Faz sentido!


Eurico quer os pontos da vitória do Botafogo quando Dodô foi pego com dopping. Não é o que diz o regulamento, mas... vamos dar créditos ao Eurico?

Ele está buscando aquilo que lhe parece certo, afinal de contas, ninguém leu o regulamento quando tiraram o título do Inter (com a ajuda do Muricy e 2 derrotas patéticas para Paraná e Coxa) e deram pra MSI na maior cara de pau. Então, o Eurico está apenas imaginando ser possível mudar regras pra beneficiar o proprio clube, nada mais natural vindo dele e diante do que fizeram em 2005.

Obvio que por regra ele não deve conseguir. Mas... não acho que seria muito justo os comentaristas paulistas detonarem o Eurico por querer a mesma coisa que fizeram a favor do Timão querido da imprensa ser campeão brasileiro. Ou não é igual?

abs,
RicaPerrone

Agora sim!

 
Agora mudou o discurso. Não dá pra dizer, em nenhuma hipotese, que o Flamengo não tem time ou que seja inferior a alguem. A contratação de Fabio Luciano resolve, em teoria, o maior problema do time: A zaga!

Ibson e Jonatas, assim como Roger, resolve o meio e ainda deixam Claiton no banco. Renato Augusto segue firme lá, como esperança.

Ainda acho que faltaria um atacante pra dar a bola pro Souza ou pro Obina, mas não se faz mais fundamental com tanta opção boa nas alas e na meia. A bola vai chegar.

O que é incrível notar é como se muda um time com 4 reforços. O Flamengo passa a ter o meio-campo mais tecnico do país!!! E está na zona de rebaixamento. Se vvai dar certo são outros 500, mas ... ninguém tem a qualidade do Roger, do Ibson e do Renato Augusto na meia. Um Fabio Luciano, vamos combinar, também só tem no Morumbi. E os bons laterais também diferenciam. Muito bom o novo time, repito, no papel.

Agora, Joel... se vira! Faz jogar porque não tem desculpa. O Ney tinha, você não terá! Isso é time pra Libertadores, no mínimo. E se não fosse o péssimo começo... dava até pra sonhar alto, repito, no papel.

Veja o que é o futebol. Até ontem o SPFC tinha um time muuuuuito melhor que o do Flamengo. Agora, vejam como a diferença caiu. Um zagueiro de alto nível, dois bons alas (O SP só tem um, pois o Reasco nunca jogou bola aqui), dois volantes de alto nivel tecnico e com passagens pela Europa, um meia que dá pra chamar de craque, outro que é revelação e bem diferenciado, e dois atacantes de bom nível e que fazem gols. Viram só? Ainda sou mais o elenco do SPFC num geral. Mas...  não o melhor do BRasil não sobra tanto pro lanterna.

abs,
RicaPerrone

Até eles se renderam!!!

AH!!! TOCA ZEZEEEEEEE!!!!

Ps - Essa musica de abertura é do Menotti, mas quem canta é o Zezé!! Ele só copiou o Mirosmar! rs

abs,
RicaPerrone

Burro, eu?


Outro dia discuti (amigavelmente) com Marco Aurélio Cunha, Jesus Lopes e Leco. Eles me diziam no CT que não se interessam por determinados jogadores, menosprezavam outros e rotulavam alguns de ex-jogadores em atividades. Um dos que citei, e ouvi risadas, foi Petkovic, que considero craque. Disseram que não, que não tem serventia pro Tricolor.

Ok, eu respeito, mas discordo. Assim como Athirson, Roger, Denilson, França, entre outros que eu aprovo e eles não. São formas de pensar, que eu respeito, mas discordo, principalmente na forma vulgar e desrespeitosa que tem sido colocada. Se o que é lixo pro SPFC serve pra vestir a 10 dos outros, o SPFC deveria ser hexacampeão do mundo, mas não é. É diferenciado, mas nem tanto. Se fosse 50% diferenciado do que se mostram ser, não teriam os mesmos problemas que os demais tem. Só que escondem melhor.

Petkovic foi aprovado pelo Luxa, que deve entender de futebol 300% mais do que os citados acima. O Athirson, que anda desempregado pois saiu do Bayern, idem. Assim como o França, que foi pedido por Vasco e Palmeiras e seus burros treinadores. Roger, do Flamengo, chinelo ou não, insisto, joga mais do que os 4 meias do elenco do SPFC somados. E digo mais: Com sono, sem querer jogar, joga mais do que os titulares também.

Mas, são formas de ver futebol. O SPFC entrou de vez na era do "joga mal e ganha", enquanto eu prefiro o joga bem, ganha e se posiciona. Agora eu tenho que ouvir o Muricy dizer que vai surpreender. Surpreender o que, porra? Tem o melhor time, tem que ganhar. Qualé a surpresa de chegar lá? Tem que chegar, é o natural. Mas não, a mentalidade de pobre reinou ali.

Enfim, o Luxa aprovou e já me sinto menos burro por pensar igual alguém como ele em alguns aspectos. Acho que no dia que ele assumir o SPFC eu não conseguirei criticar nada, pois eu concordo com 90% das visões do sujeito.

Mas, brincadeiras a parte, a visão de dirigente nao combina com a de quem manda no campo. Se pra quem comanda alguns jogadores são chinelinhos, pra quem dirige o time podem ser solução pra tanta mediocridade no brasileirão. Um Athirson não resolve tudo, mas possivelmente resolva 3 jogos por campeonato, coisa que Raríssimos jogadores são capazes de fazer hj no Brasil.

No meio de tanta gente comum, ainda tenho uma preferencia para os que se diferenciam com a bola nos pés, sejam eles chinelinhos ou nerds da bola. Acho que não dá pra ter 4 num time. Mas, um chinelinho num grupo sério... tenham certeza, não faz nada de errado. O time não permite.

Que o Pet vá pro Santos, que coma a bola, e que nos dê um mínimo de futebol bonito pra se ver. Porque, como diria o torcedor no boteco... Tá foda!

abs,
RicaPerrone

Eles querem!

 
Tenho um amigo ligado a FIFA. Hoje conversamos via msn, e a conversa foi mais ou menos assim:

Rica diz:
E as nossas chances da Copa aqui?
XXX diz:
Cara, sao muito boas!
Rica diz:
Jura? A FIFA gosta da ideia?
XXX diz:
Gosta pra caralho! Eles acham que uma Copa no Brasil teria uma midia e um charme extra. Eu diria que se nao errarmos feio, é nossa.
Rica diz:
Cacete irmão, não sabia que a FIFA gostaria disso..>
XXX diz:
Mas quer! Tem muita gente do brasil na FIFA e eles empurram. Esse negócio do Pan repercutiu muito bem aqui porque deu tudo certo. E também tem vontades politicas envolvidas nisso, claro! Mas as chances são muito grandes atualmente.
Rica diz:
Fico feliz! Quero muito que de certo. E faria bem pra nós né...
XXX diz:
Sem dúvida! Eu to na FRança agora e voce tem que ver o que a Copa fez com o futebol deles. Mudou tudo aqui. E vivo andando pelo mundo, vc sabe. Uma Copa muda muita coisa no país.
Rica diz:
Puta noticia boa! Posso colocar no blog, sem citar nomes?
XXX diz:
Claro! Vamos torcer! Eu acho que teremos nossa Copa e, enfim, nosso futebol voltará a crescer e não se prostituir.

abs,
RicaPerrone

Joel, o cara


Não, eu não sou fã dele. Respeito, mas não queria no meu time como solução. O Flamengo optou por um paizão, um treinador que costuma apagar incendio e não fazer grandes trabalhos a longo prazo. Se tem o lado ruim de não ter uma validade grande, tem o lado bom de ser fácil mandar embora pra trocar em janeiro por um top, já que Joel sabe que sua vida num clube costuma durar 5 meses em média.

O Flamengo contratou Ibson, Roger, Jonatas e vem aí Fábio Luciano. Sem dúvida, é outro time. O Ney adoraria trabalhar com este, mas não terá chances. Continuo achando que o time do Flamengo não deve quase nada pras demais porcarias que tem por aí. Agora, com estes reforços, se torna até um time acima de muitos do Brasileirão, só que no papel, e papel não ganha jogo. Se ganhasse, em 95 o Flamengo tinha ido pra Toquio.

Joel, se fizer o simples, terá facilidade em tirar o Flamengo da situação que se encontra. Em casa, dificil imaginar que alguém tem time tão mais forte pra vence-lo. O futebol brasileiro vive de times mediocres, e não posso considerar um time com Ibson, Roger, Juan, Leo Moura, Jonatas, Souza e talvez Fabio Luciano um time qualquer. Não deve mais nada pra maioria, a questão é se essa limitacào será respeitada pelo proprio Flamengo ou não.

O Gremio respeita seus limites e tem conquistado otimos resultados. O SPFC desconhece seus limites por uma mentalidade mediocre de quem comanda e não consegue jogar o que pode. O Flamengo, se souber que tem time pra jogar de igual pra igual, desde que não ache que são craques, mas sim que os rivais também estão fracos, pode dar certo e sair dessa. O titulo, hoje, é utopia. Mas... uma sequencia de vitórias muda qualquer coisa, e o Flamengo terá uma bela sequencia em casa logo mais, pra compensar o que passou jogando fora.

Joel, o cara! Não pra resolver os problemas, mas pra coloca-los embaixo do tapete por mais 6 meses. Que assim seja, pois é melhor a sujeita escondida pra que alguém limpe depois do que espalhada sem possibilidades de ser recolhida.

abs,
RicaPerrone

No coments


Pessoal, eu havia liberado os comentários sem filtro nos últimos dias pois estou sem tempo pra ficar aprovando. Mas, infelizmente... uma opinião contraria segue gerando reações patéticas de ameaças, ofensas, etc. Então, como eu continuo sem tempo, alguns continuam sem educação e pra isso eu to sem solução, o blog fica sem comentários novamente por alguns dias.

Ok?!

Valeu, e desculpem os que sabem usa-los. Infelizmente nem todos tiveram educação em casa e alguns outros sofrem com a raiva aguda de não aceitar que uma opinião contraria a dele pode ter publico pra ler e a dele não. Mas... é a vida. Já já eu arrumo tempo e libero de novo.

abs,
RicaPerrone 

Coisas que só acontecem com o Perrone

 
Fazia tempo que um festival de cagadas não acontecia no mesmo dia. Mas, hoje, na tarde de folga, aconteceu.

Imaginem que tudo começou quando o sr. e a sra. Perrone foram ao shopping mandar arrumar o celular. Disseram que o rapaz da manutenção voltava as 16h. Chegamos as 16h02, e fomos informados que o rapaz trabalhava até as 16h, não que chegaria neste horário. Ou seja, nada de arrumar o celular.

Fomos ao cinema, e chegando lá, um festival de asneiras. Primeiro que o filme já era meio suspeito. Dizia lá que era algo da morte, de ver a luz, e eu pensei que era tipo um documentário. Odeio filme de terror, simplesmente não assisto. Adivinha???? Óbvio, era filme de terror, e dos ruins.

Mas, antes de entrar no cinema, fomos comprar a pipoca. Não me pergunte porque, mas eu cheguei no caixa e disse assim pra moça:
- Oi, me da um daqueles batatões e duas cocas.

Ela ficou me olhando e, pior, registrando!!! Enquanto isso alguém do meu lado olhava pra cima pro cardapio, tentando entender onde eu vi que existia batata no cinema. Antes da mulher me vender o que ela mesmo não havia entendido eu me toquei que era pipocas, não batatas. Pedi uma pequena doce, que eu tava com vontade, além da grande salgada.

Ao entrar pra ver aquela bosta de filme, sentamos. Em menos de 10 segundos ouvi um barulho de pipocas caindo e uma cara de "Ops..."  do lado. Ok, lá se foram minhas pipocas doces. Curioso é que a salgada, que eu nem queria, ninguém derrubou. Mas tudo bem.

Coloquei minha Coca no chão e deixei ali, pois na cadeira ela tava caindo. 5 minutos de filme me chega uma gorda e pede pra passar. Meu... vamos combinar uma coisa: Gordo que é gordo chega antes!!! Isso é lei! Se você quer ser gordo, seja ao menos pontual.

A pelotinha foi passando na fileira até passar por mim e ir embora. Eu coloquei a mão pra pegar a Coca e, enquanto aquela bunda enorme ia pra um lado, eu olhava pro chão procurando a Coca. Ela sumiu!!!

Primeiro eu pensei que ela havia, num golpe de mestre, levado com os pés até a cadeira dela. Depois imaginei ela pegando rapidamente com uma das mãos e continuado andando. Mas não, nem todo gordo é ladrão. Ela deu foi um bico mesmo, e uniu o festival de pipocas no chão com uma cobertura de Coca. Foi lindo... deve ter Coca caindo até a primeira fileira, pois eu estava na última.

Sem Coca, sem pipocas, me restou ver o filme. Susto, espirito, hospital, injeção... tudo que eu adoro! Só faltou um clássico Corinthians x Vasco, com narração argentina pra eu ficar feliz de vez. Mas aguentei firme, até o fim. Foi melhor que Harry Potter, isso sem dúvidas.

Sabe quando o filme é bom e o final estraga? Então, não era assim. O filme era ruim e o final ainda estragava o que já era uma bosta. Ou seja, não assistam!!! Nem lembro o nome, mas é algo com a luz branca. Se sua namorada quiser ver isso, diga não, simule contusão, passe mal, corra, termine o namoro, mas nao entre no cinema. É tão ruim, mas tão ruim, que eu vou economizar vocês: O cara morre no final, tá? Não precisa ver não. Ele morre.

Com 3 lições aprendidas, encerro meu dia.

- Não tem batata no cinema.
- Todo gordo é desajeitado.
- Quando você nunca ouviu falar de um filme, fatalmente é porque ninguém foi assistir. Se ninguém viu, é uma merda!

abs,
RicaPerrone

Coluna da ET
Coluna do RicaPerrone: "Sentirei saudades"
Fonte: RicaPerrone

Na semana passada eu falei da saudades que sinto do bom futebol, dos craques, dos golaços, entre outros detalhes do futebol que eu cresci vendo e hoje não vejo mais. Hoje, novamente falarei de saudades, mas esta eu ainda vou começar a sentir.

Saudades de gritar Josué no Morumbi lotado. Primeiro porque ele não ficará mais lotado até que o time volte a uma decisão, afinal de contas, falamos de SPFC e de sua torcida acomodada. Segundo porque, muito provavelmente, seja agora ou em janeiro, ele não estará mais lá.
Saudades de reclamar quando o Lenílson ia pro aquecimento. Era horrível, mas era engraçado.

Saudades de ouvir a gente comentar que o Marcel era um lixo, principalmente quando no Grêmio ele der certo, e eu aposto que dará. Craque? Não, longe disso. Nem o considero um grande jogador. Mas, onde Tuta reina graças ao bom sistema de jogo do treinador, o Marcel fatalmente fará um bom papel. Até porque, vamos combinar que nem vimos o cidadão jogar direito. Lenilson jogavam de atacante, Tardelli ganhava a vaga com 2 treinos, mas o Marcel nós nunca tivemos a chance de ver jogar.

Saudades de esperar medalhas o dia todo no Pan. Com roubo, sem roubo, mas foi uma delícia! Vibramos com os ouros, ficamos tristes com as pratas, mas o esporte devolve aquele sentimento bonito de ser brasileiro, e eu adoro isso. Pena que tudo que é bom no Brasil é imediatamente ligado a uma tragédia. Infelizmente quando alguém grita: “É ouroooo!!!” sempre surge alguém pra gritar: “Os EUA tem bem mais”. Tirando os azedos, o Pan foi sensacional e eu sentirei saudades desse clima todo.

Saudades que passa logo, mas que já começa hoje, de ver o Galvão gritar GIBA NELES!!! Saudades do Bernardinho ali passando mal de gritar, daquele time fantástico que nos enche de orgulho toda vez que entra em quadra. Que time é esse????? De onde veio tanta vontade de ganhar tudo? Sensacional! O melhor time que o Brasil já teve em qualquer esporte, e não me refiro ao de hoje, mas sim ao que reina nos últimos 10 anos.

