Fui!

Senhores, são 15h30 e neste momento saio de casa para voltar pentacampeão brasileiro.

Que assim seja.

Um grande abraço,
RicaPerrone

Simulador


A GLobo.com tem simulador pras ultimas rodadas. http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Campeonatos/0,,MUL164210-4276,00.html

O meu ficou assim:

"Um dia feliz as vezes é muito raro"


Hoje é dia. Aquele Morumbi lotado, o Tricolor em campo, o caneco esperando e uma vitória anunciada. Não tem erro, a festa é hoje.

Raros os times que podem agendar conquistas e convidar seu torcedor para lotar o estádio sem rival.

Mais raro ainda um clube que pode colocar em sua casa 70 mil pessoas a 5 rodadas do final, sabendo que este será o jogo da consagração.

O jogo que dará ao melhor time do país no segundo semestre o título de campeão Brasileiro, nada mais justo.

Toda vez que o SPFC é campeão eu choro. Nunca resisti.

Ano passado foi parecido, contra o Atlético, um título também anunciado. Chorei bem pouco.

Desta vez, talvez nem consiga. É tão óbvio e já sabemos há tanto tempo que não haverá explosão, haverá apenas uma festa, e este é o lado ruim de pontos corridos.

O capitão vai dar a volta Olimpica que tanto quer e merece. Nós vamos vibrar lá de cima como sempre.

Nos últimos 29 anos o SPFC ganhou diversos títulos no Morumbi. Eu estive em todos eles, desde 1978.

Vi derrotas também, e muitas. Talvez até mais do que títulos, afinal de contas, não se ganha todo ano.

Não, não é, nem de longe, o título mais importante muito menos o mais 'legal' que eu verei de perto.

Mas é o penta! É o dia que o SPFC não ficará devendo nenhum grande título pra ninguém, pois empata com o Flamengo nesta noite.

Flamengo que poderá causar o maior barulho do Morumbi hoje. Aposto, assim como contra o Cruzeiro, que um gol do Flamengo causará mais festa do que os nossos 5 ou 6 gols anunciados contra o América.

Quero sim, e muito, dormir com um sorriso enorme na cara. Aquele que indica: "O SP ganhou, é penta!" e "O Flamengo ganhou, está com o pé na Libertadores impossivel".

Tá tudo desenhado, é só fazer o óbvio.

Que seja um dia muito feliz.

abs,
RicaPerrone

É NOSSA!!!!!!!

 

É nosso!!! Parabéns, Brasil!!!

Vai ter nego xingando, dizendo que somos um lixo, que não podemos, etc.

Beleza, somos sim. Mas... nós ganhamos! Vamos sediar uma baita Copa, como fizemos com o Pan e como faremos sempre que precisar e que houver alguém de fora avaliando.

Que dê tudo muito certo, que seja uma Copa fantástica, que o Brasil nos encha de orgulho!!! To muito feliz, eu sempre quis ver uma Copa aqui, e a gente PODE SIM fazer uma baita Copa.

Boa sorte pra nós!!! E parabéns pra CBF!

abs,
RicaPerrone

A Globo e suas escolhas


A Globo optou por Corinthians x Flamengo. Os tricolores não assistirão a decisão em TV aberta, só pelo PPV.

A primeira, e talvez única reação, será o escandalo natural e já comum dos tricolores como acontece toda vez que algo não favorece seu clube. Justo? Injusto? Convenhamos, há controvérsias. Se eu fosse o dono da Globo, passaria o SPFC. Mas se eu tivesse os dados da Globo do ibope dos últimos 20 anos como só eles tem... talvez eu não pensasse assim.

Ela deve saber o que faz, imagino.

Que o jogo Fla x Corinthians dará muito mais ibope que o SPFC é absolutamente óbvio. Ninguém questiona isso.

Se é justo? Não sei. Mas se juntarmos o ibope ao fato do SPFC estar querendo sair do clube dos 13, assinar com a Record, entre outros... talvez haja uma dose de lógica na decisão.

Seja como for, o PPV existe pra isso. E assim como me sinto roubado quando um jogo do SPFC na capital é transmitido em tv aberta, me sinto também enganado quando a gente tem que tapar o sol com a peneira.

E, sem peneira, as torcidas de Flamengo e Corinthians consomem o futebol muito mais que o SPFC. 

Repito: Justo? Não sei. Mas... tem lá sua explicação.

abs,
RicaPerrone

Seria nobre, no mínimo


Se eu falasse diriam que eu torço mais pro Fla do que pro SPFC. Mas, já que o Juca Kfouri falou, posso completar sem tanta porrada. rs

E se o SPFC recebesse a taça de penta, fosse até a gávea e entregasse nas mãos do Flamengo demonstrando a verdade, a liberdade do clube dos 13 que fez a Copa União por INICIATIVA DO PROPRIO SPFC, e ainda agisse com coerencia, pois ele criou o campeonato, ele deve reconhece-lo?

E se este gesto fosse não apenas nobre, como também um belo passo pra mostrar pra CBF que os clubes mandam aqui, e que vão sair dessa palhaçada como fizeram SP e Flamengo na última reunião do clube dos 13?

Sejamos justos. O SPFC foi o fundador da Copa União. Ele foi contra o tal jogo contra o Sport, e o Flamengo foi campeão. Se o SPFC ja disse que reconhece o Flamengo como primeiro penta, se ele mesmo organizou e assinou aquilo tudo, não seria uma atitude de enorme nobreza entregar a taça ao Flamengo demonstrando que futebol é esporte, não guerrinha de tapetão?

Ou seja, o caneco nas mãos de quem ganhou o título com os pés e não de quem tirou com a caneta?

Que tal?

abs,
RicaPerrone

O Bope da Ibope


Claro, eu assisti Tropa de Elite. Adorei o filme, como adoro a maioria dos filmes nacionais e principalmente os que jogam na cara dessa molecada de 15 a 20 anos a verdade da vida.  Mais do que isso, Tropa de Elite trata bandido como bandido e não como coitadinho.

Mais ainda? Enfia na sua cara o fato de que você ajuda aquela merda toda a funcionar enquanto fuma um baseado. Eu adorei essa parte, pois nunca usei drogas, condeno quem usa exatamente por isso, e sempre fui chamado de careta. Sou, mas é melhor ser careta do que parceiro de bandido.

Surgem 200 mil discussões depois de um filme desses. A policia é errada? Ta certo? É assim que funciona? E matar sem perguntar o nome? E se legalizasse a maconha? Enfim, discussões, desde que argumentadas de lado a lado e não encerradas com  “Voce so fala merda” são sempre ótimas pro país crescer.

Já surgiu a piadinha de que o filme tem um recado claro: Não compre, plante. Mas é só piada, graças a Deus.

O que gostei no filme é que ao invés de puxar o saco de quem consome, o filme bateu. É engraçado, mas lembra quando o Gabriel Pensador surgiu? Ele jogou na cara das mulheres que elas andavam fúteis e meio vagabas e dos playboys que eles eram uns lixos. Quem comprou os CDs? Eles mesmos. O filme é igual. O ibope dele é 80% de pessoas que FAZEM a merda que está colocada na tela. Mas, como assumir o erro é foda, vamos aplaudir e ficar imitando o nascimento por aí, já valeu a pena.

Sempre me perguntei se era errado a policia enfiar a porrada em favela.  Sempre achei errado. Nunca achei errado darem geral pela rua na madrugada e usarem de alguma grosseria (não violência) pra falar com a molecada. Afinal, como vemos em qualquer madrugada em Sampa, a molecada não tem mais juízo de valor, princípios e muito menos respeito pelos outros e nem por eles mesmos.

É um pais perdido? Ah como eu adorei quando o Ceni disse isso na TV. Alguém tinha que falar! Aqui, não tem mais jeito. Ninguém vai mudar esse país simplesmente porque pra mudar algo é preciso que comece daquilo que dá certo, e aqui nada dá certo sem que haja beneficio extra ou alguém levando vantagem. Tudo, absolutamente tudo que envolve governo e sistema é comprado e mal feito. Eu, você e o povo todo, que nos fazemos de vitima todo dia, somos os maiores culpados, não vitimas.

Quem vota é você, quem fuma é você, quem joga merda na rua é você e quem aceita tudo isso por habito é você. Logo, não reclame dos seus representantes, eles não são nada alem de um espelho de quem o elegeu.

Jamais o Brasil teve um presidente tão perfeito. Fala mais do que faz, passa a vida dizendo que tudo aquilo é um absurdo, e quando dão a chance dele mesmo fazer diferente, diz que não viu, que não sabia e ainda reclama daqueles que o questionam, o que diga-se, foi sua “profissão” por 20 anos: Reclamar.

Carioca odeia paulista, paulista odeia baiano. Gaúcho odeia goiano, e assim segue o país do objetivo controverso. Querem paz, querem melhorar, e dão dinheiro pro inimigo. Querem união, crescimento e emprego, e pregam a rivalidade entre estados, a má imagem do vizinho e a banalização do preconceito geográfico.

O rotulo fácil e superficial de que a policia é uma merda, mesmo sendo. A desconfiança do povo, que rotula e desmerece tudo que é bem feito em virtude de achar que todos, sempre, estão fazendo algo ilegal. A inveja dos que não conseguem enxergar a vida como ela é e que usam de drogas pra se divertir, porque são uns bostas incapazes de rirem sem ajuda de química. 

Reflexos de um país perdido, acabado, arrasado e sem a menor auto-estima. A historia do gordinho que se acha feio e acha a vida uma merda por ser gordo, e como ele lamenta isso? Comendo.

A gente questiona tudo, mas esquece de procurar soluções. A gente sempre reclama dos problemas, vivemos dizendo ser tudo um absurdo, mas raramente lemos uma sugestão de melhoria.

“Arruma isso!”, “Muda aquilo!”. Ok, muda como? Muda o que? Visando o que? Planejando de que forma? Em que direção?

Ninguém sabe. Não tem um filho da puta que viu o filme e atirou a maconha na privada. Fumou, e foda-se o que ele acabou de ver. Porque o Brasil ta perdido, ninguém mais acredita em nada, e por isso a gente caga em cima do que já está sujo.

Antigamente era bonito ser correto, hoje em dia você é imbecil se for. A mocinha que sair pra balada e não beijar 10, não encher a cara e não voltar gritando no carro é nerd, tapada, idiota. A que fizer é a esperta, a cabeça boa, a mais moderninha.

É moderno ser maluco. Moderno dizer coisas como: “Viva a vida como se não houvesse amanhã”. Beleza, então viva. Amanhã você se toca que tem 30 anos, mora com os pais, vive na balada e que sua vida é igualzinha a de 20 anos. Legal, viveu como se não houvesse amanhã, e não houve.

Acho que viver e curtir a vida é fundamental, mas as pessoas não conseguem dosar as coisas no Brasil, e isso vai da sua vida pessoal a participação social. O que aconteceu quando as mulheres resolveram ser como os homens? Viraram responsáveis? Sim, e o que mais? Vagabundas (obvio que não todas, mas muitas delas). O que aconteceu quando falaram em qualidade de vida? Passamos a trabalhar menos e a curtir a vida loucamente. Ótimo, brasileiro vive reclamando de emprego, sendo que ta cheio de TRABALHO por aí. Mas querem emprego, não trabalho.

Vivemos chorando que queríamos votar. Pois bem, deixaram. E ai? Melhorou ou fizemos mais merda ainda?

Ou seja, não adianta nada mudar se não souber mudar. A vida é simples, clara, e os que conseguiram algo nela tem histórias bem parecidas. Trilharam caminhos duros, de trabalho, honestidade, dificuldade e caráter.

O país da modinha agora vai malhar traficante e maconheiro por 10 meses. Depois, esquece. Aí vem um filme sobre a forma com que os jovens banalizaram o sexo e os relacionamentos e o foco se volta pra isso. Depois vem um falando da prostituição e vamos ficar reclamando e dizendo ser um absurdo.

No fundo, por mais que tudo isso incomode, revolte e machuque aqueles que tentam ser pessoas boas e bem estruturadas pra saber o que fazem, nada vai mudar.

Este texto, que muitos podem achar que é um desabafo igual os 900 mil que surgirão após o filme, não passa de um choro de mais um que não vai fazer nada pra mudar. E não vou mesmo, porque não sou hipócrita de querer mudar num mundo que ninguém quer saber de porra nenhuma.

Nós adoramos fingir que está tudo bem conosco e enfiar a porrada naquilo que está acima da gente. É habito nacional. Ninguém faz nada, ninguém aceita os problemas e o quanto são parte dele. Mas na hora de meter o pau e eleger culpados, todo mundo se transforma em usuário do Orkut, passa a ser bonito, honesto, perfeito e detona quem faz o que você considera errado e, claro, isento.

Estamos brigando contra o preconceito, preocupadíssimos com os direitos dos gays, esquecendo que quem dá ou não dá a bunda não muda em nada o meu dia-a-dia, mas quem fuma maconha muda.

Brigamos contra o Lula, contra a política, contra os senadores. E daí? Nem o buraco da nossa rua a gente sabe ligar e pedir pra taparem. A gente não briga, a gente não luta. A gente finge que está preocupado, eles fingem que estão se mexendo, e a gente finge que o Brasil tem jeito.

SOS mata atlântica, SOS a puta que pariu. Salvem as baleias! Salvem os Indios! Salve a você mesmo, antes de salvar os outros.

Ah Perrone, mas o que você fará já quê está tão revoltado com tudo isso? Vai mudar sua vida? Seus hábitos? Criar uma ONG?

Não, não vou fazer nada. Eu, assim como você e o “zero meia”, sou um Fanfarrão! Fico puto com eleição porque ela “fode meu feriado”. Eu sou igual a você... voto sabendo que serei roubado.  Voto porque TEM que votar, se não, eu não iria. Viajaria e foda-se tudo.

Ah, quer saber? Foda-se tudo isso. Sexta é feriado, eu vou pra praia e que se dane se tem alguém morrendo na favela. Não fui eu que fumei aquela maconha mesmo...

Abs,
RicaPerrone

Coluna da ET
Coluna do RicaPerrone: "A pitadinha de sal"
Fonte: Rica Perrone

O Tricolor é penta, como todos já sabiam há semanas. Na quinta, seremos penta oficialmente, porque o América de Natal é um “fanfarrão”, como diria o Cap. Nascimento. Mas, entre comemorações e planejamento, cabe um balanço do SFPC nos últimos 3 anos.

