de Portugal, reforçou a consolidação da carismática imagem de Dom Sebastião como um monarca messiânico e apesar de ter sua imagem envolvida em casos embebidos em ações fraudulentas, Dom Sebastião ganhava maior potência no imaginário português: cada vez mais era tido como um rei desaparecido, capaz de trazer a salvação para Portugal e instalar o "Quinto Império Universal Cristão".

Mesmo depois de restaurado o trono português, em 1640, o mito de Dom Sebastião permaneceu vivo e a volta do Encantado aguardada dentro e fora dos limites territoriais de Portugal.

Especificamente no Brasil a maior colônia portuguesa daquele tempo, a crença na volta do rei "Desejado" e a concretização do sonho de implantação do Quinto Império Universal, encontraram o terreno fértil entre o povo humilde e sofrido.

Seja na crença de que Dom Sebastião e toda sua corte encontravam-se encantados nas profundezas das águas da praia dos Lençóis maranhenses, seja no sertão pernambucano, este imenso Brasil se vestiu de esperança sebastianista.

Mas, é no ano de 1808 que se dá o mais importante acontecimento para a transferência definitiva do sonho do Quinto Império Universal e a possibilidade de sua concretização nas terras do Brasil.

Neste ano, depois de praticamente 3 meses navegando, a família real portuguesa aporta no Rio de Janeiro, fugindo invasão ordenada por Napoleão Bonaparte às terras lusitanas no Velho Mundo.

Para o povo do Rio de Janeiro, que presenciava uma incrível transformação na maneira de viver da cidade, a chegada de Dom João VI representava finalmente a implantação do próprio Quinto Império, nas terras tropicais do Brasil, já anunciado pelos sebastianistas.

A cidade, aos poucos, vai se revestindo de elegância e costumes nobres. O novo reino parece estar sendo preparado para se tornar, de fato, o "Quinto Império Universal", tal os expressivos investimentos nas artes, nas ciências e na economia.

Porém o retorno de Dom João VI para Portugal, deixando o filho Dom Pedro Primeiro como príncipe regente do Brasil, abriu o caminho para o fim da monarquia.

Mesmo depois do fim do império e da implantação da república, a volta do rei Desejado, Dom Sebastião,e o sonho do Quinto Império permaneceram vivos nos cafundós do Brasil.

Neste período resplandece a figura de Antônio Conselheiro, um profeta popular que pregava, para um grande número de seguidores, o retorno do Encoberto e finalmente a implantação do Quinto Império. Como represália a este movimento o monárquico, a recém implantada República massacra o assentamento conhecido como Canudos, promovendo a morte de Conselheiro e de praticamente todos os seus seguidores.

Mas nem a brutalidade e crueldade conseguiram por fim ao mito de Dom Sebastião e da utopia do Quinto Império. Até os dias de hoje, eles permanecem vivos em várias manifestações religiosas e culturais espalhadas pelos recantos do Brasil.

Pior é que é fato...


O atacante argentino Carlos Tevez, do West Ham, comparou os jogadores do seu país com os brasileiros, afirmando que seus compatriotas "sentem a camisa branca e azul de uma maneira especial".

- Hoje os astros brasileiros se negam a jogar a Copa América. Mas qualquer de nós que seja convocado vem correndo - afirma.

Se eu fosse o Dunga ligava pro Kaka e pro Gaucho e perguntaria: Nao vem?

Nao? Entao ok. Se eu for o treinador, os dois estão fora da Copa.

Vai pro inferno! Odeio isso. Nego só quer a seleção quando ela serve pra ele. Quando ela precisa dele, não quer. Vaza então. Até porque, de amarelo os dois nunca fizeram nada mesmo.

abs,
RicaPerrone

E que assim seja

 

Gremio campeão da Libertadores 95. Vejam os melhores momentos da decisão.

Danrlei, Arce, Rivarolla, Adilson, Roger, LC Goiano, Dinho, Arilson, C Miguel, P Nunes e Jardel. Felipão no banco.

Higuita, Aristizabal... outro grande time do outro lado.

abs,
RicaPerrone

Culpados?


O que mudou no SPFC de alguns meses pra cá? O treinador? O elenco? Não... é só pensar.