Saudades do Ilsinho na Rádio ET. Era ótimo quando ele participava. Menino humilde, bom de bola, boa pessoa. Desejo toda a sorte pra você aí, irmão. Você merece. Sei que você lê a ET, que acompanha, e que provavelmente vá ler esta coluna. Então, muito obrigado pelas dezenas de entrevistas que nos deu, pelo carinho conosco e pela bola que você jogou aqui. Ah, e quando vier de férias, não esquece daquele baile que ficamos de combinar no winning eleven. Sorte aí, cabeção!

Agora, saudades mesmo eu vou ter é dos domingos que passaram. Aliás, nem sei como será a partir do próximo. Me acostumei, acho que todos nos acostumamos, e será difícil conviver sem isso.

Como será um final de semana sem massacrar a Argentina?? Nem me lembro mais...

Abs,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Sentirei saudades, hermanos!


Gostaria de registrar minha profunda tristeza. Quando eu já estava acostumado...

Como será passar um final de semana sem massacrar a Argentina?

Já era rotina, agora não sei mais quando teremos a oportunidade de vê-los tirar a prata do peito com vergonha.

abs,
RicaPerrone

Evolução

 

A gente sempre questiona que as coisas não funcionam. Mas, assim como entendo que a CBF tem seus méritos na melhora do Brasileirão, da seleção (que de time que não chegava passou a chegar e ganhar tudo), também acho que é hora de notar que existe alguma melhora no esporte em geral. Não é o ideal, mas é uma melhora.

Reparem nos últimos pans como houve uma evolução e como novos esportes ganharam força no país. Longe do ideal, mas, talvez, no caminho.

1991 - HAVANA (79 medalhas)
1995 - MAR DEL PLATA (82 medalhas)
1999 - WINNIPEG (101 medalhas)
2003 - SANTO DOMINGO (123 medalhas)
2007 - RIO DE JANEIRO - (161 medalhas)

Quem sabe na próxima a "elogiada" Cuba não fica a ver navios? Aí, por coerencia, vamos ter que dizer que somos exemplo de esporte em terceiro mundo, afinal de contas, é o que dizemos de Cuba há anos... e desta vez eles escaparam por pouco de serem superados.

abs,
RicaPerrone

Missão cumprida!

Ok, foram bilhões.
Ok, sei que tem gente que odeia o Rio de Janeiro.
Ok, sei teve gente que torceu contra.
Ok, sei que eu sou um brasileiro apaixonado e que é difícil as pessoas entenderem que eu analiso esporte, não economia. Mas...

Foi maravilhoso! Se existe uma palavra para descrever o que eu sinto, na condição de brasileiro e de quem trabalha com esporte, ela é "orgulho".

Orgulho do povo, da festa, dos atlétas, das medalhas, dos gols, dos pontos, das cestas, de cada braçada e da alegria do povo em volta de um ginásio, estádio ou arena. Orgulho de ver que, com dirigentes roubando ou não, o brasileiro é capaz de fazer O QUE QUISER igual ou melhor que todo mundo, porque nós somos tão competentes quanto. O que nos falta é 'amor a camisa', e isso o Pan consegue devolver um pouco.

Como é gostoso ver as pessoas sentadas numa sala, como aconteceu comigo no final de semana, e todo mundo gritar no final de uma prova de revezamento. Que se dane, ninguém liga pra isso, mas... foi uma alegria! Como foi bom os amigos ligando no celular pra comemorar os saques do André Nascimento! Que maravilha foi a Jade, o Thiago, o Hugo, as meninas do futebol, o basquete, o hand, a ginástica, a maratona, o Jadel... como é bom ser brasileiro!

Que graça teria ganhar um ouro a cada 10 minutos? Ah, eu também queria, mas... que tem um gostinho especial um ouro pra nós, isso tem.  Nosso ouro brilha mais que o dos outros, porque brilha nos olhos de uma torcida que tem o dom de se apaixonar por um esporte em 10 minutos e, em outros 10, esquecer dele. Certo, errado, sei lá. É característica nossa, e eu respeito e admiro.

Eu vivo escutando que é cultural não sei o que, cultural não sei o que lá. Eu questiono muito a palavra 'cultura'. Dizem que é cultura africana a dança. Mas dizem que cultura no Brasil é ler, ir a teatro, etc. Ok, acho que até é. Mas, o maior exemplo de cultura brasileira é ir ao Maracanã ver Fla x Flu. Isso sim é cultura, porque isso é a cultura brasileira de fato, não de teoria. Samba, carnaval, praia, alegria, irreverencia... isso é nossa cultura.

É nosso vaiar os rivais. Se na europa não fazem, parabéns pra eles. Aqui, fazemos. Se não gostarem, azar deles. Também não gosto de guerra e nem por isso deixaria de torcer numa Copa nos EUA, como foi em 94. Aqui o povo canta, vaia, sofre, vibra e reage. É cultural. Certo? Errado? Não sei. É o nosso jeito, e antes de pedirmos respeito, temos que nos respeitar.

Erramos contra Cuba, mas aprendemos. Acertamos na americana da Ginástica, e também aprendemos. Aprendemos todos os dias, como em tudo na vida. E neste mes de julho, tenho certeza, aprendemos a fazer um evento esportivo de primeira linha. Aprendemos que é maravilhoso torcer pro Brasil, seja no que for, e aprendemos que, se a gente quiser e se esforçar, tudo dá certo. Só depende de nós, sempre!

Orgulhoso de ser brasileiro, orgulhoso do Rio de Janeiro, orgulhoso dos atlétas, orgulhoso da torcida, envergonhado pelos dirigentes. Mas... até aí, nenhuma novidade. Não vou deixar de passar pela Marginal porque ela foi superfaturada. Muito menos torcer contra ou deixar de me orgulhar do pan. Enquanto alguns filhos da puta roubam nossa grana, outros milhares fazem esta festa paralelamente, de coração, honestamente, e é por eles que isso tudo tinha que dar certo.

Era por nós que tinha que dar certo, e deu!

Viva o Pan do Brasil!!!  E que venha a Copa e as Olimpíadas! Porque se alguém no mundo é capaz de fazer, nós também somos.

abs,
RicaPerrone

Ney caiu, e agora?


Como disse no post anterior, não sei exatamente o que pensar sobre. A Era Ney Franco acabou e só agora teremos a exata noção se o time é fraco, se a fase é dura, se o treinador era ruim ou se ele andava fazendo um grande trabalho. Eu não faço idéia do que imaginar. A principio, me parece que ele não é culpado de tudo, que não tem nada demais no mercado, que os resultados não são ruins, mas.... as vezes é melhor mudar pra mexer com o grupo. Talvez este seja o momento.

A questão é: Quem?

Joel? Não... espero que não. O Flamengo merecia alguém como Abel Braga, ou Autuori. Seria um treinador top pra compensar a dose de desorganização do clube.

Odeio o muro, mas fico nele. Não consigo bater numa tecla e dizer que o Ney estava fazendo merda, nem que o Ney tinha razão. Ficarei olhando pro teclado e, assim que eu tiver alguma idéia, vou bater numa das teclas. Por hora, confesso, não demitiria. A não ser que o substituto seja alguém de muito bom nível. Mas, sem te-lo garantido, eu não o faria.

abs,
RicaPerrone

Flamengo 2x2 Corinthians


- Resultado não agrada ninguém. Mas, pro Flamengo teve gosto de vitória.

- Jogar bem, jogar mal, nem entro mais neste mérito no Brasileirão. Todo mundo, ou quase todo mundo, joga mal.

- O Chinelinho deu um passe de craque e o Flamengo fez o gol e reagiu. É diferenciado, aliás, é o único camisa 10 do futebol brasileiro hoje em alto nível técnico.

- O Flamengo empata com o SP, empata com o Corinthians, empata com o Galo fora de casa. Perde de 1x0 fora, com gol contra, pro vice-campeão da Libertadores, não joga em casa ha meses... sinceramente, o time não rende o que pode, mas os resultados não sao dramáticos como pintam. Nas últimas rodadas, tirando o jogo contra o Paraná, o Flamengo conquistou pontos que, se não estivesse na zona de rebaixamento, seriam elogiados.

- Não sei o que penso sobre Ney Franco. Ou ele sabe o que está esperando ou ele não sabe o que está fazendo. Espero que saiba o que espera.

- O Corinthians? Vai aonde com esse time e esse treinador que parou no tempo? Nada a declarar. É o fundo do poço.

PS - O 'chinelinho' pro Roger é ironico. Eu sou um fã dele, e considero melhor o chinelo dele do que a chuteira de 95% dos jogadores em atividade no país. Eu gosto é de futebol bem jogado, e atualmente raros sabem jogar. Roger sabe.

abs,
RicaPerrone

SPFC 1x0 América RN


- Tão bom quanto óbvio.

- Jogou mal, de novo.

- Não sabe o que fazer com a bola quando tem um contra-ataque.

- Não vi o jogo com atenção suficiente pra julgar muita coisa. Mas... pelo que vi, não mudou muita coisa. Joga mal, ganha, e tudo bem.

abs,
RicaPerrone

O cu e a calça


Pra ser prático, popular e claro: Falemos do cu e das calças.

Não necessariamente de cada um deles isoladamente. Mas da frase, do significado e, principalmente, da falta de união entre as partes.

Cu e calça vivem separados. Mas, no Brasil, não. Onde tem cu, tem calça. E onde tem calça, tem cu. Se não tiver, a gente reclama.

Repare que não é possível dizer: "Como a Sheila Carvalho é bonita" sem que algum cidadão ao seu lado responda dizendo:"Melhor que a Mello? Nem fodendo!". 
Repare: O elogio foi ao cu, sem envolver a calça. Mas, necessariamente, ofendeu a calça.

Onde eu quero chegar? Veja bem... outro dia eu lia colunas e mais colunas, todas bem escritas, todas de jornalistas muito bons e tal. A maioria delas ironizava a alegria do povo com o Pan através dos problemas da TAM, do governo, da crise aerea, etc. Diziam, entre lindas palavras, que o povo sorria para o Pan e esquecia do lado ruim.

Tá, ta, ta! Eu sei e pelo amor de Deus, não entrem neste debate imbecil. Todo mundo sabe que nós somos acomodados, que o Brasil é uma zona, que aqui todo mundo rouba, que a gente nem liga e tudo bem. Ok, deixa pra lá. Não é no meu blog que isso começará a mudar.

O que me espanta é que agora virou modinha procurar calças para o cu. Mas esqueceram que o Cu pode andar sem calças se quiser.

É ver um brasileiro chorando de emoção por uma medalha e aparece o jornalista, chato, azedo... "Bonito o choro, mas também poderia ser de tristeza diante de tanta vergonha!". Ou outro, mais chato ainda, que disse assim: "Chora de alegria o medalhista!!! Pena que tantos outros choram de tristeza com o acidente da Tam...". Mas meu Deus!!! Porque o fato de eu chorar com o Pan me obriga a chorar também pelo que tá ruim?  Cade essa regra no manual do The Sims? Eu não li.

Qualquer elogio que se faz ao Pan é imediatamente entupido de criticas ao governo, ao roubo, etc. Ta bom... mas a pessoa só disse que tá feliz pelo ouro, mais nada! Ela não discorda disso, nem quer discutir isso. Mas ela só quis ficar feliz pela medalha, pode ser? Não, aqui não pode não.

O que eu acho gozado é que a maioria dos que escrevem bonito e fazem isso não ajudam em merda nenhuma também né.  Denunciam, metem o pau no Teixeira, falam da CBF, reclamam de colegas, etc, etc, etc. Daí, quando é penta, fazem um puta texto lindo falando do futebol brasileiro. Então, neste caso, você pode separar o titulo da roubalheira? Mas, quando você é contra, qualquer tipo de manifestação positiva o incomoda ao ponto de jogar na cara do torcedor, feliz por uma vitória no volei, as mortes da TAM?

Ok, falemos de mídia. Já pensou se a TAM resolve jogar na cara da imprensa tudo que ela fez de errado?  Não tem que relacionar tudo com tragédia! Deixa a gente ser feliz por 10 minutos. Se não dá pra ser o dia todo, deixa que dure 10 minutos. Por favor, é muito ruim jogar na cara do povo a merda em que vivemos toda hora. Até na hora da alegria??? Você vai gozar com sua mulher e na hora grita que: "MAs eu tenho outraaaaaaaaaaaaa!!!! Ufa, gozei". Meu chapa, você vai tomar um tapa na cara qualquer dia.

Se toda medalha que o Brasil ganhar sua alegria for cortada por um jornalista chato dizendo: "É, mas... as vitimas da Tam...", não tem cidadão no mundo que consiga acompanhar o Pan. 

Ok ok... vamos ajudar vitimas, chorar mortes, protestar contra erros, governantes e etc. MAs tudo tem sua hora. Deixa a gente ser feliz em paz, e depois passem o dia cobrando e lamentando. Mas, por 10 minutos, deixem a gente sorrir e esquecer das merdas que, tenham certeza, a gente se lembra o tempo todo. Não precisa ficar jogando na cara até nas raras oportunidades de ter orgulho desta bandeira.

Abs,
RicaPerrone

A rodada

 
- O Botafogo ganhou de novo. Diga-se de passagem, este André Lima não está devendo nadinha pro Dodo...

- O SPFC venceu, jogou pouco, mas segue em segundo e assim será até o fim. Porque o campeonato é fraco demais pro time que o SPFC tem.

- O Grêmio vem aí.... é fato.

- O Flu vinha, parou, mas vem de novo. E o Galo, até que enfim, venceu bem uma partida complicada.

- O Inter, de 1x0 em 1x0, também vem chegando...  Não deve time pra quase ninguem. Se chegar, complica, como aliás, qualquer um complica no saladão 2007.

- O Fla venceu o América. Ok, legal. Mas, convenhamos... grande porcaria. O América RN joga um futebol RI-DI-CU-LO! E da-lhe nordestino com complexo me xingando no blog por dizer isso...  Mas dane-se, é ruim mesmo! Se não fosse não viveria na série B, C, etc. E se não melhorar, vai cair antes de terminar o turno.

- O Santos vai pra 21 pontos no final de semana, então nem doeu a derrota pro Goiás.

- E o Goiás segue sendo o tipico exemplo da diferença entre ser grande e não ser grande. Ele anda no limite. Faz boa campanha, tem torcida, alguma estrutura...mas na hora de ganhar o título, se mostra pequeno. E aí... fica assim: Pequeno.

- O Palmeiras segue firme na zona intermediária, de onde não deve sair até o final do ano. O time, insisto, é razoável, e o elenco é ruim. O Caio Potter não me convenceu ainda de ser um baita treinador, mas é inegável seu papel na situação alvi-verde.

- Por último o meu Corinthians! Ah, que beleza! Sofrendo como sempre, em crise, diretoria brigando, torcida protestando... que maravilha! Tudo como sempre foi. Domingão tem o Flamengo no Morumbi... e eu vou lá. Vou lá na torcida do Mengão cantar que Obina é melhor que Etoo. Se cuida, fiel! Eu sou pé quente com o Flamengo, hein!

abs,
RicaPerrone

"EU SOU F...!!!"



Ao final da incrível atuação do SPFC contra o Milan, onde conquistamos o quarto Mundial com nó tático de Muricy, tivemos que ouvir um desabafo.

"Eu não caí de pára-quedas aqui no São Paulo. Me preparei muitos anos, trabalhei com os melhores, então se sou técnico do São Paulo alguma coisa eu tenho. Acontece que no Brasil temos uma cultura, que é natural, que se o time perde o técnico tem que cair. Eu me preparei por muitos anos e sei o que estou fazendo", disse o treinador.

Reparem que ele não caiu de para-quedas. Ele é preparado, e agora pode encher a boca pra dizer isso pois... venceu o Sport no Morumbi!!! Genio! Genio! Genio!!!