Em 2005, com um time formado por jogadores “comuns” até então, ganhamos tudo. Para ganhar tudo teve que chegar “o cara”, Amoroso. Alguns, como Luxemburgo, acham que todo grande time campeão tem que ter “o cara”, outros, como Ceni, acham que não precisa. Eu acho que não PRECISA, mas é uma ajuda enorme tê-lo.

Em 2006 o time não teve o cara, teve um baita elenco e levou o caneco do pontos corridos. Em 2007 tudo se repetiu quase que da mesma forma, só que com resultados muito inferiores nos demais torneios disputados. O time era forte, ficou claro no Brasileiro. Nem vamos falar de Muricy.

Tem que odeie, tem quem adore, tem de tudo. Eu respeito, e acho que ele tem tantos méritos nas vitórias quanto tem culpa em alguns derrotas.
O time de 2005 tinha, vejamos, um goleiro que segue até hoje. Cicinho, que era quase nada, virou craque. Josué, Fabão, Mineiro, Danilo e Lugano, todos jogadores “desconhecidos”. Deu certo, mas ... avaliando estes mesmos caras após 2 anos, era muito o conjunto.

Todos são muito bons jogadores, seguem suas carreiras e tudo bem. Mas nenhum deles mantém o sucesso que tiverem 2 anos atrás. Josué joga na Alemanha e na Seleção, não brilha na Alemanha e nem na Seleção o que jogou naquele SPFC 2005. Mineiro parece não ter mais encontrado sua condição de fora de série, idem pra Danilo, banco no Japão, e Fabão, que segue por lá sem status de herói. Lugano é um bom jogador na Turquia, mas não é o ídolo que era aqui. Cicinho nunca mais jogou bola, uma pena.
Todos eles se “diminuíram” ao saírem do SPFC. Erraram?

Não, não erraram. Eu, você e qualquer imbecil que saiba fazer contas sairia pra ganhar o dobro. O time de 2006 e 2007 mostra que o SP encontrou um caminho interessante pra ganhar: Contratar jogadores com vontade, comprometidos, baratos e que se encaixem na filosofia do time. Ok, é meio contraditório dizer isso de uma diretoria que coloca Tardelli no time de volta, que mantém Hugo e que teve alguns probleminhas com um ou outro desentendimento no grupo. Mas isso acontece, e nem todo grupo é formado 100% com jogadores cabeça no lugar. Sempre tem aqueles que destoam, e estes dois destoam muito.

O que havia em 2005 que não houve em 2006 e 2007? Porque aquele time brilhou e estes dois ganharam, sem brilhar? Treinador? Time? Qual é o segredo?

Me parece simples. O time do SPFC mantém a mesma filosofia há 4 anos. Tem uma base boa, que fatalmente chegará nas decisões porque o clube é organizado, os jogadores são bons e tem peça de reposição. Isso basta. Chegando lá, eis a diferença: O detalhe.

Em 2005, gostemos ou não, tínhamos Junior (mais novo), Amoroso e Luizão. Podem chorar, falar que são isso, aquilo, tudo bem. Inegavelmente se tratam de 2 jogadores acima da média, com Seleção nas costas, Copa do mundo.

Jogadores que resolvem jogos, que mudam esquemas táticos adversários e que diferenciam não apenas na forma de jogar como na confiança que o time tem neles.

Adoro o Aloísio, juro! Gosto muito do Dagoberto. Mas os dois não fizeram (no caso do Dago AINDA) nas suas carreiras nem metade do que fizeram Amoroso e Luizão. Isso pesa, porque queiram ou não, são jogadores capazes de mudar uma história, coisa que Dago e Aloísio até são, mas numa proporção um pouco menor. Principalmente pelo fator personalidade. Não são caras que pedem a bola e resolvem jogos. São caras que jogam muito, correm, tentam...
Deu pra entender o que eu to dizendo? To tão confuso que nem eu mesmo to conseguindo deixar claro. Mas me perdoem, viajei horas e to completamente anestesiado de sono fazendo a coluna.

A questão, em suma, é o seguinte: O grupo, a filosofia e os jogadores são suficientemente capazes de chegar em TODAS as decisões, seja quem for o treinador, seja quem for o desfalque, seja quem for o suspenso. O que mudou de 2005 pra cá foi que naquele ano o SPFC teve 2 jogadores diferentes pra RESOLVER jogos, o que nem sempre fica claro aos olhos do torcedor com um golaço. As vezes resolver jogos é saber por experiência e inteligência como se comportar, como prender um marcador, como irritar um rival, enfim, como PENSAR uma vitória.

Dirão: O Luis Fabiano resolvia. Sim, resolvia. Contra o Ituano, o Guarani e o Bragantino. Porque contra Corinthians, River, Palmeiras ele também resolvia: Era expulso por fazer alguma idiotice e a gente perdia porque jogava com 10. Não deixava de “resolver”, fato.


O Tricolor encontrou uma forma de chegar sempre. A forma de vencer sempre não existe, mas pode ficar de lição pelos últimos 3 anos que, seja como for, seja quem for, “o cara” faz falta sim. E se este time tivesse “o cara”, ele teria ido muito além na Libertadores, Sulamericana e Paulistão.

Antes dos surtos coletivos, bom registrar que “o cara” não pode ser goleiro. O goleiro não participa do jogo quando quer, mas sim quando é chamado.

Em 2008, que fique o ótimo time, o ótimo grupo, a ótima idéia de formação de elencos. Mas, porque não... que venha “o cara”.

Abs,

RicaPerrone

Fiz um Orkut pra vocês. Podem add – http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=5824389099498839841

Blog - http://ricaperrone.zip.net/
Só por curiosidade...

Que time você torce?

São Paulo
Flamengo
Palmeiras
Corinthians
Santos
Fluminense
Botafogo
Vasco
Cruzeiro
Atlético MG
Inter
Grêmio
Outro

Telê eterno

Na sala de musculação do Fluminense, uma bela homenagem.

abs,
RicaPerrone

É...

Hamilton, após perder o caneco.

Preocupado, né?

abs,
RicaPerrone

Teorias

Eu não gosto de teorias da conspiração. Aliás, as condeno sempre. Mas... não sei se estou ficando maluco, se estou cético demais em relação a F-1, se ando ouvindo mais bobagem do que devo. Mas... a decisao da temporada não me convenceu.

Imaginem vocês que as 15h a McLaren foi banida do mundial. As 18h, ficou nele e os pilotos mantiveram os pontos. O que aconteceu? O que mudou na reunião?

Será impossível imaginar que alguém disse: "Senhores, calma! A gente entrega, ninguém fica sabendo e a gente mantém o show, fica no campeonato e todo mundo enche o rabo de ganhar dinheiro com essa final emocionante. Fehado? "

Alguém duvida? Eu não. Na F-1, não.

Hamilton errou na China. Ok... acontece.

Alguém pode me explicar o erro dele em Interlagos? Ele não estava fora da tragetória, não tinha alguém do lado, não tinha nenhum motivo pra errar ali. Ok, ele errou.

Porque o carro dele parou por 1 volta e depois voltou a andar sozinho? Super comum né... Mas enfim.

Depois, a McLaren pega um carro precisando chegar em quinto e ao inves de tirar uma parada do sujeito e deixar que o carro vá chegando pela qualidade que tem, aumenta uma parada e acaba com a corrida do cidadão.

Enquanto isso o Alonso anda atrás da BMW? Desde quando a McLaren anda 30 segundos atrás da Ferrari e ainda brigando com BMW?

Aí termina. O Kimi ganha, nem comemora. A Ferrari faz uma festinha pífia pra um titulo impossivel.

A McLaren nem liga. E tudo segue como estava.

Seria um surto achar que, TALVEZ, algo não tenha sido natural?

Sinceramente, pelos mesmos motivos que me fizeram largar a F-1, não descarto essa hipotese. Não me cheira bem a decisão do mundial 2007.

abs,
RicaPerrone

Onde cair, como cair


As pessoas costumam determinar os fracassos pela fase do campeonato. Coleciono e-mails com frases como "caímos nas oitavas!", etc. Não é bem assim que funciona. O SPFC podia cair nas oitavas da Sulamericana pro Boca, mas era o Boca. Depende é do adversário que se encontra, não da fase onde acontece o cruzamento.

Perder um campeonato pro América MEX, por um gol que faltou, não é anormal e nem merece barulho. O Vasco não tem um time forte, é natural que não seja campeão de um torneio com Boca, SPFC, River, América, etc.

Na Libertadores o Tricolor perdeu nas oitavas. Mas perdeu pro Grêmio, time de enorme tradição. Inclusive, finalista da competição.

O peso deve ser dado, sempre, ao jogo, não à fase.

Perder pro Noroeste um Paulistão? É feio. Pro S. Caetano, que anda na série B, por 4x1 em casa? É ridículo!

Pro Millonários, beira o absurdo. Uma vez ou outra, tudo bem. Toda vez, é sim complicado de engolir.

Agora as cornetas soam e, como torcedor pegou mania de entender que critica é corneta, numa tentativa alucinada de serem argentinos fas incondicionais e cegos do clube, fica complicado. Não pode se questionar o campeão Brasileiro, muito menos reclamar de determinados jogadores, que estão cansados.

Mas, veja bem. Quem determina que Hugo e Tardelli fazem parte do elenco? Seja quem for, estão errados. São jogadores que não merecem a camisa.

Quem é que escolhe titulares e reservas? Só o treinador? Não, sabemos que não.

Seja lá quem for, o relevante é a  forma é PRA QUEM o SPFC perde. Não a fase.

E em 2007, não podemos ver um time azul pela frente que pipocamos. Ainda bem que o azul do Cruzeiro amarelou no final...

abs,
RicaPerrone

É... fatos são fatos


Contra fatos há argumentos. Mas nem sempre eles são capazes de superar os fatos.

O SPFC jogou 8 campeonatos em 2 anos. Venceu 2, ambos por pontos corridos, e em todos eles, tirando as Libertadores que são mais complicadas, o time era digno de ser campeão. O saldo é ruim? Não, jamais. Ganhamos 2 Brasileiros, e podem apostar, ganharemos vários enquanto for pontos corridos. O time mais bem organizado e administrado vencerá este tipo de campeonato, vide Inglaterra e Itália, onde nem sempre os super times ganham, mas o Manchester e a Juve vivem ganhando.

Muricy é bom só em pontos corridos? Sei lá... não dá pra enfiar um rótulo final. Mas... é fato que desde o Inter, toda vez que DECIDIU, perdeu. Não há nenhum comentário meu nesta colocação. Muricy tem mais derrotas na hora de decidir do que vitórias.

Ah, mas ele sempre chega! Sim, e também haverá quem diga: Ele dirige os dois melhores times do país há 3 anos. Não vai chegar como? O que também é verdade.

Muricy é ruim. É mentira. Ele tem competencia, mas também erra, apesar de jamais admitir isso.

Culpa dele a Sulamericana ter ido pro saco? Não sei, pra mim a culpa é de quem escolheu brincar de fazer pontos em campeonato decidido pra entrar morto na Sulamericana. Diretoria? Médicos? Não sei. Pode ser qualquer um.

O time do SPFC sai de 2007 vencedor? Sim, e não. O time foi montado pra ganhar muito, e ganhará o campeonato onde vale o elenco e o planejamento. Básico, porque o clube do SPFC dá essa condição, porque o treinador perde pouco e porque os adversários sào muito fracos.

O ano foi bom? Sim... com ressalvadas. Mas foi.

E o que fazer? Demitir o treinador? Tentar de novo?

Não sei. Não posso determinar o quanto o Muricy é quem perde decisões e o quanto o TIME perde decisões. Talvez amanhã venha um Felipão e não ganhe as finais, e ficará caracterizado que este time não sabe decidir. Ou não.

As cornetas podem voltar a tocar em virtude da derrota? Não, não seria justo.

Mas não é justo cornetar, muito menos lamber e não enxergar que entre mil méritos e conquistas também existem meia duzia de defeitos. E cita-los não é apenas importante como, para alguns, obrigação.

O SPFC está fora da competição que, pra mim, faria o torcedor se empolgar e viver uma final novamente. Não será o título Brasileiro que fará com que haja uma explosão. A explosão nos pontos corridos é feita aos poucos, e já passou 60% dela. Todos sabem que somos campeões, e quando o juiz apitar ninguém vai sair berrando. Na Sulamericana, talvez acontecesse.

Tragédia? Nem a pau. Não vale muito o campeonato.

Só espero que não haja hipocrisia de mal perdedor e que a diretoria não apareça na TV pra dizer: "Dane-se, nem ligamos!". Porque é mentira. Ela queria, e muito, este título.

Abs,
RicaPerrone

Orkut

Atendendo a pedidos eu fiz um orkut pra adicionar vocês todos e interagir na medida do possível.

Adicionem: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=5824389099498839841

abs,
RicaPerrone

Macho, no mínimo


PS inicial - Reparem que não estou entrando no mérito do que ele disse sobre o Rogério. A questão é totalmente outra, até pq discordo totalmente do que ele disse. Nem concordo com tudo que ele diz sobre o torcedor.
Mas... a parte sobre a agressão tem que ser notada, e muito. Porque tá passando dos limites.

Hoje, no Blog do Juca, houve algo que jamais imaginei ver por lá. Ele divulgou a opinião de um terceiro, um tal de Felipe Santos, que confesso desconhecer. Ele falou sobre o Ceni, e disse que pra ele Rogério não é diferenciado. Ok, é um ponto de vista. Discordo, mas... é um ponto de vista. Como sabemos, torcedor não sabe discordar, ele agride, porque em sua enorme maioria (vide estádios) é ignorante, apaixonado e entende que jornalista é "pessoa pública", termo imbecil inventado para dar aval a agressões.

Depois ainda temos que conviver com a maldita teoria de que "não sabemos ouvir criticas". Sabemos, desde que saibam faze-la, com respeito e abertos a possibilidade também estarem errados.

O Felipe respondeu, o Juca publicou. E eu devo, no mínimo, bater palmas para a resposta. Segue:

“Patético” foi o adjetivo menos ofensivo – e menos mal-educado – que li nas críticas ao texto “Rogério Ceni não é diferenciado. Ainda.”.

            Mal sabem os leitores do incentivo que me deram a escrever esta resposta.

            Porque é você, leitor, o patético da história.

            E, pior, não aceita admitir que o é.

            A imprensa esportiva brasileira é de qualidade paupérrima? É.

            Mas, ultimamente, observo que você, leitor de qualidade paupérrima, também grassa no Brasil.

            É você que, em época de Copa do Mundo, não quer ampliar a sua cultura futebolística, só quer saber da “amarelinha”, como se não houvesse mais 31 países no torneio.