Antes o time jogava mal, mas era unido. Agora se discute até se a bola é tocada pra esse ou aquele. Tá com problema interno sim, é fato. Pintei um cenário ruim aqui neste blog e me encheram de porrada, dizendo que não era bem assim. É sim, é complicado sim. Os jogadores não estão juntos nessa, o treinador não manda nada, ninguém se esforça pra acertar, a torcida está puta, a diretoria idem, só que não sabem o que fazer.

Talvez porque o maior problema do SPFC não esteja nem em campo e nem no banco. Talvez porque pra quem ve de fora a culpa é sempre dos que estão na vitrine. Mas, se olharem bem... o que mudou no clube e repetiu erros anteriores tem nome, apelido e não joga. O Muricy tem que cair sim, porque é fraco e mal criado. Mas não foi ele quem causou problemas. Ele só é culpado por não saber evita-los e nem conserta-los. Mas o causador não seria esquecido se existisse memória nas arquibancadas.

abs,
RicaPerrone

Baixo nível?


Ontem eu assistia ao Linha de Passe, confesso que pela primeira vez, e eles falavam de baixo nível no Brasileirão. Concordo, acho que realmente a diferença de 10 anos pra cá é gritante. Mas ao invés de ficarem tentando arrumar formas de camuflar isso, não seria o caso de se fazer alguma coisa grave e que até custe caro, mas que resolva?

O que fazer para mantermos nossos craques aqui? Será que com salários de 400 mil reais eles não ficariam? Será que não é hora do brasileiro parar de pensar pequeno e, ao inves de criticar quem paga 500 ao ze roberto, começar a questionar porque a diretoria do clube não consegue fazer deste jogador uma fonte de receita como é na Europa? Dirão: "Mas lá eles tem grana pra consumir". Ok, tem mesmo. Mas a população da Inglaterra é menor que a torcida do Flamengo, por exemplo. Será que não tem um pedaço considerável desta torcida capaz de comprar em condições iguais com um Arsenal?

Sinceramente, acho mal explorado. Não vejo um motivo no mundo pro futebol brasileiro não ser a capital da bola, a NBA do futebol. Era so ser drastico no começo. Não convoca mais nego de fora por 4 anos, eles começariam a voltar no ano da Copa. Ja era um começo. Ou se crie uma lei onde jogadores podem sair depois dos 23 e tem que voltar antes dos 30, algo assim. Ja seria um caminho.

O que não dá é ver o Corinthians chorando porque perderá Ratinho e o SPFC se matando pela falta do Aloisio, como se fosse o Ronaldo. Tá faltando craque, jogador que decide. A Copa, insisto, será o divisor de águas. Nela o pais se estruturará futebolisticamente e a partir dai viveremos uma nova era. Mas, antes que isso aconteça, algo tem que ser feito. Antigamente saiam os craques, hoje em dia já sao vendidos até os pernas de pau.

Não quero que meu filho compre a camisa do Claiton e me diga que este é seu maior idolo, com todo respeito ao jogador. Mas também prefiro que ele tenha a do Claiton do que a do Arsenal...

abs,
RicaPerrone

Au, au, au!

 
Eu tenho um cachorrinho. O nome dele é Schummy, em homenagem ao Schumacher. É um beagle de 4 anos que eu adoro mais que tudo no mundo. Ele é meu "filho" praticamente. Dorme na minha cama, manda na casa, faz o que quer, pede as coisas, reclama, tem dor de barriga, deita, rola, dá patinha, enfim... é uma pessoa praticamente. Ele assiste futebol comigo, e nessa hora ele sabe que não deve me pedir pra brincar pois eu fico nervoso.

Domingo rolou um churrasquinho aqui em casa e os amigos vieram. Cerveja pra cá, carne pra lá, risadas a parte, pagode tocando e o Schummy quietinho em casa, percebendo que eu estava perto mas não em casa. Levei o pobrezinho pra ver a galera, dar uma voltinha e ganhar um pedacinho de carne. Pronto, foi o suficiente. Deixei em casa novamente e desci, e ele não parou mais de latir.

Enquanto ele não sabia o que tinha lá embaixo, ele não latia. Quando conheceu carne, uma galera, sol, ar livre... ele latiu. Ele queria descer e ficar ali, porque sabia que era mais gostoso. Ele queria a carne, não mais a ração. Afinal de contas, ele pode morder o próprio rabo, mas não é burro.