"É questão de você conhecer o time. As pessoas não conhecem muito, mas é preciso uma continuidade do trabalho. Contra o Sport, mudamos a nossa maneira de jogar com uma mudança só de posição, e isso porque conhecemos o jogador", disse.

Não.... a gente não conhece, não. Tanto que voce inverteu e colocou o JW no meio na segunda etapa. Em 10 minutos o time virou. Sabemos nada, professor!!! Você é genio! Genio! Genio!!!

"Eu respeito muito as características do jogador. Jogamos com dois zagueiros [André Dias e Miranda] porque o Reasco não é ala, é lateral. No São Paulo ele jogou algumas vezes como ala e não foi bem, então eu tenho que respeitar isso", declarou.

Sensacional!!! Quem é Ronald Golias????? Ele usa o Souza de volante, o Josué adiantado, o Richarlyson recuado, o Richarlyson de lateral, o Leandro de meia, o Lenilson de atacante e me diz, na maior, sem ficar vermelho, que respeita a caracteristica de cada jogador! Uh! Muricy! Uh! Muricy!!!

 "Gostei que o time jogou muito bem hoje [quinta-feira]. E isso porque o que nós pensamos no treinamento, os jogadores fizeram no campo, por isso é bom o jogador acreditar no técnico. A comissão técnica é muito competente e sabe o que faz".

Muito!!! Aliás, vibramos na arquibancada. Foi lindo, professor! Se isso é jogar muito, agora entendo muita coisa. A comissão é 10!!! Você é 11! E nós somos todos burros! Fenomeno! Fenomeno! Fenomeno!!!

To de saco cheio de Muricy e Leão. Os deuses da bola, irritadinhos por natureza, os que provam que são bons a cada vitória incrível sobre timecos do país.  Aí, quando perdem o título... "é o futebol". 

Chato! Você é chato, Muricy!!! Irritantemente chato! Quem grita muito quer convencer que é bom no grito. Quem é bom não grita e nem explica, só olha pros resultados e dá risada.

Abs,
RicaPerrone

Palpites


Hoje eu acerto tudo!!!

> Atlético-PR 2x1 Cruzeiro
> Goiás 1x1 Santos
> Náutico 2x0 Grêmio
> Flamengo 3x0 América-RN
> Palmeiras 2x0 Vasco
> Figueirense 3x1 Corinthians
> Internacional 1x0 Paraná

abs,
RicaPerrone

Depois não chora...


O Flamengo encara o América RN em Minas. Não gosto, nunca gostei, e nem nunca vou gostar dessa coisa de clube jogar fora da cidade. Não tem estádio? Adia! O Flamengo não tem culpa do Pan, portando, a CBF que se vire, não o Flamengo. O direito de jogar em casa é sagrado no futebol, e o Flamengo está se dando ao luxo de não usa-lo. Com o time que tem, na fase que vive, chega a ser pecado abrir mão disso.

Mas, o clube que dispensa os jogadores da forma que dispensou nos últimos 10 anos, errando de longe qualquer avaliação de qualidade ou preço, nao tem moral pra que se espere dele algo muito inteligente. Os dirigentes do Flamengo estão colocando o próprio time em fria. Era só atrasar os jogos no Rio, ficaria tudo mais fácil. Teria muitos jogos a menos, jogaria menos partidas com o time desmontado de desfalques, e talvez tudo fosse mais fácil.

A sorte do Flamengo é que hoje é o América RN. E, vamos combinar, que se o Ney não ganhar do América.. a coisa fica feia e aí tem que cair mesmo. Por outro lado, eu não consigo dar tanta culpa ao Nei quanto colocam por ai. Não acho que com o tanto de desfalquees que teve, com o fato de jogar muito mais fora de casa, a coisa não é catastrófica. Empatar com SP e Galo fora, perder por 1x0 do Gremio lá, com 1  a menos e gol contra... Sei lá, não é tão trágico assim não.

Hoje são 3 pontos, e se não for, assino embaixo na demissão do Ney.

abs,
RicaPerrone

Fazer o que?


Dodo foi suspenso por 120 dias. Ninguém tem como provar nem que ele tomou de propósito e muito menos que houve alguma fraude no laboratório, etc. Mas, que isso é bem estranho, é. Não consigo imaginar que um jogador em grande fase, que nunca se meteu em problemas, estaria dopado. Dopping é uma coisa forte, talvez o nome seja pesado e fora de hora. Dopping é pra quem se dopa, e Dodo não parece ser o caso.

Talvez ele possa pagar por um erro, por um descuido, mas não por Dopping. Ele não usou o que usou pra jogar melhor, e parece que já foi deixado até claro que o tanto de substância que havia na urina não faria nada benéfico ao seu desempenho.

Haverá novo julgamento, e talvez ele fique apenas 60 dias fora. Eu não sou daqueles que desconsidero 'quem é'  pra julgar, mas também não sou ninguém pra julgar ninguém. LAmento pelo Dodo, pelo Botafogo, por não acreditar que ele tenha se dopado e, principalmente, pelo Brasileirão, que perde um dos raros jogadores que conseguem correr e pensar ao mesmo tempo.

abs,
RicaPerrone

Coluna ET
Coluna do RicaPerrone: "Saudades de uma paixão"
Fonte: RicaPerrone

Apaixonado! Eu sempre fui assim. Sempre olhei pra uma partida de futebol com algum sentimento extra do que o simples fato de ver um esporte. Sempre torci, sempre vibrei. Pode ser Náutico e Goiás, eu torço e xingo do mesmo jeito. Mas, como não existe amor incondicional, começo a me preocupar com ele. Talvez seja uma crise, mas talvez não. O difícil é quando se começa a perder um grande amor e você não pode fazer absolutamente nada pra consertar. Só olhar, torcer, esperar e ficar angustiado.

Eu cresci torcendo por um golaço. Eu aprendi desde cedo que, mesmo doente pelo SPFC, era lindo ver o Zico jogar. Que acordar pra ver o Napoli do Careca e do gordo argentino valia a pena, que o Palmeiras de 96 me enchia os olhos, entre outros tantos times que me faziam parar tudo que eu estava fazendo pra assistir.

Adorava jogar bola na rua e gritar o nome dos meus ídolos quando fazia um gol. Queria ter a camisa de uns 200 jogadores brasileiros, queria conhecer um monte deles, queria ser jornalista pra ficar perto disso tudo. Aí eu virei jornalista, né! Fazer o que? Esperei pra ver tudo isso de perto e, agora que posso, me deparo com este show de horror.

Ligo a TV pra ver um jogo e tenho que comentar a parte tática, pois a técnica não existe. Falar da marcação da zaga do time tal, do gol impedido, da porra do pênalti não marcado. Discuto com os amigos se o Roni devia sair do Flamengo. Se o Hugo é melhor que o Lenilson. Se meu time ta bem no campeonato porque joga o Leandro ou o Borges. Tenho que assistir Fluminense x Botafogo e ver o Alex Dias fazer o gol histórico do Engenhão.

Ver o Breno valer 30 milhões, o Kaká ser chamado de gênio, o Ronaldinho virar Jesus Cristo, enquanto o sonho de consumo de uma torcida tricampeã do mundo se chama Luis Fabiano, o Sr. Encrenca do Sevilha. Ah, bons tempos quando meu pai me levava ver o Pita jogar com o Careca. Ou até mais recente, com Raí e Muller. Craques!!! Jogadores que decidiam, que roubavam a discussão de segunda-feira.

Agora não dá mais. Nego discute o campeonato inglês ou então fica quieto. Discutir o Josiel, com todo respeito, não atrai muita gente. Ver que muita gente questiona o Romário com 40 anos metendo gol e diz que isso é forçar a barra, pra mim é cegueira. Ele não forçou não, gente... ele só se aproveitou que em terra de cego quem tem um olho é rei.
A rodada de domingo eu acompanhei quase toda. Vi o Flamengo se desesperar porque perdeu Souza. O SPFC fazer dois gols achados e ganhar do Cruzeiro, no Mineirão, quando o tal do Roni perdia gols e o Leandro não sei o que errava passes de meio metro. Parece demagogia, saudosismo, mas... ta ficando insuportável! Estão vendendo Lúcio, Gustavo Nery, entre outros comuns. Não vai sobrar nada...

Eu vi o Zico jogar. Eu vi a imprensa questionar o talento do Nunes, do Serginho Chulapa, do Casagrande. Agora eu vejo a imprensa, e faço parte dela, ter que elogiar os belos gols do Kuki. Cacete... quem é Kuki? Ele não tem culpa, ta fazendo o melhor que pode. Mas pelo amor de Deus, não chamem isso aqui mais de “o país do futebol”. Chamem de berçário do futebol, de supermercado do futebol, mas não mais de “país do futebol”. Nele deveria haver futebol, e o que estamos vendo não parece muito. É uma guerra tática que começa no silencio dos treinadores e termina na arrogância dos mesmos após o jogo, quando agridem a imprensa e se tornaram mais importantes que o elenco todo somado. E sabe o que é pior? São mesmo! Porque com tanta porcaria nas mãos, é quase um jogo de xadrez e não mais uma partida de futebol.

É 352, 442, linha burra, alas, laterais... Chega!!!! Pelo amor de Deus, cadê o toque de 3 dedos que coloca o outro na cara do goleiro? Cadê aquele craque que desequilibra o campeonato? Cade o drible sem explicação? Onde ta a discussão de quem é o craque do ano? Ficou tudo pra Europa. Aqui sobrou essa guerra tática, guerra de nervos, guerra de torcida, guerra de camisa, guerra de tudo, menos de futebol.

Alguém faz um golaço, por favor!!! Eu to com saudades! Me diz que tem um meia criativo no Brasil com 20 anos e que sonha em jogar no Flamengo, no Vasco, no Corinthians, no Inter... e não na porra do West Ham! Me conta onde anda o atacante que acaba com um jogo e, em 2 semanas, não arruma um empresário que o enfie no gelo da Russia em troca de dólares. Me mostra um jogador, apenas um, nos 20 clubes do Brasil que você possa dizer: “Esse ficará pra história”. Não é possível que eu esteja vendo isso.
continua...


A contratação do Corinthians foi o Vampeta. O SPFC pensa em Edmilson, afinal de contas, tem que marcar, marcar, marcar. Podia marcar gols também, viu? O Santos contratou Kléber, que ninguém sabe quem é direito. Será ótimo, mas não porque ele é ótimo, e sim porque nesse mar de ruindade, qualquer antigo meia-boca vira craque.

Hoje eu comentava com amigos que, num campeonato onde Valdívia vira “mago”, Obina vira “salvação” e o volante que todo mundo queria é chileno... tem alguma coisa errada. Muito errada!

Eu nunca fui saudosista. Aliás, detesto isso. Mas não dá. Alguém tem que tomar uma providencia urgente. Se continuar assim, em 10 anos eu não saberei mais quem está na seleção porque nunca vi de perto. Eu freqüento estádios e tinha, até uns 6 anos atrás, a honra de dizer que vi quase todos os craques brasileiros jogarem de perto. Agora não, e daqui um tempo, não terei visto nenhum, porque não dá tempo.

Não me interessa se a FIFA, se a CBF ou se a Globo. Alguém que manda tem que tomar uma providencia e tentar salvar o futebol brasileiro deste insuportável balcão de negócios que se tornou. Meu time de hoje pode ser totalmente alterado em 5 dias se os caras da Arábia vierem aqui fazer compras. Porra, alguém me explica o que faz um time do Catar ter dinheiro e o Fluminense não? Cadê a lógica dessa merda toda?

Sim, dirão que lá a economia é forte. Tá,ta, ta. Mas aqui tem 190 milhões de pessoas, lá deve ter menos de 10. Será que dos 190 não tem 2 com dinheiro pra consumir um clube do coração? Não vão me convencer nunca disso. A população da Inglaterra é menor que a torcida do Flamengo, e nego quer me dizer que não dá pra achar dinheiro com 35 milhões de clientes?

Eu me recuso a achar que é bom ganhar um brasileiro porque os outros são ruins. Eu quero ganhar dos bons, não desse monte de porcaria. Eu não acredito que este futebolzinho ridículo que o SPFC tem jogado é digno de ser vice-líder. Há uns 15 anos, cairia de divisão.

A real é que já está doendo. Perder algo que se ama incomoda qualquer pessoa no mundo. Quando você não tem culpa e nem o que fazer quanto a isso, é quase insuportável. E o meu querido futebol está indo embora todo dia, na minha cara, e além de não poder fazer nada, ainda sou obrigado a acompanhá-lo em seus novos rumos por profissão.

Amanhã eu estarei cobrindo, aqui do Brasil, um jogo do West Ham contra a merda do Zaragoza. Nele teremos o prazer de ver 5 grandes jogadores atuando, enquanto no Fla x Flu, com um Maracanã vazio, será decidido por Alex Dias e Obina. Ou talvez por algum juiz ladrão, vai saber...
Hoje é segunda-feira, dia de comentar futebol. Pra mim é segunda-feira, dia de tentar esquecê-lo. Ou, quem sabe, lembrar dele com saudades.

Abs,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Pra vocês, hermanos!
A vila do Pan ao anoitecer

 

A rodada e tudo mais

 
- O Timão perdeu, 3x0, em casa, pro poderoso Náutico. Carpegiane não cairá, pois pra demitir um treinador é preciso ter um superior. No caso... quem? Ninguém manda lá mesmo.

- O Flu venceu o bom Goiás por 3x0 e segue subindo na tabela. O Renato Gaúcho pode ser um dos raríssimos casos de treinador brasileiro que, quando foi jogador, jogava alguma coisa. Neste caso, jogava muito.

- O Botafogo empatou aos 49. Cuca invadiu o campo, perdeu a compostura. Mas também... vamos combinar que foi dramático e digno de uma invasão. O Fogão, sem Dodo, segue firme na sua caminhada rumo ao título. Se eu apostaria? Sei la.... mas que chega, chega!

- O Gremio meteu 1x0 no Flamengo e afundou de vez o time carioca. O Souza foi um estúpido, mas isso só demonstra a falta de calma do time. O Ney Franco, que tanto defendi, começa a perder a minha confiança também. O time não está pronto, talvez falte ainda um pouco de sorte e de ter 11 pra escalar. Mas... que o time está sem confiança, isso é inegável. Podia jogar mais do que joga atualmente. Agora, não dá pra negar que são 3 jogos a menos, que falta jogar em casa, que é o time mais prejudicado pela tabela e que só pegou pedreira nas últimas rodadas. Eu ainda daria mais alguns jogos pra ele arrumar a casa.

- Luxemburgo no SPFC? O papo surgiu... e não é totalmente sem fundamento, não. Agora, daí a se concretizar são outros 500. Mas, seria FANTÁSTICO!

- No Judo, deu briga. A torcida reagiu mal a perda de medalha e errou. Não acho que tenha sido nada tão grave quanto pintaram, pois não houve agressão e tal. Jogaram uns papéis e só isso. Tá errado, mas... menos ne? O que valeu foi a imagem que isso gerou. Fantástico as duas delegações entrando juntos pra todos verem. Dez pros dois!

- Kleber entrou e fez 2. O Santos venceu, e segue crescendo. Vai brigar sim, apesar de eu duvidar que conquiste o título ainda. Pra mim, GRemio, SPFC, Botafogo e outro, que apostaria ser o Flu, disputam este campeonato a tapa. Mas, a vaga do Flu é tipo: "Neste nível entra qualquer um". E este qualquer um pode ser, literalmente, qualquer um.

abs,
RicaPerrone

Nervosinho e competente


Alonso venceu a corrida que era do Massa. O brasileiro ficou irritado com a critica, xingou o espanhol e nos proporcionou bons momentos de verdade nessa F-1 bonitinha e toda politica. As pessoas brigam!!! Meu deus, que surpresa! Adorei ver dois polidos e perfeitos pilotos que só falam o que podem batendo boca. A razão? Sei la... o Alonso tá na dele de pressionar a seu favor, e o Massa idem em defender o dele.

