Canta Mocidade, canta!


Este samba está nas semifinais da minha Mocidade. Tem outros bons, mas este refrão é sensacional! É o meu preferido. Mas, o que ganhar vai ser minha musica favorita nos próximos 12 meses de qualquer forma. rs

" Minha Mocidade... Guerreira
Traz a igualdade, justiça e paz
Hoje o Quinto Império é brasileiro... Amor
Canta Mocidade, canta! "...

abs,
RicaPerrone

O anuncio oficial
Vila Isabel 2008


Pintou o primeiro samba enredo das grandes para 2008. A Vila isabel escolheu o seu!

Hoje é "Dia Do Trabalhador"
Que conquistou o seu lugar
E vai nossa Vila fazendo história
Pra luta do povo eternizar

É mais que um samba o que se criou
É um hino ao povo trabalhador
A louvação à nossa gente
Vista indolente
Pelos olhos da ambição
Nativa cor que foi presente
Pintou as cores da escravidão
A resistência mudou de cor e renasceu
Com a força e a fé do negro
E ao quilombo ascender
Nosso ideal de liberdade
Cansado de ter aos ombros
Descanso do senhor, ecoou

Que o brasileiro tem o seu valor!
Meu Deus, ajude o trabalhador!
Branca imigração cruzou o azul do mar,
Em nosso campo ver a vida melhorar

Voz de quem resistiu, a Era Vargas ouviu
Consolidar nossas conquistas,
Em direitos trabalhistas,
Comemora quem tanto lutou
Tempo de industrialização,
Candangos, então, erguem Brasília
Sindicato consciente,
Terra para nossa gente cultivar democracia
"Avante trabalhadores de Vila Isabel"
"Quem faz a hora ,não espera acontecer"
Suor dessa gente, construiu esta nação
Verdadeiros filhos deste chão
 

abs,
RicaPerrone

Valeu!

As meninas perderam. O sonho do primeiro título acabou, a Alemanha, como sempre, jogou pelo resultado e levou. Não tem problema, perder correndo e tentando não irrita, apenas deixa triste.

Marta, craque, não fugiu do pau. Correu, chamou o jogo, partiu pra cima e tentou resolver o tempo todo. Viu, sr. Kaká e sr. Ronaldinho? Pode errar, mas não corre da responsabilidade não. Se tivesse um penalti na copa contra a Franca dúvido que um dos dois bateria. A Marta bateu, mal, perdeu, mas bateu.

O time jogou errado, mas jogou. Correu errado, mas correu!

Não há nada, absolutamente nada, a ser dito pra elas a não ser um enorme: PARABÉNS!

Entre erros e acertos, não podemos dizer, em momento algum, que elas foram covardes ou que não honraram a camisa que vestiram. Ninguém arrumou a meia na hora de decidir Copa do Mundo. Já os homens e seus milhões de dólares no bolso...

abs,
RicaPerrone

Irracionais?


Alguns dizem que os animais são irracionais. Eu não concordo. Se isso não é uma forma de raciocinio, não sei mais o que é "lógica". Ou um ser que não raciociona teria capacidade de criar até um plano como faz o cãozinho do filme?

Ps - O cachorrinho é um beagle, igual o Schummy! Mas, se fosse o Schummy, teria pegado a cadeira, jogado no chão, me feito correr lá, ficaria latindo até ganhar a comida. rs

Que golaço!

Olha o gol que fez o Bezema, do Lyon, na vitória por 3x0 contra o Lens. O Fábio Santos também fez gol neste jogo.

abs,
RicaPerrone

A série B vem aí

 
O Corinthians não está dando sinais de que pode fugir da série B. Perder faz parte, em casa, pro Sport, não faz.

Os próximos jogos do Timão incluem Flamengo, Fluminense, Inter, Vasco, Gremio e São Paulo, ou seja, é bom ganhar dos pequenos pra poder perder pros grandões. 

Não vi o jogo, só os melhores momentos. O Corinthians é o time mais desorganizado, desconfiado, nervoso e azarado do Brasileirão.

Cair? Claro, vou morrer de rir dos meus amigos corintianos como eles fariam o mesmo comigo. Mas... sinceramente? Um ano sem SP x Corinthians? Sem Corinthians x Palmeiras? Sem Pacaembu lotado? Sem os clássicos nacionais que envolvem o Timão? Sem as brincadeiras Souza x Vampeta? Não... não é divertido.

Entendo que seria MARAVILHOSO PRO CORINTHIANS cair. As coisas mudariam, a torcida, tenho certeza, grudaria no time e ajudaria a subir na bola. Mas... o Brasileirao fica mais pobre do que já está.

Que caiam 4 pequenos e que suba o Coxa e mais 3. Aí sim!

abs,
RicaPerrone

Lá vem o "negão"!

E quem diria? Talvez nem mesmo o próprio diria.  Campeão mundial na primeira temporada? Ao lado de Fernando Alonso?

É, ninguém diria.

Hamilton, o "negão", chegou, falou pouco, fez muito, e está perto de ser pra lá de histórico. A F-1 dá sorte.

Sai o Prost fica o Senna, Sai o Senna fica o Schumacher, Sai o Schumacher fica Alonso e ainda aparece o Hamilton de brinde.

São 12 pontos, uma calma irritante em corridas decisivas como esta de hoje. Só perderá o título por um erro grave ou mecânico.

Como ele mesmo disse, a McLaren sabe quem está com ela. E este erro mecânico vai ser difícil acontecer.

Interessante notar como as coisas acabam se estabelecendo ao longo dos tempos. Massa é o quarto dos 4 que disputam o título, talvez pelo simples fato de ser o menos competente dos 4. Felipe jamais foi brilhante na F-1, fez boas corridas, mas nunca fez nada que lhe dê o rótulo de super piloto ou, sequer, de piloto favorito a ser campeão. Talvez um dia seja, mas ainda não encheu os olhos de ninguém com atuações mágicas ou algo do tipo. Os outros 3, estes sim, já fizeram.

Rubinho, que questionei anos e anos, lá está. Perdendo do companheiro, como sempre, guiando uma carroça, que é mais ou menos o que ele plantou quando passou a vida reclamando. Não queria reclamar? Então, agora reclama a vontade porque o carro é uma merda. Mas... seu companheiro segue na frente.

O Alonso, arrogante, segue firme brigando por caneco. O Kimi, adaptado, disputou o título até hoje, quando a Ferrari errou pros dois e definiu o campeonato pra McLaren. Mas, brigou e, quando precisou, venceu. O Massa fez lá seu papel também, mas convenhamos, foi o pior dos 4, ou talvez o 'menos bom'.

A história vai guardar páginas para Hamilton. O primeiro capítulo está sendo escrito e aposto que termina na China. Os próximos, só Deus sabe.

 

Ps - "Negão" é a forma carinhosa que chamo 90% dos meus amigos negros, e não um termo racista como alguns buscadores de teorias conspiratórias pode imaginar.

abs,
RicaPerrone

Não inventar


O Flamengo adotou a postura que fez o SPFC virar líder quando ainda jogava mal: Não inventar.

Desfalcado todo santo jogo de 3 ou 4 jogadores, o Joel se vira pra armar a equipe de forma que ela, apenas, não invente e faça um golzinho lá na frente. Deu certo de novo.

O Flamengo não brilha, e será impossível que o faça, sem seus meias titulares. Joel foi vaiado quando tirou o argentino pra colocar Leo Medeiros. Mas não devia, pois apenas corrigiu o que estava ficando perigoso. O Fla perdia o meio-campo e isso tinha que ser mudado a tempo.

Não adianta deixar 2 atacantes lá na frente se o meio de campo não cria. O Souza, que se olhasse o Aloísio jogar aprenderia pra que serve o tamanho dele, fica sendo um verdadeiro pilar desta forma. Serve, e muito, quando o time cria ou quando ele percebe que está lá pra ganhar dividida. Quando ele pensa que é Ronaldo, o que infelizmente acontece bastante, ele se torna um jogador qualquer.

Mais 3! 37 pontos, um jogo a menos, 6 pontos da zona de Libertadores, restando 7 jogos em casa e 3 fora. Será? Será? 

Que os desfalques não afundem o Flamengo. Adoraria ver o Flamengo entrar em campo com o seu time no Brasileirão. Até agora, só vi "meio time" jogar junto.

abs,
RicaPerrone

Ah, meu Fogão!


Homenagem deste blog ao ataque do Botafogo.
Musica de Cesar e Paulinho

No time da minha cidade tinha um centravante liso que marcava gol de raça
Jogador de gabarito só fazia gol bonito mas também fazia Graça
Só por causa de frescura estragava uma jogada e gol feito não marcava
E a torcida na galera levantando feito fera muito puta já gritava

Chute pro gôr de bico, lazarento
Chute por gôr de bico, lazarento

Jogador que artilheiro faz de costa ,peito,bunda
Faz o gol de pensamento,vai,vai

Teve até um radialista muito bom comentarista Importante,respeitado
Só gostava de conquista descrevia como artista cada lance Disputado
Quando o centravante liso enfeitou outra jogada e o gol Feito deu em nada
Ele abriu seu microfone e no ar como um ciclone detonou sem Dar risada

Chute pro gôr de bico, lazarento
Chute por gôr de bico, lazarento

Jogador que artilheiro faz de costa ,peito,bunda
Faz o gol de pensamento,vai,vai

abs,
RicaPerrone

Há 40 anos, o futebol ganhava um presente



Há exatos 40 anos o Flamengo foi apresentado ao seu maior ídolo. No dia 28 de setembro de 1967, o menino Arthur Antunes Coimbra, então com 14 anos, treinou pela primeira vez no estádio da Gávea, pela escolinha.

Zico, meu primeiro grande ídolo.  

Jogador de técnica impressionante, que jamais fugiu de decisões e que conseguiu, mesmo assim, ficar marcado por arrebentar e ganhar tudo onde passou, menos na seleção. Mas não é justo, este mesmo rótulo pode andar ao lado daquele time todo de 82, que também não ganhou. Careca, Socrates, Serginho... não são fracassados.

Zico encantou o mundo, e se jogasse hoje, com seus problemas no joelho abreviados, teria feito muito mais. O Galinho levou com ele milhões de rubro-negros. Fez do Maracanã um palco para shows, resolveu finais de Mundial e Libertadores, além de brasileiros e cariocas. Desmontou defesas, fez o país chorar com suas contusões. Zico era um gênio.

Igual, talvez, Maradona e Zidane. Sendo que o primeiro também tem que ser discutido, pois viveu de fases e teve a carreira curta em virtuda da merda de pessoa que é. Maradona é ídolo da juventude argentina, e sigo dizendo que o maior exemplo que ele daria pra todos estes meninos seria morrer. Assim veriam o que a droga faz com quem a consome. Na condição de ídolo, Maradona é um perfeito irresponsável. Zico e Zidane não. e

Zidane tocava na bola parecido, resolvia jogos dificeis, e jogava muito parecido. É dificil imaginar quem jogou mais, até porque o Zidane teve uma época onde jogar parado era mais complicado.

Zico foi o segundo melhor jogador que vi na vida. O primeiro foi Romário.

E pra quem não sabe, fica um registro interessante:

Quando Zico jogou na Udinese um garotinho grudava na grade e assistia aos seus treinos quase todos os dias. Este garotinho pediu um autografo, foi bem recebido pelo herói, e se tornou um verdadeiro perseguidor de Zico.

Chegava em casa e repetia o treinamento de Zico nas cobranças de falta. Repetia a forma de bater na bola, tentava jogar de cabeça erguida e se concentrava para nunca termer jogos decisivos. Este menino cresceu, Zico saiu da Unidese, e o garoto seguiu seu caminho.