Eu subi, disse que jaja eu levava ele de novo. E ele esperou. Eu não voltei, ele latiu. Subi, dei bronca. Ele deve ter pensado: "Filho da puta! Me leva no paraíso, me volta pro inferno, promete que já vem buscar pro paraíso de novo, me esquece e eu não posso latir?". Tá, tá... ele tinha razão. Eu prometi, deveria ter levado. Voltei algumas vezes ainda pra buscar talher, copo, etc... e ele me olhava com aquela carinha de raiva misturada com "coitadinho". Eu fui ignorando, ignorando... e ele ali, pedindo pra descer.

Subimos todos as 18h pra ver o jogo e, com os pacotes nas mãos, ele notou que o churrasco acabou, que lá embaixo não tinha mais nada. Brincou com todos, se fez de contente, e ficou ouvindo 2 horas de "aqui não", "sai dai!", "não pula no sorvete", "desce do sofá", etc. Ele olhou, pensou... e foi no banheiro fazer o que não devia estrategicamente na porta, onde ninguém nota. Dois dos meus amigos pisaram e sujaram os pés, o banheiro, etc. Isso se chama birra? Não, se chama cobrança.

Ele viu o que era possível ter tido, ouviu que teria, e não teve. Assim, se sentiu no direito de fazer o que fez e cobrar. Eu ia dar uma bronca nele quando todos foram embora mas... não tive coragem. Ele só queria se divertir igual os "humanos", e não foi. Ele não tem culpa de ser aloprado e querer pular em tudo, né? É o jeitão dele, coitadinho. Eu peguei, dei um ossinho pra ele e vim trabalhar. Agora ele está ali, deitado me olhando com o osso na boca, como quem toma uma Pepsi quente sabendo que tinha Coca gelada. E eu, burro, ainda estou ouvindo Zezé di Camargo cantando "do inferno é que se vê o paraíso". Puta sacanagem com o bichinho.

Eu olho pra ele e tenho a nítida sensação de saber o que ele está sentindo. Não porque não desci pra ganhar carne, mas porque há pouco tempo atrás eu conheci o churrasco e agora me tiraram dele. Estou preso, sem ossinho, latindo pra vizinhança ouvir, mas sem adiantar nada.

Eu queria poder pegar a chave, descer e voltar pro churrasco. Mas, a continuar deste jeito, confesso que morro de vontade de ir pra porta do banheiro... 

abs,
RicaPerrone

Já pensou?


Já pensou se o Luxemburgo deixa o Santos em virtude do seu salário e o Tricolor resolve dar 400 paus pra ele? Acho que, por ser o sonho dele dirigir o Tricolor, ele viria. A hora não é inviável...  apesar de imaginar isso vindo do SPFC é um tanto quanto absurdo. Mas, sinceramente, contra minha calculadora, contra até alguns principios pessoais, eu tentaria.

Acredito até o fim que quando o Luxemburgo assumir o SPFC e ficar mais do que 3 anos, ele sai do Morumbi maior que o Telê. Palpite puro, mas é o que penso. Pra mim é o maior treinador de futebol que o planeta conheceu até hoje. Um dia explico os motivos, mas eu os tenho, acreditem. Fico imaginando o Luxemburgo a vontade, com estrutura, diretoria, elenco, divisões de base... o que ele não faria? Convenhamos que no Santos ele teve muito disso, mas não é o SPFC. O elenco de 2007 dele era de bom pra médio, nem um atacante de nível ele tinha.

No Santos, em quase 3 anos (2004, 2006 e 2007), ele venceu dois paulistas e um Brasileiro. Não é um trabalho ruim, sem dúvidas. São 21 títulos de 1989 pra cá. Sem contar vices, trabalhos de destaque sem ganhar o caneco, entre outros. Ninguém, nem o Telê Santana, teve isso aos 55 anos de idade. Só pra se ter idéia, nao com a intenção de diminuir um deles, mas só como base. O mestre Telê, aos 55 anos, tinha conquistado 2 estaduais e um Brasileirão. A gente sabe da capacidade do Telê, portanto não é muito necessário explicar onde quero chegar.

Gostar do sujeito, achar que ele faz coisas erradas, isso tudo é interessante mas até o ponto X. O SPFC viveu com jogadores malandros, pilantras, treinadores empresáros, dirigentes ladrões e vai viver a vida toda, porque o mundo é assim. Cabe ao clube não permitir que isso aconteça, e eu acredito que o SPFC seja preparado pra dar limites aos jogadores laranjas podres e aos treinadores que eventualmente queiram fazer do SPFC uma casa de auto-promoção, vide Leão, que ali não fez 10% do que faz por aí.