Fato é que o competente Alonso segue colecionando vitórias, fãs e odiadores. Polemico, como todo grande vencedor é. Venceu hoje com um carro em melhores condições, é verdade também. Mas, venceu. Quantas e quantas vezes vimos o nosso querido Rubinho ter a chance e errar? Então, Alonso não erra tanto, por isso é bicampeão.

A corrida foi totalmente atípica e não demonstrou nada além do óbvio. Ferrari e McLaren mandam na F-1 e disputam tudo entre eles. O resto, tirando a BMW que anda melhorando, é apenas o resto.

Mas manda o Alonso e o Massa não se animarem demais, pois na próxima o 'negão' tá de volta e o pódio tem dono.

Ps - Sim, estou torcendo pro Hamilton.

abs,
RicaPerrone

Vai que vai!

 
Na base do empurrão com a barriga, é verdade. Mas, os tres pontos no Mineirão terão efeito anestesico no Tricolor. As cobranças acabam e voltam na próxima derrota, pois no Brasileirão 2007 o que importa é resultado. E, neste domingo, mesmo com o futebol pífiio de sempre, o resultado apareceu. Jogou mal de novo, e venceu com dois gols achados e méritos individuais. Não vou me render ao Muricy pela vitória, pois entendo que não jogamos nada novamente, apenas vencemos com a sorte da bola ter entrado.

O Cruzeiro fez 1x0 e achou que estava bom. Recuou, parou de pressionar e pagou caro. Quando estava 1x1 o Cruzeiro foi buscar, mas tomou um gol improvável e não conseguiu reagir. Desta vez a torcida chamou o Dorival de burro e... mesmo não sendo o caso, concordo com eles. Mexeu mal, o time tinha condições de virar com a formação inicial. O Cruzeiro está igual a maioria: Sem estrelas, joga pro gasto, está bem colocado e tudo bem. Assim como o SPFC, Vai que vai!

O setor ofensivo do SPFC é nulo. Ninguém faz uma jogada que possa ser repetida, ou seja, sai tudo na base do erro alheio ou no talento de alguém. Falta de treino? De tática? Sei lá. Fato é que não acontece nada. Aliás, neste brasileirão de nível patético é capaz deste futebol ser consagrado no final do ano.

abs,
RicaPerrone

Como siempre...

 
Como sempre, ganhamos.
Como sempre, apelaram.
Como sempre, comemoramos.
Como sempre, choraram.
Como quase sempre, foi um baile.
Como quase sempre, tentaram agredir.
Como sempre, devolvemos.
Como sempre, recuaram.
Como sempre, a festa é nossa!
Como sempre, VICE DE NOVO!

E, só pra variar... CHUPA ARGENTINA!

abs,
RicaPerrone

Palpites


Sábado, 21/07/2007

América-RN 0x0 Atlético-PR 
Juventude 1x3 Internacional
Vasco 2x1 Atlético-MG

Domingo, 22/07/2007

Corinthians 1x0 Náutico
Cruzeiro 3x0 São Paulo
Grêmio 2x1 Flamengo
Fluminense 1x0 Goiás
Santos 3x0 Figueirense
Paraná 1x0 Palmeiras
Sport 1x0 Botafogo

abs,
RicaPerrone

A limpa no Tricolor

 
Sempre diferente! É assim que o SPFC adora ser. Enquanto a maioria dos clubes teria mandado o técnico passear com tudo que foi feito para lhe dar condições, o SPFC não. Aqui o buraco é mais embaixo, assim como a mania de adorar ser diferente. Me irrita, sabe? Adoro o meu time ser diferenciado, mas as vezes me soa como arrogancia. Não suporto ouvir dirigente ir na TV menosprezar jogador adversário, falar da crise dos outros, dizer que tal jogador nao serve pro SPFC, mas pra outros servem, etc.

O SPFC, como sempre digo, é 40% mais organizado, 90% mais estruturado e 90% mais inteligente. Tem quase as mesmas merdas que em todo clube, só que o tapete do Morumbi é grande e a sujeita sempre fica embaixo. Escondem bem quando dá merda no cofre, quando o salário atrasa, quando tem crise no grupo, etc. E tem que ser assim mesmo, mas nunca se engane que não tem. Tem, só que é melhor conduzido.

Agora estão limpando o time. Lenilson, Marcel... e já já vão outros. Querem subir meninos da base, e o Muricy ali firme. Tipo de aposta arriscada. Você muda o clube, mas não muda o treinador. Ok, é uma aposta. Eu discordo dela, mas... eles devem saber o que fazem. Não pelas dispensas, afinal, Lenilson é muito fraco e o Marcel, acho que faltou chance. Vai vingar no Gremio.

Vem aí Serginho Mota, Fernando, Luan, Jackson, entre outros meninos. Nào tem craque. Eu vi de perto os meninos na Copinha e no preparo. Só bons jogadores, mas não tem craque. Vem mais dispensa aí, pode esperar. Jogadores que ganham alto e nem jogam. Mas o Muricy não cai. Esse parece ter um laço de amizade com o presidente que beira o casamento. Pode fazer o que for, ele fica. Pode apanhar de 4, pode desmontar o projeto 2007 inteiro, mas ele nunca tem culpa.

Pode afetar o mkt do clube com sua estupidez ao usar um microfone, mas ele não cai. Pode até pedir demissão, como aconteceu duas vezes, mas ainda assim não aceitam. É um caso de competencia interna, porque quem está fora não ve tanta competencia assim. Mas.... vai que ele tá certo, né?

Enfim. A limpeza começou e não tem data pra terminar. O time perderá peças e colocará poucas no lugar. O elenco é grande e deve ser reduzido. Tem muito titular no banco, e isso incomoda e gera algum mal estar.

Se eu fosse presidente? O Hugo, Jadilson, Tardelli, Muricy e até o André Dias já tinham ido pro saco. Não por incompetencia apenas, mas por entender que não são o ideal agora. O André Dias tem nível pra atuar no SPFC sim, mas... eu prefiro dar metade do salário dele pro Alex que está no Botafogo e pronto. Temos Breno, Miranda, Pirulito, Edcarlos... não vejo necessidade alguma em manter o pior zagueiro mais famoso do Brasil. Nao adianta, ninguém me convence do tamanho da fama dele.

abs,
RicaPerrone

Porque a imprensa torce mais?


É comum ler torcedores reclamando da enorme vontade que os comentaristas tem em elogiar e torcer pro Brasil vencer. Dizem que é hipocrisia, que se torna ufanismo, que a Globo manda ser assim, etc. Mas não é bem isso não. Na verdade há uma explicação.

É claro que a emissora manda puxar o saco. Claro que poucos choram com a derrota, mas... não chega a ser mentira não. Primeiro porque convivendo neste meio você acaba conhecendo os atletas e com isso torce mais. Você ve o quanto eles tem dificuldade, o quanto mexe com alguns deles a idéia de dar alguma alegria pra este povo, etc. E é real, com alguns mexe mesmo.

Você as vezes vive de perto o drama de um jogador de futebol pra voltar a jogar e passa a torcer por ele mais do que ja torcia. Você tem nas mãos a chance de sentir o quanto a massa torce e acompanha aquilo, sendo que pra você chegará sempre os que torcem, raramente os indiferentes. Assim te contagia, você passa a viver aquilo intensamente. O Pan não se torna uma competição, mas sim uma luta sua por medalhas. É estranho explicar.

Quando o Galvão torcer pela seleção em amistoso, juro, não é mentira. Ele torce mesmo. Ele vive aquilo, é amigo do time todo, passou o dia com os caras, ouviu a vontade deles de dar certo. Você se envolve. E além disso tudo tem um fator fundamental: A birra.

O torcedor tem amigos corintianos e, sendo palmeirense, quer vencer de toda forma. Nós jornalistas temos colegas de outros paises, e eles torcem muito! O argentino principalmente é irritantemente apaixonado por vencer. Ele comemora, tira sarro, enche o saco no outro dia, por isso adoramos ganhar deles. E assim vai com tudo quase. Amigo de Cuba, contato da Itália, gente que vai comemorar se vencer. E você quer, ao menos no esporte, vence-los.

Até porque, a gente sabe que no Brasil tem muita coisa errada. A gente baba-ovo pros europeus direto dizendo que queríamos ter tal coisa como eles, etc. E eles são bacanas, gostam do Brasil na sua maioria. Mas a gente tem orgulho de poder dizer pra eles que naquilo a gente ganhou. Como adoramos falar de futebol quando viajamos, até porque, é nosso maior orgulho. Envolve tudo. Mas no fundo, no fundo, é apenas uma forma que nós, jornalistas, temos de encarar o mundo sentindo orgulho do que é nosso. Porque dá inveja o quanto os outros gostam deles mesmos, enquanto nós temos mania de auto-menosprezo.

Não é ufanismo. Eu acho que é uma mistura de orgulho, amor e profissão. Mas o resultado soa como ufanismo pra quem não vive isso todo dia. Eu vejo alguns dos meus colegas chorarem quando ganhamos medalha. E vejo outros indiferentes. Mas existem, e ainda são muitos, os que choram quando toca aquele hino no pódium.

E, sinceramente, seja pelo esporte ou pelo que for... se algo fizer o brasileiro ser um pouco mais brasileiro, pra mim tá valendo. E eu confesso: É dificil eu chorar com alguma coisa. Mas... quando a Jade chorou e pediu desculpas pra equipe dela pelo erro, eu chorei junto. Não porque era uma menininha chorando, mas porque era um pedacinho de orgulho do meu país que tinha fracassado. E, mesmo sem a medalha, pra nós ela virou ouro.

abs,
RicaPerrone

Pan, Pan, Pan!


Continua lindo de se ver e torcer! O Brasil faz bonito, vence americanos, cubanos e canadenses de forma brilhante e, as vezes, emocionante. O publico a favor ajuda num jogo de Basquete, mas pode complicada numa exibição de Ginástica pra uma menina de 15 anos. Faz parte, e mesmo sem um timaço de futebol e de basquete, ainda assim devemos bater recordes de medalhas.

Thiago é brincadeira. Puta orgulho desse moleque. E ano que vem tem Olimpíadas, onde a consagração, se Deus quiser, será ainda maior pra todos eles. Não começou ainda o atletismo, o Volei masculino, entre outros esportes que temos boas chances. Vai pintar muito ouro ainda. Mais do que isso, a vitória do Pan estar dando certo até aqui. Insisto na tese: Vale mais do que qualquer coisa! Será muito bom pra nós termos uma Olimpiada aqui.

A imagem do Pan, pra mim, ainda é o choro da Jade. Acho que todo mundo se comoveu com o erro da nossa garotinha. Assim como nosso primeiro ouro com Diogo, que não tinha patrocinador. Espero que alguém note a capacidade que temos no esporte e use esta Vila Olimpica apos o Pan para formar atlétas, para preparar a equipe pras Olimpiadas, enfim, pra nos dar mais orgulho e condições pra quem merece.

Agora eu vou torcer no basquete. Aliás, torcer é o que tenho feito da hora que acordo até a hora de dormir.

Pra cima deles, Brasil!

abs,
RicaPerrone

Respondendo


Alguns dos comentários no post abaixo falam que é ufanismo elogiar e defender o Brasil. Que não dá pra comparar, pois os EUA são muito melhor, que o Pan é ruim, que o Rio é um lixo, etc. Falam de Rede Globo, etc. Menos né ... eu não preciso do que a Globo me diz pra conhecer o Rio, já fui pra lá mais de 100 vezes. Mas, duvidar quando é bom e acreditar quando pintam uma guerra no Rio... aí também é um pouco de cegueira, né?

Ok, respeito a opinião de voces. Mas me deixem com o direito de achar coisas boas no Brasil, de defende-lo e de me sentir ofendido quando alguém vem aqui e diz que tem porcos bebendo água em rios sujos numa cidade grande, porque não é verdade. A imagem que fazem do Brasil é equivocada. Aqui não tem puta e samba o dia todo, não é um Congo, e não é miserável igual a Somália. Eu defendo mesmo, porque eu conheço o Brasil de ponta a ponta quase e não é bem assim.

Tem muita merda, mas não só merda como a maioria dos brasileiros enxerga.

Se os brasileiros tivessem um pingo de orgulho do que tem não seria desta forma. Mas como preferimos xingar e f...-se, dá nisso. Nós temos os maiores defeitos do mundo, mas temos qualidades que ninguém tem. E se ela elogiou o Brasil no texto, fez o mínimo. Mas algumas das criticas dela estão equivocadas e são mentirosas.  Respeito quem concorda, mas... não concordo, não vejo isso no Brasil do jeito que ela pintou e continuo tendo muita pena de quem é paulista e odeia o Rio, e vice versa. No fundo, somos todos brasileiros, e isso não leva a nada.

Abs,
RicaPerrone

Então tá, né...


Uma americana (Angie Akers) disse em seu blog que o Pan e o Rio são cheio de lixos. Reclama da comida, do lugar, diz que só tem pobre e favela, que é miserável, etc. Ok, até tem mesmo, mas acho que não andaram muito pelo Rio. Como se a cidade toda fosse uma favela e não tivesse lugar de rico, lugares bacanas, etc. Quem não conhece é capaz de acreditar nessa asneira que elas disseram. Então, já que no blo dela pode falar o que quiser sem conhecer, também posso.

"A cidade inteira, de tantos milhões de habitantes, só tem favelas. Os rios correm negros. Porcos e outros animais bebem a água suja. É terrível", escreve a atleta em seu diário virtual.
Entao, querida. So tem favela, paisagem, praia, etc. Se voce nao saiu, nao fala merda. Rios negros, e verdade. Mas que rio voce ta falando? Nem tem muito no rio de janeiro... Porcos bebendo agua? Onde te levaram? No rancho do tio chico?  E terrivel e quando voces nao estao ai. Tao terrivel quanto a guerra que seu pais faz la no Iraque.

"As coisas aqui são muito loucas!!! Não há o que se preocupar com segurança, porque há 15 mil policiais, agentes do FBI à paisana, agentes secretos etc, em todos os lugares. Esse lugar é o mais pobre que já vi. É muito triste", relata Akers, que faz uma ressalva. "Copacabana, onde jogo, é o lugar mais legal de tudo o que vi."
Voce precisa viajar mais, inclusive pelos paises que sao pobres em virtude do que o seu fez com eles. Copacabana e lindo, bem mais do que qualquer buraco dos EUA.

 "A Vila é legal. Foi construída especialmente para os Jogos e os apartamentos serão vendidos para os mais ricos do Rio depois que sairmos. Mas, para se ter idéia, é o básico do básico. Não existe luxo aqui", afirmou, referindo-se aos alojamentos de atletas, que já receberam reclamações de outros competidores.
Voce queria o que, filha? Ficasse no resort entao. Tem caminha, TV, banheiro e seguranca. O resto voce manda trazer la dos EUA.  Entao quer dizer que se vende basicao pra rico? Alem de tudo e contraditoria... ou pensa que isso aqui e a Somalia ne?

 "É interessante. Nos disseram que teríamos uma ótima comida, aprovada por nutricionistas esportivos. Estou chocada com o que os atletas de outros países comem. Muita batata frita, cachorro-quente, pães e sobremesas que vocês [leitores] não acreditariam. A maioria dos atletas nem parece atleta", continua a norte-americana, que disse ter encontrado dificuldades para se alimentar.
Ue! Nao me diga que os organizadores do Pan e que determinam o que comem os atletas ne? So faltava.

"É uma dificuldade para encontrar comida boa. Brooke [Hanson, a parceira] e eu quase ficamos em pânico no primeiro jantar e café da manhã, quando procuramos por algo que conseguíssemos comer", escreveu a atleta, que só poupou uma grande churrascaria, que disse ter visitado na noite de quarta-feira. "Foi uma das melhores refeições que fiz na vida."
Ah, nao seja mentirosa. Tem McDonalds pra todo lado pra voce se sentir em casa. Se a comida do Brasil e ruim, o que eu vou dizer da que voce acostumou la? Aqui tem o que tem la, la e que nao tem o que tem aqui. Por exemplo, churrascaria boa.