            É você que orgulha-se de ignorar os outros esportes, falando que “esporte é futebol, o resto é educação física”.

            É você que não quer ver mulher jogando bola, invadindo o território dos machos.

            É você que tem feito aquela gozação saudável, em que todos tiravam um mútuo sarro, mas continuavam amigos, transformar-se em uma coisa doentia e predatória.

            Você não quer mais que seu time vença o adversário, o rival.

            Você quer que seu time trucide o adversário, elimine-o. Ou então, quer que o adversário sangre, até morrer.

            Você quer ver seu time sendo o único e soberano na face da Terra, sem mais nenhum oponente, tal um exército napoleônico antes de Waterloo, ou o Terceiro Reich antes do General Inverno.

            E a quem discordar de você, é reservada a ofensa baixa, o xingamento simples, a ilação desarrazoada. Se o outro magoa-se, você não está nem aí.

            Você se contenta com o superficial, não quer melhorar.

            Por exemplo: se o dono do blog coloca um texto mais longo, ou um texto cujo assunto não é atual, você já comenta “ih, texto chato, tira isso daí, fala da rodada”. E, se o dono do blog dá notícias e mais notícias sobre o time dele, você tasca um “isso aqui está virando blog do Corinthians, ao invés de blog do Juca”.

            Faça duas perguntas a você mesmo.

            Quem é o dono do blog? A quem ele deve agradar, primordialmente: a ele ou aos leitores?

            Acho que sabemos a resposta.

            E, já que você entrou na moda e está colocando frases de “Tropa de Elite” em seu vocabulário – é moda, não é? -, eu vou me rebaixar ao seu nível, leitor.

            Leitor, pede pra sair.


Acrescento:

Pessoa pública é a puta que pariu (bem no nível que merece o assunto). Jornalista, colunista, politico ou seja lá o que for tem o DIREITO de ser respeitado, não ser agredido, ameaçado ou vítima de complos terroristas via web ou até ao vivo. A Sandy canta, você compra o CD, o que não lhe dá o direito de saber se ela sai com João ou Tadeu.

Juca Kfouri, jornalista pelo qual mantenho admiração e uma dose enorme de diferença em linha de raciocinio, tem a opinião dele e cabe a mim respeitar, como deve ser com todos vocês, torcedores, burros, ignorantes ou gênios.

Torcedor não tem noção de que quem escreve ou fala do lado de ca, quando agredido, também tem família, também se sente mal, também tem vontade de responder e não pode. Por isso eu tirei os comentários na ET e no Blog, e por isso sou totalmente a favor de que acabe a era da liberdade virtual, onde cada um é o que quer, se passa por quem quiser e ofende e ameaça quem quiser.

Tá na hora de algum jornalista jogar algumas verdades na cara de torcedor. Eu não posso fazer, pois sou apenas o Perrone. O Juca pode, e fez bem.

Passou da hora de entenderem que liberdade de expressão não significa liberdade de agressão. E eu vou morrer de rir no dia  que um jornalista processar um leitor por ofensas e ganhar, deixando o sujeito sem grana e com o nome sujo.  Antes de um torcedor avaliar um jornalista, talvez fosse bacana ele saber, no minimo a diferença de reporter, colunista, blogueiro, narrador e apresentador. Sabendo isso já ajudaria muito no festival de absurdos que temos que ler todos os dias com avaliações agressivas e insinuações graves que mereciam punição real.

Não pediria pro torcedor sair, como fez o colunista acima. Pediria pra ele trocar de lado por 10 segundos antes de abrir a boca. Só isso basta. Discordar é interessantíssimo, mas simplesmente por não concordar agredir e usar o anonimato da web para ofender e rotular pessoas é tão covarde, absurdo e ignorante quanto qualquer atitude de violência nos estádios. São pessoas do mesmo nível, só que umas usam pedras, outras o mouse.

abs,
RicaPerrone

Sambas 2008


Conforme prometido, os sambas de 2008 do Rio de Janeiro.

A versão ainda não é a de estúdio (CD), portanto, servem apenas para curtir mais ou menos a letra e o ritmo.

Canta Mocidade, Canta!

  • São Clemente
  • Porto da Pedra
  • Salgueiro
  • Portela
  • Mangueira
  • Viradouro
  • Mocidade
  • Unidos da Tijuca
  • Imperatriz
  • Vila Isabel
  • Grande Rio
  • Beija-Flor
  • abs,
    RicaPerrone

    Planejamento


    O SPFC se planejou em 2007 pra chegar as finais da Libertadores. Não chegou. O planejamento foi focado, então, em ganhar o Brasileiro. No entanto, a diretoria sempre deixou claro que gostaria de ganhar a Sulamericana, até porque, vale dinheiro e o SPFC não está nadando nele. Muricy deixou claro que, por ele, não usaria o time titular na competição. Mas, por ordens de cima, o fez contra o Boca.

    Contra o Millonários houve um planejamento que respeito, mas discordo totalmente. O SPFC foi ao RJ jogar completo contra o Flamengo, morto, perdeu. Voltou, perdeu pro Corinthians, também completo. Teve que usar um mistão contra o Millonários e perdeu. Foi ao Rio contra o Flu e empatou, completo. Depois de uma semana de "folga" pegou o Cruzeiro em casa, sem viagem, e viajará sem 4 titulares pra Colombia.

    Na minha opinião, uma ambição desnecessária e nada inteligente. Porque não tirou o time contra o Flamengo e o Fluminense, ganhou do Millonarios e do Corinthians, e hoje não teria que fazer esta viagem completo? A torcida trocaria 10 pontos de vantagem por ganhar do Corinthians, mas, claro, a diretoria não tem que pensar com a cabeça da torcida.

    Não mudaria nada ter tirado o pé em 2 ou 3 jogos do Brasileirão, porque todo mundo sabe, inclusive jogadores, Muricy e direção, que o Brasileiro está ganho há mais de 5 rodadas. O discurso é politico, mas ninguém e burro no Morumbi.

    Dirão: Que importancia tem ganhar do Millonários?

    Direi: Enorme! Seria um SP x River numa semifinal, um jogo pra 70 mil pessoas, o SP na mídia durante 2 semanas, com um titulo no meio disso, vendas de camisas explodindo e uma grande decisão pra fechar o ano. Vale muuuuuito mais a pena do que se matar pra jogar contra Flamengo, Fluminense, Sport, etc. O Brasileirão esta ganho, só cego não percebe isso. Não há a menor necessidade de se matar pra conquista-lo amanhã ou semana que vem. Duas vitórias e acabou. E isso dá pra considerar até uma, pois o América no Morumbi é vitória garantida.

    Amanhã o Tricolor joga na Colombia e tem tudo pra ganhar, porque o time deles não existe. Se ganhar, salva tudo. Se perder, não vai compensar a grana e a exposição de uma semi contra o River nem com o titulo Brasileiro. Nada tira os méritos do SPFC em 2007, até porque o time ganhou o campenato com o pé nas costas.

    Mas, além de tentar a Sulamericana, não seria também interessante fechar o ano tendo tido uma temporada melhor que a do Grêmio?

    Sim, pois... se acabar com o Grêmio, por exemplo em terceiro, o time que venceu o Gaucho, chegou em terceiro no Brasileiro e foi vice da Libertadores terá tido um ano mais brilhante do que o SPFC, que ganhara o Brasileiro e não terá chegado em final nenhuma dos demais torneios. Convenhamos, chegar na final da Libertadores conta pontos e moedinhas no cofre.

    abs,
    RicaPerrone

    Fantasias

    A Marquês de Sapucaí vai ter um pouco de Maracanã no Carnaval de 2008. A escola de samba Acadêmicos do Salgueiro levará para a avenida uma ala em homenagem ao futebol carioca, com foliões fantasiados de torcedores de Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo e América.

    O enredo do Salgueiro é "O Rio de Janeiro continua sendo...", que fala sobre as belezas da cidade. O carnavalesco Renato Lage, rubro-negro, fez questão de levar a paixão do carioca pelo futebol para o desfile.

        

    Eu e o meu Timão!


    Sabe aquele campeonato de winning Eleven que a gente faz de segunda-feira? Então, recomeçou ontem. A gente joga o Brasileirão, a mesma tabela, sendo que quando 2 times do mesmo jogador se cruzam, é 0x0. Os times foram divididos assim:

    Ogawa - SPFC, Internacional, Grêmio, Atletico MG, Goiás, Paraná

    Fabiano - Santos, Cruzeiro, Vasco, Atlético PR, Juventude, Sport, América RN

    Rica - Flamengo, Botafogo, Fluminense, Palmeiras, Náutico, Corinthians, Figueira

    Com esta divisão, infelizmente não poderei cantar "Melhor do Rio!", porque fiquei com 3 cariocas. E, como os três são tricolores, peguei o Corinthians pra não judiar do amor alheio. E olha o que aconteceu...

    Rodada 1
    Figueirense-SC 04 x 01 Atlético -PR
    Fluminense-RJ 02 x 01 Cruzeiro-MG
    São Paulo-SP 00 x 00 Goiás-GO
    Atlético-MG 01 x 01 Náutico-PE
    Internacional-RS 00 x 01 Botafogo-RJ
    Flamengo-RJ 00 x 00 Palmeiras-SP
    Paraná-PR 00 x 00 Grêmio-RS
    América-RN 00 x 00 Vasco-RJ
    Corinthians-SP 02 x 00 Juventude-RS
    Sport-PE 00 x 00 Santos-SP

    Rodada 2
    Juventude-RS 00 x 04 Paraná-PR
    Atlético -PR 01 x 03 Internacional-RS
    Santos-SP 00 x 00 América-RN
    Goiás-GO 02 x 00 Flamengo-RJ
    Botafogo-RJ 02 x 01 Atlético-MG
    Cruzeiro-MG 02 x 03 Corinthians-SP
    Palmeiras-SP 00 x 00 Figueirense-SC
    Vasco-RJ 00 x 00 Sport-PE
    Náutico-PE 01 x 02 São Paulo-SP
    Grêmio-RS 03 x 03 Fluminense-RJ

    Classificação

    1º Corinthians-SP 6
    2º Botafogo-RJ 6
    3º Paraná-PR 4
    4º Figueirense-SC 4
    5º Goiás-GO 4
    6º Fluminense-RJ 4
    7º São Paulo-SP 4
    8º Internacional-RS 3
    9º Grêmio-RS 2
    10º América-RN 2
    * Palmeiras-SP 2
    * Santos-SP 2
    * Sport-PE 2
    * Vasco-RJ 2
    15º Atlético-MG 1
    * Náutico-PE 1
    17º Flamengo-RJ 1
    18º Cruzeiro-MG 0
    19º Atlético -PR 0
    20º Juventude-RS 0

    abs,
    RicaPerrone

    Tropa de Elite ganha versão argentina

     

    Enviado pelo carioca Anderson.

    abs,
    RicaPerrone

    Dados, pra não haver dúvidas

    Especial:
    Conheça alguns dados sobre as vendas de produtos do SPFC
    Fonte: Estação Tricolor

    A Estação Tricolor foi apurar alguns dados quanto a venda de camisas do Tricolor em 2007. Não temos o número total, até porque o ano não terminou e as vendas estão aumentando com o penta.

    Além das camisas, outros produtos são vendidos todos os dias pelas lojas do Tricolor. De chaveiros a mochilas, o SPFC tem uma grande variedade de itens a disposição do torcedor. (confira na tricolorshop.com.br)

    Seguem os dados levantados na pesquisa:

    - 70% das vendas são na cidade de São Paulo.

    - 30% das vendas se limitam, basicamente, a Interior de SP, Paraná, Pará, Rio de Janeiro e Brasília

    - Na região sul as vendas são quase inexpressivas.

    - Janeiro a abril, setembro a dezembro são os períodos de maior venda.

    - A Libertadores e a época de lançamento de camisa são as maiores responsáveis pelas vendas.

    - No Brasileirão, apenas com o título as vendas crescem significativamente.

    - A região Nordeste tem sido uma das piores compradoras de produtos do SPFC. Apenas a Bahia tem um número razoável de vendas. Os demais estados não representam quase nada nas vendas.

    - A maioria dos torcedores que mandam colocar nome e número na camisa colocam números altos, como a idade, e escrevem o próprio nome, deixando claro a falta de ídolos no futebol brasileiro.

    - Entre os jogadores, Dagoberto e Aloísio são os nomes mais pedidos nas camisas.

    - Mineiro foi uma febre até o final de 2006. O jogador virou o "titular de linha" que mais vendia camisas depois do Mundial 2005.

    - Depois da camisa oficial de jogo, o produto mais vendido é a camisa do goleiro Rogério Ceni.

    As vendas em 2007, mesmo num ano sem as conquistas de 2005 e a euforia de 2006, podem chegar perto dos anos anteriores.
    A rodada


     - O Santos perdeu, segue na briga pela Libertadores, e deixou o SPFC se divertindo mais ainda na lideranca.

    - O Inter venceu bem, 3x0, saiu de perto do rebaixamento, que diga-se de passagem, nao condiz com o time que tem o Colorado.

    - O Corinthians perdeu, e so nao vai cair porque o Goias nao vai deixar. Os demais rebaixados estao definidos.

    - O Galo tambem nao cai, porque tem uma torcida que e brincadeira, apesar do tecnico, que e uma piada.

    abs,
    RicaPerrone

    Impressionante nação rubro-negra


    O Flamengo venceu mais uma. O Grêmio, que vive entre os 4 primeiros, vice-campeão nas Américas. 2x0, com direito a olé e com direito a fazer até 5 se estivesse afim no segundo-tempo.

    63 mil pessoas... (num mes onde o torcedor já gastou bastante né? Flu, Seleçao, Vasco...)

    A sensação que tenho é de um time que estava ali, em décimo terceiro, e que a torcida pegou no colo, viu vontade nele e o convidou pra ganhar. Não dá pra explicar taticamente, tecnicamente, nem com detalhes em campo.

    O Flamengo tem um bom time, muito bom depois dos reforços. O Ibson é um baita jogador (como disse aqui e fui agredido pela enorme nação tricolor).

    A forma com que o Flamengo está ganhando os jogos é estranha. O time não brilha, perde contra-ataque pra cacete, mas em momento algum deixa uma dividida do lado. Em momento algum olha pra algo que não seja a bola. Racha todas, briga, a torcida vibra com cada carrinho. É um ambiente fantástico esse time no Maracanã.

    Se a diretoria não for burra, mantém o time e contrata mais um ou dois. Aí,meu amigo... vai ser complicado 2008.