Felipão, meu ídolo, que fará 60 anos, tem na sua carreira: 3 Copas do Brasil, 5 estaduais, 1 inter estadual, 2 Libertadores, uma Copa, e um Brasileirão. É outro monstro. Costuma ganhar campeonatos curtos, é sua característica. São dados indiscutíveis, assim como os de Luxemburgo. Pra quem questiona o fato de nunca ter vencido uma Libertadores, é bom lembrar que o Luxemburgo disputou raras vezes a competição. Ele costumava deixar o clube antes disso, e se enganam os que imaginam ter fracassado em 10 oportunidades. Não passa de 4 ou 5.

Enfim, quando cito a tragetória destes dois, quero exemplificar o que entendo ser "justo" para o SPFC. O maior tem que ter um dos maiores. Se não puder, que seja o Autuori, outro baita vencedor. Mas tem que ter. Se pagam 400, é porque vale. Não existe nada no mundo que custe o que não vale e siga vivo no mercado. Eles ganham porque tem quem pague. Se tem quem pague, algum motivo existe.

Se eu pagaria 500 paus por mes pra um destes treinadores? Não tenha dúvidas. Eu jamais questionei o que ganha o Ronaldo, por exemplo. Preço é apenas um valor de referencia ao que terá em troca. Se são os mais capazes, se costumam dar resultado, que se pague o valor "de mercado" se quiser tê-los. Se engana quem pensa que Mineiro, Rogério, entre outros ganham pouca coisa. Tem nego que ganha, entre direito de imagem, salários e luvas, quase os 500 do Luxa. O SPFC não paga 50 pra cada um... não acreditem nisso. Não confundam valor declarado com valor recebido. Estamos no Brasil, e aqui é assim que funciona.

Portugal se arrependeu do que pagou ao Felipão? Teria o Palmeiras se arrependido de contratar o Luxemburgo? Teria o Santos se arrependido? Duvido. Pois além do trabalho no campo, o Luxemburgo é enorme responsável pela reestruturação da Vila e do CT do Santos, hoje mais moderno do que o do SPFC. É sempre bom fazer contas antes de dar um "sim" ou "não". Felipão vem junto com marketing, torcida no estádio, venda de camisas, time de garra, torcida jogando junto. Isso é valor agregado, e também tem preço. Luxemburgo vem com todo seu talento, com futebol bonito de se ver, com resultados, com noção de estrutura e planejamento e, principalmente, com a facilidade que ele dá ao clube de trazer grandes jogadores. É quase unanime: Todo grande jogador que trabalhou um dia com Luxemburgo enche a boca em off e diz: "É o melhor treinador do mundo". E eu acredito mais neles do que no que eu possa imaginar vendo TV.

abs,
RicaPerrone

Virou bagunça

O Paraná Clube entrou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quarta-feira com um pedido de impugnação da partida contra o São Paulo, válida pelo Campeonato Brasileiro. O jogo terminou com uma vitória paulista por 1 a 0. Os paranistas reclamaram muito do pênalti que resultou no gol do Tricolor paulista, mas o argumento para o pedido de anulação do jogo é em cima de um outro lance.

Fala sério, vai? É o SPFC disputando a pena do Edmundo, o André Dias, o Dagoberto, nego brigando por 5% de jogador formado no clube, outros buscado essa lei em vendas de 10 anos atrás, e agora querem anular jogo por erro de arbitragem? Porra... vai virar F-1 isso. Daqui a pouco a bola é o que menos importa.

Uma pena, mas do carnaval, passando pela F-1  e chegando no futebol, tenho o péssimo hábito de amar coisas que vão virando politicagem pura. Já já alguma ex minha vira deputada...

abs,
RicaPerrone

Virei gaúcho


Eu já andava torcendo pro Grêmio... agora então, virei torcedor de colocar a camisa. Vem aí o Boca, poderoso, cheio de garra, de alguns bons jogadores e da maldita mística do La Bambonera. Ah, fala sério. Que mané Boca!? Vai dar Grêmio!

Jogaram muito hoje... verdade. Andam se superando. Verdade também. Aliás, eles são fortes. Mas calma lá né... é só um time argentino. Nada que mereça mais tremedeira que o Santos, o SPFC, enfim, times que o Grêmio já eliminou. A receita é simples: Jogue tudo que souber, corra mais do que eles, não caia no anti-jogo característico do país em questão, nao ouça o panico que a imprensa fará por ser o Boca e dane-se o La Bambonera. Fazendo isso, dá Grêmio.