Enfim, enche o saco, sabe? Se um brasileiro vai nos EUA e fala merda deles o pais todo cai matando. Se vem aqui e fala, o pais todo fica mudo ou aplaude dizendo que e ruim mesmo. Quer falar que tem problemas aqui, nos todos sabemos. Mas dizer que o Rio e feio, que tem rios negros, que a comida nao e boa e que a vila nao tem luxo? Fala serio vai...

E so porrada, so porrada! Nada nesse pais pode funcionar! Tudo tem que ser criticado todo dia! A gente faz um puta pan bacana, todo mundo elogiando, ai vem as americanas e querem encher o saco e dizer la pro pais delas que o Rio e feio, que aqui e miseravel, etc.  Ninguem aqui se importa com o que dizem da gente. Um idiota argentino tapou os ouvidos quando tocou samba na abertura, ninguem se ofendeu. Um americano escreveu ' bem vindo ao congo'  na entrada da delegacao e ninguem fala nada. Se fizermos isso la, se bobear da ate cadeia.  Essa falta de orgulho do brasileiro me irrita. Aqui e cheio de problemas, a gente sabe. Mas tem coisa boa tambem. Falar mal da beleza do Rio e da comida brasileira e piada.

Pelo menos aqui ninguem tem que viver com medo de atentado...

Taí o blog da rainha do universo! http://angieakers.blogspot.com/ 

Ps - Ta sem acento esse troco aqui! rs

abs,
RicaPerrone

Chove chuva...


Já virou chover no molhado. Todo mundo nota, menos a direção do SFPC. Juvenal, que inclusive votou na reeleição do Ricardo Teixeira por motivos óbvios na Copa de 2014,  continua bancando o genial Muricy Ramalho.

Alguns gostam, outros odeiam, mas é fato incontestável que em 18 meses, diante do melhor elenco do país, com a melhor estrutura, as melhores condições de trabalho e uma segurança no cargo até anormal, o resultado é pífio. Perdeu tudo! Só ganhou o Brasileirão 2006, e jogando mal, empatando as duas partidas em casa que decidiriam o título. Ele consegue.

Complica quando é fácil, responde de forma mal criada quando é questionado, erra mais do que acerta e ainda se coloca como maior entendor de futebol do mundo. Ninguém sabe nada, toda pergunta é imbecil, e o time evolui até quando perde. Ou seja, ninguém sabe nada, só ele.

Sinceramente nem me importo em perder pro Flu em casa. É o tipo do campeonato que o nível está tão baixo que o SPFC pode ser campeão até se perder as próximas 3 partidas. Mas, me irrita ao extremo ver o quanto joga mal. Me deixa puto ver que um Renato Gaúcho chega no Flu e dá cara pro time, que o Autuori fez no SPFC, que outros tantos fazem, e que em 18 meses esse time não tem cara!

A torcida pede a cabeça do cara, a imprensa fica no muro, os jornalistas são-paulinos são quase todos contra o cidadão, o conselho do clube não gosta dele, a cativa, onde ficam os sócios, não gosta também. Ou seja... pra que? Puta desgaste imbecil, enquanto o Autuori, que pode não ser genial mas tem a confiança do grupo já antes de chegar, está lá desempregado.

Custa caro? Custa! Mas a única coisa do mundo que é bom e barato é pastel de feira. Se quer ser top, pague pra isso. Não me importa mais se custa 200 ou 400. Me importa que o torcedor está novamente perdendo o tesão, que o SFPC não empolga mais, que ninguém se segura mais na arquibancada e que não há paciência no mundo que aguente ver os mesmos erros há tanto tempo e as mesmas desculpas mal educadas no final do jogo.

Ele é tão teimoso que eu vou mudar a tática e sugiro que façam o mesmo. Ao invés de pedir que ele saia, vamos pedir pra ele renovar até 2010. Assim, só pra ser do contra, ele pede demissão.

abs,
RicaPerrone

Momentos do Pan


Até agora, tudo perfeito! Competições de alto nível, a parte de estrutura funcionando, sem relatos de problemas de violencia na cidade, enfim, tudo como gostaríamos. Tomara que continue assim até o final e que venha a nossa Olimpiada tão sonhada.

Nos esportes o Brasil está surpreendendo! Medalhas de ouro, brigando com Cuba pela segunda posição até o momento, o que não é normal, convenhamos.

O momento do Pan pra mim até agora foi o choro da Jade. Mas claro, completado com o ouro da nossa menina no dia seguinte. Diego também, um show a parte. A natação tá dando um show, enquanto handbol e Taekwondo surpreendem.

Muito bonito ver o quanto vale o ouro pra cada brasileiro ali presente. O choro da derrota é quase um ouro, tamanha a verdade naquela tentativa. Nunca vi os atletas brasileiros tão motivados, tão orgulhosos e o povo tão feliz de ver seus representantes em quadra, água, enfim... em cena.

Adoraria estar lá pra ver algumas competições e poder comemorar junto. Mas, já não gosto de avião, agora então... nem pensar! Se eu conseguir vou de carro ver uns 2 dias de competições.

Tá tudo muito bonito!!! Parabéns Rio!

abs,
RicaPerrone

Luto

Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos das vítimas do acidente da TAM.

O Brasil não merece ser tão mal cuidado...

abs,
RicaPerrone

O retorno?


Edmilson interessa ao SPFC e já conversa para voltar. O problema é o salário, mas com a provável saída de Josué, tudo ficaria mais fácil.

Josué foi bem na seleção e suas chances de ficar no SPFC são cada vez menores. Seu contrato termina em dezembro, e há quem diga que já existe até negociação avançada com clube europeu. O Edmilson seria o substituto imediato do jogador, porém, podendo chegar já no meio do ano.

Ele viria para ser volante, não zagueiro. Quer dizer... vai explicar isso pro Muricy, né? É capaz dele virar centroavante...

abs,
RicaPerrone

Edmundo x SPFC
Problemas?


O Tricolor perdeu Aloísio por 1 mes. Neste período o SPFC joga contra 8 adversários, entre eles Flu, Cruzeiro, Botafogo e Gremio.

Talvez Aloísio não seja um craque, e não é mesmo. Mas, para um time que atua pelas beiras do campo os noventa minutos, perder sua única referência central é uma perda gigantesca. Sem Aloísio o SPFC não cosegue render nem 70% do que normalmente consegue. Não é uma ausencia técnica de tanto peso, mas táticamente é muito relevante.

Muricy tem a opção de usar Marcel, que pode fazer um papel parecido com o de Aloísio e diminuir o drama. Ou, como é provável, usar Tardelli, que faz o papel de cone muito bem. 

Se existe um jogador que não podia sair deste time, pra mim, é o Aloísio. Agora, sem ele, eu não acredito num bom futebol e nem numa evolução da equipe nas próximas rodadas. Fiquei bem preocupado com os próximos jogos do SPFC, começando pelo Flu, que não será moleza quarta-feira.

Enfim, que o Muricy faça o certo e consiga arrumar a casa. Mas daí a apostar que um treinador há 18 meses no cargo vá conseguir fazer o time jogar o que não jogou até agora justo quando perde uma peça importante, aí é demais...

abs,
RicaPerrone

Fato!
Gol de Brasil!


Divirta-se!!! Ouça a narração dos tres gols brasileiros numa rádio argentina!  Download!

"Gol de Brasil!" hahahahahaha

Ah, e bom dia pra todo mundo que for campeão da Copa América.

abs,
RicaPerrone

Coluna ET
Coluna do RicaPerrone: "Camisa!"
Fonte: RicaPerrone

O Tricolor bobeou e empatou com o Corinthians. Linha burra aos 47? Pô, irmão… fala sério. Não tinha necessidade nenhuma. Um erro bobo, e lá se vão 2 pontos. Com o empate contra o Fla, lá se foram 4 pontos que estavam nas mãos do SPFC. Crise? Não… crise é coisa pra quem tinha obrigação de ganhar a Copa América e PERDEU DE 3x0!!! Opa, mas falemos do SPFC.

O time está facilmente marcado. Anulando os laterais você mata 90% das jogadas de ataque do SPFC, e aí… fica complicado. Ao contrario da Argentina, onde 3 volantes anula o jogo deles, no SPFC você precisa marcar as pontas, pois no meio não tem ninguém. Se a bola cai no Leandro, dois volantes marcam fácil. Com ele abrindo pras laterais então… fica quase tão fácil de marcar quanto Messi, Riquelme e outros pipoquinhas.

O problema passa muito pelo Aloísio. Por não ter jogo pelo meio, ele se torna um meia-atacante, pois joga de costas e acaba sendo um dos raros jogadores do time que sempre estão ali na frente dos zagueiros. Quando ele não está, muitas vezes não tem ninguém naquele setor, forçando o jogo pelas laterais, facilitando marcação, pois jogar pelas laterais e não ter pra quem cruzar é pedir pra ficar no 0x0. Se pegar uma Argentina pela frente até faz uns 4, pois é moleza. Mas contra Flamengo, Corinthians, Botafogo, enfim, times BRASILEIROS, não dá.

Se o SPFC tivesse um jogador de meio-campo acima da média, talvez isso fosse compensado. Mas não tem… infelizmente os meias do SPFC são apenas bons jogadores e faz com que a criação dependa muito da formação tática. Muricy é o treinador, e ele não é um cara for a de série. Talvez um bom treinador, mas loooooonge de ser genial ou um top de linha. Não vou esperar que ele faça um carrossel porque teve 18 meses e até agora não fez. Não fará. Falta um cara diferenciado pra compensar este problema na criação, e este cara custaria caro. Não, não é o Riquelme. Me refiro a quem consiga passar pela marcação do Josué e do Mineiro, o que não é o caso.

O nome de Edmilson surge. Eu gosto, mas seria outro volante e… sinceramente… sei lá. Mais um marcador num time que não toma gols? E caro! Ou seja, gastariamos uma nota pra melhorar o que já é muito bom e deixaríamos o que está devendo em aberto. Sei lá… prefiro investir num meia de alto nível. Seria como a Argentina convocar mais um atacante rapido, habilidoso… e pipoqueiro! Pra que? Já tem um monte lá…

Foram 4 pontos bestas perdidos em casa. E quarta-feira, pasmem, tenho medo do Flu. Não pelo Alex Dias, mas pelo Renato Gaúcho, que me parece ser muito bom treinador. Ele deve armar o time no 352… e se fizer isso, vai complicar. Josué volta, e isso não muda nada ofensivamente. Aloísio talvez não jogue, e isso muda muita coisa. O Flu é outro time inferior ao SPFC, como Flamengo e Corinthians também são. Infelizmente não tem acontecido a lógica como no caso de Brasil x Argentina, onde sempre ganhamos do mais fraco.

Mas, enfim… tudo é questão de tempo. Ontem o Muricy era burro, ganhou 3, virou Deus, voltou a ser burro agora. Assim como Dunga, que foi burro 2 semanas, e virou um bom treinador ao derrotar a Argentina na final, com otima atuaçao de Doni e INDISCUTIVEL participação na vitória através de mudanças, armação tática e apostas individuais.
Genios ou burros, os resultados devem ser logicos. Hoje seria lógico o SPFC ser líder deste Brasileirão de nível baixo, assim como era óbvio ganhar a Copa América da Argentina. Não porque a mídia disse isso, mas porque é fácil separar os adultos das crianças. Só olhar historico, resultados, camisa. Camisa sobra, no SPFC e no Brasil. E quando o adversário não tem camisa pra ganhar da gente, fica mais fácil.

O prolema é que no Brasil existem clubes grandes que tem camisa forte, tão forte quanto a nossa. Na América do Sul o Brasil não tem este problema.

Agora vou dormir, deliciado pela vitória que insisti em dizer que aconteceria desde a estréia da Copa América. Time grande vence sem brilhar durante a campanha, porque é grande. E é essa minha esperança com o SPFC 2007. Não vai brilhar, pelo jeito. Mas…

Abs,
RicaPerrone, campeão da Copa América em cima dos fregueses!
http://ricaperrone.zip.net/
Divirta-se!
FALA AI, CAMPEAO!!!


Se voce foi um dos brasileiros normais que torceu a favor neste domingo, use este post para comentar e tirar sarro a vontade!!!

Se voce for argentino e quiser encher o saco, pode tambem. Seu comentario sera muito bem vindo e eu vou rir muito dele! rssssss

Tiraram a medalha de prata do peito???? Mas porque? Deviam se orgulhar poxa! Ela e praticamente o limite pra voces, hermanos!!!

ADIOS!! ADIOS!!!

Ps - AHAHAHAHAAHAHAHAH! Rindo a toa!

abs,
RicaPerrone

Diz o Perrone, após o jogo

ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

Cante comigo: EEEEEEEEEEEEEE.... laia laia fregueeeees! Laia-laia fregueeeeees.... laia laia fregueeeee-es!!!
O "laia" é por conta de voces! rsssssss

abs,
RICAPERRONE, CAMPEAO DA COPA AMERICA

Disse Luxemburgo, antes do jogo
"A Seleção Argentina não apresenta nada de novo em termos táticos. Seus laterais são apenas laterais e só apóiam quando a bola sai pelo seu lado do campo. Jogam com três volantes, um centralizado – Mascherano –, um pelo lado direito – Verón – e o outro pelo lado esquerdo, que é o Cambiasso. Na frente desses três volantes fica o meia Riquelme, solto. No ataque, Messi e Tévez com posições variáveis. Quando a equipe ataca, Riquelme se transforma no terceiro atacante. Quando se defende, o camisa 10, Messi e Tévez voltam para efetuar a primeira marcação.

Uma das armas mais utilizadas pela Seleção Argentina é o toque de bola, procurando sempre provocar o desequilíbrio do adversário e, conseqüentemente, o erro. Assim, os argentinos dão sempre a falsa impressão ao adversário, que pensa encontrar o campo livre para contra-atacar. E é aí que mora o perigo, porque sempre tem uma linha de quatro, com dois volantes que voltam. E Riquelme, Tévez e Messi prontos para o contra-golpe. Na verdade, a grande vantagem da Seleção Argentina é que ela possui dois jogadores diferenciados: Riquelme e Messi, que são complementados por uma equipe experiente e de bons jogadores.

Creio que para matar a linha de quatro argentina, a entrada de três atacantes seria uma boa alternativa, uma vez que obrigaria os zagueiros a executarem suas funções. Conseqüentemente, os mesmos atacantes incomodariam e muito o meio-campo altamente técnico, que se sentiria obrigado a não errar.

A Seleção Argentina tem vencido seus jogos porque não tem pressa, pelo contrário, “gastam” muito a bola e isso faz com que seus adversários fiquem perdidos durante o jogo. O importante é não perder o controle da partida, para que os argentinos não tirem vantagem deste aspecto, e inverter a situação – são eles que devem perder o controle emocional primeiro. E para que isto aconteça, o ideal é sair na frente no placar.

Fazer com que os argentinos saibam que não podem errar – pois através deste erro eles podem perder o jogo – teria uma influência psicológica neles, com certeza. Acho que, contra eles, três volantes de qualidade e três atacantes versáteis os deixariam com medo. Outro ponto importante são os laterais alternarem no apoio e só saírem quando estiverem com a posse de bola, para não deixarem os zagueiros no mano-a-mano com Tévez e Messi.

O Brasil é favorito sim!

VANDERLEI LUXEMBURGO "
OURO!!!!!!!!

VALEU DIOGO!!!!!!!!

abs,
RicaPerrone

SPFC 1x1 Corinthians


O Tricolor teve, com sorte, a vitória nas mãos. E, por azar, levou o empate. O Corinthians, com azar, sofreu o primeiro gol e, com sorte, empatou. Apenas isso, pois os méritos dos dois times não foram tão claros durante os 90 minutos. Enquanto o forte elenco tricolor tocava de lado e recuava com medo dos contra-ataques do Corinthians, o alvi-negro fechava as laterais e tentava sair rápido, surpreendendo o tricolor.