    Fica claro que o time é bom. Fica claro que o time briga. Fica claro que tem chances reais (mais uma que fui apedrejado quando falei) de Libertadores. Fica claro que o  ano terminará com saldo positivo.

    O que não fica claro é lá em cima. Toda vez que o Flamengo joga no Maracanã deixa uma dúvida cruel na cabeça de todos:

    Que torcida é essa???

    abs,
    RicaPerrone

    Já era!

    O Brasileirão, no que diz respeito ao título, acabou. Aliás, acabou faz tempo. Mas se alguém ainda duvidava, hoje ficou bem claro. O SPFC é Pentacampeão Brasileiro.

    O jogo não foi fácil, pelo contrário. O Cruzeiro jogou até melhor que o SPFC, tanto que teve mais chances claras de gol. Mas, com o Morumbi lotado (e em boa parte calado), o SPFC fez 1x0 num lance de Tardelli (Meu deus!) e selou o óbvio.

    O Cruzeiro jogou mais do que eu imaginei que jogaria. Inclusive esse irmão do Richarlyson joga muito bem, gostei de ver.

    Tá muito chato falar do SPFC... não tem mais nada pra discutir há semanas. É penta, acabou.

    abs,
    RicaPerrone

    Raikkonen, the best!

    Não tem choro, não tem nhe nhe nhe, não tem tapetão e nem desculpinha. A Ferrari é competente, estrategista e tem o piloto campeão mundial de F-1.

    O Hamilton foi brilhante na temporada e, com 22 anos, errou e perdeu. Faz parte. Com 22 anos eu não conheço ninguém que seria frio e perfeito numa pressão dessas. Ele não deixa de ser brilhante, muito menos deve ser condenado pelos erros. Acontece, e pra chegar ali onde ele chegou com a pressão que recebeu, com a idade que tem e sendo o primeiro negro na categoria, tem que ser macho pra cacete.

    Kimi sai incontestável. Falem o que for, ele ganhou, e espero não ouvir bla bla bla do Massa ter deixado ele passar. Afinal de contas, quem chegou na última sem chances de titulo foi o Felipe, não a Ferrari que mandou.

    Sou fã do Kimi, sempre fui. Sou fã do Alonso, porque adoro gente arrogante que PODE ser arrogante. E sou fã do Hamilton, porque ele não tem medo de tentar.

    Quem sabe em 2008 eu não consiga voltar a ser fã da F-1?

    abs,
    RicaPerrone

    Velha guarda do Império Serrano

    Sambinha ruim esse de sexta-feira... 
    (E há quem confunda SAMBA e PAGODE com esses grupinhos de hoje em dia...)

    abs,
    RicaPerrone

    Os 3 jogos de hoje


    - No Palestra, em jogo que só vi os lances, o Palmeiras venceu o Paraná em enorme crise, em casa, e assumiu a vice-liderança. Não por este jogo, pois não assisti, mas pelo geral: Este time do Palmeiras me irrita. Não consigo sequer dizer se considero um bom time, um timeco, um time normal, um bom trabalho do Caio, etc. Definitivamente, não me convence. Não gosto da forma que joga, não gosto da irregularidade do time e tenho absoluta certeza que este há 5 jogos sem perder é o mesmo que apanha qualquer dia desses dentro do Palestra precisando ganhar. É o time mais estranho do Brasileirão. Não dá pra elogiar, nem pra criticar.

    - Em Goiás, jogaço! 5x3 pro Goiás, com a vitória só no final. Não vi nem os gols direito ainda. Mas, por hora, mantenho a aposta: O Goiás cai.

    - Botafogo 3x1 Sport - Este eu vi. Bom jogo, no lindo Engenhão (que me faz pensar por qual motivo não tem as mesmas medidas do Maracanã), com dois golaços do Fogão. Uma pena a contusão do Luciano, que saiu aos prantos e com todos os motvos do mundo, era só ver a imagem.

    O Fogão jogou bem novamente, como há tempos não jogava. Nào é aquele time do começo do ano, mas pelo menos venceu e convenceu. A torcida gritou o nome de Cuca, que vai virando um simbolo no clube. Dodo fez um golaço.

    O ano de 2007 do Bota merece um livro, e é assunto pra este blog nos próximos dias. Num geral, fico feliz de ver o Bota, o Cuca e a torcida do Fogão sorrindo novamente. É um time que não merece, de forma alguma, ficar longe dos primeiros. Até porque, entre crises, problemas e surtos técnicos, foi o segundo time que mais jogou bola no campeonato, mesmo que tenha durado apenas um turno.

    abs,
    RicaPerrone

    Fantastico


    Vendedor de celulares. No programa Ídolos americano. Riram dele porque ele cantaria opera...  Vale a pena.

    Semanas depois, ele vence o programa.

    "Onde estiver, estarei... oh meu Mengo!"

    "Perrone, você é louco! O Flamengo não disputará vaga na Libertadores nem a pau".

    E não é que, sem pau, está disputando a 5 pontos da zona de classificação? 

    Hoje, no lindo Maracanã, não houve um show de bola. O que aconteceu lá foi um misto de um grande jogo com uma demonstração de vontade impressionante, aliada, como sempre, a força da torcida. O que os 10 jogadores do Flamengo correram hoje foi digno de aplauso. Em 90 minutos, o Vasco não conseguiu passar da zaga do Flamengo, sem Fábio Luciano, diga-se.

    Joel saiu vencedor de um jogo onde até questionei algumas mudanças. Perdeu Romulo, entrou o Colace, foi expulso, e colocou o Renato Augusto no Maxi. Ali tudo bem, Joel não sabia que teria o segundo tempo todo pra contra-atacar. Souza brigava e fazia boa partida, a alteração foi normal.

    Com 10, o Flamengo fez 2x1, porque Léo Moura está jogando uma barbaridade.

    Com 10x10, o Flamengo recuou e ofereceu o campo pro Vasco. Teve contra-ataques que se fossem bem usados terminaria num 5x1 fácil. Mas, com Souza, fica complicado correr. Aí, veio Obina no lugar do Toró, e eu não entendi.

    Diga-se de passagem, a arbitragem foi absurdamente covarde em não expulsar e dar os devidos cartões aos jogadores do Vasco, que assim como contra o Botafogo, fazem mais falta do que acertam passes.

    Primeiro porque se era pra prender a bola era mais fácil adiantar o R. Augusto do que ficar dando balão no Souza. Segundo que Obina e Souza não conseguiram segurar a bola, pelo contrário, devolviam pro Vasco muito rápido. Não gostei da alteração. Era caso até de meter um lateral e soltar o Léo pro ataque, enfim, alguém veloz, não trombador.

    Mas deu certo, porque hoje o Flamengo tava afim de jogo. Deu certo porque os 10 correram tudo que podia e o que não podia. Deu certo porque o Celso Roth é bem fraquinho. Deu certo porque o Ibson joga muita bola.

     Deu certo porque o Flamengo é o Flamengo, o Vasco é o Vasco, e quando o jogo é decisivo, dá Flamengo.

    A Libertadores ainda é "sonho", mas... que dá pra sonhar, isso dá!

    abs,
    RicaPerrone

    Toca Zezé!!!!

    1991 - Programa da Mara Maravilha.

    1992

     

    SEEEEEEENSACIONAL!

    abs,
    RicaPerrone

    É hoje!

    Bom, o Maracanã já teve sua preliminar. Agora, preparativos para o jogo mais importante da semana: Flamengo x Vasco.

    Casa cheia, o Vasco precisando, o Flamengo sonhando, a torcida esperando...

    Os dois vem de vitórias. O Vasco venceu um clássico. O Flamengo venceu o Paraná.

    É jogo pra repor, portanto, os demais não pontuam.

    Se vencer, o Fla é sétimo, a 5 pontos da Libertadores.

    Se vencer, o Vasco é sétimo, a 5 pontos da Libertadores.

    Se empatar, adeus Libertadores pra ambos.

    Considerando que o jogo tem valor, que decide algo relevante, que os dois times tem motivação semelhante e que o Maracanã terá casa cheia, só me resta o palpite baseado na história recente:

    Vai dar Flamengo.

    abs,
    RicaPerrone

    Flamengo ganha o mundo! rs
    Ah! Melhor(es) do mundo!

    Foi uma noite especial! O Maracanã lotado, sem brigas, com as torcidas dividindo camisas e espaços em paz. O time foi devagar no primeiro tempo, mas depois, quando o adversário saiu da zaga, desencantou!

    Grande vitória, com dedo de treinador, de talento, de torcida e de futebol brasileiro.

    Kaká, hoje sim, o melhor do mundo!  Viu queridão? Chuta! Assume! Você joga muito... só falta fazer isso sempre. Levanta a mão, pede e tenta. Porque você tentando 2 vale mais do que o Elano tentando 15. Pra isso servem os acima da média.

    Ronaldinho... sei lá.  Desisto. O Kaká tem salvação ainda no fator "sumir", até acho que começara a aprender a chamar pra ele. Mas o Gaúcho... não dá nem sinais. Pelo contrario, cada dia que passa resolve menos, tanto na Espanha quanto aqui. Uma pena, porque joga um absurdo quando quer.

    Vagner Love fez ótima partida. Abriu, correu, chutou no gol, lutou, fez o que tinha que fazer. Se ele estivesse em campo quando o Equador saiu pro ataque, talvez saísse consagrado. Mas não deu tempo, mesmo assim valeu.

    O Robinho? Não! Me recuso a comentar! Puta sacanagem o que ele fez.

    E, por fim... Dunga. Reclamam, reclamam, reclamam... mas ele tá ganhando, e tá ganhando tudo. Já é hora de fechar a matraca e assistir.

    Apenas uma notinha lamentável: A torcida fez o mesmo que o Pacaembu há 2 anos e xingou o Galvão Bueno em coro.

    Olha, eu acho que torcedor tem direito de fazer a merda que quiser pois ele mesmo sabe que 99% do que ele fala ou faz ninguém considera, pois sabe que é paixão pura. Agora... xingar um profissional, que chato ou não, tem seu enorme valor, brilho, história, respeito por todos os clubes, jamais se envolveu em nenhum tipo de onfensa a um ou outro clube, etc.  Xingar o cara que fez os bordões que voce mais gritou na vida, que foi a voz das maiores alegrias esportivas da sua vida, é no minimo estranho.

    Mas Galvão, quando a Globo passa um jogo com você e outra emissora o mesmo jogo com outro, o Ibope da Globo é quase o triplo. Quando imitam narração, é sempre a sua. Quem ganha um absurdo é você, não os outros.  É o preço, né? Deve ser foda pra um brasileiro aceitar que alguém tem opinião de peso, ganha muito, vive no meio da seleção, da F-1, é amigo de todo mundo no meio e ainda por cima faz sucesso. 

    Isso ai tem nome hein! É igual aquele papo de que o Beckham é viado só porque é bonito, casado com uma gostosa, rico, famoso, joga bola.... Ou seja, ele é tudo que todos adorariam ser.

    Antes de me enviar um email dizendo que quem tá na chuva é pra se molhar, tente se colocar no lugar dele por 2 minutinhos. Aí, depois disso, de imaginar um MAracanã te xingando a troco de NADA, imagine porque será que a mídia cada dia mais ignora os protestos e surtos de torcida? Porque será?

    Abs,
    RicaPerrone

    Blog mudando


    O blog vai mudar. Em virtude do alto número de visitantes, a demanda está bem fora do SPFC apenas e, portanto, o blog vai se adaptar a nova safra de leitores.

    Sugestões e etc são no ricaperrone@terra.com.br.

    abs
    RicaPerrone

    Oi????



    "Eu aprendi a marcar na minha passagem pelo futebol holandês. Fazer gols eu sei, mas preciso ficar um pouco mais próximo da área. É o que farei contra o Cruzeiro e espero que o gol aconteça. No futuro, a minha meta é disputar as Olimpíadas de 2008. Por isso, eu preciso brigar pelo meu espaço no São Paulo ", disse Tardelli.

    Tardelli quer ir pra seleção Brasileira de futebol? Aquela lá que tem Pato, Robinho, etc?

    Cade o Jo Soares pra dizer aquele antigo: "Me tira o tubo!!".

    Fala sério vai. Começa a andar em campo, depois correr, depois aprende a dar um passe, aí depois disso explica como você está jogando bola profissionalmente até hoje, e aí sim, quem sabe, será considerado um bom jogador de futebol.

    Só me falta essa: Tardelli na seleção.

    abs,
    RicaPerrone

    É mesmo?


    "A seleção da CBF é uma merda"

    "Time de empresários!"

    "Já não torço mais pela seleção"

    Frases que ouvimos todo santo dia, enquanto ela briga lá fora pra ganhar amistosos. Aí ganha a Copa América da Argentina e os mesmos dizem: "Nós ganhamos".

    hoje, depois de uma volta na rua, rodar canais de TV e conferir a bilheteria, ficou meio dificil entender.

    A seleção da CBF leva 83 mil pessoas ao Maracanã? Só se fala nisso hoje porque? Essa euforia pelo jogo é porque odeiam a seleção?

    Gozado né? A seleção é alvo de pancada o ano todo. Mas quando ganha ou chega perto, todo mundo vira tiete e volta a declarar amores.

    To ansioso também. Mas nunca torci contra o Brasil, pelo contrário, adoro a seleção.

    E hoje vai ser 3x0, com gol de Afonso.

    abs,
    RicaPerrone

    Bandeiras já!


    Vou sugerir na ET e em sites parceiros uma campanha pra que voltem as bandeiras nos estádios.

    Sejamos honestos: O que ela causa? É com ela que nego se espanca? Não! Elas só enfeitam a festa.

    A briga é no Metro, é com a policia. Não tem briga dentro do estádio mais, não tem como chegar na torcida rival.

    Puta inveja das torcidas do Rio. Aqui fica cheio de gente catando e só. Tem que ter bandeira, papel higienico, tudo que temos direito.

    Já passou da hora de liberarem a coisa mais bonita da festa..

    abs,
    RicaPerrone

    A BOPE dos estádios


    É comum ir ao estádio e ver as torcidas passarem 50% do tempo ameaçando a rival. É comum seu time fazer um gol, o estádio explodir e, na música que deveria ser cantada por todos após o gol, a torcida começa com aquela palhaçada de "mato nao sei quem", "sou terror de não sei o que", etc. Fico imaginando um jogador em campo ouvindo isso.

    Ele chuta no gol, erra, a torcida começa: "Mato um, mato cem!!!". Eu ia achar que era comigo...