Ele virou jogador, foi disputar uma Copa e perdeu um penalti que eliminou seu país, igualzinho seu ídolo fez 18 anos atrás. 

O nome deste menino é Roberto Baggio, outro notável da história do futebol.

abs,
RicaPerrone

Cuca, um cara diferente


O fim do mundo está próximo no Botafogo. O mundo caiu por causa da eliminação pro River que, de fato, foi um absurdo. O problema é que existem 2 formas de ver a mesma coisa: A otimista e a pessimista. As duas tem razão.

A pessimista diz que um time bom, que joga bem, que chega nas decisões e perde todas deve trocar seu treinador e reavaliar todo o trabalho, afinal de contas, não está dando resultado.

O otimista diz que, perto do que era há 3 anos, o Botafogo é um time em fase fantástica, chegando sempre, jogando bom futebol, mantendo treinador e rumo a se consolidar. É só ter paciencia.

Cuca caiu, ou melhor, se derrubou. Dirigentes sairam porque tiveram raiva do time. Alguns jogadores merecem a camisa, outros não. Fato, tão incontestável quanto as perdas dos títulos é a melhora significativa do Botafogo nos últimos anos. É outro clube, outro time, outra filosofia e os resultados são muito diferentes.

Cobrar do SPFC que ganhe os torneios, com estrutura, 15 milhões de torcedores, estádio, dinheiro e o time que tem é uma coisa. Cobrar do Botafogo se faz necessário pela camisa que tem, mas, em proporções menores.

Não é um final de ano fantástico, mas faltando 12 rodadas talvez não fosse hora de jogar a toalha e, possivelmente, dar adeus a Libertadores. Era momento de ter calma, deixar a torcida falando sozinha e agir com a mesma seriedade que fez o Botafogo chegar até aqui, só que sem cobranças.

Eu não vou esquecer este time. Não foi histórico, mas por muitos meses jogou o melhor futebol do país. Fez os mais belos gols, aplicou goleadas e gravou imagens lindas com sua torcida naquele MAracanã. Não acho justo desmanchar o projeto todo por altos e baixos normais pra quem está montando uma base e um time. O SPFC, exemplo, tem a sua base há 3 anos, muito mais estrutura e um treinador no cargo ha mais tempo. Perdeu também os mata-mata, houve crise, houve momentos de altos e baixos. E nem por isso a coisa foi toda desmontada.

Não era hora. E o Cuca, ao sair, deixará que a vida mostre se o time era bom e ele fez ser muito bom, ou se o time era muito bom e ele é determinante nas "não conquistas". Aposto mais num meio termo, sendo um bom time, bem dirigido, mas com complexo de inferioridade e que não tem aquele jogador que resolva e grite com o time mandando matar o jogo. O Botafogo perdeu TODOS os titulos que disputou este ano porque brincou de perder gols. O Cuca não pediu pra eles perderem os gols, tenho certeza.

abs,
RicaPerrone

Não é possível...


Tem vezes que a gente perde e entende. Outras revolta, outras irritam. Algumas se explicam, outras não. O que o Botafogo tem perdido na hora de resolver se explica, e se chama "falta de atenção".

O time joga bem, cria dezenas de chances todo jogo. Mas é incrível: Eles perdem gols e mais gols todas as vezes que precisa fazer mais um pra ficarem tranquilos. Hoje, contra o River, foi um absurdo!!! O jogo esteve nas mãos quase o tempo todo, e foram dando moral pra time argentino que adora um abafa. Conseguiram tomar contra-ataque aos 44 do segundo tempo com a vaga nas mãos.

É absolutamente suicida o time do Botafogo. O gol  em si não importa como sai, o problema é que se o time abre tudo isso pra fazer os gols, não pode ficar brincando de perde-los lá na frente. O Botafogo teve tudo, absolutamente tudo, pra sair com 4x0 do Monumental e voltar ovacionado pro Brasil. Não fez, fez gracinha. E volta eliminado.

As vezes tenho dó quando o Fogão joga bem e perde. Desta vez, não dá pra ter. O ataque precisa saber que marcar gols é objetivo do jogo, não opcional. E a zaga, coitada, sempre ficando no mano-a-mano, também podia aprender a levar o jogo a sério até o fim.

É um time muito bom, que joga muito bem, mas que não consegue ter o menor controle emocional de administrar um jogo. Perde, e vai seguir perdendo enquanto não aprender a dar bico pro gol e tirar de bico na defesa. Lamento, e muito. Porque o River jogou menos e o Fogão perdeu pra ele mesmo. Mas... tranquilo. O River, como argentino que é, perderá mais cedo ou mais tarde.

abs,
RicaPerrone

Schumacher - Propaganda da Shell (Sensacional!)
Entre glórias e lágrimas, o meu palco predileto

Morumbi, 20h, quarta-feira, 26 de setembro de 2007. Eu descia a rampa que desci mais de 600 vezes na vida para ver o meu Tricolor jogar. Quando cheguei, aquele povão todo, meu pai do lado, parecia uma cena que se repetia, até porque, se repete mesmo há 27 anos. Fui ao estádio com menos de um ano de idade a primeira vez. Cresci ali, aprendi que o SPFC era o maior, que ganhava sempre, que era o mais forte, que nosso estádio era mais bonito, etc. Aprendi um monte de mentira, outro monte de verdades.

Raramente me emociono com um jogo do SPFC, até pelo hábito que tenho de estar lá sempre, ter visto todas as decisões, todos os grandes jogos. Ontem, lembrei de quase tudo.

Lembrei da semana que, com 11 anos, passei ouvindo meu pai dizer que domingo ia me levar ver o SPFC ser campeão. Não foi, deu Vasco. Eu chorei como um desesperado e ele, coitado, tentando me explicar que as vezes perdia. Aquele dia eu me tornei um torcedor doente. Chorei por horas, não queria aceitar a derrota, e ganhei uns 12 sorvetes pra ver se eu parava de chorar. Bobinho meu pai... chorei o dobro pra ir tomando sorvete. rs

Em 91, quando meus pais deixaram eu voltar da aula sozinho, passei a mentir e ir aos jogos dizendo que ia pra casa de amigos, etc. Ia em todos, e de 91 até 95 não deixei de ir em nenhuma partida do SPFC na capital. Meu pai dava dinheiro pra comer na escola, e eu não comia pra ir no jogo. Se eu pedisse pra ir no estádio ele não daria, afinal de contas, minhas notas eram as piores possíveis. Sempre fui um péssimo aluno, odeio estudar.

Vi este time ganhar Libertadores e guardo comigo até hoje o maior choro da minha vida, em 94, contra o Velez. A noite que eu solucei sozinho no quarto até de manhã, querendo mudar algo que não podia ser mais mudado. Foi penalti, todo mundo viu,  menos o filho da puta do juiz que deu o título pro Velez. O Chilavert foi xingar a torcida do SP bem onde eu tava, e eu queria pular lá de cima no campo pra bater nele. Ainda bem que eu não bebo.

Eu quebrei um dedo quando Raí perdeu o segundo penalti contra o Dida. Soquei a parede do Morumbi de raiva. E quando ousaram reclamar, eu fiquei enlouquecido imaginando que talvez veria aquele Morumbi vaiar o Deus Raí. Mas não, graças a Deus a torcida soube aplaudi-lo naquela hora. Não fui no 7x2 contra a Lusa, e se tivesse ido, talvez eu não teria conseguido sair do estádio. Eu tava lá contra o Newlls e garanto: Nunca senti a alegria que senti naquela noite. Aquele penalti do Gamboa e o título me fez parar, sentar e apenas tentar entender que o meu time, aquele que cresci acompanhando igual maluco, ia pra mesma final que o Santos do Pelé! Que o meu SPFC ia ser igual o Flamengo do Zico! Que o meu Tricolor ia pro Japão e que o mundo ia conhecer a gente. Eu senti um orgulho que não consigo explicar até hoje, parece um filho entrando na faculdade ou, hoje em dia, saindo dela.

Vi títulos, times horríveis, derrotas ridículas, gols contra, frangos, jogadores ruins, brigas, policia me batendo, torcida correndo, ví de tudo naquele Morumbi. Vi glórias que, garanto, nenhum torcedor brasileiro pode dizer ter tido a honra de ter visto. Vi meu time ganhar 3 Libertadores num Morumbi lotado, chorei abraçado ao meu pai e meus amigos em 2005, corri naquele gramado e tive a honra de, com 13 anos, disputar uma partida no Morumbi. Eu nem olhei pra bola... só olhava em volta daquilo tudo. Hoje entro naquele gramado e ainda assim, acostumado, me emociono de lembrar que ali, naquele exato local, vivi os melhores dias da minha vida.

Ontem, quando tudo parecia normal, os Deuses do futebol reservaram uma noite mágica, que eu jamais esquecerei. Frio, torcida animada, um time guerreiro e um clima de decisão raro. Parecia que o mundo acabaria ali se perdessemos, igualzinho em Libertadores. Mas não! Ontem não! O time que eu mais odeio no planeta Terra, o tal do Boca, parou diante de um SPFC mais brigador que eles. Parou pra ver Dagoberto passar e pra ver Aloísio se superar contundido. Parou e olhou pra arquibancada que não canta o jogo todo como eles, mas que quando canta, é pra gritar campeão!

 O Morumbi não é o estádio que acho mais bonito. Prefiro o Maracanã. Mas ele tem algumas características que marcam. Faz frio, quase sempre, a noite. A torcida do SPFC é tão bunda-mole pra ir em jogo ruim que os torcedores que vão sempre se conhecem todos, se cumprimentam antes do jogo e são até amigos já, de tanto que se encontram. O tio que guarda meu carro há anos deixou de trabalhar lá justo ontem, e deixou um novo "tio" no lugar dele. Vai guardar meu carro pelos próximos 20 anos, garanto.

Meu pai, já com mais de 50 e bem menos fanático, ontem pediu o fim do jogo, pulou, gritou, xingou a mãe do juiz! Eu adoro quando ele faz isso! Parece que é 1985, e que ele tá me ensinando a torcer. Meu avô, pai dele, ensinou que ir no jogo é uma arte de chegar 4h antes, sentar na barraca, ver a torcida chegar, discutir a escalação, ver os amigos e sofrer os 90 minutos. Meu pai aprendeu, me ensinou, e um dia vou ensinar pros meus filhos. Ir no estádio é 90% da graça de torcer por um time, e lamento saber que 90% da torcida do SPFC não sabe o que é isso.

Cara, eu sou jornalista sabe... eu devia pegar a credencial e sentar lá na cadeira. Mas eu não consigo. A maior alegria da minha vida é ir até aquele Morumbi e ver tudo ali de cima, pulando, cantando, xingando, torcendo igual todo mundo. Um dia, talvez, a minha profissão me obrigue a sair de lá. Eu torço todo dia pra que isso nunca aconteça, pois eu nunca mais serei completamente feliz.  As vezes eu vejo meus colegas torcendo e tentando se segurar numa tribuna ou cabine... sei la, eu respeito. Mas se o futebol deixar de ser uma paixão, pra que ele serve?

Cada dia que passa eu gosto menos do SPFC, em virtude da ET, da dificuldade de lidar com a torcida através do site. Dá uma raiva inconsciente do SPFC, afinal de contas, é por causa dele que a gente trabalha ali todo dia, de graça, se mata pra conseguir manter tudo, faz tudo com maior carinho, e infelizmente vê torcedores que não fazem idéia de quem você seja te rotularem e sairem acusando absurdos por aí. Dá vontade, todo dia, de largar tudo e dane-se.