Até porque, se tem alguém que faz o improvável é o Grêmio, nem tanto o Boca. A partir de amanhã teremos uma verdadeira sexta-feira treze criado pela imprensa sobre o Grêmio. O Boca, o Boca, o Boca... ok. Não esqueçam de avisar lá que é o Grêmio, o Grêmio, o Grêmio...

abs,
RicaPerrone

Colorado de glórias!

Este sim!!! 4x0, sem choro, sem lero-lero. O Inter que conhecemos e aprendemos a aplaudir em 2006 está de volta? Talvez não, mas já é um começo. Vi o jogo porcamente em meio a sensacionais tentativas frustradas de acertar pinos no boliche, portanto, não vou palpitar demais.

Mas valeu, sem dúvidas! Seja bem vindo ao Brasileirão, Colorado!

abs,
RicaPerrone

Que festa linda!!!!

Para se pensar...

 

- Se o Santos tivesse contratado ao menos um atacante de nível, não estaria na final?

- Valeu o investimento em Luxa e Zé Roberto? Não perdeu 16 milhões como o SPFC, por exemplo, e ainda levou o Paulistão.

- Camisa ganha jogo ainda?

- Se o Flu foi campeão da Copa do Brasil, o Fla carioca, o Botafogo lidera o Brasileiro e o Vasco, com Romário, foi o time que mais teve mídia no primeiro semestre, seria este o momento de repensar a superioridade paulista e a crise carioca?

- Se o Santos faz o quarto gol, teria sido erro do Mano ou méritos do Luxa?

- Se o Flu perde seria motivo de piadinhas. Vencendo, ele pode sair tirando onda pra cima de todo mundo por ter sido o único brasileiro a ganhar um titulo de maior importancia ate aqui?

- Se o Gremio perder a Libertadores, dá pra acreditar que terminamos um semestre com o Fluminense tendo levado a maior conquista de todos e o SPFC levado o maior prejuizo? Futebol tem lógica?

abs,
RicaPerrone

Imortais!


Santos, Grêmio... podia passar qualquer um. Foi maravilhoso, foi emocionante, foi merecido. Assisti num bar, e eu dei risada o tempo todo porque o Santos fazia um gol eu cantava "Vamos virar, Santooos!". O Gremio fazia eu cantava "Vamo Gremioooo!". Enfim, não torci não. Qualquer um merecia, qualquer um teria uma dose enorme de méritos.

O Santos está fora, mas fez um baita campeonato, saiu de cabeça erguida e campeão paulista. O Gremio, que ousei dizer em fevereiro neste blog que não era um timeco na Libertadores e que PODERIA SIM chegar pra vencer, chegou. É o Grêmio, e quem dirá o contrário? Grêmio de Mano Menezes, que fez na Vila o que faltou a tantos contra o próprio Gremio: Foi pra fazer um gol.

Baita técnico, tem enorme futuro. E ja já estará no Morumbi: anotem. Do outro lado o maior de todos, que novamente mexeu e virou um 1x0 para 3x1. Quase, foi por muito pouco que Luxemburgo não sai da Vila hoje com ofertas do mundo todo. Se ele vira isso e chega na final, mexendo no time como mexeu, ele vira Deus por alguns meses. Não foi reavalia-lo por 1 gol que faltou. Fez um ótimo trabalho com o que tem e perdeu pra um grande time.

Diferente do meu SPFC, os dois vibraram e buscaram. Só um podia passar, e passou o Grêmio. Com ele vai o Brasil e minha torcida na final. Porque merece, porque a torcida é simplesmente fantástica e porque o time quer demais esta Libertadores.

Jogo de imortais, pra não morrer na memória do futebol jamais.

abs,
RicaPerrone

Copa do Brasil, pela segunda vez, ajuda o futebol brasileiro


Para alguns, um campeonato chato. Para outros, de grande importancia. Fato é que a Copa do Brasil, capaz de afundar grandes em crise, também tem sido capaz de devolver grandes camisas ao futebol Brasileiro. Ano passado o Flamengo, agora o Flu. O título vale, e muito. Mais, inclusive, do que qualquer estadual do país. Até porque, dá vaga na Libertadores.