    O cara ta ali, jogo complicado, clima tenso. Aí vem um canto de motivação...

    "Não sei quem filho da puta.... chupa r... e dá o c,..".

    Uau! Deve motivar uma barbaridade. Nego corre porque o rival chupa r... e dá o ... !

    Coisa mais triste ver que para alguns a primeira preocupação é cantar pra ameaçar e se fazer machão. Sempre lembro que estes, os que vão ao estádio pra provar ser macho, são os mesmos que chegam em casa e dormem, deixando a mulher de lado. Afinal, macho que é macho prova isso entre machos. Bons tempos quando macho gostava de mullher, não de briga.

    Ontem o Galvão falou muito disso no Bem Amigos. E falou com razão. É tão lindo as torcidas inventando músicas que empurrem, que elogiem o time, que nem falem do rival. Flamengo, Fluminense e Botafogo foram exemplos, com 3 múscas lindas que o Brasil todo canta.

    A do SPFC, infelizmente... não anda bem de musica há tempos. Alias, nem pra gritar jogador. É um tal de "Mi-Ran-Da!", "Her-Na-Nes", que enjoa.

    A do Corinthians fez aquela musica chata toda vida, mas que é bonita na letra. A do Palmeiras diz que "minha vida é voce", é legalzinha, mas.,.. chata também.

    Neste fator, criatividade, as torcidas do Rio seguem iguais 20 anos atrás. Dão show quando querem.

    Tá na hora do torcedor comum começar a boicotar essa viadagem de ficar o jogo todo preocupado em ameaçar a torcida rival, afinal de contas, você também pode ser alvo de uma pedrada destes machões de estádio. Será que um dia eu vou ter a honra de ver uma torcida calar aquele setorzinho especifico com um canto de paz? Será que um dia as torcidas de SP e Palmeiras não cantariam juntas uma música condenando o que fazem aqueles dos grupinhos?

    Porque a gente tem medo de cantar o que a gente gostaria? É um direito daquela turminha passar o jogo xingando, mas é nosso também cantar outra coisa. Ofuscar cada grito de guerra por um grito de incentivo.

    To contando os dias pro "Vai lá vai la va la" virar um "Vou mata, vou mata, vou mata"...

    Olha que coisa mais linda...

    PS - Notem como em 30 segundos de música foi possível não ameaçar ninguém de morte... incrível não?

    abs,
    RicaPerrone

    Amanhã


    Amanhã eu coloco as versões de quadra deles pra ouvir (ou assistir).

    Inclusive, se alguém tiver aí, pode mandar. rs

    abs,
    RicaPerrone

    Beija Flor 2008
    O meu valor me faz brilhar
    Iluminado meu estado de amor
    Comunidade impõe respeito
    Bate no peito eu sou Beija-Flor

    È manhã brilho de fogo sob o sol do novo dia
    Meu talismã a minha fonte de energia
    Oh deusa do meu samba a flor de Macapá
    No manto azul da fantasia
    Me faz mais forte extremo norte
    A luz solar ilumina meu interior
    Vou viajar na linha do Equador
    Emana ao meio do mundo a beleza
    A força da mãe natureza é Macapaba
    O rio beijando o mar
    Encontro das águas marejando o meu olhar

    Quem foi meu Deus que fez do barro poema
    Quem fez meu Criador se orgulhar
    Os cunanis, alistés, maracás
    Foram dez foram mais pelo Amapá


    Um dia navegando nos rios de tupã
    A viajem fantasia dos filhos de Canaã
    A mágica da terra a cobiça atraiu
    Ibéria se enleva no Brasil
    A mão de Ianejar na fortaleza pela proteção da vida
    Em são José de Macapá brilha Mairi, a minha estrela preferida
    Herança moura em Mazagão
    Retiro o meu chapéu de bamba e assim
    O Marabaixo ao marco zero cai no samba
    Soam tambores no tocar do tamborim
    Tijuca 2008
    Cada objeto, uma história pra contar
    Vivo a aventura de outra vez eternizar
    Tijuca, coleciona na Avenida
    Emoções pra toda vida
    Um tesouro singular
    Meu pavão em destaque na ‘exposição’, resgatou
    Relíquias do tempo que o sentimento ‘guardou’
    Olhar inocente
    Embala ‘boneca’ – criança
    Um sonho menino, ‘guiando’ destino,
    Eterna lembrança

    O teu manto é minha proteção
    ‘Amuleto’ ouro e azul, é a minha luz!
    Cristalina fonte de poder
    ‘Pequeno ser’ que me conduz


    O tempo que passa, valoriza a arte
    E faz acender
    A chama que arde,
    Buscar a verdade, e reaprender
    A ‘plantar’ cultura em um jardim
    E assim ver florir
    Com a luz de cada geração, nova civilização
    Passos de nossos ancestrais
    Traços de mestres imortais
    ‘Salões do passado’, presente riqueza,
    ‘Chave’ do futuro com certeza

    Dá um show Tijuca,
    Outra ‘nota’ dez pra colecionar
    E ‘selar’ tua vitória,
    A ‘peça’ que falta pra te completar

    Viradouro 2008
    Amor, olha só quem vem lá
    É de arrepiar, com tanto frio
    Vem cá me abraçar
    Vem aquecer o meu frio
    Mexa, remexa, sacode a madeixa me faz delirar
    Tô no fricote, dou um beijo no cangote
    Eu quero ver, a semente germinar

    O show da bateria alucina
    Traz, como a corrente, a emoção
    Arte, literatura me fascina
    Outra realização


    Porém nem tudo são flores
    Há dissabores e felicidade
    Vidas perdidas no jogo de poder e maldade
    Eu sou sincero ...
    De vassoura ou de chinelo, chama alguém pra ajudar
    Na tela uma cena de terror
    De arrepio e calafrio você vai se assustar
    Peguei um Ita no Norte, gostei tive sorte, e kizombei
    Mesmo proibido, desfilei
    Em versos e poesias menestrel
    Vou cumprindo meu papel

    "Bate outra vez" o meu coração
    Pois já vai terminando o verão
    As rosas não falam
    Na viradouro exalam
    O perfume de uma canção

    Grande Rio 2008
    Água berço da vida
    Terra mãe-natureza
    Depois da explosão
    Que dizimou os animais
    Origem do petróleo e do gás
    Surgiu na Pérsia,bem usado no Japão
    " Fogo eterno" adoração
    Desprezado na Europa, Nova Iorque iluminou
    No Brasil,medo e deslumbramento
    O gás é natural,é nosso dia-dia
    É energia, desenvolvimento

    Com todo gás vou te dar amor
    Com muito amor vem me dar paixão
    É tão brilhante essa chama que clareia
    Incendeia o meu coração

    (Diz a lenda)

    Lindo!!!
    Como se fosse a primavera
    O guardião da vida "pai-mãe-terra"
    No ritual Araueté
    Repousa no lago senhor, exala o perfume da flor
    Na aldeia a paz do luar
    Pássaros cantando, borboletas pelo ar
    Então vamos cuidar, pra não se acabar
    Em Urucu o amanhã é um novo dia
    Onde o Brasil vai estudar!
    Se formar e ensinar
    Ecologia!!

    Grande Rio vem cantar!!
    Minha escola é o gás da Sapucaí
    Se a lição é preservar
    Meu grito é verde, Amazonas Coari

    Mangueira 2008
    Ao som de clarins
    Descendo a ladeira
    Sou Mangueira
    Tem frevo no samba,
    deu nó na madeira
    orgulho da cultura brasileira
    A majestade é o povo,
    sem o povo história não há
    estende o brasão, reflete o leão,
    símbolo de garra e união

    Capoeira invade os salões
    Mascarados, despertam Dragões
    E pelas ruas, vem Zé Pereira,
    Arrastando a multidão


    Nascia o frevo contagiando toda a massa
    E até hoje tem colombina e seus amores
    Passo no rancho das flores
    O profano é sagrado no maracatu
    Nos cem anos de história, desperto a alvorada
    Brincando no Galo da Madrugada
    Invade a cabeça, o corpo, embala os pés
    Delírio da massa, um fervo!
    É a Mangueira no passo do frevo
    Voltei de sombrinha na mão.
    Sonhando em gritar é campeão.

    Mandou me chamar, eu vou
    Prá Recife festejar
    Alegria no olhar , eu vejo
    É frevo, é frevo, é frevo

    Portela 2008
    Segue os passos do criador
    Vai minha Águia Gerreira
    Leva essa mensagem de amor
    De Oswaldo Cruz e Madureira
    Água, fonte eterna da vida
    Terra, templo da evolução
    O homem surgiu, brincou de criar
    Descobriu tanta riqueza
    É preciso progredir sem destruir
    Viver em comunhão com a natureza

    É o rio que corre a caminho do mar
    A flor que se abre na primavera
    Do ventre a esperança que vem renovar
    O sonho de uma nova era


    É hora de darmos aos mãos
    Lutarmos pro mundo mudar
    O líder de cada nação
    Precisa parar pra pensar
    A palavra é união
    Pra reconstruir o nosso lar
    Brasil, teu verde é o símbolo da vida
    Renova a tua energia
    Meu coração é o meu país
    O sol vai brilhar pra anunciar
    Um futuro mais feliz

    Eu sou a água, sou a terra, sou o ar
    Sou Portela
    Um sonho real, um grito de alerta
    A natureza que encanta a passarela


    Salgueiro 2008
    Canta meu Salgueiro!
    Um "Rio de Amor" vai desaguar
    Meus versos vêm no "Tom" da Poesia
    Da beleza que irradia
    E fez o lusitano se encantar
    Paraíso de riquezas naturais
    Coração do meu país
    Seduzindo a nobreza
    Terra de gente Feliz
    Chega a Família Real
    Dando um charme especial
    O porto agita a Praça Mauá
    Onde a semente do samba se fez brotar

    Eu sou o Rei da Boemia
    Carioca, sou da Lapa, Patrimônio cultural
    E me banhei de alegria, tiro onda, dou meu jeito
    Minha Vida é um carnaval


    Divina obra-prima pra se admirar
    Entre morros e ladeiras
    A brisa embala as ondas do mar
    Essa gente tão cheia de graça
    O turista que leva saudade
    E o redentor abençoando
    Maravilhosa cidade
    O Suburbano improvisando muito bem
    Vai batucando na lotada ou no trem

    E deixa o sol bronzear
    No calor do meu Salgueiro
    Eu sou raiz desse chão
    E canto a minha emoção
    Salve o Rio de Janeiro

    Carnaval 2008 - Mocidade de Padre Miguel

    Portugal
    Bendito seja... abençoado pelo Criador!
    Uma utopia, um destino, um sonho
    Mistico de grandes realezas
    Sonhar... Com glórias um rei desejar
    E o Sol volta a brilhar
    Com a esperança no olhar
    Mas desapareceu como um grão de areia no deserto
    E encantado renasceu
    Em cada ser, em cada coração
    Para afastar a cobiça, na busca do ideal:
    O Quinto Império Universal


    Deixa o meu samba te levar
    E a minha estrela te guiar
    À praia dos Lençóis, nas crenças do Maranhão
    Tem um castelo, que é do Rei Sebastião


    No Rio de Janeiro aportaram caravelas
    Trazendo a Família Real
    Progresso, em cores combinadas
    Debret retratava a transformação
    Nas terras dessa pátria mãe gentil
    Na herança, a dor de um povo varonil
    Surge o guerreiro sebastiano
    O mais ufano dos lusitanos, em verde e branco
    Que traz no peito uma estrela a brilhar
    De Norte a Sul desta nação
    Faz a manifestação popular


    Minha Mocidade... Guerreira
    Traz a igualdade, justiça e paz
    Hoje o Quinto Império é brasileiro... Amor
    Canta Mocidade, canta!

    Alo meu povão de Padre Miguel!

    Taí o samba 2008! O meu preferido! Ontem a noite foi escolhido e aclamado pela comunidade de Padre Miguel.

    Que seja o samba ideal pra um grande desfile.

    "Canta Mocidade, Canta!!!"

    abs,
    RicaPerrone

    O de sempre

    É sempre assim:

    O rival corre muito, o Brasil toca a bola.

    Espera-se uma grande vitória, ignorando a qualidade do rival e a dificuldade da altitude, estréia, etc. O jogo era duro, não dava pra sair pra cima deles. Dunga armou o time pra não perder, e não perdeu.

    KAká errou, mas correu. Robinho tentou, errou também. Love correu. E, como quase sempre onde o jogo vale alguma coisa, Ronaldinho Gaúcho não fez nada.

    O Dunga não é bobo. Sabe que precisa é classificar, dane-se o show. Recuou, fez também o que a imprensa tanto quer quando deixou o Kaká e o Gaúcho soltos e meteu mais um meia, mas não adiantou. Afonso entrou tarde, quando o Brasil já não jogava bolas na área.

    No Maracanã a coisa vai ser diferente. Vamos poder jogar sem altitude, mas com pressão. Aí sim, é hora do Dunga começar a notar quem aguenta e quem não aguenta a pressão daquela camisa. Teste melhor do que um rival meia-boca e um Maracanã lotado... só no Morumbi contra o Uruguai.

    abs,
    RicaPerrone

    Os erros de sempre


    Vasco e Botafogo fizeram um bom jogo no Maracanã. O primeiro tempo não foi lá essas coisas. Com 1x0, o Vasco voltou recuado e deixou o Botafogo passar 20 minutos na sua área pressionando. É impressionante como o Botafogo consegue ter a bola e alternar jogadas quando precisa atacar.

    Tão impressionante quanto isso apenas a maneira com que sua defesa se comporta. Cruzar na área do Botafogo é um paraíso. Ninguém pega ninguém.

    O Vasco teve sorte, pois no segundo tempo não merecia ganhar. Fez um gol logo depois da expulsão de um de seus jogadores, o que mudou todo o panorama da partida.

    O Cuca vai ter trabalho, pois como sempre o Bota teve o jogo nas mãos fazendo 1x1 e ficando com um jogador a mais. Mas... não consegue se defender.

    O Vasco de Roth, que ontem era terceiro, hoje luta pra não cair.

    Quinta tem Flamengo x Vasco. Aí sim... como diria a Imperatriz no carnaval de 2001: "O coro vai comer".

    abs,
    RicaPerrone

    Coluna ET
    Coluna do RicaPerrone: "Grandes clubes, clubes grandes"
    Fonte: Rica Perrone

    Eu costumo dizer que no Brasil existem 12 clubes grandes. São os 4 do Rio, os 4 de São Paulo, 2 de minas e dois de Porto Alegre. Os do Paraná são médios, o Goiás idem, os do nordeste, felizmente ou infelizmente, sumiram todos e foram parar na série B ou C. Os que sobem, caem logo. Os que ficam, são meros figurantes nos campeonatos.