Mas daí... eu vou naquele estádio, vejo meu time jogar como ontem, vejo a América do Sul aos nossos pés de novo, vejo aquele povo todo comemorando, falando merda, se arrependendo, vivendo intensamente cada surto de torcedor e passo a entender que, no fundo, é só paixão. E, como toda paixão, a gente não sabe o que faz, não sabe o que diz, só sabe que é bom demais!

E vitórias como a de ontem são como a vida te dizendo: "Lembrou agora porque você dedica tanto tempo ao SPFC? É por isso aqui, ó!".

abs,
RicaPerrone

"Fenomenas"


A seleção feminina está na final da Copa do mundo. Não, não foi uma vitória. Ganhamos de 4x0 do time que não perdia há 50 jogos, a poderosa seleção dos EUA. 

Marta, com todo respeito ao Ronaldinho Gaúcho, é um verdadeiro fenomeno. Ela joga um futebol absolutamente destacado das demais. Tudo, até um simples passe, diferencia o talento. Golaços, jogadas dignas de Zico. Uma partida sensacional!

O time dá orgulho de ver. E é hora dos times brasileiros pensarem numa liga feminina, porque é sensacional ver o jogo delas. Não tem pancada, e o futebol busca o gol, e não a defesa.

abs,
RicaPerrone

Tudo ele?

Dualib é ladrão. Dualib é mau dirigente. Dualib acabou com o Corinthians. Dualib fala no telefone e se entrega todo. Dualib faz esquema 100. Dualib é amigo do Boris. Dualib é o vilão de tudo.

Ninguém mais desconfia que ele tenha mais gente com ele. O cara parece ser Deus, pois tudo é culpa dele, sozinho. Além disso, não contentes, um simples comentário sobre "roubar" um jogo, termo usado por TODOS nós todo santo dia, virou acusação de CONFISSÃO DE CRIME. Pelo amor de Deus né... o cara também não é o Lucifer.

Amanhã vão dizer que ele matou a Taís, só falta.

abs,
RicaPerrone

Olé!



Brasil 72 x 62 Argentina - Estreia do pré-olimpico de basquete.

Mas nem com as mãos? Que fase hein...

abs,
RicaPerrone 

Vai, Fogão!


O Vasco passou, o SPFC passou, o Goiás, coitado, como sempre ficou no caminho. Hoje o Botafogo encara o River, em noite histórica. Se vencer, deixa os dois únicos times do país da catimba fora. Se não vencer, dane-se, o Boca já rodou mesmo.

Mas, sério. Só falta o Fogão pra completar o baile, e eu acredito que seja bem possível. Não por serem muito melhores que o River, mas porque duvido que o Bota não consiga enfiar um golzinho lá. E se fizer, o River terá que fazer 3, e não fará.

Então, já declaro minha torcida: VAI FOGÃO!

abs,
RicaPerrone

Kleberson, nos braços da torcida

Seja bem vindo! E brilhe por aqui.

abs,
RicaPerrone

120 dias?

Ok, mobilizou o futebol. Foi triste, todos ficaram do lado do agredido, o que é natural e correto. Mas calma lá... 120 dias pro cara que deu uma ombrada no adversário? Pelo amor de Deus, vamos banir o Sandro Gaúcho do futebol, pois só de ombradas iguais a esta ele deu 400 em 20 jogos.

O Coelho tá errado, ok! Deêm 2 jogos pro cidadão. Mas 4 meses?????? Num tribunal que mal consegue resolver 11 jogos anulados e acaba invertendo títulos? Agora eles querem moralizar tudo em cima de um ou outro?

Ou pune todo mundo ou não pune ninguém. Canso de ver lances iguais TODA RODADA, só que com menos barulho, pois não tem foca e drible de cabeça. Não é pra tanto, vai! Estão exagerando pra agradar a mídia, que ama o Kerlon e ficou toda contra o Coelho.

Exagerado.

PS - Pelo critério adotado, o Hugo, que já teve problemas no STJD este ano e cuspiu na cara do rival, merece quanto? 3 anos?

abs,
RicaPerrone

O maior da América


Foi um show! O Tricolor deitou e rolou, driblou, tentou, perdeu gols, se defendeu, brigou, apanhou, bateu, mas venceu o Boca Jrs. A torcida, pasmem, encheu a arquibancada e cantou até no 0x0. E isso com a Globo passando, o que espanta sendo a torcida do SPFC.

Muricy, ahhhhhh o Muricy! Tá, tá, tá! Eu confesso: No final do jogo eu gritei o nome do cara enquanto ele fazia gestos pra torcida. Ele é chato, mas ele merece. Tá fazendo tudo certinho, tá calando a boca desses comentaristas chatos que duvidaram dele. Hunpf, que absurdo! Eu jamais duvidaria.

Dagoberto, em noite de gala, deixou zagueiro do Boca sentado pra todo lado. Mas, sinceramente, a noite foi de Aloísio. Não pelo gol, nem pelas jogadas em si. Mas o cara entrou no intervalo, com fama de quem não faz gols, o time precisava de um gol, e ele fez. Se machucou, ficou em campo, prendeu a bola, tirou todas quando voltou pra zaga e saiu mancando todo arrebentado. Muitos o criticam, pedem Borges, que também é bom, mas... mantenho o que digo desde janeiro: É um puta jogador e do meu time não sai nem a pau.

Enfim, uma noite fantástica no Morumbi! Clima de Libertadores, o time guerreiro, valente, brigador e a torcida alucinada comemorando a vitória.

O Boca? Ah... fala sério! Esse já era. Falemos dos vivos, não dos "muertos".

abs,
RicaPerrone

O ano em que o Brasil saiu de férias

 
"O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias", de Cao Hamburger, será o filme que representará o Brasil no Oscar. O anúncio foi feito nesta tarde pelo secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, Orlando Senna.

Me perdoem a ousadia em comentar cinema, mas na condição de cidadão, brasileiro, colecionador de DVDs e que frequenta cinema uma vez por semana, acho que tenho algum direito de, ao menos, questionar isso.

Não vi Tropa de Elite ainda. Mas vi outros filmes, até Cidade dos Homens, que dá de 10x0 neste filme chato e sem final que foi eleito.

Não é ruim, mas vamos combinar... quem viu sabe: O filme não tem nada de merecedor pra ir disputar Oscar. É bem normalzinho. Depois do Cidade de Deus ter sido "escondido" por causa da imagem do país, agora farão o mesmo com outros bons filmes. Como se Americano vetasse filme de atentado e de tentativa de assassinato de presidente, máfia, etc.

Não gostei, não concordo, e achei o filme um saco.

abs,
RicaPerrone

Clima de Libertadores


Acordei nervoso, acima do normal até. O clima é de Libertadores, faz frio, todos falam no jogo, vale vaga, perdeu tá fora, tem chance de penaltis, o rival é time grande...

Vai dar 40 mil pessoas, no máximo. A Globo "estragou" o jogo. Mas, faz parte.  As 19h, horario combinado pra irmos ao Morumbi, insiste em não chegar. Antes do jogo ainda tenho aula de teclado (sim, eu tento, mas não consigo).  Imagine se eu tenho alguma condição de apertar teclinas de forma coordenada as 17h?

O SPFC vai passar, nem que seja nos penaltis, com Ceni de herói pra variar. Mas vamos passar porque temos que passar.

E como o SPFC é o maior da América e não o Boca, que vença o melhor.

abs,
RicaPerrone

Não dá nem tempo


Nem postei e meu e-mail já entupiu. Argumentos como:

- O melhor meio campo? hahahahahah
Mas me sugerir outro no país melhor, até agora ninguém. rs

- Só vivem pq a CBF é no rio! Times com adm irresponsaveis!
É? E o nosso Curintia? é carioca? E o Verdão querido?  Tb?

- Só ganha Copa do Brasil!!!
E o Palmeiras, Corinthians e Santos não estavam na Copa do Br nos ultimos 2 anos?

- Voce adora o Rio!
Siiiiiiim!!! Adoro! Qual problema?

- Voce fala mto do Flamengo!
É, porque quando falo do SPFC, se falo bem é pq torço, se falo mal é pq corneto. Então, prefiro falar dos outros e o minimo possível do SPFC. Já notaram né?

- Porque você não muda pro Rio?
Porque eu nasci aqui, sou paulista e ACHO RIDICULO rivalidade e odio interno entre pessoas do mesmo país. Mas eu fico bem feliz de ser paulista fã do Rio, é bem melhor do que os milhares de brasileiros fãs de argentinos.

- Pq voce tirou os comentários do site?
Precisa responder? rs

abs,
RicaPerrone

Incoerências do futebol


O Flamengo tem, sem grandes teorias, o melhor meio-campo do país. Ibson, Kleberson, Roger e Renato Augusto, convenhamos, tá sobrando bola. Bruno, goleiro, é ótimo. Fabio Luciano um senhor zagueiro. Os dois laterais andam jogando o que nenhum lateral joga no país (só fora dele), enquanto Souza foi artilheiro do Brasileirão outro dia. Maxi, reveleção argentina que vem jogando muito. Quem lê pensa: Será o campeão Brasileiro!

Mas não. Por incoerencias, fases, detalhes e alguma falta de planejamento, o Flamengo se formou durante o campeonato e agora luta por vaga na Libertadores. Louco? Não, claro que não. Vamos aos fatos:

- O Time, no papel, é incontestavelmente melhor que os outros 18, tirando o líder SPFC. Mesmo assim, no meio, é melhor que o SPFC. (apenas no meio e talvez com alguma leve vantagem nas alas em grande fase)

- Faltam 12 rodadas. Destas, 8 o Flamengo joga no Maracanã. Os jogos foram incluem Nautico e América RN. Ou seja...

- O Flamengo, com um jogo a menos, tem 9 pontos a menos do que o classificado pra Libertadores. Só que todos os times que disputam a vaga vão se enfrentar nas próximas rodadas, o Flamengo não.

- Este time, no papel, não é favorito em casa contra quem?

- O Flamengo vai pra Libertadores 2008. E se mantiver o time, fará uma bela temporada. Porque, queiram os paulistas odiadores de carioca ou não, é, no papel, um belíssimo time de futebol. Só falta jogar o que dá pra jogar.

Mas, cariocas, preparem-se. A imprensa de SP reagirá assim:

Kleberson, em 2002: GENIO!!!
Kleberson, indo pro Santos: Puta reforço!
Kleberson, indo pro Flamengo: Tem que ver como ele está né...

Ibson, na seleção: Bom menino
Ibson, no Porto: Grata revelação
Ibson, de volta ao Fla: Quem é Ibson?

Roger, no Corinthians em 2005: Craque!
Roger, em 2006: Podre
Roger, no Fla: Vagabundo. (Lembrando que o melhor camisa 10 do país pra imprensa de SP talvez seja o Souza, ou o Valdivia, que cai mais do que fica em pé)

abs,
RicaPerrone

Até quando?

 

Esperaremos a morte para reconhece-lo ou será que ainda há um pingo de noção e gratidao neste país para que Zagallo seja homenageado em vida?

Porque só se ouve falar dele com deboche?

Porque no Brasil um cidadão que dedicou a vida pela nossa seleção e ganhou tudo não é ídolo?

Porque a gente não consegue dar valor ao que temos?

Porque Zagallo está ficando velho, em casa, aposentando, e sem ser o ídolo que merecia?