O Fluminense saiu das trevas e chegou ao paraíso em tempo recorde. Perrone de Ogum, novamente, acertou o campeão muito antes da final. (Momento Milton Neves) Errarei a previsão inicial de dar Santos na Libertadores, essa não tem mais jeito. Mas só, viu!!! Os estaduais acertei todos e a Copa do Brasil idem.

Renato é campeão, e eu fico mais feliz ainda por ser seu fã. Assim como respeito e mesmo sendo flamengo, adoro o Fluminense e os times grandes, todos sabem disso. Semana passada disse apenas que o Flu era o Flu, e o Figueira era o Figueira. Deu pra entender agora?

Não importa a casa, não importa nada. Quando o Fluminense encara o Figueirense, o Fluminense é favorito porque é o Fluminense. Tradicional, forte, grande. É bom ver uma nação enorme e que andava triste tão feliz. Vocês merecem!

E que isso seja apenas um pontapé inicial da reação Tricolor. O futebol precisa do Fluminense forte, e o Fluminense merece.

Parabéns!!!

RicaPerrone

Grana em caixa


Os problemas financeiros do SPFC estão no fim. A LG pagou o que devia e deve mesmo continuar no clube. Pra melhorar, Ricardinho perdeu a causa pro clube e teve que dar quase 4 milhões pro Tricolor, que já foram depositados.

Melhor ainda para os cofres, ruim para o time: Alex Silva já tem diversas ofertas e deve sair do Brasil em julho. Ilsinho, no entanto, só em dezembro. Souza tem oferta do México mas não é alta e nem tentadora, enquanto o Josué tenta renovar sendo sondado pelo Santos.

abs,
RicaPerrone

Adios?


Renato Augusto receberá uma proposta de cerca de 8 milhões de euros nos próximos dias. O Lyon já não esconde de ninguém quer tem interesse e as cifras comentadas na França são de 8 a 11 milhòes de euros.

Se realmente se confirmar a oferta, o Flamengo aceitará. É muita grana e colocaria muita conta em dia na Gávea. Além de ainda dar pra contratar uns 4 jogadores de bom nivel pro Brasileirão.

Eu, sinceramente, por mais de 10 milhões de euros, venderia.

abs,
RicaPerrone

Analise de Brasil x Turquia

 
Desmotivados, sem critério pra escalação, sem tesão de vestir a camisa jogando nada... enfim...

Um lixo!

Fica a pergunta: Se voces fossem treinadores da seleção, e a copa fosse amanha. Quem seriam os 11 titulares?

abs,
RicaPerrone

Não é mentira


Não é mentira. Ao lado do quarto da Lavínia, onde tem uma camisa do SPFC com autografo e dedicatória do capitão Ceni, um outro novo pai resolveu dar o troco. Colocou um guardanapo do Corinthians pra receber o filho.

Eu até sugerir levar o bife, mas... acharam que não seria de bom tom. rsrs

A "murrinha"

 
Essa aí é a Lavínia, filha do meu "irmão" Murro. Pra quem não conhece, ele é o cara que faz a rádio ET comigo, que é sócio da ET, que começou essa coisa toda junto comigo. Além de um baaaaaita irmão.

Seja bem vinda, Lavínia!!! E o pai tá bobo que só vendo pra acreditar. rsrs

Além de linda, a garotinha ainda é planejada. Nasceu sábado, ai já emendou o feriado com a semana e deu 10 dias de folga pro pai. Se meu filho me puxar será tão espirito de porco que nascerá numa sexta as 18h, só pra me f... o final de semana. rs

Ps - Olha o medo que eu to segurando a criança. Puts, q coisa difícil!!

Parabéns, irmão!!!

abs,
RicaPerrone

Coluna da ET
Coluna do RicaPerrone: "Algo a mais"
Fonte: RicaPerrone

Quando você quer uma coisa você corre atrás. Assim diz a lenda, assim diz a prática e a teoria. Você corre, nem sempre consegue, mas tenta. Vai dormir sabendo que foi buscar o que queria, mesmo que não tenha vindo. Se mesmo o que você queria não der certo ou não for o que você espera, valeu pela luta. Todo mundo que tem essa característica na vida sabe do que eu estou falando. O prazer de conseguir é inigualável, mas o prazer de ter tentado existe sempre.