    Considerando que foram no máximo médios, nem entram no debate.

    Quando alguém argumenta falando em “momento”, jogo o São Caetano na cara e ta encerrado o assunto. Grandeza se conquista ao longo de décadas, não durante uma ou duas fases especiais. Ser grande, no futebol, é ser quase que indestrutível. É saber que, aconteça o que for, a médio prazo, os clientes não irão embora. Podem se afastar, mas esperando poder voltar a qualquer momento. Tem mercado melhor do que esse? Você judia e o cliente não te larga?
    No Brasil as amadoras diretorias, e isso inclui a do SPFC, que tem 85% dos profissionais trabalhando como “extra” e não remunerados, não sabem usar os clientes, não ousam, não planejam e, se colocados diante dos maiores marketeiros do planeta, seriam motivo de piada. Nenhuma empresa tem esta clientela a seu dispor, e quem tem, não faz idéia de como usar. Os mais ricos times da Inglaterra não tem 30% da torcida, por exemplo, do Vasco.

    Já enjoei desse tema, enquanto muitos chamam diretoria A ou B de competente, outras de ruins, eu já passei da razão e diferenciação há tempos. Pra mim, no futebol brasileiro, todas as diretorias de clubes são incompetentes, cegas, velhas e extremamente políticas. Se não fossem, saberiam o que fazer com tanto cliente na mão. Não sabem, e enquanto um estatuto de 1930 estiver por cima da lógica, da razão, do planejamento e do profissionalismo, todos estes clubes seguirão como botecos que passam de pai pra filho e jamais se tornam Mc Donalds.

    Mas, falemos de grandeza. O que é ser grande? Ter torcida? Títulos? Um estádio?

    Há anos aprendi a diferença entre uma empresa grande e uma grande empresa. No futebol brasileiro, todos os times são “clubes grandes”, mas não há ainda um “grande clube”. O SPFC, sem dúvida, é o mais perto disso, sendo disparado o maior da América. Surgirão, então, os questionadores de escala, que dirão ser o Boca, por ter mais títulos. Ok, é verdade. Mas o Boca não tem Cotia, não tem o CT do SPFC, não tem o Morumbi, não tem o Reffis, não tem um clube social que muitos desconhecem, não tem 11 adversarios ao longo de sua história. Talvez 3, 4... e atualmente, apenas um. Se destacar em meio a nada é fácil, vide os 900 jogadores que surgiram como craques na Portuguesa e viraram nada nos clubes grandes. Aparecer no deserto é só ficar em pé. Quero ver aparecer na multidão.

    Jamais tiraria os méritos do Boca, mas o SPFC é maior.

    Ao longo dos últimos 70 anos, não enfrentamos o Santos do Luxa, o Palmeiras do Caio Jr. Não, isso é o que a molecada pensa. Na década de 80 não era o Palmeiras, era o Flamengo. Na de 70, o Inter. O Cruzeiro, o Grêmio, outro dia o Santos, ano que vem o Corinthians, talvez daqui 3 anos o Fluminense, e assim sempre será. E quando digo que encaramos um Flamengo de 80, me refiro a um time que bateria o atual super-barcelona por 3x0 sem grandes esforços. Assim como o Inter de Falcão, o Palmeiras de Ademir, o SPFC de Telê, o Santos de Pelé, o Grêmio de Renato, e por aí vai. Não tinha Cristiano Ronaldo, tinham 4 iguais a ele e outros 7 do nível do melhor jogador do país atualmente. Era beeeeeeeeeeeem diferente.

    O futebol do Rio passa por fase complicada, mas muito menos complicada do que há 5 anos. Hoje, ta perto de voltar a complicar. Falta bem pouco. Os gaúchos, que outro dia andavam na série B, hoje fazem melhor que os paulistas. Foram campeões do mundo em 2006, vice da Libertadores em 2007, vice brasileiro em 2006 e 2005, e nada disso é notado quando se colocam os 4 de São Paulo como supra-sumos.

    Se o que está acontecendo no Corinthians fosse no Botafogo, diriam: “Futebol carioca é uma zona”. No Corinthians, apenas o Dualib é burro. Não tem relação com o futebol de São Paulo, com a eterna crise alvi-verde, muito menos com os 11 anos rapidamente esquecidos até 2005 onde o poderoso SPFC não ganhava nada.

    Onde quero chegar? Grandeza se faz ao longo de muitas décadas, e durante elas, não existiram 2 ou 3 rivais. Foram todos, que se fizeram frente ao seu e ajudaram a fazer dele grandioso, é porque também são grandes.

    O Botafogo, pelo que foi na década de 60, pelos vários títulos até surgir o Brasileirão e por ter vencido em 95, além de ter uma torcida considerável, é grande. O Flamengo, dispensa comentários. O SPFC, mais ainda. O Corinthians? Claro que é! Aliás, é bem grande.

    Sabe o que tem no DVD do Real Madrid? Um capítulo sobre o Barcelona.

    Sabe o que tem no do Barca? Um capítulo sobre o Real Madrid.

    Talvez porque lá sejam mais inteligentes e percebam que o rival é quem faz você ser forte e que movimenta o mercado, a paixão. Aqui, nem se importam. Dirigentes de clubes desprezam rivais e debocham como se fossem os maiores. Burros, fazem o torcedor achar que seu clube não tem ninguém à altura, e quando empata 2 seguidas, é crise.
    Mas ué? Os outros não são merda? Então é crise mesmo! Foram vocês que disseram...

    O Corinthians está pra cair, e eu jamais ousaria discutir com o torcedor rival o que ele deseja. Óbvio que, por 1 mês de risadas, torce pra cair. Mas eu pergunto: O que ganhamos com a queda do Palmeiras?

    Eu respondo: 6 clássicos a menos, 20% do torcedor de SP fora da discussão e portanto o futebol menos importante e fazendo menos parte do dia-a-dia, menos mídia, vendeu menos jornal, o SPFC não teve 2 clássicos que movimentam semanas, e... só.

    Ah, isso sem contar o “pereba” que entrou no lugar dele só pra cair de novo, que é o que acontece com 90% dos times que vem da série B.

    Ou seja, olhando com calma, friamente e sem pensar na risadinha do colega, ninguém ganha NADA com a queda de um grande. Ninguém tira vantagem alguma com a má fase dos cariocas, com um Vasco frágil, com um Palmeiras em crise.

    O rival faz do futebol o que ele é. Os grandes jogos, os grandes campeonatos, os esquadrões frente a frente. Não me digam que vão vibrar nesse Brasileirão nem 60% do que vibraram com os títulos contra o super-Palmeiras Parmalat. É mentira. Era muito melhor jogar contra um timaço do que encarar o Caio e o Pierre, com todo respeito a ambos.


    No Brasil, como eu disse, 12 são grandes. Nenhum é profissional. Vivemos da pura magia do futebol, da história, da tradição e do prazer em disputar contra rivais. Não tem craque pra assistir jogar, não tem mais quase nada. O campeão Brasileiro joga na retranca, feio, e não está errado. Onde ninguém desequilibra, que vença o mais compacto.

    E eu fico me perguntando: Se tudo acabou, se só restou a paixão, a rivalidade e a competição, que vantagem posso achar numa queda de Atlético MG, Corinthians, Vasco ou Inter?

    Sinceramente, que caia o Goiás, o Náutico, o Juventude... são times “bacanas”, mas que de forma clara e objetiva, não farão diferença nenhuma pra 95% das pessoas que fazem o futebol existir: O torcedor.

    Eu quero enfrentar o Corinthians 3 vezes em 2008, não apenas uma no começo da temporada e passar o ano rindo. Rindo porque eles caíram, rindo porque o Brasileirão ficou menos divertido, rindo porque meu time sobra e ganha de ninguém. E chorando porque segunda-feira não posso mais discutir, só dar risada.

    E risada, como tudo na vida, só é bom porque não acontece o tempo todo.

    Abs,
    RicaPerrone

    http://ricaperrone.zip.net/

    Melhor do mundo

    O melhor do mundo em 2007, pra mim, é o Kaká. Não sou fã do jogador, não pela bola que joga, mas pela forma que se coloca. Já cansei de falar nesse assunto, acho o Kaká muito bom jogador e ponto. Craque, nem a pau.

    Em 2007 foi o melhor jogador do mundo.

    A Sandy de chuteiras, pelo aspecto positivo da comparação, representa um futebol objetivo, rápido, pouco brilhante e muito eficiente.

    Merece o prêmio.

    abs,
    RicaPerrone

    Quem disse?


    Mania nacional, embalo puro de jornalista: Questionar e ridicularizar Afonso.

    O que teria feito o jogador para ser alvo de tudo isso? Se tornou o emblema de uma seleção ridícula, ao mesmo tempo que Dunga, taxado de ruim na Copa América, convoca a seleção que todo mundo queria. Ronaldo machucado ainda não dá. Ceni, há 10 anos, mesma coisa. E o Pato, convenhamos... é piada. O rapaz tem 10 jogos como profissional, só jogará em janeiro e nego quer seleção? Fala sério.

    Afonso é ruim, dizem. E eu pergunto: Quem, de todos que dizem isso, o viu jogar?

    Ninguém, tenho absoluta certa.

    Talvez ele seja grosso, talvez seja um novo Ronaldo. Vai saber... como posso palpitar sobre algo que nunca vi?

    Quem é artilheiro da Europa por um time pequeno tem, no minimo, méritos. Faz gols, não importa em que situação.

    O campeonato Holandes é ruim? Ok, mas e o Brasileiro? Tá bom pra caramba né? Tanto que o Josiel é artilheiro...

    Eu não estou defendendo o Afonso, apenas dizendo que não dá pra enfiar a porrada num cidadão que ninguém viu jogar. Como podemos bater sem ter motivos?

    Se coloquem na situação do cara. Ele fez os gols dele, não falou nada, não tem culpa de nada. Chega na seleção onde Kaka e Ronaldinho PIPOCAM quando precisa e vira alvo de toda porrada? Como se ele tivesse prometido um título, como se fosse uma aberração do futebol. Ninguém consegue jogar bola desse jeito.

    Deem um tempo pro cara. Quem sabe? Já vi cada uma... não duvido ser um baita jogador. Pra ser honesto, pelo pouco que vi, não achei ele nada grosso.

    abs,
    RicaPerrone

    Não tem jeito...


    Estive analisando a tabela. O SPFC tem 11 pontos do Cruzeiro, restando 8 jogos. Destes, pega Sport e Juventude fora e América RN em casa. Vencendo estes 3, é só ganhar do Cruzeiro em casa e acabou. Essa é a conta teorica.

    Mas, analisando o que o Cruzeiro tem feito, o nível de pipocagem dos mineiros nesta reta final quando perderam 8 pontos faceis que lhes daria chances de brigar pelo caneco, chego a conclusão que o SPFC pode perder os 8 jogos. Simplesmente porque o Cruzeiro não vencerá 4 deles.

    E se ganhar, o SPFC precisa de mais uma, talvez duas vitórias para levantar o caneco. Ou seja, vencendo o Cruzeiro semana que vem, faltando 6 rodadas, pode dar a faixa. Já era, como alias, acho que já foi faz tempo.

    abs,
    RicaPerrone

    Aposentando!


    O Flamengo aposentou a camisa 12 em homenagem a torcida.

    Uma das raras atitudes relacionadas a torcida que tenho que concordar.

    Alguns perguntam: O que seria do Flamengo sem sua torcida?

    Não sei. Mas me pergunto algo diferente.

    O que seria dos rubro-negros sem o Flamengo?

    abs,
    RicaPerrone

    Caindo, mas longe do chão

    O Tricolor perdeu, enfim, um jogo improvável. Contra o Fla, era possível. Contra o Corinthians, clássico.

    Hoje não.

    O Millonários não é ruim, é muito ruim. Incapazes de dar 3 passes consecutivos, com jogadores lentos e pouco inteligentes do meio pra frente. Um belo goleiro, diga-se.

    Muricy escalou o que tinha, criou, e eles perderam os gols. Muito toquinho, muito drible bonito, nada de gols. Salto alto? Não sei, talvez tenham acreditado que o ano acabou, o que é verdade quando o assunto é Brasileirão.

    Era mais negócio ter poupado o time contra o Flamengo, ganhar 3 pontos do Corinthians (clássico e que motiva a torcida), meter mais 3x0 hoje, poupar contra o Flu, resolver contra o Cruzeiro e ponto final. Mas não. Tentamos vencer tudo, e não deu.

    Esse papo de cansado é relativo, pois o Santos jogou mais que o SPFC no ano, assim como o Grêmio, que não tem o elenco que temos.

    Estranho, mas até que justificável.

    Aguardemos. Sábado, no Rio, uma derrota não é nada improvavel. Se acontecer, a cobrança vai começar a surgir.

    Aí, mesmo sem ter mais tempo pra perder nada, ficará aquele gostinho "sem tempero" na provavel conquista do Brasileirão.

    abs,
    RicaPerrone

    Fla x Flu - Nada é mais charmoso


    O clássico mais lindo da história do país foi, mais uma vez, lindo. Fla x Flu, 73 mil pessoas... dane-se o resto.  O jogo já começou tendo sido lindo, não importa o que aconteça, era Fla x Flu, lotado, no Maracanã.

    O Mengão não jogou mal. O Flu, que venceu por 2x0, não fez uma partida muito superior. A questão é que no futebol as coisas mudam muito durante um jogo.

    Com 1 minuto, 1x0. Acabou toda a preleção. O Flamengo tentou ir pra cima, até foi. O Flu se defendeu e contra-atacou.

    No segundo tempo, quando o Fla buscava o gol de empate, o segundo gol em contra-ataque rápido. Já era, 2x0. Grande jogo, baita resultado pro Flu, que embala de vez pra encarar o SPFC.

    O que tenho notado há uns 10 anos é a diferença dos clássicos. Reparem como os clássicos no Maracanã terminam sempre com gols, milhares de jogadas de gol, dribles, lances dignos de nota, enquanto é comum terminarem clássicos no Morumbi com 1x1, 1x0, 0x0, cheios de bico pro alto e nenhuma ofensividade.