As vezes, muitas vezes, tenho vergonha do país que vivo.

abs,
RicaPerrone

Argentinos estréiam bem no Mundial Gay

Agência 
EFE
Mundial gay de futebol na Argentina, uma festa  portenha contra o preconceito

A Copa do Mundo de Futebol Gay começou nesta segunda-feira, em Buenos Aires, com  vitória dos três times argentinos sobre equipes americanas. O evento tem como objetivo combater a discriminação contra a comunidade homossexual. Prestigiaram a cerimônia de abertura  o secretário de governo da Capital Federal, o sub-secretário de esportes, o presidente da Comunidade Homossexual e um representante da Associação de Futebol Argentino (AFA).

As 28 delegações das equipes de nove países participante fizeram um desfile no qual exibiram a bandeira do arco-íris com nomes de homossexuais mortos pela Aids e pela violência. A primeira rodada da competição teve seis partidas. Dogos SN, o faforito entre os times argentinos, venceu 5 a 0 o Hot Atlanta, dos Estados Unidos.

Dança direito, Porra!
Copa Nimim 2007

Lembra o campeonato de Winning Eleven que tinha toda semana e eu coloquei aqui os resultados e tabela? Então, começou ontem mais um.  Eu, Ogawa, Paulo e Fabiano. Com tabela, tudo bonitinho.

Claro, Drogba e Obina deram show, afinal de contas, são os deuses do campeonato. Nosso amigo Paulo, com o Curintia, vai imitando a vida no game. E o Fabiano, o Lazaroni do campeonato, venceu apenas uma. Adivinha em cima de quem? Vai Timão!!!

Segue aí os times de cada um, os jogos realizados ontem e a tabela.

Tabela:

Liverpool 2 x 2 Barcelona
Santos 4 x 0 SPFC
Lyon 0 x 0 Arsenal
Manchester 3 x 1 Milan
Flamengo 1 x 0 Juventus
Bayern 0 x 3 Inter Milão
Portuguesa 1 x 1 Corinthians
S. Caetano 6 x 1 Sto. André
Chelsea 3 x 4 Real Madrid
Coritiba 1 x 0 Porto
    
Porto 0 x 3 Chelsea
Real Madrid 2 x 2 Coritiba
S. Caetano 3 x 1 Portuguesa
Corinthians 0 x 1 Sto. André
Bayern 2 x 3 Flamengo
Inter Milão 2 x 1 Juventus
Manchester 4 x 0 Lyon

OS times :

Paulo - Barcelona, Manchester, Bayern, Corinthians e Coritiba
Rica - Flamengo, Portuguesa, Chelsea, Liverpool e Lyon
Ogawa - Inter,Arsenal, Real Madrid, Santos e Sao Caetano
Fabiano - SPFC, Juventus, Milan, Santo André e Porto.

Classificação:
São Caetano  6
Manchester  6
Inter Milão  6
Flamengo  6
Real Madrid  4
Coritiba  4
Santos  3
Chelsea 3
Santo André  3
Liverpool  1
Barcelona  1
Arsenal  1
Corinthians  1
Portuguesa  1
Lyon  1
Juventus  0
Milan  0
Bayern 0
Porto  0
SPFC  0

Em 5 rodadas, o campeão

 
Ja olharam as proximas 5 rodadas?

Entao olhem:

Flamengo, Inter e Flu fora de casa. Corinthians e Cruzeiro em casa. Estes sao os rivais do SPFC.

O Cruzeiro tem Figueirense, Santos e Nautico em casa. Goias e SPFC fora.

Calma la... talvez exista uma chance do campeonato ter emocao ainda. O caminho do Cruzeiro e muito mais facil que o do SPFC ate chegar no confronto direto.

abs,
RicaPerrone

Sei lá...


Dualib disse que o titulo de 2005 foi roubado. Ok, ele disse isso no telefone e está a imprensa toda batendo nele como se ele estivesse declarando que comprou o Brasileirão. Calma lá, vai... a gravação mostra ele falando que o Corinthians ganhou no apito, e ganhou mesmo. Daí a ele ter comprado algo são outros 500.

O fato do juiz ter errado contra o Inter na partida final não implica em anulação de nada, afinal de contas, todo jogo tem apito e ninguém faz nada. Se o "roubo" for este, Dualib apenas comentou o campeonato, nada além disso.

Eu digo em boteco que o SP ganhou de não sei quem roubado. E, garanto, não comprei o jogo. rs

Vamos com calma... talvez até haja alguma coisa, mas não por esta gravação.

Caso tenha algo ilegal, entendo que o título deva ser tirado mesmo. Agora, daí a dar pro Inter são outros 500 e um novo debate, afinal de ontas, é sempre bom lembrar que o Colorado perdeu os dois jogos que teve para resolver o título, que esteve em suas mãos. Tem que analisar direitinho se o titulo some ou se transfere. São casos diferentes e depende muito do motivo da anulação.

abs,
RicaPerrone

Sportv show


Eu nem sabia do que se tratava. Um programa chamado "Encontros para sempre"  e lá estava a TV ligada. Pelé e Renato Aragão, papeando, contando história, fazendo história.

Mais uma iniciativa fantástica da melhor emissora de TV do país em esportes. Quem não viu, veja. Vale a pena.

abs,
RicaPerrone

Piadinha


O corinthiano vai ao cartório registrar o nascimento de sua filha, e a atendente pergunta:
- Qual o nome que o "senhor" vai colocar?
- Arquibancada do Corinthians - responde ele, orgulhoso.
- Meu senhor, não posso registrar a criança com um nome assim!
- Ué, um amigo meu, "mano da pesada", também fanático por futebol,
conseguiu dar um nome parecido para o filho, neste mesmo cartório!
- E qual o nome?
- Geral do Santos!

EEEEEEEEEEEEEEEESSA FOI BOA!!!! (by Iron Maiden)

abs,

 

Coluna da ET
Coluna do RicaPerrone: "Do inferno é que se vê o paraíso"
Fonte: Rica Perrone

“É do inferno que se vê o paraíso”, diriam os filhos de Francisco em seu último (e ótimo) cd. Neste final de semana tive o desprazer de ficar em casa e poder acompanhar diversos jogos do Brasileirão. Assisti o Tricolor, claro, depois ainda consegui ver o Vasco x Cruzeiro, o Corinthians e Palmeiras e, antes de dormir, o Vt de Fluminense x Botafogo. Além dos melhores momentos de todos os demais jogos. Fazia tempo que eu não conseguia ver tantos jogos em uma rodada, e talvez demore para fazer novamente.

O nível de Corinthians x Palmeiras, um dos clássicos mais tradicionais do mundo, entre dois times grandes, fortes, que deveriam disputar o título (não adianta gritar, eu to aqui pra falar o que penso e não pra puxar saco de torcedor alucinado que só enxerga o seu time). O Palmeiras jogou melhor, e o que chamam de “jogar melhor”, neste caso, beira o ridículo. Cruzamentos e mais cruzamentos. Passes de 3 metros que não conseguem ter direção. Este Corinthians é a coisa mais patética que eu já vi na vida. Não consegue fazer nada, só dar bico, como se fosse um timeco de série C.

A imprensa, que tem por obrigação elogiar e criticar de acordo com resultados, andava dizendo que o treinador do Corinthians tinha a “sabedoria da simplicidade”. Forma meiga de dizer: “Ele não sabe porra nenhuma”. E o do Palmeiras, por mais que o elogiem, também acho pra lá de meia-boca. Mas, enfim... vamos a São Januário.

Por lá a coisa foi diferente. O Cruzeiro, que insiste em não sair da aba do SPFC, venceu e agora terá 4 rodadas com chances enormes de vencer os 4 jogos, enquanto o SPFC tem 2 jogos fora complicados, e depois o próprio Cruzeiro em casa. Vem emoção por aí, tomara. O Vasco até cria, mas perde muitos gols. O Cruzeiro joga, deixa jogar, e é bacana quando ele tem a bola. Pelo menos não se esconde do jogo. Merece o posto de segundo colocado.

O que me chamou atenção no jogo foi o número de gols perdidos na cara do goleiro. O Cruzeiro perdeu um, sem goleiro. O Leandro Amaral, que é chamado de “artilheiro em boa fase” perdeu 2, na pequena área, sozinho. Não, ele não é ruim. No Brasil hoje, até que é acima da média de Caio (PAL), Finazzi (COR), Obina (FLA), Alex Dias (FLU), etc. Mas... azar deles. O SPFC cria 3 chances por jogo, faz 2.

Depois um dos raros jogos onde se joga pra frente: Flu x Botafogo. Bom jogo, pelo menos com jogadores que ousam alguma coisa e não ficam esperando pra cruzar na área. É bacana perceber como Flu, Bota, Flamengo e Vasco não são times que passam o jogo todo abrindo na lateral pra fazer chuveirinho. Talvez seja uma característica atual do futebol carioca, mas notem: eles tentam entrar tocando a bola.

Passados os jogos todos, comecei a ver o Atlético MG empatar com o Inter. Não sei mais se é mérito do Galo ou se é catastrófico pro Inter o resultado. Fazer 2x0 e tomar o empate aos 44 do segundo tempo é ruim. Estar tomando de 2 em casa idem. Logo, os dois foram mal.

Isso sem contar o apito, onde colocaram árbitros ESTREANTES para apitar o clássico do rio e de SP. Depois dá merda e nego vem dizer que é azar do arbitro, não irresponsabilidade da CBF.

Como registro: No jogo do Flamengo x Juventude, mais 2 pontos foram tirados do Fla com um gol pateticamente anulado. No Paraná, pênalti não marcado pro Paraná. No Rio, lance bem duvidoso a favor do Vasco mal anulado, e no Maracanã, o Renato não pode reclamar muito. O Fogão teve pouco o que reclamar, mas Cuca reclamou, como sempre.
Enquanto isso, no Morumbi, paz e concentração. Vitória fácil, inteligente e bem construída. Foram 45 minutos de bom futebol e adeus Figueirense. Depois, só descanso, pois quarta tem o Boca e junto com ele a maldita discussão do time que só ganha pontos corridos ou do time forte em tudo. O que vai ser? Outro mata-mata eliminado? Ou será que agora vai?

Tá na mão... 1x0 é fácil de fazer. O SPFC é um clube capaz de vencer por 1x0 em casa qualquer adversário do mundo, e não será diferente com o Boca. Acredito que vamos passar sim, talvez nos pênaltis, mas vamos. E se passarmos, seremos campeões da Sul-Americana.
Novamente uma notinha sobre o treinador, pra ser justo: Sábado Muricy teve desfalques, armou o time totalmente diferente e venceu o jogo sem sustos. De novo, 10 pra ele. (Tá se divertindo vendo eu te elogiar, hein professor!? RS)


Outras

- Galerinha da comunidade no Orkut: Paciência tem limite, e talvez vocês estejam testando a da maioria quando usam a comu pra auto-promoção e para ficar de briguinha um com outro lá. A ET não vai ficar paparicando marmanjo e indo lá acalmar briguinha virtual de nego de 30 anos. Portanto, apenas tentem usar a comunidade pra discutir o SPFC com o devido respeito e educação com o outro que pensa diferente de você. Caso contrário... como em tudo na vida, quando não tem como controlar, acaba.

- Torcida do SPFC, quarta-feira é pra lotar o Morumbi e ganhar o jogo. Lá, a torcida deles ajuda, aqui tem que ser igual. Não é Libertadores, mas o time precisa da gente, portanto, nada de Rede Globo, levanta a bunda da cadeira e vai pro Morumbi fazer algo de útil ao invés de passar o ano todo esperando jogo-nestle e criticando o time na internet. Sem jogo Nestle, a média de público do líder isolado ainda é de cerca de 13 mil pagantes.