Tentar, para alguns, é uma forma sutil de sugerir uma simples brecha pra que aquilo aconteça. Para outros, tentar é ir até o fim. Lutar onde não tiver mais fôlego, atravessar qualquer barreira e enfiar o pé na jaca atrás daquilo que quer. Eu enfio o pé na jaca, e tomo na cabeça muitas vezes. Mas não costumo dormir com sensação de omissão, não. Sensação de felicidade, vitória, paz, conquista, realização, entre outros, só vem através disso. Sentar e assistir me incomoda, e eu acho que incomoda a maioria.

Omissão, portanto, não agrada uma massa. O time do SPFC não é covarde, muito menos mau caráter. Corre sim, treina todo dia e quer vencer. Mas não basta, nunca bastou e nunca bastará. O futebol já mostrou e mostra todo dia que pra vencer é preciso raça, técnica, tática, vontade e... o algo a mais. Pode ser uma união, um treino extra, um foco a mais, um vídeo assistido por conta própria, um papo com o colega, enfim... pode ser qualquer coisa. Mas é preciso que exista.

O algo a mais é, normalmente, orquestrado. O professor conduz o time pra aquilo, e ganha a confiança deles quando isso dá resultado. A maioria dos treinadores, pra não dizer todos, tem como hábito usar palestras, vídeos, atividades, e outros fatores motivacionais antes de momentos importantes pro time. Muricy se diz contra, e não faz nada disso. Se ele está certo e todos os outros errados, não sei. Fato é que não tem vencido decisões, talvez por faltar exatamente este algo a mais.

O Grêmio de 2007 tem este algo a mais que me refiro. Ele busca além do que pode, ou seja, ele não ignora sua limitação, mas não a aceita. O SPFC de 2005 tinha isso, onde somava técnica e tática com uma vontade impressionante. O de 2006 não teve, e o de 2007 está longe de ser um time focado, motivado, cheio de tesão por algo novo. Culpa do elenco todo? Não... não tem virose no futebol. Dois jogando mal é fase, quando 11 jogam mal é comando.

O SPFC venceu o Paraná. Jogou mal, ganhou literalmente no apito. Os dois times não criaram nada, e num lance o juiz deu um gol pro SPFC, em outro tirou um do Paraná. Inverteu o resultado? Talvez seja pesado dizer isso, mas é fato que não deixou o futebol resolver quem sairia com 3 pontos. A Sportv é um canal pago, e a enorme maioria não tem. Quem não viu, dorme com o placar e acorda aliviado. Quem viu, dorme igualzinho semana passada e acorda cada dia menos empolgado e preocupado com o SPFC.

O futebol, na condição de coisa mais importante entre as menos importantes, não permite falhas. Não aceita desaforo, não costuma engolir sapo. Ele pune, as vezes até injustamente. Vide Botafogo, que em 2007 tem pagado pecados que até Deus desconhece em momentos decisivos. Justo? Não sei. Azar? Não acredito.
Existe azar sim. Mas existe muito mais a falta do algo a mais do que o azar simplesmente. Sorte é soma de fatores, e azar é a falta de um deles. Talento? Comprometimento? Direção? Foco? Comando? Não sei... mas falta aquele algo a mais.

Ser feliz sempre! Acreditar sempre! Não desistir nunca! Sorrir a toa! Não existe grande vitória sem uma grande luta. Não existe luta sem objetivo. E nada disso faz sentido sem alegria.

Sorria, Tricolor! Talvez falte apenas sorrir... O ano não está perdido.

Abraços,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Ser Flamengo...


Torcedor apaixonado doa R$ 100 ao Fla

Agradecido, vice de futebol Kléber Leite devolve o cheque e dá camisa ao rubro-negro
GLOBOESPORTE.COM No Rio de Janeiro

A caixa postal do Flamengo recebeu um presente inusitado nesta semana. Em uma carta de duas páginas, um torcedor, que identificou-se como Éder Ayres, mostrou-se preocupado com a situação financeira do clube e, mesmo desempregado, enviou um cheque no valor de R$ 100 para ajudar no pagamento dos salários de jogadores e funcionários.

A manifestação apaixonada do rubro-negro sensibilizou o vice-presidente de futebol, Kléber Leite. Ele devolveu o cheque e ainda enviou uma camisa do lateral-esquerdo Juan, presente que Éder gostaria de ganhar de aniversário. Vale lembrar que na última sexta-feira a diretoria colocou todos os salários em dia.

Confira um trecho da carte do torcedor abaixo:

 

Foto: Eduardo Peixoto 
 



[ ver mensagens anteriores ]