    Haveria alguma diferença no estilo de jogo? Será que o futebol paulista é europeu ao ponto de jogar igual ingles, enquanto o carioca é desorganizado ao ponto de se manter jogando futebol brasileiro? Assistam aos dois clássicos, ou mais de dois... comparem. Tecnicamente talvez não haja enorme diferença, mas no Maraca parece ser proibido ficar na retranca esperando o rival. Que bom!

    Parabéns pro Fluzão! E o Renato, todo dia, me faz ser mais fã dele. Vai ser treinador em vários clubes, mas sabe onde vai parar né? No Flamengo. Pode apostar.

    abs,
    Ricaperrone

    O clássico


    Jogo feio, chato, cheio de bicão. Aliás, deste time do Corinthians o que podemos esperar é isso: Bico! Do SPFC, líder, o que não podemos esperar é bico.

    O Corinthians correu, chutou a bola pro alto, e só.  O SPFc tocou a bola, esperou que o gol aparecesse sozinho, e não aconteceu. Levou, num lance onde nem o passe pro gol foi intencional, mas levou.

    Méritos? O Corinthians usou o salto alto do SPFC para segurar o jogo e ser premiado pela sorte no fim. Nada demais, não muda nada. O Corinthians segue em crise, o SPFC segue no paraíso, não muda absolutamente nada.

    Muricy errou? Sim, muito. Meteu o time marcando o nada. 3 zagueiros, 2 volantes, pra marcar o que? Seria até possível vencer assim, desde que os dois centroavantes fixos tivesem quem os desse a bola. Não tiveram, e o SPFC ficou apenas marcando o time que não ataca. Pra que? Não sei, pois não precisava. Foi medroso, jogou pelo tabu, e perdeu o tabu.

    Perdeu pro Fla porque a torcida fez o time correr. Perdeu pro Corinthians porque a torcida deles, em menor numero, cantou o jogo todo e não deixou o time se sentir inferior ao rival. Perdeu porque está cansado, porque foi medroso, porque jogou mal demais os dois jogos.

    Na quarta, pode ter problemas por escalar, ao meu entender, erradamente os reservas. E no final de semana, contra o Flu, o favoritismo é do Flu, que vive grande fase, já está na Libertadores e vai meter 50 mil no Maracanã. Se perder, algumas coisas serão questionadas. Claro, o penta virá! Mas... domingo o SPFC decide se com empolgação ou administrando o que já foi feito.

    Tentar ver crise, problemas e maiores repercussões no Morumbi é bobagem. O time perdeu 2 jogos normais, sera penta, não mudou nada. Já no Corinthians... tudo em paz, até a próxima gravação telefonica.

    Abs,
    RicaPerrone

    Ao Vampeta o que é de Vampeta


    Vampeta arrisca, fala, brinca, ironiza, cutuca.
    Vampeta chama o torcedor pro estádio.
    Vampeta é o tipo de jogador que gera raiva de muitos, outros acham graça.
    Eu, acho graca.

    Vampeta jogou muita bola na carreira, mas nunca foi craque.
    Vampeta voltou ao Corinthians para ser debochado.
    Vampeta emagreceu, e não joga menos do que ninguém no time.
    Vampeta é quem mais aparece na mídia alvi-negra.
    Vampeta faz por merecer.

    Vampeta entrou domingo.
    Não fez nada, como o time todo do Corinthians.
    Mas Vampeta venceu o jogo que todos juravam que ele perderia.

    O SPFC não ganha do Vampeta, nem aqui, nem no Brasiliense.
    É fato, dado estatístico.
    Vai zoar? Falar um monte?

    Claro! E você? Se fosse ele, não falaria?

    Abs,
    RicaPerrone

    Licões de pentacampeões

    Deve ter centenas de internautas esperando pra ler o sãopaulino flamenguista do Perrone falar depois do jogo. Alguns esperando eu comemorar pra me chamar de sãopaulino de merda, outros esperando que eu elogie o Flamengo, pra que não seja injusto, e outros imaginando que eu vá ironizar com o fato de ter dito que o Flamengo poderia vencer o SPFC e que o Flamengo disputaria vaga na Libertadores. Terá, acreditem, quem imagine que vou criticar o Muricy. rs

    Na verdade, na condição de torcedor dos dois times, me sinto orgulhoso. Fico feliz de ver o líder e já campeão São Paulo poder perder um jogo e sair dele igualzinho entrou, esbanjando vantagem e confiança pro título que virá. Do outro lado, como disse ontem, o único time capaz de fazer coisas improváveis. Mas ontem, no Maracanã, o jogo não foi entre SPFC x Flamengo. Também não acho que esteja no campo a maior lição que cada um deve tirar.

     Lições que todo dia ouvimos como:
    "O Flamengo tinha que se planejar como o SPFC."
    "O Flamengo tinha que ter o profissionalismo do SPFC"
    "O Flamengo tinha que ter a estrutura do SPFC"

    Sim, tinha. O SPFC tem tudo que o Flamengo não tem. Mas, o Flamengo tem tudo o que o SPFC não tem.

    Enquanto um se organiza e vence porque se planejou, o outro vence porque não fez planos.

    Enquanto o SPFC arma um time forte e faz chover no campeonato, o Flamengo se mata pra conseguir formar um time e pra não cair.

    Enquanto o Flamengo consegue mídia sem fazer esforço, o SPFC tem que ganhar o Mundo pra sair mais que o Corinthians no jornal.

    Enquanto o Flamengo é sempre deboche, o SPFC é sempre elogiado e louvado.

    Enquanto o CT de Cotia brilha e o da Barra Funda impressiona, o Fla treina na Gávea sem grandes luxos e condições.

    Os salários do SPFC são pagos em dia, mas não contrata craques. O Flamengo nem sempre paga, mas os contrata.

    O SPFC não usa mística pra vencer um grande jogo, usa competencia. O Flamengo, quando falta competencia, usa a camisa e só.

    Mas, entre todas as diferenças dos dois clubes, hoje é dia de exaltar o que venceu. O SPFC é o maior clube das Américas, campeão Brasileiro e ponto final. O Flamengo, que não chega aos pés do SPFC em administração e planejamento, tem algo que o SPFC não tem, talvez nunca tenha, porque massas também tem características.

    Foram 60 mil torcedores no Maracanã pra ver o décimo segundo colocado, sem promoção Nestle, quinta a noite. Cantaram, vibraram, lutaram e fizeram, como sempre, a festa mais linda que uma torcida consegue fazer no planeta desde 1895. Enquanto o Flamengo tem muito o que aprender com o SPFC, é bom lembrar que o SPFC também tem o que aprender com o Flamengo. Não pelo jogo de hoje, isso foi apenas uma vitória isolada entre tantas que o Flamengo teve sobre o SP e vice-versa.

    Mas pela massa. Por algo chamado paixão e fidelidade. A torcida do SPFc é incapaz de colocar 12 mil pessoas no Morumbi se for décimo segundo. É incapaz de colocar 40, sendo líder, sem ter promoção da bolacha. Falta gente? Não, falta tesão. A torcida do Flamengo tem mil defeitos, mas não é acomodada e nem mimada. A do SPFC é, e muito.

    A lição número um desta noite está na arquibancada. Onde 60 mil pessoas que apoiam e enchem um estádio pra ver um time desfalcado enfrentar o líder, longe de ser favorito, contra uma torcida que escolhe jogos para comparecer e só consegue encher seu estádio que tanto se orgulha ter quando joga uma decisão.

    Se alguém mereceu vencer, em campo, foi o Flamengo, que jogou muita bola e conseguiu fazer o que ninguém vinha conseguindo. Se alguém mereceu vencer o SPFC neste Brasileiro foram os 60 mil apaixonados rubro-negros que foram ao Maracanã sabendo que, da mesma forma que o SPFC é o SPFC, o Flamengo é sempre o Flamengo. Não existe, sempre digo, um adversário no planeta capaz de ser invencível no Maracanã lotado. E o SPFC não foi, como nenhum outro seria.

    Que fiquem as lições. Ao Flamengo, tudo que envolve estrutura e planejamento no SPFC.

    Ao São Paulo, um pouco mais de atitude da torcida e o devido valor ao papel que ela pode ter.

    Hoje, com 15 mil, o Flamengo não venceria. Sabendo disso, a torcida encheu o Maracanã e venceu o SPFC transmitindo uma vontade incrível aos 11 jogadores do Flamengo, que foram melhores do que o SPFC o jogo todo, não porque são melhores, mas porque tinham 60 mil motivos pra correr. Amanhã, no Morumbi, numa situação parecida, os jogadores do SPFC encontrarão, no máximo, 10 mil motivos pra correr.

    E é por isso que o SPFC é o SPFC e o Flamengo é o Flamengo. Diferentes, mas incríveis.

    abs,
    RicaPerrone

    Que merda é essa?

    Vou morrer e não vou ver tudo... O cara cantou Racionais!! Pqp... Vou anular voto nos próximos 10 anos.

    É velho, mas eu só vi hoje. rs

    abs,
    RicaPerrone

    O maior adversário do SP hoje
    SP x Fla - Quartas de final da Libertadores 93
    Supercopa 1993 - SP 2x2 Fla
    Outro inteligentão

    Alem de mentir, não sabe fazer. Primeiro sai correndo, depois cai no chão.

    Claro que tá errado, o torcedor tem que ser preso. Mas... o Dida não foi agredido, nem sentiu nada. Fez pra prejudicar e aumentar o show em cima do erro de um torcedor idiota.

    Eu sempre digo: Quer fazer merda? Faz direito, porra! O Bosco, o Hugo e o Dida passaram dos limites da falta de malandragem. Ou cai quando leva, ou então corre e bate no sujeito! Fazer esse tipinho aí não cola.

    Quer dar porrada, dá direito! Quer cuspir, cospe sem ninguém ver! Nego faz até biquinho pra cuspir e quer que ninguém pegue? O outro sai correndo atrás do torcedor e cai no meio do caminho sentindo dores. ah, fala sério vai. Nem ligo pra punição do cara, mas devia ter aula de malandragem, isso sim.

    abs,
    RicaPerrone

    STJD hoje


    Bosco, Obina, Hugo e Coelho serão julgados novamente.

    Só pra constar, oque penso sobre:

    Bosco - Devia pegar uns 2 meses. Tentou simular algo grave para prejudicar o Palmeiras. Foi muito feio, e burro, o que ele fez. Achou que não tinha camera, pô? Prejudicar um rival de proposito é algo pesado, deve ser punido.

    Obina - Enfiou o cotovelo. Isso acontece todo jogo, mas... merece um ganchinho de uns 5 jogos, por aí.

    Hugo - Esse merece uns meses. Já foi suspenso este ano, voltou, cuspiu num cidadão. Jogadorzinho nota 4, postura nota 2. Merece, pra ver se aprende enquanto é tempo. Cuspir na cara de alguém, na frente do juiz, por uma falta? Faça-me o favor... se for fazer, faça direito. 2 meses pela cusparada, mais 2 por ser burro. rs

    Coelho - Eu absolvia. Não vi nada de absurdo na falta. FOi forte, sim! Mas igual outras 3 que tem todo jogo. Tá sendo suspenso pela imprensa, não pelo STJD.  Quem ve a punição pensa que ele enfiou o pé no peito do Kerlon.

    abs,
    RicaPerrone

    Cegos, surdos e ingratos


    Torcedor é, com todo respeito, uma merda. O Falcão diz que torcedor tem este nome porque ele "torce os fatos para ser como ele gostaria". Hoje o Leonardo disse que vai torcer pro Mengo a noite, pois é o time que ele começou, etc. Meu e-mail, em nome da ET, está entupido de torcedor xingando o Leonardo, como se ele fosse um traidor.

    Eu juro, não consigo entender. Torcedor olha pra jogador como se ele fosse um brinquedinho dele, dane-se o que ele sente, o que pensa, a história, etc. Outro dia no Morumbi a torcida xingou o Antonio Carlos e eu quase briguei. Porra, vai xingar campeão da Libertadores aqui e amanhã entupir o estádio pra berrar Luis Fabiano? Vá dormir! Que se dane se ele jogou no Palmeiras, no Curintia. Ele jogou, e muito, no SPFC. Honrou a camisa como poucos, e nego vaia o cidadão e xinga?

    O Léo jogou uma barbaridade no Morumbi. Teve conduta irretocável aqui, no Japão, no Milan e no Fla. A torcida do SPFC vai se revoltar porque o cara torcerá pelo time dele de infância? Quer dizer que se amanhã você vira jogador e joga 10 anos no Cruzeiro, um dia o SPFC joga com o Cruzeiro e você não tem o direito de torcer pelo seu time?

    Torcedor enche o saco com essas coisas. Cria idolos e destroi sem criterio nenhum. Eu já vi nego xingar o Rogério no Morumbi (amarelão, lembra?), já vi cada absurdo que dá dó contar. MEu e-mail vive lotado de surtos do tipo: Mineiro mercenário, Muller idolo. Coisas sem criterio algum.

    Amanhã o Miranda joga no Santos e vira mercenario, como se nunca tivesse feito nada no SPFC.

    Eu convivo com muito torcedor todo dia, por e-mail, que conheço, etc. Eu sou um torcedor. Eu tive um site de futebol por 2 anos, cansei de ter que bater de frente com vascaino que se acha bi da Libertadores, com torcedor do Sport que se acha campeao Brasileiro, com corintiano que jura ser campeão do mundo igual os outros, etc. Mas, disparado, a torcida do SPFC é a mais ingrata e chata que existe. Reclama de tudo, procura pelo em ovo, não reconhece um rival, não sabe a diferença de um jogador importante pra um tecnicamente bom. Grita, faz escandalo, invade orkut, sites, etc. No estádio, ela não pisa.

    A gente tenta na ET manter algum contato com idolos antigos pra que isso não se apague. Mas quando a gente abre um formulario de cadastro no site e ve que poucos sabem quem foi Roberto Dias, que desconhecem A. Carlos, que ignoram a historia do Leonardo no futebol... dá pena. É forte, mas o sentimento que eu tenho por quem ignora o futebol e sua belissima historia, que inclui os rivais, em troca de torcer alucinadamente por um time e não olhar meio metro pro lado, o que sinto é pena. Nào imagina o desperdício que é ignorar um Fla x Flu por só saber o que vale um SP x Corinthians.

    Dos 15 times, 300 jogadores e 20 classicos que movimentam o futebol por aqui, nego se limita a conhecer 3 classicos, 1 time e 22 jogadores e acha que está fazendo um grande negocio. Depois comete absurdos como xingar o Leonardo e acha que a imprensa "viaja" em defender uma coisa dessas.