- Fiquei bem feliz ao saber que jogadores e até o professor Muricy andam lendo minha coluna na ET. Valeu pelo ibope, seus pernas de pau. rs

- Torcedor, Leandro tem beijado o símbolo quando faz gols. Alguns já dizem que e marketing. Eu conheço o Leandro um pouco, converso com ele por MSN antes dos jogos e posso afirmar: Não, não é. Este rapaz tem um amor pela camisa que veste que merece respeito. Parabens, Guerreiro! Puta golaço!

- Sujeira (Souza), melhoras aí! Quero você em campo no clássico para falar na rádio após massacrar o Vampeta.

- OOOOO diretoria! Vamos dar internet mais rápida pro Ceni porque ele reclamou que não consegue ver os vídeos da ET por causa da conexão do CT no quarto dele. Portanto, Juvenal, assine logo um speedy melhorzinho aí né, mão de vaca! (Pronto capitão! Fiz campanha! RS)

- A rádio ET voltará, provavelmente, nesta quarta-feira.

Abs,
RicaPerrone
Apito amigo

Renato marca e o Flu é campeão. Ok, foi fantástico. Mas... tava impedido.

Pausem a imagem quando o Ailton cruza a bola no segundo replay. O Renato tá na frente do goleiro Roger.

APITO AMIGO! rs

abs,
RicaPerrone

Será?


Em todas as áreas existe um código externo, público, e outro interno, onde caladamente os envolvidos se colocam limites. A princípio, Kerlon está coberto de razão. Driblou, ia pro gol... sofreu falta e ponto final. Mas, para surpresa de muitos, não foi essa a reação de quem vive no meio.

Jogadores, treinadores e até Dunga, o técnico da Seleção, foram contra o drible, entendendo que realmente causa uma reação mais forte. Me fez pensar.

Será que realmente não é nada? Será que o fato do cara ter direito de fazer aquilo não dá o "direito", ou melhor, "a justificativa" para o rival perder a noçao e enfiar a porrada? Convenhamos também que o Coelho não deu um soco no Kerlon. Estão exagerando na dose. Foi falta, igual acontecem 5 por jogo. Não vejo motivo algum pra ser punido além de um vermelho, diga-se.

O que me espanta é ver os zagueiros e jogadores até bem esclarecidos dizendo abertamente que não, que não é algo normal e que ofende. Pra quem vê, não ofende. Mas, talvez, pra quem sofra o drible... vai saber.

abs,
RicaPerrone

Considerações sobre SPFC x Boca

- O SPFC terá, novamente, a chance de sair de campo como o time que só ganha pontos corridos e perde quando é pra decidir. Só que desta vez tá bem mais fácil.

- O Boca não joga metade do que a camisa dele assusta.

- O Borges salvou o SPFC, que tem a faca, o queijo e o estádio na mão pra ficar com a vaga.

- Se não fosse o Rogério, o SPFC teria tomado uma goleada. Tão verdade quanto o fato de que poderíamos ter feito mais gols se fossemos menos covardes.

- Jorge Wagner e Richarlyson jogaram quase o tempo todo invertidos. Deu errado, o tempo todo.

- O Hugo jogou e eu fico me perguntando: Seria o caso do STJD punir ou seria o caso do proprio SPFC ter tirado este jogador do elenco por algumas semanas como punição interna? Lembram quando o MAC andou falando que tal jogador de outro time ai deveria ser punido pelo CLUBE, e não pelo STJD. Então, MAC....

- O SPFC tem tudo pra se classificar. É só não ter medo daquele time que só cruza bola na área.

- O Borges e o Aloísio tem seu valor no time. Não seria o caso de sacar o Leandro e talvez tentar que o Aloísio faça o pivô recuado, como o Fernandão fez no Inter?

abs,
RicaPerrone

Tendeu?


Entenderam porque eu sempre tenho que duvidar do SPFC? É a tradição... Tem até comunidade.

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=8598177

abs,
RicaPerrone

Curta - Sindrome do pânico

Direção do meu parceiro Cesar Neto, que pra quem viu o vídeo dispensa comentários.

Show, irmão! Parabéns!

abs,
RicaPerrone

Não vai sobrar nada

O  Boca vai receber o visitante mais ilustre que pode aparecer naquele campinho de botão deles. O SPFC, maior da América. Podem ganhar, como sempre fazem através de pressão e da dificuldade colocada em jogarem naquele campo de medidas pífias, onde a marcação fala mais alto que a bola.

Vão bater, catimbar, pois é assim que argentino joga futebol.

Vão pressionar, e não vão conseguir fazer os gols que fazem nas babinhas da Argentina.

Vão tomar contra-ataque e gols. O SPFC vencerá o jogo em pleno La Bambonera, e bem.

Pela primeira vez na história o Boca, time copeiro e tradicional, vai conhecer um brasileiro que marca mais do que eles. O SPFC não vai cair na catimba deles, porque este time do SPFC é capaz de catimbar mais do que eles.

O Rogério vai fazer um gol no La Bambonera hoje, e o SPFC sairá de lá classificado.

E eu, que raramente acerto palpites quando o assunto é São Paulo em campo, hoje acertarei todos.

abs,
RicaPerrone

A verdade


Kerlon dribla com a cabeça. De fato, deve irritar, afinal de contas, só é possível tomar a bola com falta. Zagueiros vão bater nele, e ele sabe. A questão é que assim como existem os Edilsons que fazem embaixadas pra chamar briga, existem os dribles pro gol. Kerlon dribla pro gol.

Coelho, que nunca foi lá grande coisa, mas também não deu um tiro no menino, fez o que muitos fariam. Errado, pois era o Kerlon, que não costuma usar pra deboche, e tentou aquilo pra dentro da área, não pra fazer graça.

Luiz Alberto, do Flu, disse hoje que "arregaçaria" o garoto. Ok, é feio, mas... pelo menos alguém disse a verdade. A verdade é que Kerlon faz em direção ao gol, e que isso não dá ao rival o direito de bater nele. Tão verdade quanto o fato de que ele apanhará bastante por isso.

Mais verdade ainda: Se eu fosse zagueiro e alguém fizesse pro gol, eu não bateria. Mas se fizesse igual o Edílson contra o Palmeiras, eu enfiaria a porrada, igualzinho o Joel mandou um dia.

abs,
RicaPerrone

Coluna ET
Coluna do RicaPerrone: "O super-SPFC de Muricy"
Fonte: Rica Perrone

O time que não conseguia articular jogadas virou febre. A zaga que tomou 4 do São Caetano e 2 do Grêmio não toma mais nenhum. O meio campo, que sofreria com as perdas de Mineiro e Josué, passou a criar e defender. A lateral direita, sem Ilsinho, não virou problema. E o técnico, questionado por muitos, inclusive eu, virou o melhor treinador do país. Qual é a mágica?

A mágica do São Paulo está nos detalhes, não visto a “olho nu”. Detalhes que passam pelo planejamento de elenco, pela postura da direção em não ameaçar o treinador mesmo quando a coisa fica feia. Se demonstrasse, talvez surgissem insatisfeitos dispostos a irem até o fim. Mas, vendo que não adianta chorar, resolvem jogar. Se chama firmeza e comando.

Passa pelo ótimo departamento médico que recupera seus jogadores mais rápido que os demais clubes do país. Pelo preparador físico, que consegue manter o SPFC voando os 90 minutos. Passa também por um capitão responsável, bom exemplo, que treina mais que os outros e os força e fazer igual, afinal de contas, se o Rogério treina, quem sou eu pra encostar?

Entra em campo com a ótima recuperação do Muricy, que tem méritos de sobra neste título que vem aí. Não pelos resultados em si, pois insisto que, assim como em 2006, o elenco é suficientemente melhor que os demais pra ter a atual vantagem, ou talvez até maior. Jogamos contra um monte de times desorganizados, nenhum rival a altura, e é bom registrar: Em todos os momentos de grandeza do SPFC, jamais o clube foi tão superior e mais estruturado do que os demais como é hoje. Sempre houve um rival, hoje não há. Méritos da diretoria.

Voltemos a Muricy e seus méritos. Armar uma zaga não é tão complicado com bons nomes. Fazer com que apareça um jovem zagueiro de 17 anos tem méritos do treinador. Atacante marca gols e aparece. Zagueiro precisa de orientação.


Perder Josué e Mineiro faz diferença. Reorganizar isso com alas/meias alternando com os volantes e confundindo adversários é mérito do treinador. Richarlyson e J. Wagner alternam e não há quem marque. Idem pra Souza e Hernanes. Os alas apóiam juntos, o Leandro cai pra ajudar e sempre tem alguém do outro lado esperando. É armado, não sorte.

Repararam como não forçam jogadas de linha de fundo contra o SPFC? A maioria dos times só faz isso. Lança, corre e cruza. Contra o SPFC não dá. Primeiro porque cruzar contra 3 beques é difícil ganhar. Segundo porque, se alguém for louco de enfiar um lateral lá na frente contra o SPFC, tomará no contra-ataque.

Os meias que não chutam no futebol brasileiro não refletem o momento do SPFC, onde Richarlyson e Hernanes batem de fora. Aloísio, quando joga, faz o pivô. Quando joga o Borges, faz os gols. Até Hugo, que não é nem titular, é artilheiro da temporada. Souza, que voltou pra lateral, dá opção de meia quando precisa. O time do SPFC se molda ao adversário em 15 minutos de jogo. E isso é mérito do treinador.

Sem contar os jogadores, quase todos profissionais, sérios, pouco polêmicos e responsáveis. Um elenco que, se não brilha, tem uma conduta que leva ao título. Talvez seja este o segredo dos pontos corridos: Foco, elenco, grupo, planejamento. Talvez seja esta a falha nos mata-matas: A falta do “algo mais”, e aí entra uma critica severa que faço ao Muricy e seguirei fazendo pois discordo. Até onde ouvi do próprio treinador, ele é contra motivar elenco e não muda nada na preleção de jogos decisivos. Ele entende que ganham salário pra isso e ta ótimo. Não concordo, aliás, nem eu e nem quase nenhum outro treinador do país. Talvez este seja o problema do SPFC na hora do mata-mata, onde fracassamos nos últimos 2 anos.

Muricy não é o melhor treinador do país, pra mim, diga-se, está longe disso. Luxa, Autuori, Felipão, Abel, entre outros treinadores com conquistas grandiosas merecem ainda este rótulo em virtude do que conseguiram, enquanto o Muricy ainda “conseguirá”. Há diferença.

Em 2006 foi quase igual. Contestado no meio do ano, Muricy se mostrou competente nos pontos corridos e venceu. A história se repete. Desta vez, com um futebol melhor do que o de 2006 e, entendo eu, com mais méritos do treinador do que no ano anterior.

A discussão que vai render a partir de agora é se Muricy fica ou sai. Ele sairia, e sabe disso. O conselho, em sua maioria, não gosta dele, e ele também sabe disso. Juvenal o adora, mas ano que vem tem eleição, e não é bom desagradar conselho. Vai entrar política na escolha, e talvez até mesmo uma decisão do Muricy em mudar de ares e voltar um dia.
Eu seria bem prático. Se for pra tentar um Luxemburgo, que a maioria dos tricolores odeia pelo simples fato dele não ter pisado aqui ainda (quando pisar vão adorá-lo, aposto), eu demitiria o Muricy. Se fosse pra sair procurando, manteria. Se fosse pra trocar por alguém do mesmo nível, também manteria. Talvez o único nome, além do Luxa, que me deixaria em dúvida quanto a permanência seria o do Autuori, campeão do mundo.