O Corinthians conseguiu, o SPFC não. Criou as melhores chances e matou o contra-ataque do SPFC o jogo todo. Num lance isolado, já no final, Dago marcou. O Corinthians empatou porque a zaga do SPFC resolveu fazer linha burra aos 47, e aí... não dá pra condenar treinador, nem nada. Só lamentar a "soberba" da zaga ao tentar fazer isso num momento como este da partida. A enorme maioria dos times não fazem, mas o SPFC quis fazer. Tomou.

Fechar as alas do SPFC já virou rotina. Qualquer adversário o fará, e o Corinthians não foi diferente. Matando as alas, não será pelo meio que o SPFC vá criar algo. Afinal, nem tem um grande meia pra fazer isso. Ficou travado numa situação irritante onde os dois atacantes abriam para tabelar com os alas, que não chegavam, ou seja, não acontecia nada. O Corinthians, por outro lado, com time limitado e um ótimo William, partia no contra-ataque de frente pra zaga, tocando rápido e chegando com muito mais perigo.

Se alguém merecia vencer era o Corinthians, pelas chances que teve. Se considerarmos os times, a casa e a fase, o Corinthians merecia ter goleado. O SPFC não consegue sair da marcação adversária quando os alas não passam do meio-campo livres. Ou seja, a dica tá clara. Qualquer treinador que fizer isso mata o SPFC. E o Muricy que se vire pra arrumar isso.

Do outro lado, Carpegiane foi muito bem e quase venceu o clássico. Só não venceu porque o Dinélson perdeu o gol mais feito do campeonato brasileiro. 

Muricy não é o maior culpado no jogo em si. O time ser mal armado é culpa dele, mas até aí, novidade nenhuma. Mas no jogo em sí, Muricy não pode pagar pelos erros grotescos de passes de 2 metros de Jadilson, Ilsinho e cia. 

Lamentando apenas os registros de violencia pela cidade, onde torcidas se cruzaram (de propósito) a mais de 20 km do estádio pra brigar. Ou seja... lamentável.  Dentro do estádio foi tudo bem. Fora dele, ao que me parece, também. Mas pela cidade ficamos sabendo de várias brigas isoladas e outras mais pesadas, como a do Parque São Jorge.  Registrando que em alguns casos policiais assistiam as brigas do outro lado da rua e sequer se mexiam. Aliás, se mexerem vai ser pra piorar as coisas como sempre. Mas com uma polícia dessas é melhor correr da briga do que esperar que alguém resolva alguma coisa.

abs,
RicaPerrone

Do nosso jeito, ou seja, perfeito!


E aí? Algum dos cornetinhas do Pan estão felizes com a péssima festa de abertura? Gosto, né? Claro... foi perfeito!

Mais de 1500 ritmistas de escolas de samba, genial!!! Foi maravilhoso! To orgulhoso do Pan! E os gringos estão todos babando na abertura. Imagine quando for a nossa Olimpíada.

Jornais pelo mundo:

Olé - "O Rio de Janeiro quis e conseguiu. Para abrir os XV Jogos Pan-Americanos e aumentar suas chances de ser olímpica em 2016, nada poupou e mostrou 2h40 de uma festa inesquecível"

Clarin - "Com uma grande festa, inauguram-se os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro".

El Pais -  "Com uma cerimônia de tinta espetacular, como só os brasileiros podem fazer na América do Sul, foram inaugurados ontem os Jogos Pan-Americanos Rio 2007 no majestoso estádio do Maracanã"

Grnma - "Os brasileiros têm que ser mais felizes a partir da noite passada, quando após uma cerimônia espetacular no histórico estádio Maracanã, impossível de pôr em preto e branco, foram inaugurados os XV Jogos Pan-Americanos."

"Isto é incrível. Eu realmente penso que esta foi a melhor cerimônia de abertura que eu já vi", afirma o jogador de pólo aquático da equipe americana Heather Petri ao LA Times.

"Eu nunca vi tantas pessoas num mesmo lugar antes. Perdi minha respiração", diz a goleira da seleção americana de futebol Chantel Jones, também ao jornal de Los Angeles.

E tenho dito!!!!

Vai, Brasil!!!!

abs,
RicaPerrone

BOA!!!


Bela contratação do Mengão!!! Agora, sem Renato, mas com Ibson e Roger. Falta um becão ainda e um atacante. O time tá ficando bem interessante novamente. Gostei muito da contratação.

Tem gente que acha o Roger chinelinho, etc. Ok, mas eu prefiro um chinelinho de dedo do que um pé rapado.

abs,
RicaPerrone

Invejosos! rs

Só pra fazer inveja mesmo... Estava no Morumbi hoje, encontrei o Benja do Estádio 97, que inclusive me contou que terá entrevista com o Ceni no blog dele esses dias aí. Aí, estava andando ali em volta do gramado e pensei: Porque não fazer inveja para os que nunca foram ali? hahahahaha

Brincadeira, pessoal.  Só pra quem nunca foi... a fotinho do Morumbi tirada da saida dos vestiários do SPFC.

abs,
RicaPerrone

Se mexe, fiel!

 
Cadeia, esquema de manipulação de resultados, rombos dentro do clube, falta de grana, falta de estrutura.... e ninguém faz nada. O Corinthians chegou ao fundo do poço, pois a acusação de comprar resultados é gravíssima. Além do histórico do apito, que já é incontestávelmente favorável, ainda essa. Vai dar o que falar, e vai prejudicar a imagem do clube seriamente.

Não tenho dúvidas que aquela anulação dos 11 jogos horas depois do Zveiter dizer que não faria isso de forma alguma tem o dedo de alguém. Não tenho dúvidas que a MSI precisava daquele título Brasileiro, mas tenho dúvidas sobre quem o fez mudar de idéia em uma madrugada. Pode ter sido o Corinthians, assim como pode ter sido alguém que não tem relação com o alvi-negro. Assim como já disse aqui que assisti na minha frente a organização do Mundial 2000, pois trabalhava numa empresa que fazia parte do evento, e vi que foi tudo feito na intenção de Corinthians e Vasco disputarem um título de grande porte, sem que os adversários pudessem dar trabalho.  Não houve roubo, houve uma forcinha extra pra que isso acontecesse.

Eu vi algumas vezes dirigente chegar na mesa e dizer: "Fodeu!!! O Real Madrid não quer vir disputar essa merda! Mandamos a FIFA pressionar... fazer o que?". Eu assisti tudo isso, e todo mundo sabia disso. Só que depois que o Corinthians ganhou aquele Mundial a imprensa não falou mais nada, porque desmerecer algo do Corinthians é ir contra as vendas. Eu quero que se dane, aquele mundial foi uma piada. Os campeões não tem culpa disso, mas a organização, a intenção e os critérios adotados foram ridículos. Pergunta lá no Palmeiras porque misteriosamente o Verdão jamais questionou sua participação nesse mundial, onde a vaga era dele, não do Vasco. Porque será, né?

Assim como a anulação dos 11 jogos teve intenções alvi-negras, assim como também vi o Corinthians tentar facilitar o jogo contra o Goiás pra não cair em 97. Não compraram nada, mas o jogo de influencias no futebol é pesado, e o Corinthians tem muita força nisso. As pessoas precisam entender que nem sempre um FAVORECIMENTO indica uma compra, algo ilegal. Talvez seja um pedido do Kia que o Ricardo Teixeira aceite, só isso. Como naquele corinthians x Goiás, ninguém pagou o Goiás pra entregar. Mas a festinha na noite anterior ao jogo com os jogadores do Goiás até de madrugada na balada, bancadas por terceiros, foi estranha. Tão clara que a torcida do Goiás gritou marmelada apos os 30 do primeiiro tempo, vendo o time andar em campo.

Mas faz parte do jogo, infelizmente. O que me revolta é ver que isso não gera a revolta da torcida do Corinthians. Vão xingar, ser contra, mas... só. Não vão fazer nada além disso. Amanhã estarão no Morumbi cantando Todo Poderoso Timão e vamo que vamo. Eu não entendo, juro. Fora Dualib, eles gritam. Como se eles não soubessem que o Dualib só assina o papel que já passou por 10 caras antes dele, ou seja, não adianta bater na ponta do iceberg.

Agora vem tudo isso a publico, um baita esquema de corrupção, manipulação, vendas, interesses e.... não muda nada. Todo mundo pedirá a cabeça do Dualib, mas esquecerão que a torcida é quase tão culpada quanto, afinal de contas, apoiou boa parte disso, gritou o nome do Dualib quando ele ganhou títulos, e agora enxerga que os titulos eram apenas conquistas de campo, pois fora nunca foi nada organizado e muito menos respeitoso com a camisa do Corinthians.

É inegável a importancia do Corinthians no futebol brasileiro. A grandeza não será colocada a prova por um erro, nem 100 dos dirigentes. Mas, a fiel precisa acordar e bater no alvo certo. Só na pontinha do problema não dá. Eu vi de perto muita coisa já nos bastidores do futebol, e das que o Corinthians esteve envolvido, nunca vi o telefone tocar pro Dualib. Pelo contrário, ele sempre foi o ultmo a saber.

abs,
RicaPerrone

Boa sorte!!!

Boa sorte, Brasil!!!!
To torcendo muito pra que dê tudo certo e a gente mostre pro mundo que sabemos organizar um evento e, inclusive, encher o peito de medalhas!

Pra cima deles!

abs,
RicaPerrone

Coluna ET
Coluna do RicaPerrone: "Substituindo a Mafê..."
Fonte: RicaPerrone

Hoje era dia da Mafê. Mas, como ela anda muito ocupada pois está cobrindo a estréia de Harry Potter, que é seu ídolo, eu assumi pra ET não ficar sem uma coluna de alto nível, bem escrita, quase nada feita as pressas e tal.

Então… tô cheio de assunto. Posso começar falando do Harry Potter, que bateu recordes de bilheteria. Legal, né? Assisti ao filme. Achei muito bom ver o 5 sem ter visto os outros, até porque tinha uma pivetada no cinema enchendo o saco e gritando toda vez que ele aparecia. Até aplaudiram uma frase do filme. E foi nessa hora que eu acordei…

Comemoraram que ele beijou a menininha do filme. Convenhamos, ele é meio gay. Até festa tem quando ele beija uma mocinha. Sem contar que quem senta na vassoura e sai sorrindo também não é digno de muita confiança, né? Mas cada um cada um… não sei como ele ainda não foi no Fantástico comunicar.

E eu que pensava que aquela banda "Inimigos da HP" era porque eles odiavam o Harry Potter. Mas não era.(brincadeira...)

Foi quase tão importante pra mim quanto a separação de Sandy e Junior. Aliás, cade eles né? To sentindo falta do Turu, turu, turu no rádio… A Sandy não é nada sem o Junior, e o Junior, se não jogar sabado, o Muricy tá de sacanagem.

Sábado é dia de jogo-balada! 20h30, que beleza!!! Deviam colocar um grupo de pagode pra fazer um show e todo mundo já ficava lá até de madrugada. Já pensou? 4h da manhã e você cantando “galinha sem história” no Morumbi lotado? Sensacional! Festas Rave who?!?!

Então, mais assunto. Deixa eu ver…. Ah, o jogo treino! Adorei transmitir ao vivo hoje. Acordei cedo, sentei no micro, a Ana no CCT e vamo que vamo! Aí me vem o Muricy com o time reserva e perde pro São Bernardo. Puts, ai não dá né… O Fernando foi bem, parece bom jogador. O Tardelli vai pro banco sábado. Que medo.

Dizem que o Vampeta não joga, né? Que pena! Queria tanto que ele estivesse lá pra ouvir que bambi é quem bate em mulher e patrocina parada gay. Mas não, ele não vai. Tá gordo…

Eu vou, mesmo estando gordo! Ah, que beleza! Aliás, preciso comprar ingresso. E domingo tem Brasil x Argentina, ou seja, final de semana pra cardiaco. Mais pelo domingo, claro. Afinal, sabado não muda nada se eventualmente meu cachorrinho de 4 anos ver pela primeira vez o Corinthians ganhar do SPFC.

Domingo o Brasil ganha, porque é óbvio que a Argentina ganhará. E toda vez que é óbvio que o menor vá vencer, o grande mostra que tudo tem uma certa ordem na vida.
Tenho visto brasileiros torcendo pro Uruguai, agora pra Argentina. Que coisa, não? Chegamos ao ponto da falta de higiene. Simpatizar com eles já é estranho, torcer mais ainda, contra o Brasil é caso pra se medir a febre do sujeito.

Mas tudo bem… brasileiro adoooooora se secar pra poder meter o pau depois. Afinal, vai reclamar do que se der certo, né?

Enfim, chega! Percebe-se que meu grau de inspiração e o tempo para escrever estão enormes hoje, né? Vou poupa-los de mais linhas e meu e-mail de mais criticas. Rs

Abraços,
RicaPerrone
Não, não e não!


Jogam bem, é verdade. Bem mais que o Brasil, diga-se. Mas, daí a serem amplamente favoritos contra o Brasil... sem chance. Podem até viver uma melhor fase, mas não terão facilidade não. Pelo contrário, mantenho meu palpite de que dá Brasil. Seja nos penaltis, no tempo normal, mas nós vamos ganhar deles.

A Argentina tem uma zaga beeem questionável. Tanto que o México não fez 2x0 no primeiro tempo porque não sabe chutar no gol. Agora, lá na frente complica. Mas com 4 volantes, convenhamos que dá pra segurar. Talvez o maior problema do Dunga seja a solução pra este jogo, afinal, a Argentina joga pelo meio, e o Brasil pelas pontas. Com 4 volantes, eles não jogam pelo meio, e numa dessa a gente ganha o jogo.

Tão falando muito do Riquelme, do Messi... são bons jogadores, bem acima da média mesmo. Mas calma lá, vai... Não são Pelés. Dá pra marcar sim. O Robinho joga, quando quer, bem mais que o Messi, inclusive.

O time dos caras é velho, experiente, e toca muito bem a bola. Eles tem uma noção de quando soltar e quando diminuir o jogo muito grande, e o Brasil não tem. Ai sim pode complicar. Mas, se eu fosse o Dunga mandaria o time do Brasil entrar em campo cheio de toquinho, chapéu, dribles e olés. Levaria 10 minutos fazendo isso e com 15 eles teriam 4 amarelados, pois argentino adora uma pancada. Depois enfia o Anderson pra jogar e deixa ele e o Robinho jogarem nas costas daqueles laterais lerdos da Argentina pra ver se não passa.

Coloca o Anderson pra driblar o Mascherano. Em 3 tentativas ele expulsa o cavalinho. Tão com medo demais, é só a Argentina. Tão jogando bem, etc... mas é só aquele time lá que não ganha nada há 15 anos, lembra? Então... aperta que eles tremem. Nào vamos misturar as coisas. Em boa fase ou não, nós somos o Brasil, eles a Argentina. E isso não mudará nunca. Pra cima deles e que se dane o resto!

Nós vamos ganhar o jogo.

abs,
RicaPerrone

O mundo voltará a sorrir

Faltam 7 dias para a volta de Obina!

abs,
RicaPerrone

VAAAAAAAAI! rs
Vilão por antecedencia


Doni é o pior em campo sempre, antes do jogo começar. Sua fama no Brasil parece impossível de ser apagada, mesmo tendo um começo de carreira fantástico e depois uma sequencia ruim. Na Roma, é titular e anda em grande fase. Talvez os italianos não saibam nada de futebol, ou talvez ele tenha seu valor. Doni, no Brasil, não vale nada.

Do narrador da TV ao torcedor de boteco, evidentemente influenciado pelo primeiro, o goleiro é motivo de piada. Ontem, fez boas defesas no jogo e pegou 2 penaltis. Mas não basta. Se fosse o Dida talvez houvesse uma certa euforia para elogiar o goleirão do Milan. Mas era o Doni, então os cobradores chutaram no meio do gol.