    Cada uma viu... amanhã o Raí vira treinador do Palmeiras, time de infancia dele, e é capaz da torcida do SPFC xingar o cara no Morumbi.

    Não é so a do SPFC não. As outras também, é que a do SPFC é mais "mimada". O que a torcida do Botafogo ta fazendo também é errado. Tira um time que vivia disputando pra não cair, leva o time pras decisões, disputa titulo, joga bem, tem um caso de dopping e um afastamento no meio do caminho, tropeça, e ai ao invés de entender ou tentar ajudar, se revoltam na mesma proporção de quando o time caiu? Qual critério existe nisso?

    A torcida do Corinthians, essa sim, devia estar revoltada. O que não justifica bater em jogador e invadir CT. Mas é engraçado: A torcida do Corinthians reagiu com mais força a perda da Libertadores do que a crise atual. Qual foi mais grave? Simples entender porque é F... dar ouvidos para o que diz torcida de cabeça quente.

    abs,
    RicaPerrone

    Curtas da rodada


     - Puta que pariu, com todo respeito, como é ruim esse time do Palmeiras. Nego vem me dizer que o Caio Jr. fez um puta trabalho, etc. Ok, ele tá colocando o time na briga. Mas o time joga mal demais! Não tem padrão tático, não cria uma jogada pensada, é feio demais! Eu não acho o Caio Jr um grande treinador, aliás, acho que dão méritos demais pra ele num time que joga 70% do que podia, mesmo sendo fraco.  Irrita ver o Palmeiras jogar. O time simplesmente não pensa.

    - O Curintia arrumou um bom empate no Rio. O Flu, desesperado pelo gol, se perdeu. Teve chances, mas... não fez. Thiago Neves faz muita falta, é óbvio. Mas...  Falemos do Renato. O cara ganha a Copa do BR, leva o time pras cabeças no Brasileiro, fala grosso, tira o melhor jogador do time porque ele não sabe quem manda nele... é, taí um treinador que eu respeito.  Não sabe onde quer jogar? Não sabe quem manda em você? Não sabe dizer sim ou não? Então vai ficar encostado até virar homem. depois joga. Perfeito!

    - Se o Timón correr igual no Rio domingo o SPFC ganha só de 3x0 hein! Clássico é clássico, mas qualquer resultado que não seja enfiar uma cacetada neste time ridículo que o Corinthians montou é um resultado fraco. Péssimo! O time se limita a defender e dar bico, parece da terceira divisão. O SPFC tem a obrigação de ganhar, e o fará.

    - O técnico do Náutico, que desconheço a carreira, é bem inteligente... O time dele é muito bem armado taticamente. Gostei do cara.

    - O Cruzeiro perder pro Santos tudo bem, faz parte. Do jeito que foi, idem. Mas quem quer disputar título não pode perder 6 pontos restando 10 rodadas. Igualzinho o Inter em 2005, quando resolveu perder pro Paraná e pro Coxa nas últimas rodadas e deu o caneco pro Corinthians/Zveiter. Não acho que o Corinthians mereceu o titulo, mas, nem o Inter, que pipocou quando era pra resolver.

    - O Botafogo não tem mais jeito...

    - O Goiás vai cair, finalmente. Acho até bom, pois me irrita time que todo ano faz boa campanha e nunca tenta ganhar nada. Figurante não acrescenta quase nada.

    - O Vasco perde gols incríveis! E agora, jogos.  Tô falando que o Flamengo vai terminar na frente dos cariocas e se bobear ainda vai pra Libertadores... ninguém me ouve. rs

    - O Galo não vai cair porque é o Galo. Mas pelo treinador, cairia.  E o Mano Menezes é ótimo!

    abs,
    RicaPerrone

    É PENTA!!!

    Aconteça o que for hoje, ninguém tira mais o título do SPFC, nem que o time saia perdendo pra Fla, Flu, Corinthians... O Cruzeiro não tem capacidade para resolver os jogos que PRECISA ganhar, o SPFC teve. Agora já era. O Cruzeiro perdeu 6 pontos, mesmo se o SPFC perder hoje, ficam 12. Ninguém tira mais.

    O SPFC é pentacampeão brasileiro! Igual o Flamengo. rs

    abs,
    RicaPerrone

    Fácil? Não...


    Amanhã tem SPFC x Flamengo no Maracanã. Na teoria, dentro dos últimos resultados, o SPFC é favorito. Quem vence Botafogo, Gremio, Cruzeiro, Santos e Inter fora de casa tem, na teoria, toda chance do mundo de vencer o Flamengo. Mas, se o futebol tivesse alguma lógica seria menos divertido.

    Existem vários times capazes de atuar 90 minutos e vencer o SPFC. Talvez não em 3 partidas, mas em uma, porque não? Entre todos os times que o SPFC disputou até agora, achei que poderia perder para os citados acima quando fora de casa. Venceu todas, surpreendeu pois não é comum se vencer estes times fora de casa. Amanhã tem o Flamengo, que não brilha, que não terá Roger, Obina e Renato Augusto. O SPFC não terá Miranda e Hernanes.

    A diferença é que o SPFC coloca o André Dias e tudo bem. Coloca o Zé Luis e tá resolvido. O Flamengo não tem quem jogar na vaga dos dois meias titulares. Mas, se não tem o mesmo elenco, tem a camisa e a torcida. Existem times misticos, capazes de fazer coisas que duvidam. O Flamengo é, disparado, o primeiro time da lista dos "nunca duvide". Quem acompanha sabe... o Fla é capaz de perder jogos absurdos e ganhar jogos improváveis.

    Claro que não muda nada pro SPFC se perder amanhã. Pro Fla, se ganhar, muda muito. A motivação é diferente para os dois, sendo que os 50 mil torcedores no Maracanã farão, tenham certeza, diferença pra algum lado. Se ajudarem, o Flamengo ganha muita força. Se cobrarem, o SPFC engole o Flamengo.

    Vai ser bem f... torcer amanhã.  O SPFC luta pelo título, mas é bem óbvio que perder não muda merda nenhuma. O Fla, se ganha esse jogo, sobe, pega moral, e entra na briga até pra Libertadores... Sei não. Vou assistir mudo. Quem ganhar, ganhou. Como sempre, só torço pra que ninguém goleie, pois aí dói. rs

    Mas, em resumo, eu acho que se existe um time no Brasil capaz de ignorar o quanto de bola os dois times vem jogando e acabar ganhando na base da raça, torcida, camisa, estádio... se chama Flamengo. Se tem um time capaz de ignorar o Maracanã com 50 mil é o SPFC. Então, espero um puta jogo. E, ao contrário do que muitos pensam aqui em SP, não acho que será um jogo fácil pro SP. Pelo contrário, acho que o Flamengo arranca pelo menos um empate.

    Mas... veremos.

    abs,
    RicaPerrone

    Muito engraçado!


    Tá, a torcida do Bota vai ficar chateada comigo.  Mas é muito engraçado o que fizeram. Perdoem-me botafoguenses, prometo que se tiver igual contra outros eu coloco também. rs

    Em tempo: O fato de ser engraçado não significa que eu concorde. Não acho o Bota um time pequeno, muito pelo contrário. Já cansei de brigar com são-paulino defendendo que existem 12 clubes grandes no Brasil. E, óbvio, o Bota é um deles.

    abs,
    RicaPerrone

    Coluna ET
    Coluna do RicaPerrone: "É penta!"
    Fonte: Rica Perrone

    Que se dane a matemática, que se dane a teoria, que se dane o meu dever jornalístico de dizer que talvez não, que ainda é possível, etc, etc, etc. O São Paulo tem três coisas que impedem qualquer zebra: Competência, planejamento e ajuda divina.

    Já falei da competência, dos méritos do Muricy e do elenco todo na semana passada. Falemos de Deus.

    Não, não sou crente, aliás, nem batizado. Odeio religião e a minha se chama São Paulo FC, minha igreja é o Morumbi e fiel, pra mim, é quem vai todo jogo no estádio. Não gosto de imagem, não rezo pra santo e não acredito em inferno.

    Dúvido que Adão e Eva comeram maça e, pra ser honesto, já desconfio que era Adão e Ivo, e não Eva. Mas, enfim... vamos ao que interessa.

    Chutar no gol do SPFC é perda de tempo. Se o jogador superar as leis divinas e acertar o gol, o Rogério salva. Se desviar em alguém, vai pra fora.

    Se você ousar fazer um gol no SPFC, terá punição com um expulso imediatamente. Se tentar fazer do jogo uma guerra, fará gol contra.

    Se cabecear no gol do SPFC sem estar perdendo por mais de 2 gols, vai na trave. Se bater em jogador do SPFC, vai expulso.

    Se tentar mudar o esquema tático, um Judas desobedecerá e abrirá caminho para o contra-ataque rival.

    Se ousar anular minhas jogadas, Deus dará poderes de Pelé a Breno por 10 segundos, para que o gol aconteça.

    Se imaginarem que o time possa estar cansado e precise poupar jogadores, o Cruzeiro perderá em casa pro Figueirense e dará 12 pontos de vantagem pro SPFC.

    Se o SPFC não conseguir marcar gols, os zagueiros rivais o farão.

    Se fizer um gol no finalzinho, o juiz anulará. Esteja impedido ou não.

    Se tiver muito complicado, mas muito mesmo, coloca o Tardelli que até ele fará a jogada de um gol. (Isso sim é ajuda Divina)

    Penalti, depois dos 15 do primeiro tempo, ficará nas mãos do Rogério Ceni.

    E ai de quem desobedecer as leis divinas.

    Lembra quando chamavam o SPFC de “o time da fé”? Pois então...

    Curtas

    - Professor, veja bem. Se o SPFC ganhar do Flamengo, não muda nada pro SPFC. Se o Flamengo ganhar, ajuda bastante. O time ta cansado... sabe como é. Depois tem o Curintia, tem 6 pendurados. Vamos poupar, Muricy! Coloca o time reserva quinta-feira, toma de 1x0, ninguém vai ligar. Daí, domingo, você enfia 8x0 e tudo bem! Hein? Hein?! Que tal? Rsss

    Abs,
    RicaPerrone
    Visitem meu blog - http://ricaperrone.zip.net/

    PS - Ao publicar a coluna, em evidente tom de brincadeira, consegui receber um e-mail dizendo que eu estava "FALANDO MAL DE DEUS"!!!  Provando o contrário, peço publicamente: Deus, me dê paciência!

    Eu fui!


    Ontem estive no que era pra ser o último show de Sandy e Junior. Parece que resolveram fazer mais 2 extras, mas tudo bem. Tive sorte, porque era aniversário do Xororó e ele foi no palco cantar com os filhos. Não me lembro de ter visto isso antes. Daí, tive que filmar né!

    Pra quem gosta, segue o vídeo. Pra quem não gosta, ricaperrone@terra.com.br.  Podem entupir dizendo: "Putz, o cara gosta de Sandy e Jr!". rsssss
    GOSTO MEMO!!!  

    E sábado que vem tem Fábio Jr!!! Ah, pelamordideus, quem é John Lennon?

    abs, e turu, turu, turu.
    RicaPerrone

    Rodada

     
    - O SPFC é pentacampeão brasileiro.

    - Do Flamengo ao Cruzeiro, todos ainda sonham com Libertadores. Restam 30 pontos pra disputar, a diferença entre o décimo segundo e a Libertadores é de 8 pontos. Só que o décimo segundo tem um jogo a menos e joga 7 das 11 em casa.

    - O Botafogo cometeu um erro ao deixar que tudo fosse por água baixo em virtude da Sulamericana. Agora, ladeira abaixo. Uma pena, pois o time merecia ser mantido.

    - O Corinthians implora pela segunda divisão. A vida, piedosa, começa a analisar o pedido com carinho.

    - O Atlético PR vive um ano trágico.  Será saudades do Coxa? Se for, melhor jogar, porque meu Coxa vai subir!

    - Luxemburgo e Mano Menezes levam seus times a Libertadores novamente. E, mais uma vez, sem ter grandes peças nas mãos. Competentes, sem dúvida.

    - A tabela começa a apontar, perigosamente, dois grandes na zona de rebaixamento. Eu não gostaria, prefiro que caiam os pequenos sempre. Mas...

    - O Juventude caiu também.

    - O SPFC vai ao Maracanã como favorito depois dessa vitória sobre o Inter. Mas... vai perder! Sabe porque? Porque eu pedi pro Muricy: "Professor, se o SPFC ganhar do Flamengo vão me encher muito o saco. E como pro SPFC não faz a menor diferença essa vitória e pro Flamengo faz toda do mundo, dá pra quebrar meu galho e escalar o time todo errado?". Ele concordou.

    abs,
    RicaPerrone

    Divino?


    O Tricolor venceu o Inter. Tentei achar formas de dizer o que penso sobre a vitória, mas não dá. O SPFC é um time absolutamente iluminado por Deus no momento. Contra ele, a bola não entra. A favor, chutando 3, duas entram. Quando joga mal, como jogou no Beira-Rio, vence de virada com gol contra e outro de bola parada.

    Os chutes do Fernandão não entram. Rogério pega bolas impossíveis aos 43 do segundo tempo. O Cruzeiro perde em casa pro Figueirense num contra-ataque estúpido, enquanto o SPFC vira um jogo improvável.

    O rival faz 1x0, 1 minuto depois tem um jogador expulso. Tudo, absolutamente tudo, conspira a favor do SPFC.

    Não estou tirando os méritos, isso jamais. Como tenho dito, Muricy e o time todo estão de parabéns e tem 98% dos méritos disso tudo. Mas os 2% restantes são incrivelmente obra divina.

    Contra o Vasco, o que foi aquilo? A bola não entrava pra eles, e pro SPFC entrava com desvio na zaga. Contra o Cruzeiro, 200 chances de gol perdidas, um chute do hernanes e caixa! Contra o Santos, 2 chances de gol... e Breno faz jogada de Pelé. Erra o chute, mas faz o gol.

    Contra Palmeiras, Náutico e Paraná, ajuda da arbitragem. Contra o Grêmio, a zaga foi segurando e os gols surgiram nos dois raros contra-ataques que o time deu. É incrível! É um índice de aproveitamento fabuloso, contra um índice de sorte quanto aos erros dos rivais mais impressionante ainda. Tem que se elogiar, mas é notável como tudo conspira a favor do SPFC no Brasileirão.

    Ontem, contra o Inter, ficou bem claro: O homem lá em cima já tem seu campeão Brasileiro. O SPFC joga um futebol competitivo, mas tem uma proteção divina que não é brincadeira...

    abs,
    RicaPerrone




    [ ver mensagens anteriores ]