Muricy será bicampeão. Não gosto da história do Tri, pelo Inter, pois não acho que foi só Zveiter. O Inter perdeu os 2 jogos decisivos: Paraná e Coxa, quando tinha tudo pra ganhar. Muricy já mostrou que conhece futebol, que é capaz de montar um bom time. Só não consegui acreditar ainda, pelo histórico dos últimos 3 anos, que é capaz de vencer os jogos decisivos.

Em 2005, perdeu a final do Gaúcho e ganhou na prorrogação. Perdeu o Brasileiro nos 2 jogos que decidiram o título. No SPFC, perdeu os 2 paulistas em jogos onde tínhamos tudo pra ganhar. Perdeu as 2 Libertadores, nem sempre com culpa, e em 2006 os dois jogos que poderiam nos dar o caneco Brasileiro no Morumbi terminaram 1x1, Ponte e Atlético PR. Além do Boca, que sendo dois ou 400 jogos, perdemos. Ou seja, tão incontestável quanto a qualidade do Muricy e o ótimo trabalho no Brasileirão é a falta de “sorte” ou algum fator que determine vitórias nestes casos, jogos decisivos. Quem quer ganhar Libertadores precisa disso.

A discussão vai ficar até dezembro. A briguinha dos anti e dos pró idem. Os que sempre defenderam deitam e rolam com a fase do time. Os que criticaram quando perdeu, agora se calam e aplaudem. Amanhã é outro dia, e no futebol 3 jogos mudam tudo. Ou não...

Você manteria Muricy em 2008?

Abs,
RicaPerrone
Rodada


- Cruzeiro 4x3 Galo. Jogo pra história. Lamento pelos penais mal marcados. Lamento pela pancada no Kerlon, que fez o que fez na direção do gol. Mas não lamento que ainda haja, matematicamente, um time disputando o título com o SPFC.

- O Timão perdeu mais uma. E o Fogão começa a jogar como jogava: Alegre, pra frente. Se Cuca arrumou o time ou não sao outros 500, demora mais uns jogos pra saber. Mas, o River que não ache que será moleza. Aliás, pelo contrário, eu acho que dá Botafogo em 2 jogos.

- E não é que o meu amigo Tadeu anda fazendo gol no Juventude? Mas, vai cair.

- E o Grêmio venceu o Inter. Com isso, entra na briga pela Libertadores. O Flu e o SPFC já estão. Seria bem legal se tivessemos Gremio, Santos e Cruzeiro, assim um de cada estado estaria lá em 2008.  Quando digo 1 de cada eu não esqueci o SPFC, é que o Santos é de São Paulo, o SPFC é do mundo.

- O Palmeiras perdeu. E olha que perder pro Atlético é duro atualmente. MAs, sem Valdivia e Edmundo o Palmeiras é um time capaz de perder até em casa pra um Goiás da vida. Nada a se admirar.

- E quem, como eu, não gosta de ver time grande caindo, pode comemorar: Pelo jeito, caem 4 pequenos e sobem 2 grandes/médios. Vai ficar melhor ainda em 2008. Tomara.

abs,
RicaPerrone

Tem algo a mais

 
Flamengo x Vasco, Maracanã... casa cheia.  Tudo pra ser um grande jogo, e até foi. Claro que tecnicamente não dá pra ser, afinal de contas, vivemos no Brasil, ex-país do futebol, atual país da zaga forte e correria. Mas, dentro do que era possível, com a ajuda das torcidas, foi um grande clássico.

O Flamengo e sua notável sorte ao entrar sem Souza, Roger, Ibson e ainda perder Renato Augusto aos 9 minutos. Entrou Paulo sérgio, durou mais 10, e lá se vai o esquema tático do Flamengo. Tudo bem, se não considerarmos o penalti escandaloso que não foi marcado a favor do Fla com 2 minutos de jogo. Os 2 penaltis que o Vasco pede, achei beeeeeeem discutíveis.  Mas não daria nenhum deles.

Joel foi bem, fez o Flamengo jogar de igual pra igual mesmo todo estilhaçado. Nada a dizer do treinador, fez o que deu. O Roth tentou, pediu pro time matar o jogo o tempo todo, mas... não fizeram. Esperaram o Mengo vir pra cima, e quando se pede pro Flamengo vir pra cima no Maraca.... toma.

Um belo jogo. E o que está jogando o senhor Leo Moura é brincadeira!

abs,
RicaPerrone

Imparáveis

Não tem acordo. O SPFC é o campeão Brasileiro de 2007 e não se fala mais nisso. Matem-se pela Libertadores, rebaixamento, etc. O Tricolor anda com sobras diante dos rivais e faz o que quer, quando quer, e ainda conta com sorte pra deixar tudo ainda mais fácil.

Ninguém passa... é uma zaga fora do padrão. Tomou um, aos 48, é verdade. Mas... são 8 gols no campeonato, algo incrível.

O ataque não fica criando, mas quando cria faz. E os rivais, quando criam, erram. A sorte ajuda a quem trabalha, se é que eu acredito em sorte. No futebol, existe alguma... mas o SPFC está bem acima da sorte, da lógica do primeiro semestre, da imaginação do torcedor que viu este time se perder no meio do ano e de quem, como eu, duvidava que Muricy arrumaria a casa.

Novamente 10 pra ele. Baita atuação, um time seguro, que sabe o que quer e onde vai.

É penta, sem medo de errar.

abs,
RicaPerrone

Nada é mais lindo

Que assim seja domingo. Lotado, sem violência e com muitos gols.

abs,
RicaPerrone

Clássico


Já dei palpite em tudo quanto foi jogo este ano. Mas, para sábado, confesso não ter idéia do que dizer ou pensar sobre.

O SPFC é favorito, joga em casa, é líder. Isso é óbvio. Mas o Santos é o melhor time do segundo turno, tem o melhor treinador do mundo na minha opinião. É um jogo de importancia extra, apesar de que pro SPFC não muda quase nada se perder. Mas tem aquele clima de decisão, pois o Santos precisa dos pontos, o SPFC nem tanto, mas é sempre bom ganhar e se manter na frente.

Luxemburgo vai inventar, aposto. Muricy não. Até porque, se inventar em time que tá ganhando e perder, sabe que vai ouvir um monte.

O Santos tem a vantagem do SPFC sair mais pro jogo, pois no Morumbi a torcida não deixa o time ficar os 90 minutos lá atrás, como faz fora de casa. Luxemburgo vai enfiar os laterais lá em cima, imagino eu. Assim segura o JW. e o Souza. Muricy vai tentar segurar e vencer no contra-ataque, acredito.

Será um jogão. Tão bom quanto o Fla x Vasco, onde por lógica, dá Flamengo, afinal de contas, o Vasco só ganha do Fla quando não vale nada. E não é o caso.

abs,
RicaPerrone

Paranóia

 


Assisti Paranóia no cinema.  Bem legal, vale a pena. Ate certo ponto leve pra quem espera algo cheio de sangue, caveiras e semelhantes. Eu, como odeio filme de terror, entrei meio desanimado mas gostei do filme.

Recomendo.

abs,
RicaPerrone

Santos na briga


Nilmar pode ter um pé no Inter, mas o Santos insiste numa reviravolta.

Luxemburgo almoçou hoje com o empresário que comprou os direitos do Nilmar, tentando convence-lo a deixá-lo no Santos. A iniciativa, se não der certo, é no mínimo inteligente. Muito mais fácil o Luxa convencer o dono do jogador que pode vende-lo mais tarde do que um dirigente que não sabe nada de bola.

Nada como a "presença" para impor respeito e ampliar contatos. O resultado do almoço e do jantar que terá com o Inter, só amanhã pelo jeito. O SPFc só espera... (até parece que só espera...)

abs,
RicaPerrone

Roupa Nova - Tema da Vitória
Copy


Tem que copiar mesmo, afinal de contas, é do cacete!

http://youtube.com/watch?v=Ph7z-IYzQBE

O tema da vitória no Beira-Rio -

Não era?


Eu já vi a imprensa mundial tomar olé, mas igual hoje.... primeira vez.

Parece que a FIA desmentiu que havia tomado uma decisão e simplesmente a imprensa do mundo todo teve que retirar a notícia do ar, mostrando que a Globo é mesmo diferente. Foi a única que fez questão (das que vi) de dizer que SEGUNDO o site tal, e que não havia sido comunicado ainda pela FIA.

Sera que o Nilmar também vai dar uma dessas hoje?

abs

Questões que ficam


-A Ferrari não era a "filha da puta" da F-1? E agora?

- O Schumacher era condenado por ganhar as coisas sem rivais fortes, ou jogando carro nos outros. E isso aí? E onde fica o histórico agora pra confiar que foi a primeira vez ou que a MCLaren não usa esse tipo de coisa há tempos?

- Alguém tem dúvida que a MCLaren vira Mercedes e volta em janeiro?

- E os pilotos? Porque não processam a McLaren por terem detonado e prejudicado suas carreiras?

- O esporte perderá a chance de ver um campeão na estréia, o que podia acontecer. Tudo isso porque a politica está acima do esporte. E por isso a F-1 perde a cada dia seus fãs.

- Ninguém sabe o que aconteceu no tribunal. Mas, pela pena, com certeza foi algo claro, grandioso e bem comprovado.

abs,
RicaPerrone

Lembra?

Lembra quando eu larguei de comentar F-1, a rádio, etc? Meteram o pau em mim e eu disse que depois que conheci gente de dentro da F-1 e fiquei sabendo como funcionava eu não conseguia mais acompanhar e gostar por ter notado ser aquilo, em grande parte, um circo de politicos e não um esporte?

Então, espero ter ficado claro nesta quinta-feira um dos motivos que me fez deixar de comentar F-1.

abs,
RicaPerrone

Santos?


O negócio está praticamente certo com o Inter, mas.... o Santos não desistiu. O clube estaria tentando mudar o rumo da situação e conseguir fechar com Nilmar ainda hoje.

A informação que tive, não confirmada assim como a da venda pro Inter, é que o Luxa estaria até reduzindo elenco, salários e etc para conseguir pagar o salário do jogador.

O Santos não desistiu, e o SPFC aguarda sem forçar muito a barra.

A não oficialização por parte do Inter indica que algo ainda não foi fechado. Aguardemos...

abs,
RicaPerrone

Grana, pra variar


O SPFC recebeu a recusa de Nilmar nesta manhã. A diretoria foi notificada pelo empresário do jogador que houve um acerto com empresários e que ele seria repassado ao Internacional, assim como o mesmo empresário fez com Renteria, Ceará e Sobis.

A diretoria do SPFC só tem a esperança, mínima, de algum detalhe dar errado nas últimas negociações e o jogador voltar atrás. Porém, não há a menor euforia no Tricolor em relação ao jogador, que era sonho do Juvenal.

abs,
RicaPerrone

Dizem


O Inter contratou Nilmar. A reunião está definindo detalhes e as chance de dar errado são pequenas.

O Inter terá o jogador por 4 anos, sendo que metade do passe é do grupo Sonda, que pagará meio salário e metade das luvas, segundo o que consegui apurar.

Tamo na luta. Vou informando o que eu souber. (sem dar certeza e nem oficializar nada, antes que algum corneta diga que eu estou NOTICIANDO a coisa como definitiva)

abs,
RicaPerrone

Nilmar


Ontem, a advogada Marisa Alija, que trabalhou no caso envolvendo o Corinthians e o Lyon, afirmou à Agência Estado que o jogador está mais perto do São Paulo. "Falei com o Nilmar recentemente e está quase tudo certo para ele jogar no São Paulo."

O problema é o "recentemente". Pode ser há 1 semana, e de fato o Inter mudou a história. Mas..... aguardemos.

abs,
RicaPerrone

Nilmar


O jogador está acertando com o Inter. Pode haver até parceria com empresa (Sonda Supermercados) para que o Colorado fique com o jogador. No entanto, a reunião que está decidindo isso pode dar errado e Nilmar tem outras 3 propostas na mesa para aceitar. SPFC, Santos e Flamengo.