Doni nunca foi um genio, nem será. É um bom goleiro, com falhas, ainda irregular, mas que me parece depender muito do lado psicologico. No Roma ele voa, porque tem a confiança da torcida e do time. Quando encara o Brasil, a mídia, a torcida, ele volta a ser apenas o Doni e encolhe. Erra lances que, convenhamos, um goleiro de seleção não erraria. Ai entra a pergunta: Doni é um goleiro de seleção?

Não sei. Me parece que não, mas também me parece que, dentro de uma lógica do Dunga, se é pra renovar e formar um time pra Copa, não tem motivos pra levar Rogério Ceni, Dida, etc. Até entendo o lado dele. Talvez seja o caso de se reavaliar o critério inicial do técnico para se chegar ao final da discussão. Se não dá pra levar 3 do mesmo time, se o Julio César esta machucado... o que fazer? Levar um goleiro de 20 anos? Seria justo com o Doni sendo premiado na Europa? Ou será que levar um Ceni e tirar 3 do SPFC seria o ideal?

Não sei, nem consigo ter uma opinião formada sobre isso. Talvez Doni tenha sido uma aposta,  e talvez dê certo ainda. Se domingo ele pega 2 penaltis e a gente ganha, ele vira heroi e o Dunga genio por ter insistido. Só acho que há um exagero quanto a "ruindade" do Doni, assim como entendo os motivos do Dunga de tê-lo chamado.

abs,
RicaPerrone

Desesperador!!!


Imagine a situação: Perrone no cinema, aquele puta silencio, 2 minutos pra começar o filme e vem a mensagem de um amigo(Fabiano) no celular: "2x2, acabou. Vai pros penaltis".

Ah, meu amigo... eu já queria sair do cinema, já queria pedir pra ligar a TV ao invés do filme, mas não dava. Começam as cobranças e eu ali, com o celular na mão, recebendo do meu amigo mensagem de penalti por penalti.

"Gol! 1x0"
"Doniiii!"
"Gol, 2x0". E por aí vai...

Quando empatou 4x4, vieram as cobranças alternadas. Eu nem vi ainda imagem disso tudo. Só recebi a mensagem: "Afonso perdeu!" E chutei o banco da frente sem querer.

Depois: Traveeeee!  E eu querendo pular no cinema e não podia. Puta desespero!!! Eu nunca mais vou no cinema com um jogo eliminatorio acontecendo!

Até que o meu amigo, muito simpatico, resolveu tirar com a minha cara:

"Lugano vai bater"
"Putz..."
"Pqp... ce não sabe"

E eu já tava quase ligando pra ele no meio do filme pra perguntar. Até que uma amiga(Mafe) me ligou, eu atendi na maior cara de pau no meio do cinema e só disse baixinho: "Nao to vendo!!! Quanto foi?"

Ela: O Lugano perdeu o penalti...

Eu desliguei o celular e quase pulei da cadeira! rsrsrs

Puta situação horrível!!! Nunca mais acompanho jogo assim por SMS!

Mas, enfim, amanhã falo do jogo assim que eu conseguir ver. Fato é que, com todo respeito e enorme consideração que tenho pelo jogador e pela pessoa do Lugano... não to triste não! Ali era o dele contra o meu, e ele comemoraria o dele, assim como eu comemorei o meu.

Mas, pela milésima vez na vida: Valeu, Lugano!!! rsssss

abs,
RicaPerrone

O assistente de Muricy

Descobrimos quem escala o SPFC!!!

rssssss

abs

Não, eu não acredito

 
Respondendo a diversos e-mails que chegaram aqui...

Não, eu não acredito que o Dodô tenha se dopado. Acho que ele usou sem a menor intenção e nem sabendo que havia dopping. Não vejo muito motivo pra suspender conhecendo o histórico dele, não. Acho que credibilidade serve pra isso. Se ele diz que não usou, eu acho que deviam liberar e dar um anti dopping nele todo jogo por meses. Se pegarem algo, ai sim ele toma uma suspensão de 2 anos.

Acho esse negocio de dopping complicado demais....  Não puniria um jogador a não ser que comprovassem o uso com esse objetivo. Se for uma dose pequena, que não faz diferença, eu levaria o histórico do cara em consideração pra analisar e pre-julgar. Sei lá... eu não acho que ele faria isso.

Abs,
RicaPerrone

Resumindo...


Cá estou lendo a notícia que Renato está deixando o Flamengo. Junto com ele talvez Renato Augusto, Irineu e Paulinho.

Os tres ultimos são especulação ainda, enquanto o Renato é fato. Pensei, pensei... mas não achei uma forma de dizer o que penso sobre a saída dele. A única forma de resumir tudo que acho é a mais popular e direta do mundo:

Fodeu!

Se vira, diretoria! Mas se não chegar uns 3 reforços de peso... sei não.

abs,
RicaPerrone

Os 4 volantes
 

Não pude assistir ao jogo todo, assim como infelizmente não poderei contra o Uruguai na terça.  Mas, pelo primeiro tempo que assisti, pelo placar e pelo que eu tinha escutado no dia do jogo, imagino que alguma controvérsia aconteceu.

 

Dunga escalou novamente os 4 volantes tão questionados e fez meia dúzia. No Chile, sim é verdade. Mas a Argentina só enfiou porrada em bêbado também até agora e ninguém anda colocando isso em pauta na hora de aplaudir as goleadas dos vizinhos. São fortes, favoritos, mas... somos a seleção Brasileira, e isso ainda pesa uma barbaridade.

 

Se o Doni serve pra Roma, talvez não seja o caso de assumir a um do Brasil, mas também não pode ser piada como tem sido. Ruim ele não é, porque nenhum jogador ruim chega na Seleção. Maicon, Kleber, até mesmo Josué e Mineiro, não são os jogadores dos sonhos de nenhuma torcida apaixonada por Falcão, Sócrates, Zico, Cerezo, Leandro, Junior, etc.   Mas, é o que tem. 

 

Desta vez nem dá pra ficar dizendo que o Dunga convoca mal, pois ele nem tem tantas peças quanto parece. Antigamente tinha jogadores sobrando em todas as posições, e hoje não é bem assim. Quantos meias de criação o Brasil tem de altíssimo nível? Kaka, Ronaldinho... quem mais? Diego é uma duvida, Anderson idem, Elano é esforçado, mas nunca foi craque. O que tem algo diferenciado seria um Roger, que não se encontra na parte disciplinar, etc. Aí fica complicado.

 

Não é uma geração de Zicos, Sócrates, etc. É a geração do Robinho, que é um baita jogador, mas é um menino. Jogadores de alta capacidade malabarística, de algo poder de decisão, mas de personalidade muito menos forte do que os anteriores. A camisa 10 da Seleção não chama o jogo, não grita, não resolve mais sozinho. Talvez seja a primeira geração onde não tenha este jogador. E isso faz uma falta danada.

 

Os 4 volantes de Dunga não são minha formação ideal, mas... talvez sabendo que não dê pra fazer um time seguro sem ela, seja essa a alternativa para não sofrer gols e, com talento individual, fazê-los.  O tempo de treinamento na seleção é sempre curto, talvez por isso ela não nos convença há mais de 20 anos.

 

Dunga vai insistir e, assim como em toda sua carreira, pode rir no final e calar a boca de todos que tanto o criticam. Eu não vou criticar antes de terminar, até porque é seu primeiro torneio como treinador. Ele não tem culpa de ter recebido o convite da CBF.

 

Até que o time perca por um erro bobo, eu o apoio. E os 6x1 são tão significativos quanto os 2x0 jogando, os 4x0 da Argentina na porcaria do Peru, etc. Que venha a Argentina na final, e aí Dunga tem 90 minutos para ser gênio ou burro.

 

Abs,
RicaPerrone

Fla x SPFC

Era pra ser defesa x ataque, e até foi. O Flamengo, desfalcado de 3 dos seus melhores jogadores, conseguiu um empate no Morumbi, diante de um pouco criativo SPFC. Diego, o goleiro rubro-negro, foi o destaque fazendo alguns milagres, porém, nada que sirva de consolo para quem esperava um bom jogo.

 

Enquanto o Flamengo se defendia bem, mesmo sem os laterais titulares, o SPFC perdia tempo dando balões para frente e tentando que Aloísio fizesse tudo sozinho. Novamente distante de Dagoberto, Aloísio não conseguia tabelar, nem sequer chegar de frente pro gol.

 

Ney Franco foi inteligente e jogou Luizinho nas costas do J. Wagner, prendendo um pouco mais o principal articulador do SPFC. Enquanto isso Richarlyson ganhou espaço e se destacou. Mas não bastou. As melhores chances de gol do Tricolor surgiram dos pés de Angelim.

 

Enquanto Diego brilhava, Ceni nem trabalhava. Fato é que, pelo que tinha em mãos para este jogo, a obrigação de vencer era do São Paulo. Mas, defensivamente forte nas últimas 2 partidas, o Flamengo resistiu e faturou mais um pontinho fora de casa.

 

Diante do Corinthians, teoricamente, o SPFC precisa jogar mais pra vencer.  E o Flamengo, quando tiver a volta de Renato Augusto e seus laterais, passa a ser um time mais forte do que foi até agora no campeonato.

 

O sistema defensivo parece sim estar caminhando pra uma fase melhor, apesar de contar com jogadores fracos. Do lado do SPFC, a defesa funciona perfeitamente, o problema está no ataque, que insiste em se distanciar e não criar jogadas de aproximação.

 

0x0, e pra quem adora os dois... até que ficou bom. rs

 

Abs,
RicaPerrone

Coluna ET

Coluna do RicaPerrone
: "Aos medíocres craques de amanhã"
Fonte: RicaPerrone

Ontem o Goiás era presa fácil, pois tinha um tal de Josué, um tal Danilo, um matador chamado Grafite e um zagueiro que havia sido motivo de piada no Flamengo, um tal de Fabão. O treinador era um inexperiente ex-meia, que ninguém sabia o que seria. Mas, em momento algum, o Goiás deixou de ser o Goiás e o SPFC o SPFC.

Passados alguns meses, o Tricolor de Luis Fabiano tinha pela frente uma Libertadores, perdida pro Once Caldas. Nesta mesma época o Santos, de Robinho, vencia o Brasileirão. O Atlético PR era o vice, deixando tudo ir pelos ares diante do Grêmio, já rebaixado. O ano terminou e o Tricolor não conquistou o que desejava.

Em 2005, diante daquele Atlético PR que foi piada entre os paulistas meses atrás, o SPFC venceu a Libertadores. O Aloísio andava sumido pro futebol, apareceu por lá novamente e ninguém dava o menor crédito. Era apenas mais um jogador do Furacão que brilhava por tempo indeterminado.

Veio 2006 e o consagrado SPFC de 2005 mudou. Contratou aquele que era medíocre no Corinthians, o tal de Leandro. Também vieram outros jogadores de nível, até então, questionável. O zagueiro que era piadinha com o presidente virou ídolo, enquanto a base do Goiás era sinônimo de equipe bem armada, alto nível, etc. Leandro era o atacante dos sonhos de muitos comentaristas, e o tal Aloísio, pasmem, o bola de ouro da Placar.

As piadinhas, os desconhecidos e alguns dos medíocres ganharam espaço no SPFC. Provaram que não eram nada disso e que a imprensa e o torcedor de São Paulo tem alguma dificuldade em julgar o real valor de alguns, até porque, não olham um palmo diante do nariz.

Já cansei de bater na tecla que o rival que você desconhece hoje pode ser seu maior problema amanhã, mas insistem em não acreditar, mesmo com todos os exemplos do mundo. Quer mais um de como a camisa influencia na avaliação? André Dias! Jogador experiente, mais pros 30 do que pros 20, famoso, colocado como jogador acima da média. Pois é,.. outro dia ele era reserva do André Bahia no Flamengo, e depois foi titular no Goiás, o que convenhamos, jamais foi motivo de alguém se tornar top. No SPFC, ficou mais tempo afastado do que jogando, portanto, não justifica sua fama de baita jogador. Mas é, porque joga no SPFC e sabe falar. Outros tantos fizeram o mesmo que ele, por exemplo Fabão, que jogou o dobro de André Dias na carreira, inclusive ganhando muito mais e sendo muito mais útil, jamais teve metade da fama. É um negrão grosso, se chama Fabão... sabe como é, né?

O time do Grêmio, praticamente sem nenhuma exceção, foi pisoteado pela imprensa de SP. Os zagueiros ninguém conhecia, assim como os do Flamengo, que vieram do mesmo Ipatinga, e são motivos de piada. Os laterais foram dispensados de times grandes, considerados jogadores ruins. Edmilson? Sandro Goiano? Se fossem apresentados no Palmeiras seriam humilhados sem entrar em campo. Tcheco? O Santos mandou embora e o SP debochou da tentativa de tê-lo. Diego Souza? Não, é so mais uma promessa carioca que não vinga. Tuta? Amoroso? Nem precisa dizer nada. Só abrir jornal e andar na rua pra descobrir como, misteriosamente, eles “não serviam” até outro dia.

Foram vice da Libertadores. Campeões Gaúchos, e estão ali no Brasileirão, subindo. Como uma soma de coisas ruins pode dar em algo bom? Não faz sentido algum. O que é ruim é a avaliação, o menosprezo e a falta de conhecimento ao fazer análise.

O Brasileirão já está na décima rodada. Os clubes seguem sendo motivos de piada aqui em SP, desprezo total e absoluto da mídia, no entanto, Santos anda lá atrás, o líder é carioca, o campeão da Copa do Brasil idem, o que foi longe na Libertadores é Gaúcho, o atual campeão do mundo é gaúcho... e a mania de olhar só pro próprio umbigo não muda. Até quando?

Será que vai precisar perder pro Botafogo pra ver que não se trata de um time em boa fase apenas? Ou será que o SPFC está achando natural empatar com o Flamengo no Morumbi, sendo que o “medíocre” Flamengo tinha 4 desfalques do mais alto escalão do time deles? Será que a vitória sobre o Inter por 1x0 é realmente pouco? Ou será que o Inter tem também bons jogadores?

Será que novamente vamos passar a esnobar tudo e apanhar da vida, como aconteceu por quase 11 anos depois da Era Telê? Será que vou achar natural um dirigente do meu clube chamar Denílson, França, entre outros nomes importantes do futebol brasileiro e até do clube, de “ex-jogadores em atividade?”. Esta teoria não se aplicou ao Amoroso quando veio em 2005?

Não se aplica a regra em todo caso? Ou será que os casos se moldam as regras tricolores? O mundo segue girando, novamente longe do nosso umbigo, e alguns ainda não caíram na real. Não temos um esquadrão, e os nosso rivais, em sua maioria, são inferiores. Daí a ganhar um campeonato vai uma longa distancia.

Amanhã o tal de Irineu pode ser o beque campeão do mundo pelo SPFC. O tal do André Lima pode ser o centroavante do titulo, assim como a base pode voltar a ser do “tal de Goiás”. Não se apeguem a nomes, são apenas exemplos. Também não desconsiderem o fato de termos sim mais time que os demais hoje. Mas da mesma forma, não desconsiderem os rivais, os jogadores que surgem, os novos treinadores e muito menos o projeto dos demais clubes. Os medíocres de ontem foram craques no Grêmio. E, tenham certeza, os medíocres de hoje serão os craques de amanhã.

Porque no SPFC todo mundo tem valor. Longe dele, não passam de medíocres ou ex-jogadores em atividade.

Abs,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Festival de palpites


Sexta-feira, 6 de julho de 2007

Campeonato Brasileiro
20h30 Paraná Clube 3x1 América-RN

Sábado, 7 de julho de 2007

Campeonato Brasileiro
16h Santos 2x2 Cruzeiro
16h Corinthians 0x1 Fluminense
16h Atlético-MG 1x2 Grêmio
18h10 Botafogo 2x0 Atlético-PR
18h10 Internacional 1x0 Figueirense
18h10 Náutico-PE 1x1 Palmeiras
18h10 São Paulo 2x1 Flamengo
18h10 Goiás 3x1 Sport
18h10 Juventude 1x1 Vasco


Copa América - Venezuela 2007
19h05 Venezuela 0x1 Uruguai
21h50 Chile 1x2 Brasil


Domingo, 8 de julho de 2007

Copa América - Venezuela 2007
17h05 México 1x0 Paraguai
19h50 Argentina 2x2 Peru

Grande abraço, ótimo feriado pra todos!!!