Ainda hoje o jogador deve anunciar sua ida pro Inter ou, se algo der errado nos detalhes, para um dos outros 3.

A decisão está acontecendo neste momento em reunião em porto alegre.

abs,
RicaPerrone

Justiça cega, burra, covarde e incoerente


A justiça investiga o Corinthians. A Fiel sente vergonha, e nada pode fazer. Os dirigentes continuam lá, não se tocam, não se mexem. Destroem um dos maiores clubes do país como se fosse uma padaria e serão punidos... ops, não, não serão. Sabemos que não.

Kia, Dualib e Duprat são apenas pontinhas de icebergs. Eles não fazem tudo isso sem que muitos saibam e ajudem. Pegarão meia duzia de laranjas e pronto, como é comum neste país tão sem dono quanto o clube em questão.

Agora o Inter quer tirar do Corinthians o título de 2005, o que seria justo caso fosse comprovado algum esquema irregular para conquistá-lo, afinal de contas, só ganhou o título pelo mesmo motivo: Comprovaçao de crimes e anulação de jogos.

A briga que vem aí é outra: O título fica cancelado ou vai pro Inter? Se tira os pontos do Corinthians e automaticamente o vice leva ou então apenas se anula o título? 

Mesmo tendo enorme simpatia pelo Colorado, nessa eu não acho muito fácil. Acho que se anularem o título, o Inter também não leva. Primeiro porque o Inter não foi o campeão, não apenas por STJD, mas sim por ter sido incompetente ao perder 2 jogos estúpidos que lhe dariam o caneco com anulação ou não, contra Paraná e Coxa. Não soube ser campeão, não soube decidir quando precisava, marca registrada do treinador que o dirigia, Muricy, que até hoje costuma não vencer quando o jogo é "vida ou morte".

Talvez o fato de João ser bandido não faça de José um herói, e a questão é por ai. O Inter foi o melhor time daquele campeonato até o ponto X. Perdeu quando precisou vencer, mesmo sabendo que quem estava na sua frente foi beneficiado. Não será uma decisão fácil, pois dois caminhos podem ser traçados:

Se tirarem os pts do clube, o Inter é campeão.
Se anularem o titulo, o Inter não tem nada com isso.

Depende totalmente das investigações e da forma que isso será condenado. Mas, que a chance disso acontecer é razoável, isso é.

abs,
RicaPerrone

Tsc, tsc, tsc...


Que absurdo as pessoas pensarem que eu que fiz a manchete da Estação Tricolor hoje...

tsc, tsc, tsc....

abs,
RicaPerrone

Rótulos e seus efeitos

Felipão agrediu um adversário. Dirão que é o jeito dele, tá errado, mas passará numa boa.

Fico pensando... e se fosse o Luxemburgo?

abs,
RicaPerrone

Vitória que irrita


O Flamengo venceu, convenceu e, mesmo desfalcado, pode ter decidido o Brasileirão a favor do SPFC. Ganhou do Cruzeiro por 3x1, e só não foi 5 porque a sorte não ajudou. Detalhe impressionante: Sem Roger, Max e Ibson, os três melhores do time.

O irritante é que este mesmo Flamengo que voa contra o Goiás, que arrebenta o vice-líder e que empata com o líder fora de casa é o mesmo Flamengo capaz de perder jogos de forma apática, até estúpidas.

O mesmo Souza que brilha, dá cotovelada. O mesmo Obina que chuta na lua, chuta no gol. O mesmo Léo Moura que some, arrebenta um jogo. O mesmo Flamengo que brilha por si só, decepciona pelos mesmos motivos.

Não era pra ser assim. O semestre foi perdido por azar, falta de planejamento e principalmente um inferno na gávea chamado DESFALQUES. Todo santo jogo faltam 4 ou 5 jogadores. Sem elenco, não há técnico que dê jeito. Mas, se irrita a irregularidade, ao menos entusiasma ver que, de vez em quando, é um time capaz de brilhar.

abs,
RicaPerrone

Gênial ou burro, ele manda


Dunga pode não ser o Luxemburgo, também pode não ser o Lazaroni. Dunga não tem experiencia como técnico, mas também sobra experiencia em Copas e seleção. Dunga é um bom caráter, isso sem dúvida.

Dunga peitou a volúvel opinião pública quando fez o que todos pediram pra fazer em 2006 e rapidamente mudaram de idéia em 2007: Tirou do time quem não corria. Bancou, peitou, e fez os dois jogarem bola sem frescura. Não querem ir? Ok, mas na volta é banco.

Se vencer a Copa América com time misto, ganhar jogando bem alguns amistosos não indica um bom trabalho, Dunga está com um sério problema: Não tem como ser julgado de forma favorável. O treinador da seleção pode não ser genio, pode errar na convocação algumas vezes, errar até pra mexer no time, é questão de opinião. Mas, quem manda ali é ele. E isso ficou bem claro ao fazer dois tremendos acomodados com a amarela correrem em amistosos.

Pontos pro Dunga, de novo calando a crítica.

abs,
RicaPerrone

STJD


Dizem que é cariocada quando muito interessa, mas esquecem que nem sempre é assim. Muricy foi absolvido outro dia, ninguém questionou. Se fosse treinador do Flu, fatalmente questionariam. Hoje foi a vez de Bosco, que pegou 1 jogo de suspensão numa decisão ridícula do STJD.

Bosco não fez falta, nem foi expulso por reclamação. Bosco, goleiro que gosto muito como pessoa e como jogador, errou feio ao tentar prejudicar um clube adversário simulando uma situação. Foi algo grave, totalmente anti-desportivo, nítido, indiscutível e digno de uma punição mais pesada.

Não acho que mereça meses de suspensão, pois não tem passado pra condená-lo. Mas, dar ao Bosco a mesma pena de um jogador que leva 3 amarelos também não me soa como algo justo diante de uma atitude que, se fosse contra o meu time, eu teria condenando e ficado extremamente irritado.

abs,
RicaPerrone

Exclusivo

 

O advogado Laércio Benko processa a CBF por um erro de arbitragem. O assunto vai virar polemica. Conversei com ele por 20 minutos para esclarecer, entender os objetivos e opinar sobre o assunto.

Vale a pena entender e, talvez, processar a CBF também. rs

OUÇA AQUI!

abs,
RicaPerrone

Coluna da ET
Coluna do RicaPerrone: "Notáveis"
Fonte: Rica Perrone

Alguns tem talento, outros tem padrinhos, outros tem a “sorte” de estarem no lugar certo e na hora certa. Alguns usam seu trabalho pra viver, outros para aparecer, outros pra ganhar muito dinheiro e alguns para satisfação pessoal apenas.

Alguns são comuns, outros são notáveis.

Ser notável implica em se fazer notar. No Brasil, ser notável é o primeiro passo para ser gay, safado, mentiroso, entre outros rótulos invejosos. Ao perder, você é vítima e, por ter se igualado a maioria, ganha simpatia e carinho. Ao vencer, você se torna minoria, e para justificar o que não conseguem, alguns rotulam com maldade tentando diminuir seu feito para igualar as condições. Mediocridade, este é o nome correto. Ao invés de buscar ir além, busca trazer de volta quem foi além para não ficar sendo “menos”.

No futebol os “notáveis” desfilam o dia todo. Seja em campo, na área técnica, na TV, no rádio ou até na internet. Notáveis jornalistas, como o polemico Milton Neves, que é tão bom no que faz que consegue, falando besteira ou algo inteligente, criar discussão em cima de qualquer frase que diga. Isto, gostem ou não, é ser notável. Não passar desapercebido, mexer com a vida alheia, fazer diferença, seja pro lado bom ou ruim. Se fazer notar.

Tenho profunda admiração pelos que apanham, mas tem posição forte. Tenho profundo respeito, mas só respeito, pelos que aceitam ser “mais um”. Como disse antes, no Brasil é bem caro ser alguém pois imediatamente você se torna uma pessoa ruim, com teorias mirabolantes e mentiras virtuais que rapidamente viram verdades através de orkuts e e-mails. É fácil destruir alguém, o duro é igualar sem mexer no feito do outro.

Para atingir o sucesso é mais fácil diminuir o resultado alheio do que buscar algo maior. Dá menos trabalho e, em caso de derrota, já está bem justificado.

Notáveis, como Rogério Ceni. Goleiro artilheiro que sofre críticas, que sofreu acusações, que já teve que ler barbaridades e ouvir outras tantas mas, sempre, calado, calmo, trabalhando. O tempo passa, os notáveis ficam e os demais desaparecem.

Aqui, no nosso país notável, basta ser bonito para ser gay. Basta ser rico pra ser ladrão. Basta ser mais do que você parece ser para gerar ódio, inveja, teorias, acusações, entre outros. Mocinha que canta bem fez o teste do sofá. Jogador rico, famoso e bonito? É viado! Jornalista que consegue abrir a boca e ser ouvido? É ruim, só os burros assistem. Os que não são notados, são ótimos, pois não me incomodam e não afrontam meu modo de pensar.

Deve ser difícil mesmo ver que pensamos A e que alguém que pensa B tem uma opinião 200 vezes mais notável que a nossa. Incomoda ver alguém que influencia pensar diferente e jogar, querendo ou não, muitos contra a sua opinião. O torcedor de futebol é o retrato perfeito disso. O comentarista de futebol tem 1000 opiniões sobre 1000 assuntos. Se um deles não bater com o que você pensa, ele se torna imediatamente um lixo.

O jogador, se sair do seu clube, você não liga. Se for um notável Amoroso, você fica maluco. Pelo simples fato de que ele é notável, outros não. Alguns perguntarão: “Ser notável, então, é incomodar?”. Quase isso, eu direi.

Vejam um exemplo próximo: Josué, ídolo, foi embora e 2 semanas depois ninguém no SPFC falava mais do Josué como falam até hoje do Amoroso. O Josué é menos bom do que o Amoroso? Não sei. Mas é fato, incontestável, que a saída do Amoroso incomodou muito mais que a do Josué.

Afinal de contas, Josué é um jogador bom, calado, que faz o dele e volta pra casa. Amoroso não. Faz o dele, cutuca o do outro, tira sarro, vai na entrevista, faz careta e te irrita quando discorda de você.

Rubens Barrichello é comum, Schumacher é notável. Luxemburgo é notável, Candinho é comum. O SPFC é notável, o Sport é comum.

Algumas torcidas do Brasil são notáveis, pois se fazem presente e marcam em momentos que não esperamos. A do SPFC, aparecendo quando é festa, é comum.

Há quem prefira ser “comum”. Ache mais tranqüilo, não goste de pressão, não agüente a pancadaria, enfim. São escolhas, as vezes por pura personalidade, outras vezes por falta de capacidade. Mas eu ainda prefiro mil vezes um ser notável do que um ser comum.

O título que vem aí tinha tudo pra ser comum. Mas, pelo que a defesa tem feito, pelos resultados fora de casa e pelo fato do Muricy ter feito o que muitos, inclusive eu, duvidaram que faria, será um título notável. Assim como, se por algum motivo o caneco não vier, o fracasso será ainda mais notável.

Abs,
RicaPerrone
Sobre o caso


Laercio é um cara que conheco pessoalmente. Palmeirense, dos mais doentes, e gente boa. Mas, neste caso, discordo e condeno totalmente a forma de se tentar moralizar o futebol.

Não acho que com o torcedor processando a CBF por ERROS de arbitragem eles vão parar de errar. Também não acho que seja um caminho fazer com que torcedores de futebol aleguem ter sofrido pela derrota e através disso ganharem um trocado na justiça. Não entendo que desta forma vamos melhorar alguma coisa.

Entendo que, talvez, o torcedor possa buscar uma forma de punir o arbitro, algo do genero. Mas pedir grana, no Brasil, vira moda rapidinho.

Certo ou errado, são dois pontos de vista. E talvez o blog coloque os dois frente a frente nos próximos dias. Aguardem.

abs,
RicaPerrone

Do blog do Mirtão

A confusa arbitragem de Wilson Souza de Mendonça na partida entre Cruzeiro e Palmeiras, disputada no último dia 2 de setembro, no Mineirão, ainda não foi engolida pelos cartolas do Verdão e boa parte da torcida. A reclamação ecoa até hoje pela não marcação de um pênalti para o time paulista quando a partida estava 0 a 0 (no final, deu Cruzeiro 5 a 0) e também por conta da expulsão de Pierre. No lance, o jogador acertou a bola na disputa com um adversário mas, no entendimento de Mendonça, utilizou força excessiva.

Assim, na próxima semana, o advogado palmeirense Laércio Benko (foto) entrará com ação no Juizado Especial Cível contra Mendonça e a CBF. No processo, ele solicitará indenização de cinco salários mínimos por danos morais e perdas e danos. Segundo ele, o domingo ficou comprometido por conta da derrota de seu time. “Não estou pleiteando a anulação da partida. Mas como consumidor do futebol, me senti lesado. O Código Civil prevê que quem causa danos a outrem, mesmo sem intenção, pode responder pelo que fez. Quem sabe assim esse árbitro não tome mais cuidado nas próximas vezes que entrar em campo”, afirmou.

Desfalques

 
O Flamengo se recupera. Vence algumas partidas, tropeça em outras, mas está bem longe de ser o motivo de piadinhas que era outro dia. Não pela tabela, pois se vencer os 2 jogos a menos o Flamengo vai pra oitavo. Mas pela forma que joga quando tem os seus titulares. O problema é esse: O que acontece no Flamengo que nunca tem sequer 9 titulares pra jogar?

Todo santo jogo faltam 4, 5, 6 jogadores. Assim não tem Luxemburgo que dê jeito. A vitória ontem surgiu de uma deslanchada no final, pois estava complicado. E assim será toda vez que o Joel tiver que mudar 5 peças por jogo, sabendo que o elenco não e grande coisa. Claro, nada muito pior que a maioria, mas... convenhamos que Roger, Max, Juan, LEo Moura, Ibson, Renato Augusto fazem falta pra qualquer time do pais. Destes, pra se ter ideia, dá pra apostar fácil que uns 3 deles seriam titulares absolutos inclusive no líder SPFC.

Cartões, contusões, seja lá o que for... o Flamengo precisa jogar com 11 jogadores algumas partidas para se ter noção do time, do que precisa e planejar 2008. Assim fica dificil fazer análise...

"Todos escolhem estádio, só o Flamengo foi escolhido. O Maraca é nosso!"

abs,
RicaPerrone

Montinho de m...


Sim, a tabela comprova o que todos sabem. O Brasileirão 2007 é um desfile de porcarias mal organizadas e que só pensam em se defender, tanto que jogar fora de casa é quase vantagem. A tabela me deixa dúvidas sobre os critérios de avaliação e demonstram o quanto isso tudo que estamos discutindo e vendo não passa de um tremendo saco de mesma coisa.

O Corinthians, massacrado pela mídia, está 3 pontos atrás do elogiado Palmeiras do Caio Junior, que acho um treinador nota 5. O super SPFC, que de fato tem muito mais time que a maioria, está 9 pontos na frente de um time com 1 jogo a menos, o que pode indicar 6 pontos de vantagem. Os demais, com 2 vitórias, passam de lixo a surpresa. Ou seja, tudo mesma merda.

O ótimo Vasco não sabe jogar fora de casa, porque ataca. O Corinthians não sabe jogar sem ser na base da raça, porque não tem talento. O Palmeiras não sabe ir pra cima, só sabe contra-atacar. O Gremio defende, defende, e quando Tuta está bem faz gols e vence. O Botafogo, se não der espaço, não faz grande coisa também. Já descobriram os meios de parar todos os times que apareceram bem no Brasileirão, menos o SPFC.

Não serei mais tricolor do que profissional em não dizer qual entendo ser o caminho. Acho que num time onde você não consegue entrar na zaga, o óbvio se diz que chute de fora. Mas, incrível, ninguém chuta no gol do SPFC. Ninguém nota que o time joga o tempo todo dando lançamentos (e bicos) pro Aloísio. Ninguém conseguiu sacar uma forma de defender o ataque do SPFC e conseguir furar a zaga. É, de fato, bem complicado. Méritos do Muricy, que achou uma forma de enganar todo mundo e sempre sair ganhando os jogos.

Um desfile de mediocres, é isso que vemos toda semana. Jogos sem chutes a gol, o líder pegando o Galo no enorme Mineirão e batendo recorde de faltas. O nome do Tricolor no campeonato? O goleiro, de novo. Do time? A zaga toda. Dos rivais? Laterais, volantes, raramente atacantes.

O futebol mudou de cara, e ficou bem feio. Mas, quem ama o feio, bonito lhe parece.

abs,
RicaPerrone

Indiscutível

Rogério Ceni é, indiscutivelmente, o mais importante goleiro do mundo. Ontem foi apenas mais uma partida resolvida pelo goleiro. Monstro, o mais notável da história do SPFC.

A discussão que fica é sobre a seleção. Aos 34 anos, vale a pena investir?

Sinceramente, pra mim a  vaga é do Julio César, que tem 3 copas pela frente ainda. O Ceni, convenhamos, em 2010 terá 37 anos... não é contra o que sempre pedimos quando reclamavamos da idade do Taffarel? Seria um desgaste desnecessário a serviço de quem nunca lhe deu valor: A seleção. Portanto, sou contra a convocação, sou contra que ele aceite se acontecer e acho que o Dunga tem que pensar num time pros próximos anos, já que essa é a filosofia da CBF.

Eu não concordo com isso, sou do time que mantém uma seleção e vai trocando com o tempo posição por posição. Mas, se é essa a filosofia usada pra todos, cabe pro goleiro também.

abs,
RicaPerrone

Já volto


Desculpem pela falta de atualização, mas o animal que escreve neste blog apertou uma coisa errada no micro e ao invés de fazer uma leve manutençao formatou tudo. Ou seja, tô na merda.

To arrumando tudo, ainda hoje acho que consigo voltar ao normal.

abs

Cidade dos homens


Ontem assisti CIDADE DOS HOMENS. Muito bom, tipo Cidade de Deus.

O filme passa a maior parte do tempo com o Laranjinha (foto) procurando seu verdadeiro pai.

Olha bem pra foto... vamos combinar ne? Só ele não percebeu que o pai dele é o Alexandre Pires...

abs,
RicaPerrone

Nilmar bem perto do SPFC


O jogador quer, o provável novo clube dele idem. E o SPFc, nem se fala. O Tricolor conversa com Nilmar e, quando já começava a desistir, o Napoli entrou na história e deixou o jogador bem perto de ir dormir no CCT.

O time italiano quer Nilmar no SPFC até agosto de 2008. Se fechar com o Napoli, ele deve mesmo vir pro Tricolor.Se não fechar com eles, ao menos saberá que é de interesse dos europeus que ele jogue aqui e que faça tratamento no Reffis. Ou seja, pontos pro SPFC.

A diretoria se reuniu com o jogador no final de semana.

Eu não tenho nenhuma bomba pra contar que não tenha sido noticiada na Estação Tricolor, mas... hoje, eu apostaria que ele vem pro SPFC muito em breve.

Ps - Sabia que o Napoli ainda serviria pra alguma coisa. Torço por ele desde o Careca, mas um dia ele me retribuiria tudo isso. rs

abs,
RicaPerrone

Restam 3...


SPFC, Cruzeiro e, talvez, o Vasco. Só estes podem disputar o titulo Brasileiro desde que não haja uma catastrofe de desempenho de algum deles ou alguém voando e chegando nos líderes de forma improvável. O Vasco e o Cruzeiro tem um jogo a menos, podendo deixar a diferença pro SPFC menor, talvez maior, talvez não mude...

O caso é que, nas próximas rodadas, o Vasco pega os dois em casa. E se o Vasco era o menor provável candidato ao titulo dos tres, pode se tornar um dos principais se vencer os dois jogos, o que convenhamos, não é nada improvável. O SPFC ainda tem o Galo fora, enquanto o Cruzeiro pega o juventude e o Galo, fora e em casa respectivamente.

Dificil fazer qualquer comentário antes de acontecer. Mas, depois que o SPFC fez 6x0 e disse "Acabou!", o Cruzeiro fez 5 num time bem mais forte e disse "Acabou não...".

E, de fato, não acabou. O SPFC será penta, tem tudo pra isso. Mas... o Cruzeiro e o Vasco tem 3 semanas pra mudar isso, caso contrário, o penta vem mais cedo.

abs,
RicaPerrone

É mentira!


O pequena cabeça Neves me pegou pra cristo essa semana e  fica repetindo que eu achei o gol do Palmeiras legal contra o SPFC. Se eu achasse, falaria numa boa, nem me importo em agradar torcida A ou B. Mas, desta vez, não foi o caso. Eu achei impedido sim.

Portanto, amigos leitores, não levem a serio a pentelhação do Mirtão porque é sacanagem dele comigo. Junta ele e o Mauro Hair plus Betting e dá nisso. Eu não achei o gol legal.

E vou pegar os dois em breve. Aguardem. rsrs

abs,
RicaPerrone

Sem frescura, Muricy!

 
Outro dia eu fui esbofeteado por alguns porque disse que o SPFC perderia jogadores, estava com problemas em caixa e que o conselho era contra o treinador. Passaram algumas semanas e tudo isso se confirmou. Eu fiz questão de vir no blog e jogar na cara de quem, não contente em discordar, ousou rotular e até insinuar mentira na informação. Porque quando o rótulo é mentiroso incomoda.  E, principalmente, porque quando a gente acerta, a gente faz questão de ouvir, não sejamos hipócritas.

Eu nunca fui fã do Muricy, e dificilmente serei por não gostar da forma com que ele vê as coisas e reage aos comentários e perguntas que não lhe agradam. Jamais o considerei ruim, nem o considerei um ótimo técnico.

Eu pedi sua cabeça no meio do ano por entender que o desgaste era enorme, e era mesmo. Mas ele se comprometeu a encarar isso e reverter tudo sabendo que apanharia o tempo todo até conseguir. Eu duvidei, como muitos. Muricy ainda não é penta, e nem sequer me fez virar seu fã.

Mas, por respeito a quem vence, hoje devo vir aqui e dizer que o Muricy VENCEU, que não há nada pra ser discutido. Que se faltava o bom futebol, ele apareceu. E que se era isso que faltava, não falta mais nada. Portanto, parabéns Muricy!

Eu não consigo mentir e fazer média dizendo que gosto do cara, que o considero um baita treinador acima da média, que quero ele em 2008, enfim... sem hipocrisia. Mas, diante de vitórias eu não costumo contestar com teorias. Muricy venceu, calou a minha boca e, assim como vou criticar se voltar a jogar mal e perder, agora eu vou elogiar e elogiar, porque é isso que o time merece.

Dez pra você, professor. Você é chato pra cacete, mas, conquistou o que eu duvidei que faria.

abs,
RicaPerrone




[ ver mensagens anteriores ]