RicaPerrone

Falando de F-1...


Hoje pela manhã fui o convidado do "Papo de Redação" da Rádio Lance!. Como muita gente me cobra que eu nào falo mais de F-1... lá eu falei. rs

Tirando que eu cortei a gravação antes de acabar, tudo bem. Pra quem quiser, taí.

Download aqui.

abs,
RicaPerrone

Queriam o que, também?


O Flamengo segue jogando um futebol de razoável pra ruim. O Ney está errando, também acho. Prefiro um time com 3 volantes ou 3 zagueiros pra liberar os laterais e ter opção de jogada. Mas... sem o Souza, eles cruzam pra quem? Pros péssimos atacantes reservas? Pro Renato improvisado na frente? Ou pro Léo Medeiros? Fala serio... não são jogadores pra camisa do Flamengo.

Elenco é fundamental, e o Flamengo não tem. Time, eu repito, acho que tem um até que bom. Mas perde 4 jogadores e se torna um time sofrível de ver jogar. O que vimos hoje foi um sistema defensivo bem armado. Mas.... lá na frente, e aí sem culpa do Ney, a coisa não anda. Vai andar como sem Obina, Souza e Renato Augusto? Não dá... é muita perda e pouca reposição.

Insisto que com 3 reforcos o time sobe e muito. Mas, enquanto não vier, é rezar pra não ter desfalques. E sabado, contra o SPFC, vem sem Juan. A goleada que eu achei que poderia levar já mudei de idéia. A zaga foi bem hoje e pode até complicar com o ataque inoperante do SPFC. Mas... se o Muricy quiser, pode sacar os zagueiros e deixar o ataque do Fla isolado ali que não acontece nada...

abs,
RicaPerrone

Tragédia?


Hoje completou não sei quantos anos da tal tragédia da Copa de 82. Eu era bem pequeno, tinha 4 anos. Lembro mais do que vi depois, das dezenas de vezes que vi os jogos daquela Copa mais tarde, da tristeza dos meus pais, da macarronada lá em casa, enfim.

Fico me perguntando até hoje o que é uma tragédia? Uma derrota pra Itália na Copa é tragédia? De fato, o brasileiro é meio arrogante no futebol...  Um país de 5 titulos, que considera qualquer derrota, seja pra quem for, uma tragédia. Somos os melhores, indiscutível. Mas... perder faz parte, né?

Nunca contestei a derrota pra França em 98. Jamais entrei nessa ondinha de "perdemos a Copa", pois entendo que não seria nada anormal perder com Ronaldo inteiro e tudo mais. Henry, Zidane, Dechamps, Desaly... em casa... e nego me chama aquilo de zebra? Zebra nada...

Zebra é o SPFC perder pro Sao Caetano. O Fla pro Santo André. Não o Brasil perder pra Italia, França, Alemanha, Holanda. Sao times grandes, de alto nivel. Nunca achei que a seleção brasileira fosse tao melhor que os demais assim. O que o Brasil tem sempre é um leque de opções maior pra se convocar, mas 11x11, nunca foi uma NBA da bola. So olhar os numeros.

O Brasil era melhor, sem dúvidas, em 82. Mas... de ser melhor e levar a melhor existe diferença. O futebol, implacável, não costuma levar a lógica a sério. Dizem que faltou um Dunga naquele time, e que sobrou um em 1990. Concordo... mas só com 82. Dizem também que faltou sorte. Concordo, mas sorte é talento e oportunidade.

Perdeu, só. Tragédia? Ah... tragédia é perder pra Honduras, pro México na Copa América, pra Argentina no Maracanã. Isso sim é tragédia.

abs,
RicaPerrone

Tá complicado...


Não, não dá pra esconder. A Seleção joga mal, a maioria dos jogadores não se encontra e os resultados aparecem no sufoco. Hoje, novamente, o time não se soltou. Isso também se deve a alguns erros individuais, como Love, que está em má fase. Aí entra o Dunga, que devia tirá-lo do time. Se o jogador não tá bem, tem que sair. Foram 3 jogos, e claramente ele não está bem.

Não aprovo o meio sem criação, mas também não justifica a má fase do Mineiro, por exemplo, que na Seleção não tá jogando. A formação tática é ruim, complicada, e depende demais de um ou dois jogadores. Nem acho que seja retranca, mas acho que falta um pouco mais de ousadia, toque de bola, risco de errar. De tanto medo de errar, o time erra.

Vem o Chile, e nós temos tudo pra passar. Mas, se não passar, não será um absurdo. E depois (na final) talvez venha a Argentina, onde considero um jogo de 50% pra cada lado, desde que eles estejam voando e nós em má fase. Sendo assim, em apenas 90 minutos este time terá tudo para ser fantastico ou péssimo. Só depende de um jogo.

O Brasil não merece, até agora, se dar bem na Copa América. Mas... e daí? Desde quando o melhor sempre vence?

Insisto: Se cruzarmos a Argentina, vamos ganhar o jogo. rs

abs,
RicaPerrone

Rio - A capital do Brasil

 
A partir de agora o Rio de Janeiro é a capital do Brasil. Lá, os atletas de vários paises disputarão o Pan do BRASIL, e não o Pan do Rio de Janeiro apenas. Ali um verdadeiro teste acontecerá. Veremos se o Brasil aguenta a responsabilidade de fazer o que tem que ser feito. Veremos se temos competencia para superar nossa propria discriminação e acreditar q somos capazes de dar um exemplo.

Cansamos de babar pros outros, e sabemos que aqui quase tudo dá errado. Mas, se no carnaval a gente consegue ver um show quase perfeito organizado por pessoas pobres, porque não podemos esperar o mesmo no Pan, organizado por pobres, ricos e o que mais existir? Os politicos roubam, mas que se dane. É o nosso país que está em jogo, não o Rio, o Pan, nem o ministro.

Canso de ouvir paulistas falarem que querem que de tudo errado porque odeiam carioca. Porra, fala sério vai! Não dá pra ser tão ignorante! É o seu país! Os cariocas não sao argentinos, são brasileiros que falam com X no lugar do S, mais nada. Igualzinho voce, que fala "meu" e vive no shopping. Que diferença há? Talvez a de que o carioca seja menos irritado e nervosinho, como talvez a do Paulista ser mais responsável ou preocupado com os deveres. Mas se não fosse a mescla disso tudo, nosso país seria chato e viajar aqui não seria tào interessante.

Cariocas, paulistas, gauchos, mineiros... tudo mesma coisa. O Pan é do Brasil. E dele não sairá um voto de aprovado ou não. Sairá uma chance de termos uma Olimpiada, uma Copa, um respeito maior, um aumento no turismo se tudo der certo, mais empregos, aprendizado com os erros, e votos de confiança com os acertos. É chato a gente passar a vida dzendo que aqui nada funciona, e quando temos a chance, ao invés de torcermos e ajudarmos, torcemos contra só pra mantermos nossa mania de falar mal. É o tipo do cara que passa a vida reclamando da mulher, e quando ela se produz toda pra ele, faz uma surpresa e corta o cabelo, ao invés de ver que mudou, ele diz: "Deve ta me chifrando". 

Vocação pra ser infeliz não dá certo. Se não der pra acreditar, desista. E se você nào quer acreditar, desita de você mesmo. O Pan é meu, seu e de todo brasileiro. Porque a gente vai levar esse rotulo juntos, e se der errado, talvez a culpa não seja sua, mas o seu pais é quem vai levar tudo nas costas. Então, se voce não pode ajudar, pelo menos tente torcer pra que de tudo certo. Reclama na saída.... mas dá um crédito na entrada.

Boa sorte, Rio!!! Torcendo e acreditando demais que tudo dará muito certo! A gente merece!

Se você não acha, torce pra dar errado! Talvez você se divirta vendo seu país passar vergonha. Eu não.

abs,
RicaPerrone

Briga boa


Bom jogo no Morumbi! Apesar do frio, do idiota aqui ter ido sem blusa, deu pra se divertir e curtir um bom jogo. O Tricolor fez um primeiro tempo de bom nível, e foi anulado na segunda etapa como tem sido quase sempre que o treinador adversário nota o que fazer. É bem fácil: Voce anula os laterais do SPFC, e o time não cria mais nada. Os lançamentos saem do JW, e o Ilsinho é quem puxa contra-ataque. Sendo assim, anulando os dois, o time vive de bico.

O Gallo reverteu a situação no intervalo, mas acabou perdendo o jogo por um penalti que não aconteceu, apesar de ter acontecido outro no começo escandaloso.

Miranda, André Dias e Breno fizeram ótima partida. Rogério vibrou, o time todo vibrou em campo. A coisa está caminhando e ganhar do Inter nunca é fácil. Foram 3 pontos importantes pro SPFC, e uma derrota normal pro Colorado. Sábado tem o Flamengo, e com a escalação que vem aí, o SPFC deve golear o rubro-negro. O flamengo não pode ter desfalques, pois não vive sem o time completo.

O Tricolor segue melhorando, rumo a disputa do título. O empate do Botafogo ajudou, mas ainda não tem um time no campeonato que esteja jogando igual o Fogão. Ainda...

Uma última dúvida: Se no segundo tempo o time não andava com Lenilson improvisado de atacante, Leandro de meia e o J.W na lateral, sendo que o time vivia de lançamentos, não seria o caso de mandar Leandro pro ataque, Lenilson pra meia, Junior na lateral e JW no meio pra fazer os lançamentos? O Lance do gol de penalti foi o momento em que JW foi pro meio e fez o lançamento. Pq será?

abs,
RicaPerrone

Pergunta aí


Como eu nunca consigo responder as perguntas de voces nos comentários, vou deixar este post só pra isso. Ai voces perguntam e antes de aprovar o comentário eu respondo.

Chega!!!! rsrsrs

Vou responder as que estão la, mas chega. Se não eu nào consigo.

abs,
RicaPerrone

Sonhar é de graça

Não? Tá bom...

abs,
RicaPerrone

Ogro!

Muito bom!!! Fui ver hoje e gostei! Vale a pena.

Ps só pra quem já viu - Pega ele!!!! rssssss

abs,
RicaPerrone

Coluna da ET

Coluna do RicaPerrone
: "Pra cima deles, então!"
Fonte: RicaPerrone

Ele não caiu. Aparentemente a diretoria convenceu torcida, insatisfeitos e cornetas que não tinha nada no mercado melhor que Muricy Ramalho. Discordando ou não, é a realidade e com a sequencia que temos no Brasileirão, Muricy se torna incaível. Méritos dele também, sem dúvidas.

Me falaram que alguns jogadores conversaram, tentaram entre eles arrumar a casa e fazer o SPFC voltar a vencer. Não vou entrar em detalhes porque não tenho a confirmação disso e nem quem foram os jogadores, se é que aconteceu. Mas, seja lá quem for, deu certo! O time sorri novamente, e joga com alegria.

Na quinta-feira, diante do Figueirense, a melhor atuação de 2007, disparado. 0x0, é verdade. Mas cansei de ver o Tricolor vencer por 3x0 sem jogar nada. Agora jogou, a bola não entrou, mas jogou.

O time teve, pela primeira vez desde março de 2006, opção de jogadas em todos os setores e lados do campo. Do zagueiro saindo com a bola aos alas avançando, passando por inversão de volantes com laterais e um meia que fez o papel operário de Danilo, tudo deu certo, menos o gol. O adversário não chegou, e o SPFC chegou rápido, eficiente, só errou na hora de chutar.

Muricy teve, talvez, alguma sorte com as saidas de Alex Silva e Josué pra seleção. São dois jogadores de alto nível, e quando voltarem o professor terá uma dor de cabeça. Richarlyson e Hernanes são muito mais ofensivos e técnicos que Josué, e isso abriu uma puta chance dele alternar a cobertura e o avanço com os alas, que muitas vezes viram meias, e confundem os adversários. O Josué não é disso, e talvez o esquema de cobertura mude para ele voltar ao time.

O Alex Silva, que é ótimo, deixou o time e surgiu o Breno. Outro garoto bom de bola, com boa técnica com ela nos pés e com ótima noção de cobertura. O time ficou mais solto, muito menos óbvio, e as jogadas sairam.

Sairam porque o Ilsinho e o Jwagner, quando aparecem no meio, dão a qualidade que os meias do SPFc não tinham. Surgiu porque quando os volantes fecham e os alas abrem, o time se mantém marcando, mas ganha qualidade no passe dos dois lados. Surgiu porque o Dagoberto se movimenta, e porque o Leandro, que é ótimo operário, fez o que fazia o Danilo, correndo pro time e se doando na marcação.

Este SPFC de quinta-feira tem todas as condições de ser pentacampeão. Quando voltarem Josué e Alex Silva, talvez as coisas mudem. Se Luizão chegar, idem. Aloísio é muito bom jogador,mas o Luizão é o Luizão. Não se despreza um campeão do mundo. Se faltam gols, o problema termina ali.
Enfim, posso dizer que desde 2006, quando Muricy assumiu o SPFC e o time começou a jogar mal, lá pra metade do Paulistão, eu nunca tinha visto o SPFC jogar bonito como vi na quinta-feira. Parece exagero, mas eu considero muito bom anular um rival e ainda assim criar chances de todos os lados. O Tricolor está retomando seu caminho, e amanhã contra o Inter, sem Pato, dá até pra esperar uma boa vitória.

Que venha o Penta! E que o Muricy cale a boca de todos, inclusive a minha. Até porque, vamos combinar… tá fácil demais ser campeão Brasileiro hoje em dia com o time que o SPFC tem.

Abs,
RicaPerrone
http://ricaperrone.zip.net/
Mais 2!


Ibson está negociando e perto de voltar ao Flamengo. Com isso, o problema dos volantes está resolvido. Com os Renatos no meio, mais um setor resolvido. Com a vinda de um atacante e um zagueiro de bom nível, o Flamengo tem um bom time novamente. Não falta muito pra que o time se forme novamente. As saidas de Juninho e Savio, a contusão de Obina, a má fase do Claiton nao estavam no planejamento de 2007. Mas, aconteceu. E faltou banco, como falta até hoje.

No atual momento do futebol Brasileiro, um time com Bruno, Leo Moura, 2 zagueiros, Juan, Paulinho, Ibson, Renato, R. augusto, Souza e mais um, não é de se desprezar em nada. Longe de um timaço, mas considerando os atuais times do Brasileirão, chega a ser até um time forte.

Tá no caminho. Mas as contratações precisam aparecer antes que a série B bata na porta de novo.

abs,
RicaPerrone

Pede dispensa!!!


Robinho já pode pedir dispensa da Seleção. Em 2 jogos como titular do time, não se omitiu, foi o craque que pedimos, correu, resolveu e chamou pra ele. Ou seja, jogou, ganhou créditos. Vestiu a camisa como tem que ser vestida. Deu orgulho ver o garoto.

Ao contrário de Kaká e Ronaldinho, que jamais pediram a bola num jogo dificil, Robinho começa uma história que promete ser diferente. Sem omissão, sem medo e sem desconsiderar que ele é o craque do time. É assim que tem que ser. To virando mais fã ainda do garoto, enquanto cada dia mais tenho enormes ressalvas com o comportamento de Ronaldinho e Kaká vestidos de amarelo.

Pode dar tudo ao contrário, claro. Mas, até hoje, é isso que eu vi.

Editando: Ñão acho o Kaka e o Ronaldinho ruins, longe disso. Sao craques. Mas reprovo a atitude de pedir dispensa tendo tido férias apos uma Copa onde os dois sumiram do campo quando a coisa ficou preta. Robinho nao fez nada absurdo, mas em 2 jogos, fez algo que eu admiro demais em craques: chamou a responsabilidade e o risco de errar. E pra ele pedir dispensa, é ironia, claro.

abs,
RicaPerrone




[ ver mensagens anteriores ]